Do dia: shining yellow!

Sabadão, calorão, nada melhor que sacar do guarda-roupas um look fresquinho, de boa mesmo, sem muita frescura. Vocês sabem, nem todo dia a gente acorda com aquela vontadona de escolher minuciosamente um look, então, a vida se resolve muito fácil, com peças mais simples, como hoje, em que elegi esse combo top em guipure + shortinho destroyed:

guipureyllow3

guipureyellow1

guipureyellow2

Como já tinha falado no post anterior, essa combinação, bem descomplicada, promete bombar na primavera/verão 2015; se preparem, vocês vão ver MUITO daqui pra frente. E faço inclusive um desabafo: até que enfim a gente tá percebendo que não dá pra levar a VIDA inteira montada, de saltão agulha, 3 quilos de base, vestido bandage, e cabelo sem um fio fora do lugar. Essa primavera/verão vem pra mostrar que a simplicidade é sinônimo de felicidade. Afinal, uma temporada alto astral se aproxima, e ninguém vai passar horas na frente do espelho quando poderia estar na beira da praia curtindo um sol, fazendo stand up paddle, dando um rolê nos parques…Here comes the sun, and it’s all right!

Sobre os créditos, o top é Tia Alice([email protected] para informações de preço e disponibilidade), o shortinho, Riachuelo, a sandália, Couro & cia., os óculos, Forever 21, e os colares e pulseiras feitos por mim, à exceção da pulseira tribal e do tercinho, que comprei no Ebay.

Espero que tenham gostado, e vem mais looks essa semana, fiquem ligados!

assinatura2

O colar de Maxi-Pérolas da Chanel

chanelab

Ultimamente tenho acompanhado bastante os desfiles das semanas de moda dos gringos, e a cada temporada umas pecinhas pingadas viram verdadeiros hits, e ganham o mundo das fast-fashion. Mais especificamente com relação à Chanel, o kaiser vem tentando emplacar na parte de acessórios umas coisas meio toscas, do tipo pochete, bolsa estilo galão de gasolina. Porém, no universo louco dele achei um pouco de lucidez, que tá nesse colar de maxi-pérolas lindo que ele desfilou na coleção de primavera-verão 2014.

bigpearlchanel3

Uns modelos do “choker” pareciam fones de ouvido, outros o encontro de dois planetas. Amei esse segundo modelo, com uma pérola grande e outra pequena, faz muita diferença no look, aliás, ele chama a atenção toda pra ele, perfeito pra complementar looks mais básicos.

Reparem só essas duas capas, e percebam que a Chanel também desenvolveu pulseiras com pérolas grandes pra fazer par com o colar…como dão um efeito massa!

bigpearlchanel2

Pelo jeito os colares de Karl caíram nas graças da meninas mais antenadas, e (aposta minha) não demora pra pegar por aqui. Se o Aliexpress já tá reproduzindo, minhas amigas, pode apostar que o babado ficou sério!

bigpearl_chanel3

Pra quem ficou desejando um choker de pérolas grandes pra chamar de seu, no Ali tem (nesse link AQUI). Se esperar não é o forte de vocês, leitoras, eu tenho DIY super prático, quem quiser só me falar que vejo a viabilidade de fazer o vídeo e postar o mais rápido possível.

Beijos!

Rolêzinho Haute Couture da Chanel

Gente, sério mesmo, faz uns dias que tô querendo desabafar com vocês sobre o desfile da Chanel primavera/verão 2014, que aconteceu há uns dois dias. Não me peçam pra fazer comentários blasé sobre costura, acabamento, esse post vem do coração, é um post emotivo, traz todas as impressões que eu tive sobre esse desfile.

Antes de tudo, trilha sonora pro post, e aí dou inclusive alternativa, dá pra escutar qualquer uma dessas duas aqui enquanto vocês dão uma lida:

 [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7YHwCw73Nrs[/youtube]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7rxWBW6srMw[/youtube]

Na vera, na vera, o desfile da Chanel fez uma linha sport-glam: peças esportivas mas com tecido nobre, tênis com muito brilho, alguns metalizados, outros com acabamento python, e como não poderia deixar de ser, o clássico material tweed, dessa vez com um jeitinho jovem, em blusinhas cropped, casaquetos curtinhos, e algo que muito se assemelhava a um body, também em tweed. Em relação às peças confeccionadas no tecido citado, gostei de várias, e usaria separadamente algumas sim.

Ahhh, não posso deixar falar das cores “candy”, que imperaram no desfile; tava tudo meiguinho, a mulher de Karl pra essa primavera/verão, é menina-mulher, e não uma femme fatale, ou cosmopolita. É uma fofinha, romântica :)

ch2014b

ch_2014

Agora, sob a ótica da emoção, sem ser técnica mesmo,  achei que o kaiser tá ficando cada vez mais lisérgico; alguns looks estavam meio lu patinadora meets ursinhos carinhosos feat. Mc Hammer: tinha joelheira, pochetão de matelassê, cotoveleira, essas coisas que se perguntadas ao povo das “muódas” seriam enquadradas no que chamam de  desfile-conceito, mas eu, como simples mortal, me diverti muito, foram vários WTF seguidos!

ch2014c

Mas quem cria para a Chanel é o Lagerfeld, né, gente, não tinha como ser diferente, o que poderíamos esperar de um jovem que se veste assim, na vibe colar-de-negão-luva-na-mão-do-jeito-do-Michael-Jackson(estranho, hein?)

karl-lagerfeld

Trilha sonora só pra o Karl que ele merece!

Se eu tô derrubando? Que nada, acho que faz parte do mundo da moda esse aspecto lúdico, achei espetacular, porque todo mundo falou da Chanel, os críticos da moda curtiram (todo mundo falando bem) e eu achei tudo pitoresco, oitentista, bacana, colorido. Karl conseguiu juntar três coisas que amo declaradamente – os desenhos anos 80, patins, e tênis – e uma coisa que amo escondidinho, a pochete (adoro usar virada pra trás, tipo surfista-linda-loira-despojada hahahaha). Deu pra captar a ideia da coisa, na verdade a coleção é só um reforço do inevitável: os anos 80 tão apertando o cerco na moda; os 90 também, senti algo Clueless por ali…

E o melhor, minhas amigas, estar por vir: em breve a gente vai ver nos luquidodia as blogayras todas de pochete chanéu(que elas chamarão de vintage clutch) #rindoantecipadamenteemlooping

Então, vamos nos divertir, porque é disso que a vida é feita, e na moda e no estilo não poderia ser diferente.

assinatura2

Look de domingo: Cut out body

Já disse pra vocês um zilhão de vezes que não gosto de frio, e bem por isso não curto ficar postando looks outono/inverno…sei lá, aqui em Natal não existe outono/inverno, no máximo uma época com ventinhos agradáveis, umas chuvas desmanteladas e indecisas e só. Pra mim, essa época do ano é massa pra antecipar os looks primavera/verão, então coloquei meu body cut out na rua, meu shortinho customizado, e fui, feliz da vida, e confortabilíssima curtir meu domingão!

Tá certo que vocês só vão ver looks do gênero lá pra o fim desse mês, mas que besteira, quem liga pra tendência? Eu quero é leveza!

wbody5

wbody4

wbody3

wbody2

Wbody1

Fotos: Jefferson Braga

Body – Tia Alice (preço sob consulta , mais informações em [email protected])

Shorts – Shortinho comprado na Marisa e customizado por mim. Quer um? Acessa o vídeo AQUI!

Sandália rasteirinha – City Shoes

Lenço e pulseiras – comprei certamente nessas lojinhas de bijuterias do Centro, há muito tempo!

Óculos – Ebay

Adooooro! da semana: Ashley Olsen

Tá, eu não sei diferenciar as irmãs Olsen, mas acreditem, essa é a Ashley(quer dizer, eu acho).

Como o domingo foi – e está sendo – dia de branco, de muito trabalho, nada mais apropriado que mostrar um look…branco!

O eleito de hoje é um vestido de renda que é a coisa mais linda do mundo; não faço ideia de que marca seja, porém é, confesso, uma peça que eu realmente gostaria de ter no meio das minhas roupitchas, faria um super esforço financeiro se Farm, Dress to, ou qualquer outra lançassem algo do tipo:

Foto reprodução

É delicado, tem um mullet muito discreto, é diferente…cagou na bolsa e no sapato, mas vamos visualizar esse vestido aqui no Brasil, no nordeste, em Natal, no litoral, com uma rasteirinha delicada, um coque semipreso, e uma bolsa com textura mais artesanal Digam a verdade: a gente ia abalar, né?

Cadê as marcas brasileiras pra vender os “inspirados’? :(

Kate Moss para Longchamp

Não obstante já ter postado uma coisinha, não resisti e me senti na obrigação de postar pra vocês essa campanha linda de viver da Longchamp, com o dedo(e o  corpo inteiro) de Kate Moss (pense numa top das antigas que resiste!).

A Longchamp é uma marca de bolsa Parisiense que é bem mais conhecida pela fabricação da prática Le Pliage, uma bolsa de nylon super prática e espaçosa. Porém, recentemente, a parceria com Kate Moss vem rendendo bons frutos, tanto que já é a segunda linha que a moça desenvolve para a marca.

A inspiração dessa vez partiu da América do Sul e da vida na estrada, e o que a gente vê são bolsas coloridas, feitas de lãs coloridas e listradas, e muita coisa de lona, couro e canvas.

Fotos? Claro, mobens!


Imagens: Reprodução

Pra quem ficou Superafim, existe loja da Longchamp no Brasil, em São Paulo(caríssima, os olhos da face) e em vários outros países como França, Estados Unidos, Canadá, Austria, Itália, Holanda, e por aí vai…Descobri também que vende em freeshops, o que é uma maravilha!

Quem se sentiu tocada levanta a mão!

Páginas1234