Redescobrindo a C&A da Zona Norte

O post de hoje merece um pequeno conto: era uma vez uma menina que tinha um blog, e que como toda mulher que vive numa sociedade de consumo, certo dia correu pra comprar Maria Filó pra C&A. Chegando lá, entre tapas, pontapés e chutes, conseguiu se desvencilhar das Becky Blooms, e trazer algumas coisinhas que queria. Só que, ao se encaminhar ao caixa, viu uma mocinha provando um par de tênis animal print lindo, seu número, e por R$ 49,90. Torceu para que a moça deixasse os tênis, já que o grande dilema dela era saber se era Maria Filó para C&A(se não fosse, não levaria, embora o pisante fosse lindo, vá entender esse povo…). O vendedor, muito esperto, disse que era, e ela levou, deixando a jovem lá do começo da história desolada, até que resolveu perguntar a um amigo que trabalha na C&A da zona norte se tinha. E tinha. Seu número. Levou. Ficou maravilhada com a loja, repleta de peças lindas, em todas as numerações ali, aguardando a compradora, uma verdadeira redescoberta. Felizes para sempre, assim deve ser arrematado o conto.

Eu acho que se deve ao fato de ser um pouco longe da zona sul, a C&A zona norte consegue manter em suas araras peças lindas, um pouco mais salgadas para uma parte do público a que se destina, mas em preço razoável para quem se programou financeiramente, e deseja montar seu guarda-roupas com peças atemporais, ou apenas charmosinhas, que pincelam um look neutro com um pouco de alegria. Sinceramente, acho a C&A do Midway meio molambenta, parece que vive com sobra de peça, nunca achei algo realmente digno por lá, o que não aconteceu com a C&A da zona norte. Enchi as mãos de cabides porque tudo era lindo, corri para o provador, e apenas a título de amostra fotografei quatro peças com valores entre R$ 59,90 e R$ 149,90 pra vocês conferirem:

Camisa soltinha pra gente fazer uma bossa só com jeans flared e um colar bacana, quem não gosta? Essa, na primeira foto, é de um floral bem espaçado, é leve, e vestiu legal. Gostei bastante.

E que posso dizer desse cardigã fofo? Não levei porque meu punho tá fechado, mas tirava e botava na arara reiteradas vezes. Tinha TODOS OS TAMANHOS, e confesso que, se não tivesse comprado o da Maria Filó para C&A, teria levado esse, que achei bem mais bonito, por causa das cores mesmo.

Outra peça que me agradou foi esse spencer floral, achei tão cara da Kelly do Glamourai…confeccionado de brim acetinado, apesar de vir de uma fast fashion me pareceu ter uma longevidade boa. Vale a compra.

Por fim, uma dica quente pras meninas que costumam viajar pra fora: esse blazer de couro sintético rosa seco parece peça fina, de loja boa, e é uma riqueza sem fim viajar para terras mais frias com ele, vestiu lindamente. Não levei porque a terra mais fria que já visitei na vida se chama Macau hahahaha!

E é isso, pra quem mora na zona norte vale super a visita pela C&A de lá, que fica no Norte Shopping. E pra quem é das bandas de cá da ponte, quando for visitar algum parente, passem por lá, ou vão com destino certo mesmo, vocês vão se surpreender!

PS: não tô recebendo um real por isso, tá, gente! Tô só deixando a dica porque realmente eu fiquei pasma com a quantidade de coisa legal que achei por lá. :)

Os spencers de Kelly Framel

Querem um diferenciador básico entre moda e estilo?  O fato de alguém usar uma peça oposta a que virou senso comum. Exemplo? Kelly Framel, do blog Glamurai, que em tempos de comprimento “mullet”, resolveu sacar do closet seu spencer mais curtinho atrás que na frente.

Resultado? Virou peça-desejo minha.

Sobre o spencer, este nada mais é que um casaco mais curtinho que o blazer; fica acima da cintura, e apareceu pela primeira vez lá pelos anos 1790, na Inglaterra. Tem esse nome em homenagem ao Conde Spencer que, em tendo rasgado a cauda de suas vestes(ou queimado, não se sabe com precisão), resolveu aderir ao casaco mais curtinho.

A moda do Conde acabou caindo no gosto da mulherada e hoje é uma solução bastante elegante, sendo um meio-termo, se situando entre o formalismo do blazer, e o jeito descoladinho do cardigã. Meus dias de audiência agradecem.

Fotos: blog Glamurai

Kelly, culpa tua, tô doida por um spencer!

Adooooro! da semana: Hilary Duff

Hello Gals!

O “adoro” de hoje traz uma montação básica, mas pontuada por uma peça tangerina, o que fez toda a diferença. Quem veste? Hilary Duff, que quase sempre protagoniza bons cliques com roupas básicas, usáveis por nós, simples mortais…melhor isso que protagonizar cenas de fechação, como suas contemporâneas Paris Hilton e Lindsay Lohan, né?

E quem pensa que scarpin branco é o cúmulo do brega, Hilary Duff desmente; afinal, na moda não há verdades absolutas!