Alerta anos 90: o slip dress voltou!

Ab_slipdress

 

2016, pra moda, tá parecendo 1995: a quantidade de peças trazidas direto do armário das meninas da década de 90 dá pra criar uma série de posts por aqui, tranqüilamente.

Em 1990 eu tinha 9 anos, e ganhei uma assinatura da Capricho que durou mais de 5 anos, portanto, acompanhei de perto o estilo que reinou naquela década, seja através dos editoriais da Capricho, seja acompanhando, também através da revista, os looks das estrelas Pop/Rock e top models da época. Muitas peças legais daquele tempo tão voltando, mas por hoje, vamos falar de uma em especial, versátil por sua própria natureza: o slip dress, ou vestido camisola.

Quando se fala em slip dress, não tem como não vinculá-lo à Kate Moss, e à Courtney Love, rainhas dos anos 90 que usavam a peça de maneira exaustiva. Se Kate recebesse um dólar pra cada aparição que fazia usando slip dress ela tava milionária somente por isso!

Matriz_slipdress

Se nos anos 90 era Kate que comandava o exército de Slip Dress, atualmente o ícone de estilo no quesito se chama Rumi Neely, blogueira do Fashion Toast. A beesha veste cada um mais lindo que o outro, fico feito doida salvando na minha pastinha de inspirações pra escolher o modelo mais legal e fazer um pra mim!

defsliprumi

Muito embora o vestido-camisola não seja unanimidade (algumas dirão: que loucura, mulher, a pessoa sair de camisola na rua, onde já se viu??!), minha opinião é de que o slip dress é sim uma das peças mais legais do momento para compor looks: a gente vai do look sexy ao grunge dentro de instantes, somente trocando acessórios. Ele vai da festa chique a um jantar mais informal com amigos. E eu provo o que digo, só ver a seleção abaixo dos looks com slip dress, garanto que muitas de vocês, leitoras, vão desejar um vestidinho camisola pra chamar de seu.

howtoslip

Ah, ia me esquecendo: se quiserem deixar o look bem anos 90 mesmo, é só combinar com camisetinha por baixo, vi várias meninas usando e achei massa, um hi-lo direto do túnel do tempo que funciona demais!!

E aí, que cês acham do slip dress, curtem ou não? Vamos abrir debate nos comentários, que eu adoro!

Cropped Ripped Jeans: Quero!

Ab_croppedjeans

Não se viu nada mais recorrente nos arredores das semanas de moda do hemisfério norte que o jeans cropped: tinha pantalona jeans “pega bode”(traduzindo pra o popular o termo cropped), calça baggy “pega bode”, skinny “pega bode”…a calça encurtou, fato. Mas, se ela não veio curta de fábrica, com barrinha feita, também não teve problema pras fashionistas: as beeshas pegaram qualquer jeans que tinha no armário e passaram uma tesourada seguida de uma desfiada nele, e voilá! Tem-se uma peça estilosa sem gastar nenhum real pra isso, só tempo mesmo.

Eu, muito fã de reformar minhas roupas, já até selecionei acolá um jeans pra dar essa trabalhada na barra, não posso ver um rastro de peça customizada nos desfiles que já fico me coçando pra começar minha produção. O legal mesmo é que a calça seja aquela mais larguinha na perna, estilo pantalona mesmo(calça boca de sino também), ou a de modelagem reta, estilo anos 90, foi o que mais vi no street style. Escolhida a calça, o corte pode ser feito mais ou menos uns dois ou três dedos acima do tornozelo; para as ousadas, dá pra deixar mais curta a barra na parte da frente da calça e mais comprida atrás, vi alguns modelos assim e achei massa! Compilei umas ideias aqui pra vocês:

croppedjeansripped

Imagens: reprodução

Ah, e sabem o que achei mais legal de esse tipo de calça ter caído no gosto da galera? É que a tendência vem com um pouco de consciência de consumo. Ora, dá pra trabalhar com o que a gente tem em casa, sem precisar ir a uma loja e adquirir mais uma calça jeans, que, como já falei por aqui, degrada o meio ambiente de forma impactante. Portanto, nada de comprar jeans novo, tenho certeza que, se você não tiver uma calça com modelagem legal em casa, em brechós, e bazares de bairro dá pra encontrar um jeans massa pra reciclar e sair lacrando por aí!

Pantalona e 6 formas de usá-la com interessância

Se vocês me perguntassem como nasce uma tendência, eu diria que ela nasce da coincidência, tipo, resolvi sair de uma forma de casa e, instintivamente, várias pessoas saíram de forma semelhante. E essas pessoas que saíram parecidas já inspiram tantas outras e aí pronto, habemus tendência.

Digo isso porque reparando no estilo dos frequentadores das Semanas de Moda do hemisfério norte, uma peça, que considero um clássico, de repente massificou: comecei vendo um gato pingado, um dia depois dois, e daí em diante, várias pessoas estavam usando. Sim, a pantalona de uma hora pra outra apareceu nos looks das turmas mais badaladas da moda, o que é um indicativo de que vamos ver bastante também por aqui, muito embora, repito, eu entenda que a pantalona é daquelas peças que a gente deveria usar o ano inteiro, a vida inteira. Amo/sou!

Sobre quem pode usar pantalona, eu digo com precisão: todo mundo! O segredo é dosar a largura da boca, e saber a peça que vai na parte de cima. Como a tarefa de se vestir também é um exercício diário de autoconhecimento, o macete é testar com as mais variadas peças e ver com qual a gente fica melhor. Pra mim, por exemplo, panatalona pede uma blusa cropped, blusa compridinha mesmo só que mais colada, body, ou uma camisa, desde que com esta última peça eu coloque um blazer ou casaqueto por cima, porque tenho a impressão de que a “terceira peça” contribui pra me alongar.

Ah, e sabendo que vamos ouvir falar bastante da pantalona de agora em diante, que tal já ir dando uma olhadela em alguns looks pra ir se inspirando, hein? Fiz uma seleção de seis looks que curti mais. Espero que vocês gostem!

moodpantals

Quem me acompanha no snap (devaneiosf) viu que comprei tecido pra fazer esse conjunto aqui da esquerda, listradinho. Oremos pra titia fazer rápido porque tô numa ansiedade…

Beijos!

Verão 2016: o biquíni que promete ser a sensação no Brasil

abkiini

 

Eu adoro seguir as blogueiras gringas, fato. Ao contrário do Brasil, onde blogueira autêntica é exceção, lá na gringa tem muita inspiração nos blogs, muito texto, muita composição com conteúdo, personalidade, e os looks são looks possíveis, bem “vida real”. E nessas minhas visitas aos blogs lá de fora, percebi que a febre boho continua, também na moda praia. O verão desse ano no Brasil foi dos bodies e biquínis todos em crochê; em 2016, o biquíni com barrados em crochê já dominou lá fora, e promete tomar conta das nossas praias.

Tudo começou quando um turco chamado Kiini, apaixonado pelo trabalho artesanal, resolveu desenvolver uma linha moda praia com uma pegada bem “handmade”, misturando a lycra do biquíni com elásticos coloridos, unidos por pontos em crochê. Caiu no gosto das gringas, virou febre. Estoura a marca Kiini Swimwear.

kiini

 O bacana do trabalho artesanal que não tem como um modelo sair totalmente igual a outro, e olha, amei esses biquínis numa medida…doida por um azul marinho bem colorido!

moodboardkiini

O valor, comprando fora, é salgado, tipo, uns 300 dólares (isso mesmo), MASSS eu selecionei uma lista de lojas brasileiras que já têm o modelo, e entregam no Brasil todo, anotem aí:

- Só Biquínis Moda Praia (link para o Insta da loja AQUI);

- Biquínis Morgana Naciff  by Siss (link para o Insta da loja AQUI;

- Biquínis Rafa Brasil (link para o site da loja AQUI);

- Biquínis Summer (link para o Insta da loja AQUI).

Caso vocês ainda achem o preço das lojas brasileiras salgadinho, que tal pedir àquela tia, ou avó, ou mesmo amiga habilidosa pra fazer pra você num precinho camarada? Vale imprimir as imagens que disponibilizei e mostrar pra elas, quem sabe elas não desenrolam? Corre em lojas especializadas, comprem as linhas, os elásticos, peçam pra uma costureira passar a overloque na lycra dos biquínis e mandem bronca!

 Beijos!

Lace up flats: tô querendo!

ablaceup

Eu sou uma baixinha bem resolvida, fato. Apesar do meu “metroemeio” amo flats, de todos os tipos: sapatilhas, rasteiras, slippers…a vida vai pedindo que a gente se adapte; afinal, na correria que vivo impossível passar o dia inteiro de salto alto, ia acabar torcendo meu pé, ou lascando o joelho mais cedo ou mais tarde. Salto é elegante, deixa a gente baphônica, mas não dá pra usar direto, não dá mesmo.

E, dando uns rolés pelo Insta notei que um tipo específico de flats vem fazendo a cabeça das meninas ao redor do mundo: o modelo lace up, trançadinho no peito do pé. Acreditem, tá uma febre lá fora, a cada duas fotos de blogueiras gringas que via, pelo menos uma tava com essas flats. Aí nasceu a vontade de ter uma bichinha dessas, principalmente pela versatilidade porque, olha, dá pra usar com tudo, uma maravilha pra minha vida!

As lace ups vão bem com jeans boyfriend (que amo), skinny (amodoro), vestidos, bermudinhas, sainhas…um par desses amplia o leque de coordenações de uma maneira tal, que tranqüilamente eu passaria a semana toda com os mesmos sapatos mudando apenas as peças de roupas, e os acessórios, e garanto: o resultado sempre seria de bons looks.

Pra vocês confirmarem o que tô dizendo, separei alguns modelos de lace ups e looks de street style, que vão dar aquela vontade de passar amanhã na loja de sapato pra adquirir um par pra chamar de seu:

boardlaceup

Fotos: reprodução

Sobre onde encontrar a sapatilha trançada, confesso a vocês que os modelos que mais gostei foram lançados há uns dois dias, na coleção de primavera/verão da Arezzo. Tô por fora de valores, porque só vi imagens pelo snap…só me resta rezar pra não custar um rim, ou outras lojas legais, e mais em conta, lançarem seus exemplares, como a Sonho dos Pés, ou Via Mia.

Por enquanto é pesquisar, e aguardar pra fazer uma compra com bom custo-benefício.

Beijos!

Amarelo-Minion, a nova cor da Pantone

Abaminion

Que marsala que nada, minha gente! A mais nova cor anunciada pela Pantone é vibrante, energética, amigável e divertida, e leva o nome dos personagens mais fofinhos de filmes de animação, os Minions!

PANTONE-Color-Institute-Minion-Yellow-Swatch

É a primeira vez que Pantone lança um tom que leva o nome de personagem, e a sugestão veio de quem? De Pharrell, o homem multimídia! O Pantone Amarelo Minion, de acordo com a diretora executiva do Instituto Pantone, Leatrice Eiseman, simboliza a esperança, a  alegria e otimismo, e foi sugerida por Pharrell bem no momento em que a Pantone realizava estudos de como a cor influencia o processamento do pensamento humano, emoções, e reações físicas, e de como o consumidor desejaria adicionar cores energizantes em sua vida.

Devo dizer que é bem esse o efeito que o amarelo me causa, uma cor aberta, animada, que tira qualquer look da mesmice, e dá um alto astral quase que instantâneo! O amarelo Minion é um amarelo meio cor da casca da banana madura, sabem, no tom dos Minions mesmo…há tempos comprei um tecido pra fazer uma saia amarela bem descolada, e agora tenho a deixa pra agilizar a peça!

Por enquanto o tom ainda não foi adicionado à paleta da Pantone, mas eu já adianto pra vocês alguns looks em amarelo pra vocês irem se inspirando, porque né, a graça é adiantar as notícias pra vocês já ficarem por dentro do que rola por aí!

moodboard_minion

Fotos: reprodução

Shine Yellow!

Páginas12345... 12»