Como fazer a Salada no Potinho, ou Mason Jar Salad

O post de hoje foi decorrente de vários pedidos que minhas amigas fizeram, assim que coloquei no Instagram meu almoço de hoje; não era nada demais, era salada, mas a praticidade foi o que chamou atenção: ela vem em potinho de vidro, já toda organizada, só pegar e comer! O nome: salada de potinho mesmo, gente, ou mason jar salad, como chamam em território gringo.

Bom, a salada no potinho é uma maneira prática de a gente organizar nossas refeições, dá pra fazer pra semana inteira, colocar na geladeira, e todo dia tirar uma pra comer. Pra mim a salada disposta assim é uma maravilha, porque quando viajo a trabalho pro interior do Estado, sou meio fresca, não gosto de comer em todo canto, e não por sujeira e tals, mas porque geralmente comida de restaurante é muito oleosa, ou amanteigada, quem é do interior do Nordeste – ou visitante recorrente – sabe que isso rola. E, como minha alimentação do dia-a-dia não tem manteiga(ghee de vez em quando), pouquíssimo azeite, nada de sal, lactose ou glúten, pra evitar uma infecção intestinal assim de graça, tive essa brilhante ideia, que vi há uns meses no Pinterest e gostei bastante.

mjaramostras

E como montar essas saladas? Primeiramente, a gente vai precisar dos potinhos, de vidro de preferência, porque livra a gente do bpa dos plásticos; depois, organizar a salada seguindo uma ordem, não tão rígida, mas uma ordem que ajude na conservação do alimento e na manutenção do sabor.

Fiz um esqueminha ilustrado pra vocês verem como a gente vai montando os andares no pote:

mason jar ab

Bom, no fundo do potinho, na primeira camada de baixo pra cima, a gente coloca o molho, e aí fica ao critério do freguês. Na minha hoje eu pus mostarda e mel.

Na segunda camada, a gente põe os grãos, ou seja, grão-de-bico, lentilha, semente de girassol, mix de nuts, arroz sete grãos, ou integral, também vai do gosto de cada pessoa.

Na terceira, os vegetais que chamei t1, de doida mesmo, mas são aqueles mais durinhos, como brócolis, couve-flor, cenoura, cebola, alho poró…vale pôr aqui também milho verde, ervilha, semente de girassol, de abóbora…depois deles pode colocar os tomates, de preferência os cereja, que vão inteirinhos, e não soltam água como os cortados em rodela. Dá pra adicionar fruta também, como maçã, manga…

Na quarta camada vem uma proteínazinha: peixe, frango, queijo, carne, quinua, a depender também da preferência de cada um. Depois dessa camada, pode colocar um macarrãozinho, ou inhame, ou batata doce, enfim, um carbô pra dar uma forrada no bucho.

E pra finalizar, na quinta camada, folhosos variados! No meu potinho hoje eu coloquei rúcula, alface, e brotos de alfafa; deêm preferência aos orgânicos, eu sempre compro na feirinha agroecológica do Gramorezinho, que expõe em vários locais de Natal no decorrer da semana, é uma maravilha!

Me digam se não é o máximo isso? A pessoa fica pensando como não teve essa ideia antes…

E, se vocês acham que terminou, tenho outra dica quente pra vocês: seguindo a mesma lógica, dá pra fazer uma saladinha doce, e não falo das overnight oats, falo de saladinha mesmo. Coloca o molho doce, de mel ou iogurte grego por exemplo no fundo, depois uma fibra, e a seguir frutas diversas. Fica uma maravilha também!

Dada a dica, é esperar que vocês façam as saladas e coloquem a hashtag #saladanopotinhoDF pra eu colocar no Face do blog. Tô aguardando, viu?

Beijos!

 

 

Testei: xampu à seco da Batiste
Em: Beleza

Depois daquela desilusão do xampu à seco do post anterior, resolvi seguir a dica da amiga Meire, expert em beleza, e usar meu xampu à seco da Batiste, por umas semanas, tudo pra poder resenhar aqui pra vocês minhas impressões sobre ele.

Preparadas? Então, sentem que lá vem a história…

xsecobt

Bom, segundo a marca, esse xampu renova de forma instantânea os cabelos entre as lavagens, deixando-os deslumbrantes e com uma agradável sensação de limpeza e frescor, além de volume e texturas adicionais. A composição desse meu, com aroma de cereja, é a seguinte: Butano, isobutano, propano, Oryza sativa (arroz) de amido, álcool Denat, Parfum (Fragrance), Distearyldimonium Chloride, Cetrimonium Chloride.

xsecoverso

No verso dele tem as instruções de uso, e basicamente são: passar o spray nas áreas oleosas (raiz geralmente) a uma distância média de 30 centímetros, depois dar uma sacudidinha pra tirar o pó branco que fica, e depois sair deslumbrante! Fiz um passo-a-passo tosco pra vocês:

stepbystepbatiste

 

Na hora que fica esse rastro branco, bate um mini desespero, a gente fica achando que não vai sair…mas que nada, sai tudo, e olha, o cabelo fica lindo, com brilho, e nada duro depois da aplicação. Tirei uma foto com resolução bem alta de como ficou minha raiz depois do xampu:

afterap

 

Usei esse xampu durante algumas semanas em períodos bem punks, tipo, depois da sair molhada de suor da academia, e não tenho outra classificação para dar a esse xampu senão MA-RA-VIL-HO-SO!! Ele deixa o cabelo com brilho, balanço, os fios desgrudados, e esse efeito tem uma durabilidade nota 1000! Agora sim, um xampu à seco decente na minha vida, e o mais legal, no Brasil tem pra vender e não custa tão caro, já que não é pra usar todo dia, viu, meninas, é pra uma emergência: R$ 19,00 mais ou menos.

Portanto, resumindo a ópera, ele é essa Coca-Cola toda que tão dizendo na apresentação. A descrição corresponde de fato à qualidade de produto, e sim, farei estoque de Batiste na minha vida.

Beijos!

 

Resumão NYFW S/S 2015, parte 2

Minha gente, essas semanas de moda voam, já tá rolando Paris Fashion Week, e eu ainda em NY!! #atrasadapacas. Mas deixem comigo, não vou deixar vocês perderem nada, vou tentar condensar Milão e Londres e dois posts menores, só pincelando as tendências mais marcantes, e Paris vou fazer um pouco maior, combinado?

Mas, enquanto não começo as outras semanas de moda, sigamos com a segunda parte de Nova Iorque, começando com Michael Kors, com uma coleção ultrafeminina, e que faz a gente querer cada uma das peças desfiladas:

mkorsss2015

Se eu pudesse traduzir a coleção de Michael Kors em três palavras diria que ela é romântica, fluida, e esportiva. As saias puxadas dos anos 50 se apresentaram – como em quase todos os desfiles da NYFW – e o xadrez vichy apareceu de novo. As cores? Muitas cores tiradas de um jardim ensolarado: verde (da grama), amarelo (do miolo das margaridas), .Porém, teve espaço pra o marinho, preto, branco e marfim também. Tinha tanta coisa linda na coleção que foi difícil escolher poucas fotos pra mostrar aqui, lotei o post!

Badgley Mischka também apostou na fluidez, e sua coleção estava repleta de vestidos esvoaçantes. O peplum corre pros vestidos de festa, e um detalhe importante, já cantei a bola no Insta pra vocês quando fui pra um casamento de uma amiga ano passado e usei: o crop top sai dos looks informais pra os looks de festa, tudo vai ser uma questão de usar o tecido certo.

bmischkass2015 copy

Sobre Hervé Léger, uma observação: a influência oriental na coleção. Quando uma grife que só desfila vestido bandagem piriguetesco arrisca uma manga estilo kimono nas peças desfiladas, é porque a coisa a porra ficou séria. Fiquem de olho!

hervess2015 copy

E de La Renta, hein? Do jardim do Oscar de la Renta eu queria apenas tudo: das peças em xadrex vichy(mais uma vez, hein??), às saias com aplicações de flores(outra tendência pra prestar atenção), sonhei com tudo no meu guarda-roupas. Ele sabe, como ninguém, trazer o romantismo para suas peças, sem parecer saído do romance da “Moreninha”. É delicado, porém nada pueril; é feminino, e é prático, como as flats que ele fez questão de usar em quase todos os looks desfilados, deixando o salto de lado, porque mulheres de verdade não têm condições de usá-los 24 horas por dia, todos os dias.

delarentass2015

Já a Altuzarra desfilou uma coleção que teve como influência o universo de dois cineastas com estilo muito bem definido: Polanski, e Kubrick, e aí, minhas amigas, o estilo da Mia Farrow em O Bebê de Rosemary, aliado ao ambiente de ascensão e queda do mundo aristocrático do filme Barry Lindon reflete nas roupas desfiladas: cores como rosa bebê, que lembram a camisola de Rosemary, o algodão usando de uma maneira mais sexy, em vestidos semiabertos, os bordados inspirados no século XVIII..tudo muito inspirador, e intrigante.

 altuzarrass2015

Bom, por hoje é só, mas essa semana ainda posto a terceira e última parte do NYFW por aqui!

Beijos!

Sexta romântica: crop top + saia de renda

lacesk2a

Se na sexta passada o look foi do conforto, nessa, juntinho com ele eu decidi dar um toque mais romântico ao look. E como conseguir isso de imediato? Com renda, numa saia mimolet.

Essa renda minha é antiga, tava lá no meu acervo de tecidos e originalmente tinha comprado pra um vestido; só depois que decidi pela saia. Porém, como faltou forro, titia cortou e deixou a peça lá, alinhavada, por quatro longos meses, ATÉ que me toquei de uma sarja rosa seco minha encostada, e tive a ideia de pôr como forro na saia pra justamente dar o aspecto armadinho, do jeitinho que eu queria.

Domingo passado chegou, junto com a inspiração de titia, que pegou o tecido, costurou, e VOILÁ, MINHA SAIA DOS SONHOS FICOU PRONTA! E desde então tô vestida com ela sem tirar nem pra tomar banho. (brincadeira, mas que tenho vontade de fazer isso, tenho hahaha)

Pra combinar com minha sainha nova, usei um crop top também feito por Tia Alice. O mimolet, não vou mentir, é um comprimento perigoso, e a menos que você tenha um estilo de vestir restrito por causa de suas convicções religiosas, é preciso ousar um pouco na parte de cima para não parecer que a gente tá indo pra o Templo de Salomão:

lacesk5

lacesk4

lacesk3

lacesk1

Fotos: Jeff Braga

É ou não é um look fofo?

Créditos? Lá vão: saia e top Tia Alice (encomendas -ela entrega no Brasil inteiro, frete por conta do comprador – txia.alice@gmail.com, comigo, ou com ela diretamente pras clientes antigas); colar e óculos, AliExpress; Sapatos, que nem aparecem tanto mas são lindos, com estampa de passarinhos, Asos; Relógio, Casio vintage.

Beijos e bom fim de semana!

Domingo e macacão cut out!

Finzinho do domingo, aquela velha melancolia porque o fim de semana tá acabando já bate forte na gente. Se eu pudesse mandar no mundo, acho que tornava a segunda em dia não-útil só pra prolongar o findi e deixar nossa semana mais leve. Sim, sou como o Garfield, segunda não é lá um dia da semana agradável.

Mas não vamos antecipar o que  não precisa ser atencipado, vamos falar do look de domingo de sol maravilhoso que fez em Natal.

Hoje, pra espantar o calor, resolvi estrear meu macacão cut out que titia fez pra mim, em malha geladinha, leve, com estampa floral, uma maravilha. Quem dá uma passadinha aqui pelo blog já se ligou que faz um tempo que conto pra vocês sobre peças cut out, com recortes…podem apostar, já pegou pegando, e nada de dizer que você não é magra pra usar, blá, blá, blá, que dá pra fazer com recortes que valorizem as partes que merecem ser valorizadas, e esconder as que merecem ficar guardadinhas.

cutoutta3

cutoutta1

cutoutta2

cutoutta4

Fotos: Jeff Braga

Como macacão é uma peça inteira, a gente já se livra da necessidade de coordenar duas peças ou mais, o que é muito bom, porque sobra tempo pra escolha dos acessórios. No caso, um brinco em madeira, uma pulseira imitando madeira, e um colar de camurça com pingente de lâmpada resolveram o meu look. A bolsa? Uma bucket em veludo, pra dar aquele ar setentinha que eu tava buscando.

Explicado o look, simbora pros créditos: macacão, Tia Alice (encomendas, dúvidas, e estampas e cores sólidas da peça comigo, ou através do email txia.alice@gmail.com); sandália, Crysalis; colar, Forever 21; brinco, lojinha de 1,99; pulseira, Renner; Bolsa, Santa Lolla.

Sexta comfy: jardineira!

IMG_8087.JPG

Até que enfim sexta chegou, e com ela aquela vontade de vestir algo mais confortável, que demande menos esforço, mas que não fique com ar desleixado. A peça-chave que atende a tudo isso que falei? A jardineira, uma das peças que tem sido cantada aos quatro cantos como tendência, mas que eu considero um verdadeiro clássico do look comfy.

Como usei a minha para trabalhar, passei longe dos tops e regatinhas; optei por uma camisa social com poá de coração, e tasquei scarpin nos pés. E já que a idéia era dar um ar mais chique à jardineira, fiz um coque rosquinha arrumadinho, pero no mucho, para complementar o estilo que eu queria:

IMG_8085.JPG

IMG_8094.JPG

foto b

Fiquei com muita vontade de ficar assim o restinho da semana inteira, amei muito o resultado desse look :)

E como sei que que vocês sempre pedem os créditos, não poderia deixar de colocar aqui pra vocês:

- Jardineira Riachuelo; camisa Tia Alice; scarpins, Vizzano; bolsa, Steve Madden; óculos, Versat Gold; brincos, acho comprei a uma amiga.

Páginas12345... 174»