Resumão S/S da Semana de Moda em Paris 2011, parte 1

Essa semana é a semana dos posts intensos. Terminado o review de Milão, falei pra vocês que ainda restavam mais algumas cidades fashionistas para comentar o que rolou de legal nas coleções de primavera/verão 2011. Então, corramos para Paris, que fiz questão de dividir em duas partes, porque só assim pra gente comentar com calma, né?

Prontas?

AKRIS: a Akris exibiu uma coleção super gostosa de usar. O frescor do verão se juntou ao minimalismo da cultura asiática, e tudo deu certo. Longuinhos bem moldados ao corpo, pantalonas, e shortinhos inundaram a coleção de sofisticação e elegância. As cores eleitas foram o branco, areia, jeans, e a estampa que dominou foi o floral gigantesco. Destaque para o macaquinho jeans e para o little white dress, que resiste forte a mais uma temporada.

ALEXIS MABILLE: foi a coleção que dominou meu coração. Engraçado que eu sempre meu apaixono pelos criadores fanáticos pelo estilo ladylike. A mulher alfa é muito feminina, lembram? A coleção traz em sua essência o espírito dos feriados, mais precisamente uma viagem mucho loca à Capri. Não a Capri de agora, mas aquela que brilhara nos anos cinqüenta e sessenta. O resultado? Saias godês, cintura marcada, tailleurs curtinhos  barriguinha de fora e até o caftã deu o ar da graça na passarela. Devo dizer de coração, que achei tudo lindo! Os comprimentos foram o mini, o médio e o ultralongo.


AZZARO: Outra que me fez colocar mais imagens que o usual foi a Azzaro. Juro que tive vontade de colocar TODAS AS FOTOS DE UMA VEZ SÓ, de tão linda que tava a coleção. Gosto de coisa assim, copiável…nunca escondi isso de vocês, #supersincera.

Influenciada pela convivência com sua filha de cinco anos, Vanessa Seward jogou nas passarelas uma coleção menininha/mulher. Cocktail dresses, macaquinhos, babados, laços, laços e laços…e um único comprimento: o curtíssimo.  Meu espírito ninfeta-quase-balzaca adorou!


CÉLINE: Como sempre, a Céline pesou no minimalismo e trouxe uma coleção que pra variar privilegia o corte, com linhas simples e proporções renovadas. O que deu pra perceber foi a presença de peças sofisticadas, elegantes e com texturas diferenciadas. O branco reinou soberano, e a marca bateu forte nas camisas, blusas, túnicas e caftãs.(acho o caftã a cara da riqueza!)

BALMAIN: O ombro Didi Mocó foi reduzido, fato. Agora tá um ombrinho meio Alcimar Monteiro. Mas a linha sexy-rock/punk-style foi mantida, e lá chegam as tachas, o jeans destroyed /sujinho, as jaquetas biker, as leggings metálicas, os shortinhos e os corsets. Reparem nos pés das modelos, o amado scarpin apareceu em (quase)todas! Falando dos comprimentos, imperaram calças cropped, shorts curtíssimos, e mini saias…piriguético, non?

CHANEL/YVES SAINT-LAURENT: O que posso falar do combo Chanel/YSL…A Chanel desfilou uma coleção fina de doer: cenário que reproduzia os jardins de Versaillers, e a atmosfera foi aquela do filme “Last Year at Mariembad”. O resultado? Uma coleção rica em contrastes, mágica, marcada por rendas, chiffons, pêlos, e muito, mas muito cinza, preto, e branco. Os Tailleurs estiveram nas passarelas, e o comprimento curtinho, que pensei que não ia aparecer, deu seu ar da graça. Já YSL mostrou uma coleção bem colorida, que agradou àqueles que de há muito reclamavam da austeridade excessiva das pelas desfiladas. Também em YSL a feminilidade aflorou, mas de uma globetrotter, de um mulherão, nem tanto ladylike, mas muito mais aquela mulher das capas de revista dos anos 90. Claudia Schiffer, ícone fashion daquela época, deve ter amado! (Posso levar aquele macacão preto pra casa?)

VIONNET/LANVIN: Pense em um combo bom de falar! A Vionnet usou e abusou das formas geométricas, dos decotes escandalosos, e jogou uma florzinha aqui, uma transparência ali, e tudo deu certo; simplesmente amei a coleção(e a amiga Leighton pelo visto também, já que usou o primeiro vestidinho da esquerda pra direita bem recentemente). Já a Lanvin(queridinha de Blake Lively, que também usou uma das peças dia desses, tá no blog também) desfilou uma coleção que bateu forte na feminilidade, que mostrou a natureza feminina, com seus defeitos e qualidades. Formas fluidas, que acompanham o corpo, a simplicidade sofisticada, o contraste de estilos, tornou a Lanvin uma das coleções mais ricas – em termos de criação – que pôde ser vista na semana de moda em Paris. Os comprimentos foram do midi ao maxi, representando as múltiplas facetas que podem ser assumidas pela mulher contemporânea, e toda sua efemeridade. Perfeita!

Amores, fico por aqui(pois já é tarde e amanhã ainda é muito trabalho à vista), e vejo vocês na segunda parte do review de Paris.


Kate Perry feelings na campanha de primavera 2011 da Bluegirl

Tá certo que Kate Perry não traz, digamos assim, uma inovação para o mundo da moda, até mesmo porque o estilo pin up sempre teve várias adeptas, independentemente de ser moda ou não. Me lembro de muito nova ver várias meninas em convenções de tatuagem e piercing com tatuagens de cerejinha, franja curtinha, batom vermelho, shortinho de cós alto, blusinha de bolinha e lenço no cabelo. E eram muitas mesmo!

Agora, que essa campanha de primavera da Blugirl teve altas doses de Katyperryanismo, é inegável…até a modelo se parece com ela, gente!(guardadas as devidas proporções, até porque a moça no editorial é loira)

Se pudesse traduzir em uma palavra a coleção, seria CHICLETE..tudo rosinha, docinho, fofinho, como toda girlie que se preze deve ser!

Esse vestido de cambraia nude da terceira foto, aqui embaixo, me matou com a faca da cozinha, quero pra já!

Quem curte o estilo? Acharam meio KP, assim como eu, ou não tem nada ver?

Joelhismo é o novo preto?

Primeiro Kate Perry. Depois Jessica Alba. E agora, Blake me aparece num vestido justíssimo na altura dos joelhos, bem lady fifties:

E foi assim que Serena a moça apareceu no envento de lançamento da coleção 2BHappy, de jóias. Trajando um modelito Versace Spring 2011, achei somente que o comprimento foi mais além, inclusive do que foi desfilado nas passarelas, que ficava certinho na altura dos joelhos. O de B. passou um pouco. No mais, ela tava linda!

Mas o cerne da questão é o seguinte: será que o comprimento comportado chegou para ficar?

O apelo tem sido muito grande, e principalmente na passarela da Versace foram desfilados vários modelos com esse comprimento, chamado de mimolet:

E aí, meninas, estão preparadas para trajar um vestidinho desses?

Super Vic Beckham né?

E como sei que vocês sempre pedem, a inspiração do make, que na verdade não é muito diferente dos que ela vem usando ultimamente: sombra cobre e blá, blá, blá:

ps: todas as fotos, reprodução.

Adoooro! da semana: Blake Lively

Blake sua linda, precisava aparecer tão impecável assim?

Pra quem se interessou, a loira está toda trabalhada de Lanvin Summer/Spring 2011.

Reparem no cinto/colar com broche de inseto, e no body, que foi por dentro da saia longa. Mesclou todas as tendências e seu deu bem!

As sandálias são um show à parte: são parafusadas, achei tão moderno.

E o make ficou leendo, todo cobre/telha, com destaque para um produtinho de beauté de todas as celebs que tenho visto: creme iluminador nas pernas e nos ombros. Esse piriguetismo tem se mostrado essencial.

Blake sua linda!



Inspired make: Primavera Versace 2010!

Eita que faz tempo que não faço um inspired pras guéls.

Mas chega de enrolação e vamos logo direto ao assunto, porque o post é imenso!

A make que decidi fazer dessa vez bombou na primavera gringa, e com certeza vai bombar na nossa primavera, eno verão também, why not? É o make lavanda/roxo, que a Versace exibiu eu seu desfile na temporada passada.

Tentei reproduzir o frescor da maquiagem, pra não ficar com ar fúnebre.

Achou interessante? Então vem comigo!

1-Nyx concealer in a jar;

2- Avon Magix;

3- Máscara Spectra Lash, Avon, na velocidade 2;

4- Blush em pó rosa, O Boticário, que foi compactado por mim(já ensinei aqui, hein);

5- Lápis Mr. Frosty, da Benefit;

6- Iluminador Marimekko, Avon;

7- Nyx Lipstick cor de boca, Thalia;

8- Eyeko Magic Eyeliner(basta passar ele em qualquer sombra e ela vira delineador);

9- Dream Matte Powder, Maybelline;

10- L.A Colors Eyeshadow, Aquatic Paradise;

11- Nyx eyeshadow Trio, nos tons, purple/deep purple/prone.

E aí, vão experimentar em casa? Gostaram? Comentem tá, eu adoro!

Tendência: SS Pre Spring NY 2011, parte I

Amoreeeeeees!

Semana passada rolou em Nova Iorque uma série de desfiles baphônicos, intitulados de coleção pre spring 2011, ou seja, pré-coleção de primavera 2011.

Alguns deles mereceram post, e eu fiz questão de dividir em duas partes, porque ficaria muito cansativa a leitura, e ficaria gigante, dada a quantidade de looks que selecionei pra mostrar pra vocês.

Então, vai hoje a parte 1, e amanhã subo a parte 2 ok?

Divirtam-se!

- Michael Kors: a marca trouxe roupas confortáveis e muitas sobreposições. A intenção era tornar a vestimenta versátil, perfeita para a mulher viajante, que ora está em um local, ora em outro diametralmente oposto, e que não vai precisar adquirir ou levar na mala uma peça para cada lugar, pois uma só que leve será perfeita para todas as ocasiões e destinos. Calças fluidas, maxi saias, vestidos camisetas com estampa de safari, tops oversized e maxi dresses fizeram parte da mostra.

-Stella McCartney:Eis uma coleção fofa! Texturas de richelieu, laços, vestidos com modelagem trapézio, e outros de um ombro só,  estampas florais, cortes geométricos nas jaquetas, e calças capri marcaram a coleção, que eu quero correndo!

-Marc Jacobs: Adoooro! Marc persistiu no nude e modelagens sequinhas. Trouxe pois e tricô, com um perfuminho cinquentinha no ar! Nada muiiito bombástico, mas perfeitinho!

-Louis Vuitton: Com o Marc na linha de frente, a LV persistiu no cardigan, mas acresceu vestidinhos fluidos,   estampados ou lisos, e bem femininos, arrematados por cintos amarrados, ou cintos bem fininhos. Transparências tiveram seu lugar ao sol. Reparem na bolsa da coleção – que super!

Então, amadas, é isso que eu tinha pra fofocar com vocês!

Aguardemos a parte II!

Páginas123