Ideias inspiradoras e o lookbook primaveril da Blanco

Façam o seguinte: abram o guarda-roupas…o que tem por lá? Cardigan, Camisa, Calça, Saia, correto? Ideias pra compor looks? Se não veio nada à mente, que tal pirar com o lookbook da Blanco(Spring 2011), super vida real?

Estejam preparadas para fortes emoções, que lá vem as fotos:

Pras meninas que acompanham o blog, viram que comprei uma saia IGUAL à da primeira fileira(do meio) lá na liquida de 70% da Toli? Faro danado o meu. Para relembrar, clica AQUI.

Agora, o que dizer do cardigan vermelho e do shortinho com modelagem alfaiataria e estampa de corações? Amor total e irrestrito. Ah, e quem quiser um cardigan parecidinho com esses, tem na C&A, depois mostro pra vocês o meu.

Uma lição importante que a gente tira desse lookbook é que os bracinhos continuam super enfeitados, pulseiras mil neles!

O primeiro cardigan do grupo 2 tá fácil, fácil: na Marisa tem um igual, meus amores, e por menos de quarenta reaizinhos…para constatar, acessa esse post AQUI, uma colaboração minha para a coluna de achados no blog La Isla Bonita.

Tem um vestidinho bem ali, que alguém que amo(e que me ama) vai fazer pra mim neeeeeeeeeeeam Txitxia linda?!!! Prometo me comportar até o fim do ano( e não gastar mais com roupas) se ganhar um desse.

Prestem atenção nas composições: mesclam peças sérias com divertidas, curtas com longas, tudo bem juntinho, o que comprova mais uma vez toda a força do hi-lo, do equilíbrio das diferenças.

Outra coisa que tem se tornado bem recorrente, é a estampa das bandeira dos Estados Unidos em tees; tenho visto demais, tanto a dos EUA, quanto à da Inglaterra, sinto um aroma trendy no ar…

Por fim, o quarto grupo, com montações bem imitáveis, tô quase doida revirando o armário aqui pra fazer essas composições, super real life!

Esse vestidinho “encarnado” me ganhou…um ar Lolita numa cor bem mulherão deu o equilíbrio necessário para que não ficasse vulgar. Perfeito!

Que tal contar só pra mim(e nossas amigas aqui do blog, só entre a gente mesmo!) qual foi o modelito mais abalante? Vamos abrir a discussão!

Garimpada na liquida da Toli

Semana passada quem me acompanhou no Twitter viu a raiva que eu tive da Toli, quando fiquei esperando uns minutos com a porta fechada na minha cara para aproveitar a liquida de 70% na loja. Pois é, querida leitora, o que era raiva virou amor assim que entrei na loja…inclusive entendi o porquê da historinha de ficar fechando a porta: simplesmente as vendedoras não conseguiam controlar o fluxo, nem muito menos atender bem a nenhum consumidor, por isso o controle, pra não tumultuar a coisa, e fazer um negócio mais ou menos organizado.

Chegando lá, tive um foco bem claro: procurar roupa que desse pra trabalhar, coisinhas diferentes, e alguns achados versáteis e já bem batidos, que eu pudesse usar de uma maneira diferente. Deu super certo, querem ver?

De cara achei esse wrap dress de linho, super sério pra trabalhar. Tá certo que vou ter que tirar um pouquinho do tamanho porque ficou mulher ungida demais, mas achei bem digno. Também trouxe pra casa um vestido que é saia bandage(ha-ha-ha) com blusinha acoplada(paga a língua, Rose, paga a língua) que não vou tirar o tamanho porque mesmo compridinho esse não tem cara de mulher ungida, apenas não vulgar. E fica massa jogando um boyfriend blazer por cima.

Notaram que tô organizada, até botei os preços! Achei a nota fiscal aqui e tô copiando dela…aloka!

Tá eu implorei pras amigas leitoras não usarem bandage dress, bandage skirt e blá, blá, blá, mas por trinta e dois reais meto uma malha de tricô leve por cima e mato o piriguetismo da beesha! Não, vocês não vão me ver usando com baby bag e regatinha por dentro da saia…NOOOOT!

Agora, vamos ser francas, essa saia preta é super estilosa com esse nó na frente; feita de musseline e bem pretinha(o flash deixou a bichinha bufenta, mas não acreditem, é bem pretinha mesmo), fica o máximo para composições mais arrumadas…pensando seriamente em guardá-la para o Natal, como sempre faço…guardo uma peça, e acabo usando um, dois ou até mesmo 3 anos depois e continua em alta.

E vem aí O ACHADO, a camisa dos meus sonhos, que eu sempre quis, mas Tia Alice, devido ao excesso de followers/clientes, não pôde fazer pra mim:

Gente, eu pirei nesse modelo desde que vi essas duas moças abaixo usando…achei tão fino pra trabalhar, principalmente porque aboli os terninhos pra fazer audiências, e por três motivos: Natal é muito quente pra ficar andando de terno, minha empresa permite o traje formal, e o terninho tá meio old fashioned, pelo menos aquele de modelagem mais antigona, de mesma cor, etc…

Fique super, super, super, super mesmo feliz com minha camisa, e em breve pretendo usá-la, depois que titia fizer alguns ajustes de tamanho de manga, e outras coisitas.

Me lembrei agora que comprei uma blusinha de cambraia bordada, mas não vou colocar aqui não porque essa foi bem simples, mas levei porque sou viciada em cambraia bordada, acho fofo!

Por fim, lá vem meu macacão saruel de tecido ultraphyno pra usar com cinto…tava jogado lá pela boca do caixa, e quando puxei e vi que era pé, me apossei dele e não larguei mais!

Meninas, devo admitir que sou viciada em modelagem saruel, não posso ver uma que compro(principalmente em liquidação, já comprei jeans saruel de até R$19,90!), porque acho super confortável, mas garanto que tem gente que não gosta, e muitos dos bofinhos também não se agradam da modelagem(ainda bem que o meu aceita…te lovu, amor!) Mas, cada um, cada um, né, o mundo é feito de diferenças e isso é que é legal.

Porém me digam, esses foram ou não fora os achados? Quem foi pra essa liquida? Compraram muita coisa? Comentem, que tô louca pra fofocar com vocês sobre comprinhas, tá?

Achados das liquidações!

Olá meninas! Voltei!

Esse mês de julho é um mês crítico para todas nós né? Liquidações, tentações, loucuras, enfim, todo um dilema shakespeareano. Comprar ou não comprar? Eis a questão!

Pois é, eu me controlei, nem vi rastros das liquidações nos shoppings de Natal nestes dois últimos meses, e corri para lugares alternativos.

E minha garimpada começou no Alecrim, na moda K, especificamente. Lá eu arrematei a famosa calça alicate, anunciada tendência para o próximo verão por Glorinha Kalil, mas que ficou encostadinha por quase 5 meses na ponta de estoque da loja, porque ninguém conhecia aquele formato louco que a Sawary tava lançando.

Eu a vi pela primeira vez justamente há um tempinho atrás, quando fiz outras compras de jeans barateenhos, porém, não levei para casa. Pois não fui sábado passado e ela estava lá, esperando por mim? Abracei com força e paguei suados R$28,00(vinte e oito!!) por ela. Também levei uma calça de jeans bem leve, mas que não tá na foto. Custou trintinha reais!

Depois, fui assistir um filminho dos bons(Eclipse) no Mid e dei uma passadinha na Toli e na Renner. Como era fim de festa só achei um vestidinho de bolinha na Toli – porque no momento me ocorreram várias idéias de como usá-lo – e um jeans bem soltinho na Renner(que custou R$ 29,90), que é para eu fazer a Elisabetta Canalis (namorada do George Clooney) naqueles dias em que a gente quer se sentir mais light para se vestir. Conforto é tudo!

Mas o melhor estaria por vir…fui informada às vésperas de fazer meu curso no Rio de Janeiro que a cidade estava toda em alerta, com faixas vermelhas de SALE everywhere! E não era verdade?!!

Como fiquei um pouco afastada do melhor shopping para ir, o Rio Sul, fiquei pelas proximidades de onde me hospedei, caminhando por ali pelo quarteirão em Ipanema, indo até o Shopping Leblon. Encontrei diversos achados e foi preciso eu entoar vários mantras para não ficar #ALOCKA!

Mas ainda trouxe muita coisa legal, as mais importantes eu mostro abaixo para vocês:

Um fato curioso sobre a Farm do Rio é que os preços praticados lá são mais baixos que os do resto do Brasil. Não sei o motivo, mas sempre na etiqueta tem uma tabelinha escrita Farm Rio e resto do Brasil, com uma variação de valor bem interessante!

Além disso, ainda achei Oxford coloridas(via Mia), Cardigans e camisas podrinhas da Zara, além da camisa xadrez que mostro abaixo, todas devidamente arrematadas.

Botei na mala também uns vestidinhos super light que vendem numa loja do Rio, cujas garotas-propaganda são a Bia e a Branca, do nado sincronizado.

Moral da história: meu mês de Becky Bloom foi muito produtivo, primeiro porque tava com uma reservinha de caixa, e deu para comprar pecinhas que possuem preço abusivo em Natal, mas valor acessível no RJ, e segundo porque só vou comprar de novo na próxima liquida, e tô com um estoque bem legal de pecinhas que seguram tranquilamente por várias outras estações.

E aí, cometeram muitas loucuras estes dias? Me contem!

Variações sobre o mesmo tema: Jegging

Eaê meninas,

Como vocês devem ter sabido, ganhei uma jegging da @SoumaisToli. De imediato, já pensei em fazer nosso primeiro “variações” sobre a pecinha.

Mas, o que é essa categoria do blog, amygha? Bem, o “variações ” nada mais é  que uma amostrinha de como podemos usar determinada peça-chave.  Logo, nessa semana, a cada dia (seis no total), as amyghas vão poder ver como usar a jegging, faladíssima ultimamente.

Uódêrrél is jegging? Respondo xófeinss: é a mistura do jeans com a legging! Mais especificamente um jeans com overdose de elastano, de maneira que  ele se torna tão confortável quanto uma legging.

Quando eu recebi a minha, confesso que pirei na batata, porque eu vinha namorando uma na Renner há dias. Mas, como pensar positivamente funciona, acabei ganhando esta maravilha que é a jegging! Vai virar segunda pele com certeza, porque eu sou louca(Aloooka!) por skinny e afins.

Pois bem, garotas, vamos ao que interessa!

Nesse primeiro dia do “Variações” eu escolhi um look mais classudo pra combinar com a jegging: spencer com ombrinho marcado(customizei pedindo pra Tia Alice colocar ombreiras), camisa podrinha, várias correntes e saltão:

E a parte 2…

E aí, gostaram?

Até amanhã, amadhas!!