Comprando o vestido de casamento na China

Abdress

Até que enfim, a série mais esperada de posts do blog (pelo menos é o que pedem pelo Insta) começa agora!

Vou iniciar a categoria Bridezilla com dicas para as noivinhas que querem comprar o vestido de casamento direto da China. Posso falar sobre esse assunto com bastante autoridade porque fiz muita pesquisa de modelo, de qualidade, e me acho na obrigação de passar detalhes, vez que achei bastante lacônicos os posts sobre o assunto em blogs especializados.

Preparadas? Então, senta que lá vem a história.

Primeiramente, ao decidir comprar o vestido de noiva lá do outro lado do mundo, é importante ser maceteada em compras online, e ter inglês afiado; caso contrário, peça a alguma madrinha, ou parente, ou amiga que tenha essas duas aptidões, evitando assim passar por aperreios pré-casamento.

Sobre os sites para a compra do vestido, só indico um: o SUPERBWEDDINGDRESS. A razão? Preço honesto, vendedora atenciosa (a famosa Cady), prazo de confecção e entrega devidamente cumpridos, modelo idêntico ao pedido, acabamento impecável, e tecidos de boa qualidade. Não, não indico Aliexpress, porque os vendedores são variados, e as chances de se decepcionar com uma compra de vestido de casamento lá é grande; mesma coisa digo do Vogue Season, e do Ebay. Fora o Superb, indico com ressalvas o Jasmine´s Bridal Shop(link AQUI)…digo com ressalvas porque não testei, mas ouvi falarem muito bem dessa loja, dizem que produzem réplicas de Vera Wang perfeitas, com um precinho mais salgado que o Superb, mas ainda assim honesto, porque ninguém merece os preços praticados no Brasil dos vestido de noiva, não mesmo.

Enfim, voltemos ao Superb, que tem essa carinha:

SuperB

No site, a gente tem a opção de comprar os modelos que eles disponibilizam por lá(são muitos, pode se preparar para uns 3 dias olhando, olhando de novo, escolhendo, anotando as referências), naquele esquema pôr na sacola (add to chart), tão conhecido das compras online, e ainda pode pedir diretamente por e-mail um modelo que a gente goste, e não esteja lá no mostruário. Fiz dois orçamentos por e-mail com a Cady de uns vestidos que tinha armazenado no PC antes de escolher meu modelo diretamente do site, aquela dúvida que toda noiva tem. Acabei decidindo por um vestido do Superb mesmo, na parte dos vestidos modelo 2014, esse da imagem abaixo:

MODELO

Dica: quando for pedir o modelo, não fiquem mudando o tempo todo, nem perturbando demais a Cady, acho que a gente tem que fazer a encomenda já bem decidida, pra não dar M no final, porque ela pode passar batida em algum e-mail em que vocês tenham acrescentado algum detalhe na encomenda do vestido, por exemplo, acontece. Portanto, tentem ser claras, objetivas, pra não rolar decepção depois, uma vez que essa galera recebe encomenda do mundo TODO, e já acho que eles são bem atenciosos pra o volume de pedidos que recebem diariamente. Vamos ajudá-los a nos ajudar, porque se a gente fica sem o Superb, cabou-se o sonho do vestido bom e barato.

Escolhido o modelo, é feito o orçamento, e ainda é perguntado se você quer com véu e anágua. Como o preço ficou muito bom com mais esses dois itens (uns 870 reais), pedi o pacote completo, e deixei pra decidir se ia usá-los no dia do casamento(e usei). Esse valor incluiu frete também, que é aéreo, via DHL, um modo bem seguro de transporte, e rápido também. Porém, pelo amor de Deus, peçam com antecedência, no mínimo 4 meses antes do casório, por precaução. Eu pedi dois meses antes porque sou segura – e kamikaze – quando se trata de compras internacionais. Sou o macete em pessoa, não façam o que eu faço, só o que eu digo.

Voltando à compra, a negociação foi feita toda por e-mail, e, fechado tudo, Cady mandou um invoice do Paypal com a quantia que eu deveria pagar. Daí, só fiz entrar no meu cadastro do Paypal, fazer o pagamento e pronto, tudo certo para começar a produção. Tão logo pago o vestido, Cady mandou um formulário para preenchimento com minhas medidas; se o pedido tivesse sido pelo site, eu teria à disposição um guiazinho como esse abaixo dizendo as medidas que eu deveria preencher:

como_medir

Após o envio das medidas, o prazo em média para confecção é 20 dias, e para o vestido chegar até você leva no máximo uns 15, lembrando que, como é feito por DHL, aéreo, a gente tem que pagar as taxas no Brasil, porque eles fazem tudo certinho, declarado e tals. Paguei uns 250 reais salvo engano, e esperei eles liberarem meu vestido.

E quando chegou, meninas, foi emoção! Ele vem tão compactado, que a gente não acredita que lá no pacote tenha vestido, anágua de armação, e véu, é uma coisa meio China in Box hahahaha!. Quando abri, e o vestido “pulou” do pacote, fiquei impressionada: tudo impecável, acabamento, tecido, o corset extremamente espartilhado, que só vocês vendo mesmo pra acreditar no que tô dizendo….tirei umas fotos com resolução boa pra mostrar:

dress_details

Se ele se parecia com o modelo escolhido? Vejam com seus próprios olhos:

weddress

Fiquei muito satisfeita, mesmo, principalmente porque não precisei ajustar nada, ele vestiu como uma luva em mim, uma coisa maravilinda de Deus mesmo!

Logo, noivinhas que querem comprar o vestido da China, vão sem medo do Superb, porque eles são super honestos. Caso vocês queiram dar um passeio já pelo site, vou colocar o link logo abaixo, e também o link do meu vestido, para as que curtiram o modelo:

Link para o Superbweddingdresses: clicar AQUI.

Link para o meu vestido no site acima: clicar AQUI.

Agora, está dada a largada para todas as dúvidas de vocês, sinto que esse vai ser o post mais comentado de 2014. Fiquem à vontade para perguntarem o que quiserem!

Penteado de casamento + decote nas costas

Tô meio atrasadinha, mas ainda vale mostrar um tico do meu vestir no casamento da prima do meu boy, a Bia Procópio? As meninas me perguntam, DESDE O DIA DO EVENTO, como me vesti, como fiz o penteado, então hoje vou dedicar esse post a esses esclarecimentos.

Primeiramente, o vestido: ele foi feito por titia, e teve como inspiração total um vestido que vi no Instagram da Helô Gomes (a frente dele é ESSA, e as costas são ESSAS). Comprei com ela o tecido, acompanhei a fase toda de provas e no fim, ficou obra de arte, pena que na hora em que eu tava saindo, que peguei minha máquina punk de fotos, simplesmente a bateria estava morta #ÓDIOOOOO. Tentei tirar com minha máquina pequenininha, mas a foto não fez justiça ao vestido, saí com a cabeçona, parecia um pirulito, ficou péssimo…

Contudo, apesar de uma máquina quebra-galho, deu pra salvar a foto do decotão, e o penteado, um coque trançado com correntes, que se vocês quiserem transformo em vídeo mostrando tanto como criar uma corrente massa pra trançar, como o penteado propriamente dito. Gritem nos comentários que tentarei atender o mais rápido possível pra não perder a graça…e chega de papo e vamos à foto:

Gostaram do look? Eu amei na verdade meu vestido, toda vida que passo pelo guarda-roupas dou uma paquerada com ele, ficou o teto da Capela Sistina de Tia Alice, arrasante!

Adooooro! da semana: longo estampado

O look de hoje orna demais com eventos mais formais, e diurnos. O vestido estampado longo tá no meu rol de desejos para os casamentos e afins que irei esse ano, porque foge um pouquinho da mesmice/breguice de drapeados+tafetás, e passa um frescor. Penso como uma adaptação para países tropicais de vestidos de festa, super combina com o nosso clima:

Foto: reprodução

Notaram que o cabelo não tem muita frescura? Pois é, se  a matriz da composição é o vestido, o legal é  trabalhar menos nos penteados, fazendo algo simples, porém bonito e discreto. No caso da imagem, o cabelo tá solto, e com uma textura que a gente consegue com sprays que dão aquele efeito ondulado de praia (ensinei semana passada, inclusive).

Adooooro! da semana: Ashley Olsen

Tá, eu não sei diferenciar as irmãs Olsen, mas acreditem, essa é a Ashley(quer dizer, eu acho).

Como o domingo foi – e está sendo – dia de branco, de muito trabalho, nada mais apropriado que mostrar um look…branco!

O eleito de hoje é um vestido de renda que é a coisa mais linda do mundo; não faço ideia de que marca seja, porém é, confesso, uma peça que eu realmente gostaria de ter no meio das minhas roupitchas, faria um super esforço financeiro se Farm, Dress to, ou qualquer outra lançassem algo do tipo:

Foto reprodução

É delicado, tem um mullet muito discreto, é diferente…cagou na bolsa e no sapato, mas vamos visualizar esse vestido aqui no Brasil, no nordeste, em Natal, no litoral, com uma rasteirinha delicada, um coque semipreso, e uma bolsa com textura mais artesanal Digam a verdade: a gente ia abalar, né?

Cadê as marcas brasileiras pra vender os “inspirados’? :(

Do domingo: deu nó

Antes de mostrar pra vocês o look do dia, gostaria de deixar meus pêsames a todos os familiares dos jovens que faleceram em Santa Maria, Rio Grande do Sul. Foi uma tragédia de proporções gigantescas, e infelizmente, o que nos resta é orar pelas almas destas pessoas, e pedir a Deus força para que suas famílias possam seguir em frente, com muita dor no coração, mas que possam apenas seguir.

Dito isso, o look de hoje traz um vestido que promete ser sensação: cortado nas laterais, e com um nó central. Titia fez um estampado pra mim(posto por aqui essa semana), longo, e fez esse curtinho preto. Lembrando às clientes dela que ela tem várias estampas, e várias cores lisas, tanto mais sóbrias quanto mais alegres, como lima, amarelo, verde água, pink…só ligar pra ela e encomendar(eu também sou atravessadora, então, contatos comigo também hehehe).

Dado o alto nível de sensualidade do vestido, o fotógrafo #tremeucasmão e faltou foco na foto acima. Favor, pensar que foi uma foto artística.

Fotos:Jeferson Braga

O vestido, como eu escrevi lá em cima, é Tia Alice, o preço é mara, falo nos comentários. Os sapatos são Asos, os brincos e pulseiras de lojinhas de bijuterias do Centro.

It’s the end of the world, as we know it…and I feel fine.

Só pra tirar uma ondinha com a cara dos Maias, fiz uma simulação do fim do mundo. Escolhi a cor azul como pano de fundo, e segui me arrumando: vestido longo em tons de azul que virou saia, jaqueta jeans, faixa combinando com o combo saia + jaqueta…tá, pode ser uma robertocarlalização grande, mas queria estar ornando com o céu quando ele descesse, ou com a água, se ela viesse em forma de ondas imensas.

Como uma mandingazinha não faz mal a ninguém, escolhi três amuletos: shambala, sal grosso e coruja, escudos que podem vir a servir pra o fim do mundo. Também fiz delineado gatinho, e coque rosquinha, porque o término pode chegar, mas o glamour tem que estar lá, de pé, prontinho pra ser detonado quando tudo desabar, ou explodir, ou se afogar, ou queimar, sei lá. Levei relógio, esperei ansiosamente pela hora exata 11:11 e…nada. O minuto virou, pensei que meu relógio estivesse adiantado, tudo na mesma. Fiz até playlist em homenagem à chegada dele, também não funcionou.

Fotos: Jefferson Braga

Vai ver que, como diria minha falecida bisavó, quem se acaba é a gente mesmo, não o mundo. O mundo vem cavando seu fim desde seu começo, e com uma grande contribuição nossa, a ficha da gente é que tá demorando pra cair. Mas, parafraseando Michael Stipe, tô me sentindo bem.

Páginas12345678