A moda vem…e volta: o shirtdress de agora

Se tem uma peça que eu considero realmente prática, essa peça é o shirtdress, um misto de camisa e saia, que facilita a vida da meninas de hoje.

Popularizado por Dior, em 1957, posso dizer com firmeza que ainda é tempo de shirtdresses, em pleno 2011-quase-2012. Tudo por culpa das semanas de moda lá fora, e das editoras de renomadas revistas, que pareceram ter “redescoberto” a peça. Os vestidos com jeitão de camisa vêm das maneiras mais variadas possíveis: ora com mais camisa que vestido, ora o contrário, ora em cores lisas, ora em estampas de toda sorte…

Confesso que amei os shirtdresses mais “mulherzinha”, estampadinhos, com sainhas pregueadas, ou franzidas, o que não me impede de posteriormente vir a gostar dos modelos com jeitão mais masculino, tacando um cinto pra marcar a cintura. Sou volúvel demais, que posso fazer?

A verdade é que eu considero o shirtdress um clássico, coisa que a gente deve ter  sempre à mão, dentre as peças-chave do armário. Facilita nossas vidas, muito.

É camisa, e é vestido. Às vezes, um mais que o outro.

Plissé, s’il vous plaît…

A montação de hoje foi pra o batizado do meu sobrinho. Pela manhã, não vi opção melhor que um vestido florido…e plissado!
Que acham?

Fotos: Jefferson Braga

Ah, e antes de dar os créditos, algumas dicas sobre conservação de peças plissadas: lave-as com sabão de côco, seque-as à sombra(sem torcer), não passe(se quiser passar, leve à lavanderia, lá eles sabem como fazer sem danificar a peça), e na hora de guardar, dê um nó, guardando-as em saquinhos individualizados.

Agora sim, os créditos:

Óculos – Bleu Dame

Vestido – Asos

Pulseira e brincos – Sol Bijoux

Sapatos – Santa Lolla

Clutch – de titia, de mil novecentos e volts

Cinto – Datelli

Peplum: a saia da vez(?)

Essa interrogação foi proposital, já que não é muita novidade a existência da peplum. O termo é conhecido desde o século XIX, quando a publicação “Godey’s Lady’s Book” já falava dele em sua seção de moda e estilo.

A peplum surgiu no auge no ladylike (anos 40/50), voltou nos anos 80, se foi, e retornou no início dos anos 90, pra rebater a moda dos blazers estilo “boyfriend” com ombros largos e bolsos enormes(bem Didi Mocó Style). Moda de menininha, pra fazer contraponto à androginia que imperava na época.

Agora ela volta, repaginada, em várias versões, e promete ser a sensação da primavera/verão lá fora. Se pega aqui, só com o passar dos dias saberemos…

Mas, o que é uma a peplum? É uma saia “extra”, que pode vir acoplada a outra saia(geralmente justa), blusa, spencer, ou vestido. Mais recorrente é vê-la em saias e vestidos.

Justamente por dar a ilusão de uma “sobreposição”, essa saia extra pode dar um volume indesejado na silhueta…e nem sempre é isso que a gente quer, né?

E, como me sinto na obrigação de contar pra vocês, tem um macete pra usar a peplum, já que ela potencialmente pode aumentar os quadris, eu disse, potencialmente. Há vários estilos desse modelo, e o que mais favorece as quartudas é aquele em que a saia extra não é volumosa, como esse vestido da coleção da Victoria Beckham. Já aquela peplum com saia franzidinha por cima é perfeita para as meninas “without hips”, já que tende a deixá-lo mais “cheio”.

Ps: Ah, e eu, catucando em minhas coisas, achei uma saia peplum feita por titia ano passado. É essa da foto abaixo:

Agora, quem lavou a burra foi a galera cliente dela! (Quase) Todas encomendaram vestido peplum ano passado, estilo esse da Sabrina Sato. Portanto, meninas, podem tirar do guarda-roupas, que tá super valendo!

Força ladylike que nunca seca.

Dúvida Cruel: Curtinho em casamento, pode?

Hey gals!

Hoje a gente vai tirar a dúvida de uma leitora, que na verdade traduz a dúvida de várias outras leitoras que precisam ir a um casamento, e querem usar o vestido curtinho, ou, no máximo, um cocktail dress.

A Gabi me mandou um e-mail semana passada dizendo o seguinte:

“Boa tarde! Queria pedir umas dicas de modelos de vestido. A ocasião é um casamento e eu queria mandar fazer, gostaria de um modelo que desse para usar com sutiã e pretendo fazê-lo da cor azul (cobalto, ou parecido). Como não serei madrinha, creio q dê para usar um curtinho.”

Então, Gabi, pode acabar a aflição, já que vestidos curtinhos e cocktail dresses(de comprimento um pouco acima dos joelhos, ou até a altura dos tornozelos) estão liberadíssimos em casamento. Estão liberados no red carpet, quanto mais num casório!

Porém, preciso advertir que é importante seguir o traje que é pedido no convite. Se não vier especificando o traje, vai pelo bom senso; conhecendo os noivos e o tipo de casamento que você vai já é meio caminho andado para a escolha do visual.

Quanto à possibilidade de usar vestidos compatíveis com sutiã, optei por selecionar modelos que não são tomara-que-caia, e até consegui alguns vestidos na cor que você me disse no e-mail…então, vamos às fotos!

Em se tratando de casamento, algumas precauções, no entanto, devem ser tomadas:

- Nem pensem em ir ao casamento usando branco, nude, ou qualquer outro tom que se assemelhe ao vestido da noiva. O centro das atenções é ela, e somente ela. Mostrei alguns nesses tons clarinhos, mas foquem no modelo, e não na cor;

- Também não sou muito chegada a preto…acho muito “energia pesada” pra usar numa ocasião leve, como deve ser um casamento..

Bem, feitas essas considerações, abro o post para comentários e sugestões; afinal, ajudar Gabi nesse momento é o mesmo que ajudar a nós mesmas, quando estivermos na mesma situação!

Devaneio(s) da semana: Frutas, e mais frutas

Fazendo até um friozinho, e a louca aqui já pensando no verão, época em que o vestidinho abaixo vai ter um inspired obrigatório nas minhas coisas.

Também, quem resistirá a esse modelito com estampa de maçã?

E o frutismo não pára por aí…esses tênis vêm tirando minhas noites de sono. Talvez não dê pra notar de primeira, mas o exemplar abaixo parece um morangão, com estampinha de moranguinho no forro…puro amor, né?

Sonhando horrores com essas duas peças…

Adooooro! da semana: Paris Hilton

Isso mesmo, Paris Hilton. Todas as amigas que me conhecem sabem que acho a galega da foto abaixo piriguete, mas isso não é motivo de eu ignorar sua existência durante toda a minha vida só por causa disso; se ela andou se destacando no look, que mal tem mostrar pra gente correr pra costureira copiar?

Aliás, esse vestido dela tá muito lindo, nada de vulgar, nem mesmo o decote ficou piriguético(o que aconteceu justamente por ela não ter muito busto…se fosse Kim Kardashian, certeza que a beleza do vestido estaria “obrada”):

A maquiagem ficou leve, enfatizando apenas o batom vermelho e o cabelo não ficou nada mal…acho que só o comprimento do vestido poderia não ter arrastado, mas isso são detalhes, não impede que admiremos toda a beleza do vestidón, não acham?

PH, você não vale nada, mas gostamos de você!

Páginas12345678