Current Obssession: gola Peter Pan

abPPan

Clássico é atemporal, a gente sabe bem. Contudo, há períodos em que o clássico acaba ficando mais em evidência que o normal, não sei se por inconsciente coletivo, mas de repente a gente começa ver muita, mas muita gente usando determinada peça ou acessório por aí. Vejo que é exatamente isso que tá acontecendo com a gola Peter Pan, aquela com as bordas arredondadas: um estilo de gola atemporal, mas que de uns meses pra cá foi adotada pela turma fashionista, que desfila por aí com vestidos e camisas com esse detalhe maravilhoso!

A gola Peter Pan remonta à década de 20, e teve um resgate lá pelos idos dos anos 60, e em verdade, ela mais se assemelha às golas das roupinhas de bebê, que à gola da roupa do Peter Pan. Há mais ou menos uns dois anos vi muitas meninas usando como uma peça em separado, um acessório mesmo incrementar o look, mas agora vejo que as próprias peças já são feitas com essa gola, coisa que gosto bem mais. Eu passei pela tendência da golinha em separado, não curti, e sabia que ela não duraria muito. Contudo, uma peça confeccionada com essa gola é outra história, dá pra usar hoje, daqui a cinco anos, ou daqui a dez anos. Como disse lá em cima, a depender do tecido, da cor e do modelo, uma peça com gola Peter Pan se torna um clássico.

E pra gente pegar dicas de como usar uma peça com esse modelo de gola juntei vários looks e já adianto um truque: incrementar o look com gravatinha feita de fita de veludo, ou uma rosa estilo a camélia da Chanel fica um charme!

Outra dica boa para usar os vestidinhos estilo Wandinha da Família Adams(que têm gola nesse estilo) sem ficar caricato é combinar com acessórios moderninhos, fica lindo!

SelecPpan

E aí, quem já tem sua pecinha com gola Peter Pan pra chamar de sua? Eu tenho algumas e amo, como essa camisa desse look AQUI.

Velvet Obssession

veludoabert

Eita que a imersão nos anos 90 tá grande, viu?! Depois do vestido camisola, vou falar um pouco com vocês sobre o veludo, que de repente pipocou nas passarelas lá fora (Tommy Hilfiger, Alberta Ferretti, Armani,  Gucci, Prada…), e ganhou leitura própria no street style. Digo isso porque as passarelas trouxeram peças mais clássicas em veludo, com forte influência dos séculos passados, e as ruas trouxeram uma versão mais cool, usável, ora puxando pros anos 90, ora com um pé no bohemian, o que, diga-se de passagem, me agrada muito mais.

O veludo pode dar a impressão de que é um tecido difícil de usar mas, como disse, é só impressão. Escolhendo a peça certa, uma cor legal, combinando com os acessórios certos, não tem perigo da gente sair por aí parecendo forro de caixão, no way! E o bacana: uma peça confeccionada em veludo se torna atemporal, podemos passar anos usando, não dá pra se desfazer porque quanto mais os anos passam, mais legal usá-la como uma referência na montação! O veludo não é só tendência, eu considero bem mais que isso, é estilo, quem ama veludo, ama sempre.

Outro mito que é missão desse blog quebrar é o de que veludo só pode usar no inverno, em regiões onde o frio pega de verdade. Desagarrem dessa ideia, dá pra usar de boinha um top de veludo, por exemplo, no nosso inverno nordestino, com um shortinho jeans! Vestidinho curto também! Saia lápis, essa é que dá mesmo! Kimono, esse é que dá, estilo gata do Coachella, com vários colares, camiseta surrada, e shortinho jeans! Lembrem, não existe regra quando se joga personalidade no look, você, seu estilo e seu bom senso é que vão dizer a forma com a qual será digerida a tendência.

Resumo da ópera: se joguem, mas antes vamos dar uma espiadinha nos looks inspiradores que coletei pra dar uma mãozinha na montação com peças em veludo?! Espero que gostem!!!

Boardveludo

Só mais duas coisas: esse kimono rosé, e essa calça pijama cinza, minhas obsessões para o momento!

Beijos,

Rose.

Alerta anos 90: o slip dress voltou!

Ab_slipdress

 

2016, pra moda, tá parecendo 1995: a quantidade de peças trazidas direto do armário das meninas da década de 90 dá pra criar uma série de posts por aqui, tranqüilamente.

Em 1990 eu tinha 9 anos, e ganhei uma assinatura da Capricho que durou mais de 5 anos, portanto, acompanhei de perto o estilo que reinou naquela década, seja através dos editoriais da Capricho, seja acompanhando, também através da revista, os looks das estrelas Pop/Rock e top models da época. Muitas peças legais daquele tempo tão voltando, mas por hoje, vamos falar de uma em especial, versátil por sua própria natureza: o slip dress, ou vestido camisola.

Quando se fala em slip dress, não tem como não vinculá-lo à Kate Moss, e à Courtney Love, rainhas dos anos 90 que usavam a peça de maneira exaustiva. Se Kate recebesse um dólar pra cada aparição que fazia usando slip dress ela tava milionária somente por isso!

Matriz_slipdress

Se nos anos 90 era Kate que comandava o exército de Slip Dress, atualmente o ícone de estilo no quesito se chama Rumi Neely, blogueira do Fashion Toast. A beesha veste cada um mais lindo que o outro, fico feito doida salvando na minha pastinha de inspirações pra escolher o modelo mais legal e fazer um pra mim!

defsliprumi

Muito embora o vestido-camisola não seja unanimidade (algumas dirão: que loucura, mulher, a pessoa sair de camisola na rua, onde já se viu??!), minha opinião é de que o slip dress é sim uma das peças mais legais do momento para compor looks: a gente vai do look sexy ao grunge dentro de instantes, somente trocando acessórios. Ele vai da festa chique a um jantar mais informal com amigos. E eu provo o que digo, só ver a seleção abaixo dos looks com slip dress, garanto que muitas de vocês, leitoras, vão desejar um vestidinho camisola pra chamar de seu.

howtoslip

Ah, ia me esquecendo: se quiserem deixar o look bem anos 90 mesmo, é só combinar com camisetinha por baixo, vi várias meninas usando e achei massa, um hi-lo direto do túnel do tempo que funciona demais!!

E aí, que cês acham do slip dress, curtem ou não? Vamos abrir debate nos comentários, que eu adoro!

Os 5 vestidos mais fechativos da Self Portrait

 

ABselfpor

Já ouviram falar da Self Portrait? Acho que assim, de nome, muita gente não conhece, mas basta um passeio pelas redes sociais das blogueiras e atrizes gringas pra se encantar com a marca, principalmente com os vestidos de renda e guipure fabricados por Han Chong, que entrou no ramo da moda há dez anos (sendo co-fundador da Three Floor), e não fazia ideia que a Self Portrait iria estourar quando pôs à venda peças no Net-a-Porter, e na Bergdolf Goodman. Simplesmente as peças voaram, e não raro a gente topa por aí com alguém do Insta usando suas produções.

Observando os modelos à venda, a gente nota que Han faz a linha ladylike, ora assumindo uma pegada mais romântica, ora dando um toque de modernidade. Separei os cinco modelos de vestido que mais curto na marca pra mostrar por aqui:

 SP5

SP4

SP1

SP3

SP2

O mais legal é que esses modelos já ajudam quando o ponto é resolver que look usar no fim do ano, né? Então, toma aqui minha dica pra vocês fãs de renda, guipure e similares, corram pras costureiras mais próximas que eu acho que ainda dá tempo!

Beijos!

Frutas, muitas frutas!

Apesar de tempos nebulosos que estamos vivendo num mundo, o sol por aqui no Nordeste é forte, é radiante. Talvez bem por isso não é qualquer coisa abala e deixa pra baixo o nordestino: a gente dorme triste, mas o Sol, o Astro-Rei tá lá, dizendo que a luz não tá só no fim do túnel; também figura lá no céu, disponível pra todos nós. Quando associam o alto índice de suicídios a lugares onde os invernos são mais rigorosos, logicamente, em sentido reverso, ligamos a alegria e vontade de viver a lugares onde o sol brilha durante maior parte do ano…pois bem, estamos aqui, a 36 graus mais ou menos, postando um look que reflete essa necessidade de explodir todas as cores, e sabores que só um país tropical tem.

Nesse vestido mídi, flores e frutas prendem nossa visão, e geram uma sensação boa, de frescor; por efeito sinéstesico, a estampa faz até a gente sentir alguns sabores :). Como quase sempre por aqui, essa peça foi feita por titia de forma rápida, carinhosa, e meu apego por ela me permite usá-la duas vezes por semana desde que confeccionado.

Foi amor à primeira vestida, podem acreditar!

fruit1

fruit6

fruit5

fruit2

Imagens: Jeff Braga

Porque nada é melhor que pôr a cara no Sol com um vestido que anuncia que a gente chegou chegando, né?

Vestido: Tia Alice (encomendas no email [email protected])

Bolsa e Sapatos: Arezzo

Óculos: Aliexpress

Brincos SDesign

Vídeo da Quinta: como comprar o vestido de casamento em sites chineses

O vídeo de hoje é tipo um “senta que lá vem a história”: nele, eu explico, com detalhes, como comprar o vestido de casamento em sites chineses. Espero que curtam e que tenha sido esclarecedor:

 

Como eu sei que vocês vão pedir nos comentários, adianto que os links dos sites que falei no vídeo são esses:

Milanoo
Jasmine’s Bridal Shop
Superb Wedding Dresses

Páginas12345678