Ultraviolet, a cor de 2018 de acordo com a Pantone

pantone2018

 

Recentemente, a Pantone soltou para a nós a cor de 2018, que é a Ultraviolet. Explicando porque essa cor foi eleita, a empresa informou que ela representa a originalidade, ingenuidade, e pensamento visionário que aponta para o futuro.

Segundo Leatrice Eiseman, diretora executiva do Instituto de Cor Pantone “Nós estamos vivendo num tempo que requer inventividade e imaginação. Esse tipo de inspiração criativa é inerente ao ultravioleta 18-3838, um roxo azulado que eleva nossa consciência e potencial a um nível mais elevado. Explorando novas tecnologias ou uma galáxia maior, ou mesmo expressão artística e reflexão espiritual, a intuitiva ultraviolet ilumina o caminho que estar por vir”.

Como a gente pode ver, o tom escolhido pela pantone é muito ligado ao chamado “mindfullness”, à serenidade, à sabedoria, mas também se liga à contracultura, sendo um dos tons mais usados por Bowie, Hendrix, Prince. Se vai pegar, não sabemos, só 2018 irá nos dizer, mas eu confesso que já curti, e pelo menos na make, e nos sapatos, o ultravioleta já rolou pra mim!

Pra dar uma ajudinha ilustrada do que nos espera próximo ano, não só na moda, lembrando que a Pantone é muita barra, e não só na moda a gente vai ver esse tom bombando: beleza, decoração, e arquitetura vão trazer muito ultraviolet, podem esperar:

muralultraviolet

Fotos: Reprodução

DIY – Cordinha e cordonê para óculos

E aí, meu povo!!!

Como vocês tão nesse domingo? Conseguiram atualizar as séries? Eu passei o dia preguiçando, quando me lembrei que tinha que subir um vídeo aqui pro blog, ensinando como fazer os modelos mais usados de cordinhas salva-óculos, que prometem ser a febre da primavera/verão 2018!

Eu simplesmente tô amando essa vibe das cordinhas, já fiz alguns modelos pra mim, e como vocês perguntam sempre como fazem pra adquirir, tô bolando uns bem legais pra colocar na Lojinha do Enjoei e vender por lá. Acompanhem o Enju link AQUI que vou postando as novidades.

Por ora, vamos ao DIY mais rapidinho que já fiz, adorei filmar em time-lapse, e pelo celular, dinamiza demais as postagens. Aguardem mais vídeos assim que vai ter!


Xadrez Vichy: o clássico revisitado

IMG_2135

O xadrez Vichy é um clássico, fato. Imortalizado pelos looks de Brigitte Bardot na década de 50, ele sempre tá dando um jeito de se repaginar e se firmar como tendência de tempos em tempos. E em 2017 não poderia ser diferente: o vichy foi a cara da primavera/verão no hemisfério norte, e o mesmo promete acontecer por aqui.

Eu particularmente amo essa padronagem. Para mim, ela tem um ar pin up veranil maravilhoso, qualquer composição com ele me agrada, da mais rocker à ladylike (vestido midi em xadrez vichy é meu amor sincero amor verdadeiro).

Mas cês sabem que só falar do vichy não é tão convicente quanto mostrar looks maravilhosos com ele; se eu convencer com esse moodboard a 70 por cento do meu eleitorado usar xadrez vichy já tô satisfeita :):

IMG_2133

Me digam o que é essa saia de babado xadrez desse canto inferior esquerdo? QUEROOOOO!

IMG_2131

Tão vendo que com acessórios e modelagem certos a gente moderniza o vichy? Não tem como não amar, gente, Vichy é vida!

assinatura2

Pra ficar de olho: broches

 

 

 

broochtren

Não tem coisa mais legal na moda que a modernização do vintage, e hoje o post é sobre um acessório que vem sendo repaginado pelo street style: o broche.

Na verdade na verdade, o broche sempre teve um lugar cativo no meu coração, pois meu ícone de estilo, minha tia, SEMPRE usou essa peça, de modo que aqui em casa temos muitos exemplares deste acessório maravilhoso, que tira qualquer look da mesmice. Então, pra mim, broche é atemporal.

Mas, no universo das tendências, me parece que só recentemente o broche retornou com força total, aparecendo nas passarelas (Lanvin, Prada, e Balenciaga são exemplos) e nos blogs de estilo, geralmente de um jeito bem estiloso: enchendo as lapelas de blazers e golas de jaquetas, como mostro abaixo:

IMG-6257

Contudo, esse não é o único jeito de usar o broche, e a gente não pode se limitar tanto quando o assunto é dar nosso toque pessoal às nossas montações, né? Eu, por exemplo, adoro colocar grampos nos broches, e usar como acessório de cabelo, incrementando um coque, ou um rabo de cavalo; gosto de colocar no lenço e jogar no pescoço, ou mesmo pegar esse mesmo lenço e botar no braço, e aí temos um bracelete bem hi-lo, meio grunge, meio chique; também curto colocar uma corrente ligando dois broches iguais, fixando cada um numa gola de uma camisa básica, e aí temos uma espécie de colar…gente, muitas maneiras, muitas maneiras, só deixar a criatividade aflorar!

E aí, cês encaram essa incrementada no look com brochinhos ou pulam? Como já disse, eu tô com os dois pés dentro, amooooo broches, dão muita personalidade a um look.

 

 

Minha Experiência com Cronograma Capilar
Em: Beleza

OLARRRRR!!!

Voltei voltando, e com um post que foi pedido lá no insta do blog, sobre cuidados com os cabelos loiros, e em forma de textão como eu gosto de fazer hahahaha. Senta, pega a água e vamos nessa aventura!

Há mais ou menos uns quatro ou cinco meses (não lembro), eu retoquei minhas luzes, e o resultado sempre é lindo quando sai do salão, mas na primeira lavagem se o cabelo não tava bem cuidado a gente fica igual o Sid Guerreiro. Reclamei, reclamei, e há uns dois meses Nary, do blog Chat Feminino, veio me salvar sugerindo que eu baixasse um App chamado “Meu Cronograma Capilar”, pra testar um cronograma customizado pro estado em que estava meu cabelo.

Pois bem, baixei o app, que faz várias perguntinhas, e testes pra saber que tipo de cronograma dá mais certo no cabelo da gente. A gente vai preenchendo, passando as etapas, e no final sai um cronograma agendadinho pra gente, um amor!

Olhem só como é o aplicativo:

IMG_6089

O meu agendamento foi de quatro semanas, coloquei aqui as duas primeiras pra vocês terem uma ideia de como o aplicativo organiza:

IMG_6090

E o que são essas fases, o que é pra fazer em cada uma delas? Calma, vou explicar.

O cronograma consiste num tratamento agendado para seu cabelo, feito sempre que ele tiver precisando de reposição de nutrientes, lipídios, ou seja, ficar lindo maravilhoso. As fases do cronograma são 3 (nutrição, hidratação e reparação), e o agendamento se dá de acordo com o estado do fio(o app diz bem direitinho quantas delas você vai fazer, e em que dias).

NUTRIÇÃO:  o cabelo da gente precisa de nutrição quando tá sem balanço, dando nozinhos, com frizz…a cura pro cabelo assim é a umectação, feita com óleos e manteigas(azeite de oliva, óleo de coco, manteiga de karité, abacate), para devolver os lípidios aos fios, restaurando a oleosidade natural do cabelo.

HIDRATAÇÃO: a fase da hidratação é a mais conhecida da gente, pode ser feita sempre que achemos necessário, e tem como função repôr a água do fio. Cabelo opaco, armado, pede hidratação, e ela pode ser feita com produtos que possuam na formulação frutas, pantenol, babosa, e glicerina.

REPARAÇÃO: é a mais punk, e deve ser feita poucas vezes, só pra dar aquele boost no cabelo que perdeu proteína com processos mais agressivos e ficou poroso, quebradiço, fininho. É feita com produtos à base e queratina, colágeno, creatina, trigo, dentre outros.

Feitas as explicações, vamos à minha experiência: meu cabelo tava cagado real oficial, daí fiz o cronograma, não tão certinho seguindo os dias exatos, mas fiz até o final, cumpri todas as fases e o resultado: meu cabelo tá outro minha gente, com balanço, brilho, e digo isso com convicção (e provas), porque várias amigas já vieram elogiar quando viram meus cabelos.

Segue imagem sem filtro pra ilustrar o que tô falando:

IMG_6091

Os cremes que usei para cada uma das fases foram esses aqui embaixo:

IMG_6088

UMECTAÇÃO DE OLIVA, LOLA COSMETICS: esse já é bem conhecido de vocês que me acompanham no instagram. Feito à base de azeite de oliva prensado à frio, é uma maravilha pra umectar passando antes de dormir e só tirando no dia seguinte. É cem por cento vegetal, portanto, veganas, podem se jogar, e ficarem felizes que a marca também é cruelty free, não testa em bichinhos!

PHYTOERVAS SUPER RESTAURAÇÃO: escolhi essa máscara da Phytoervas pelo excelente custo-benefício. Custou na época que comprei vinte golpes, e tem como um dos compostos a quinoa, além de ser rica em ômega 3 e 6.

PHYTOERVAS HIDRATAÇÃO INTENSA: maravilhosa essa máscara, custou o mesmo preço da super restauração, e tem como compostos principais glicerina, coco, e algodão. Detalhe: não tem sulfatos, corantes, ou parabenos.

Esse trio ganhou meu coração lindamente, e fpi o responsável pelo estado do meu cabelo atualmente. Eu acrescentaria ainda o Yamasterol, que me socorreu quando precisei cumprir a fase de hidratação às pressas, enquanto malhava pra não perder tempo.

Porém, atentem: esses cremes foram os que meu cabelo melhor se adaptou, quando vocês começarem o cronograma de vocês vale dar uma testada nos produtos que o mercado vem lançando, até encontrar o que mais se adapte ao fio de vocês.

Ufa, que postão, mas vou ficando por aqui, e qualquer dúvida já sabem, só gritar nos comentários.

Beijos!

Feliz Natal com discurso empoderador de Madonna

Olá, gente, tô meio sumida, né? Porém, novamente venho aqui prometer postar com mais frequência, mas já dou uma explicação plausível: é que 2016 não foi um ano bom para boa parte de nós, brasileiros, e ficar falando de moda, ou qualquer outra frivolidade no meio dessa turbulência de ódio, preconceito, ausência de Estado Democrático de Direito, e falta de consciência de classe em que nos encontramos não me deixa satisfeita, não mesmo. Poderia usar o blog como válvula de escape pra tentar sair desse mar de lama, mas não sou assim, quem é índigo sabe que não é tão fácil não absorver a dor do outro, os problemas do outro, as injustiças feitas…é tarefa árdua, mas tentarei me policiar, e abstrair um pouco por aqui, porém sempre trazendo vez por outra uma problematização pra gente discutir. É importante, não dá pra fazer a alienada, e falar de comprinhas e Disney, quando nosso poder de compra tá sendo tirado pelo Estado de maneira odiosa.

Logo, minhas amigas, a linha editorial desse blog, que já não era fútil, vai ser menos ainda, e para dar prosseguimento a nossas atividades quero compartilhar, neste Natal, o discurso de Madonna no Billboard Music 2016, mostrando as dificuldades de ser uma mulher na indústria fonográfica. Que possamos sempre falar sobre igualdade de gênero; é importante, e é necessário, principalmente com essa onda conservadora que ronda o mundo:



Feliz Natal a todos e todas, que nos seja dado mais entendimento, e espalhemos mais amor em vez de ódio por aí.

Páginas12345... 195»