Moda Praia 2018: minhas peças preferidas!

Verão na nossa cara, e nós estamos como? Escolhendo o look de praia pra dar close toda hora!

E, dentro dessa escolha de looks closeiros, vou contar pra vocês meu top 3 beachwear, ou seja, os três tipos de peça de praia que mais amo usar. Não, não falo de tendência, e sim do que mais gosto de vestir quando vou à praia ou piscina, principalmente porque acredito que estilo dá de capote em tendência.

Não coloquei o biquíni de lacinho aqui nessa minha seleção porque considero um clássico, e em matéria de bronze é ele que a gente saca da manga pra conquistar aquele bronzeado bem brasileiro. Mas, em matéria de lacrar, amo esse time que montei pra vocês!

1 – Body/Maiô

 mbodysuit

Se teve uma peça que voltou de uns 4 anos pra cá e não saiu mas do nosso guarda-roupa, essa peça se chama body, que vai da cidade à praia sem nenhum problema. Eu tenho coleção de bodies, e para usar na praia escolho aqueles com modelo bem diferente, cheio de cortes, decotes, tirinhas, ou uma estampa mara, bem tumblr. Também adoro aquele estilo Pamela Anderson em Baywatch, bem asa delta, uso pra sair, e uso na praia.

Além do conforto, eu curto o body pela valorizada que ele dá no corpo da gente, modelagem é tudo, e se a gente veste um body/maiô, se olha no espelho, e se sente diva máxima, é ele mesmo que a gente usa!

2 – Hot Pants

Hpants

Os biquínis hot pants (cós mais alto, quase um shortinho só que cavado) também são meus queridinhos, basta ver meu insta, só dá ele! Deu pra perceber que amo conforto, né? Hot pants, além trazerem consigo uma carga pin up indiscutível, proporcionam liberdade no movimento; pra quem surfa, faz stand up, esportes aquáticos em geral, isso é importante, porque ninguém merece estar num stand up por exemplo, e o tempo todo tendo que ajeitar o biquíni porque tá incomodando.

3 – Biqúini com modelagem gringa

modegringa

Me perdoem as amantes do fio dental, mas calcinha maior atrás é tão comfy que eu não resisto, entre biquíni minúsculo e modelagem gringa (aqui no Brasil quando era pequena ouvia o povo chamar de sunkini), eu tô com a modelagem gringa faz tempo (tem até post antigo sobre isso) e não abro. Me acho super estilosa quando uso, geral de fio dental, e eu bem Angel da VS com a bunda (que tenho pouca, aliás) coberta hahahahaha!

Ah, e combinando com a calcinha maior atrás, tô gostando dessa tendência do top ser maior, mais estruturado (estilo halter no mais das vezes), e não o cortininha. Meus biquínis recentes vieram com tops assim, e eu amo, inclusive dá até pra usar na cadjimia.

Bom, essas são minhas três peças de praia prediletas, mas agora quero saber o top de 3 de vocês, me contem que tô curiosa!

assinatura2

Dica de Seriado: Merlí

E como estamos ainda acelerando pra começar efetivamente 2018, uns de recesso, outros de férias (no meu caso nem é um nem outro, tô trabalhando mesmo hahahaha), assistir umas séries legais não é nada mal, né?

Hoje eu trago pra vocês uma dica quente, principalmente como maneira de amenizar o estrago na educação que foi feito no nosso país, em razão de o ensino de filosofia nas escolas passar ser facultativo, algo que eu, particularmente, acho essencial na formação não só educacional de qualquer pessoa, MAS, SOBRETUDO, HUMANA: falo de Merlí, um seriado catalão que aborda filosofia de uma forma mais leve, jovem (é direcionado a esse público), e que vicia logo no primeiro capítulo.

Em resumo, Merlí é um professor de filosofia que, contratado por uma escola após um tempo desempregado (e despejado), sacode a vida dos seus alunos com questionamentos provocativos. Cada episódio aborda alguma escola filosófica ou pensador, e essa abordagem se conecta com os acontecimentos vividos pelos alunos, suas famílias, e professores.

Logo no primeiro capítulo achei Merlí com jeitinho de Dr. Gregory House, e garrei amor por ele, tinha que dividir essa maravilha aqui no blog!

Separei o trailer pra vocês se empolgarem, eu recomendo tanto para quem não ama filosofia, como para quem morre de amores por ela, como eu:


Em tempo: a série já está na segunda temporada, comecei a assistir ontem, mas não vou soltar spoiler aqui, né? Assistam tudo e me digam o que acharam!

Beijos,
Rose

DIY: Camiseta Cutout em V

OLÁ!!!!!

Fim de ano na porta, hora de tirar do guarda-roupas peças que você deseja doar, e as que você deseja reformar pra tornar mais usável. É tempo de reavaliar a maneira com a qual a gente interage com o consumismo, e tentar um 2018 mais desapegado e também criativo.

Pois pra ajudar vocês nessa empreitada, e dando sequência aos posts de DIY, nesse vídeo rápido a gente vai aprender a reformar aquela camiseta que a gente não tá usando tanto, pra torná-la atual, e estilosa!

Simbora aprender que tá mara!



Ultraviolet, a cor de 2018 de acordo com a Pantone

pantone2018

 

Recentemente, a Pantone soltou para a nós a cor de 2018, que é a Ultraviolet. Explicando porque essa cor foi eleita, a empresa informou que ela representa a originalidade, ingenuidade, e pensamento visionário que aponta para o futuro.

Segundo Leatrice Eiseman, diretora executiva do Instituto de Cor Pantone “Nós estamos vivendo num tempo que requer inventividade e imaginação. Esse tipo de inspiração criativa é inerente ao ultravioleta 18-3838, um roxo azulado que eleva nossa consciência e potencial a um nível mais elevado. Explorando novas tecnologias ou uma galáxia maior, ou mesmo expressão artística e reflexão espiritual, a intuitiva ultraviolet ilumina o caminho que estar por vir”.

Como a gente pode ver, o tom escolhido pela pantone é muito ligado ao chamado “mindfullness”, à serenidade, à sabedoria, mas também se liga à contracultura, sendo um dos tons mais usados por Bowie, Hendrix, Prince. Se vai pegar, não sabemos, só 2018 irá nos dizer, mas eu confesso que já curti, e pelo menos na make, e nos sapatos, o ultravioleta já rolou pra mim!

Pra dar uma ajudinha ilustrada do que nos espera próximo ano, não só na moda, lembrando que a Pantone é muita barra, e não só na moda a gente vai ver esse tom bombando: beleza, decoração, e arquitetura vão trazer muito ultraviolet, podem esperar:

muralultraviolet

Fotos: Reprodução

DIY – Cordinha e cordonê para óculos

E aí, meu povo!!!

Como vocês tão nesse domingo? Conseguiram atualizar as séries? Eu passei o dia preguiçando, quando me lembrei que tinha que subir um vídeo aqui pro blog, ensinando como fazer os modelos mais usados de cordinhas salva-óculos, que prometem ser a febre da primavera/verão 2018!

Eu simplesmente tô amando essa vibe das cordinhas, já fiz alguns modelos pra mim, e como vocês perguntam sempre como fazem pra adquirir, tô bolando uns bem legais pra colocar na Lojinha do Enjoei e vender por lá. Acompanhem o Enju link AQUI que vou postando as novidades.

Por ora, vamos ao DIY mais rapidinho que já fiz, adorei filmar em time-lapse, e pelo celular, dinamiza demais as postagens. Aguardem mais vídeos assim que vai ter!


Xadrez Vichy: o clássico revisitado

IMG_2135

O xadrez Vichy é um clássico, fato. Imortalizado pelos looks de Brigitte Bardot na década de 50, ele sempre tá dando um jeito de se repaginar e se firmar como tendência de tempos em tempos. E em 2017 não poderia ser diferente: o vichy foi a cara da primavera/verão no hemisfério norte, e o mesmo promete acontecer por aqui.

Eu particularmente amo essa padronagem. Para mim, ela tem um ar pin up veranil maravilhoso, qualquer composição com ele me agrada, da mais rocker à ladylike (vestido midi em xadrez vichy é meu amor sincero amor verdadeiro).

Mas cês sabem que só falar do vichy não é tão convicente quanto mostrar looks maravilhosos com ele; se eu convencer com esse moodboard a 70 por cento do meu eleitorado usar xadrez vichy já tô satisfeita :):

IMG_2133

Me digam o que é essa saia de babado xadrez desse canto inferior esquerdo? QUEROOOOO!

IMG_2131

Tão vendo que com acessórios e modelagem certos a gente moderniza o vichy? Não tem como não amar, gente, Vichy é vida!

assinatura2

Páginas12345... 196»