Saia Godê: o clássico encantador

Em um sábado desses qualquer, estava eu organizando meus tecidos como quem não quer nada, e segurando um chambray, tive um daqueles meus estalos rotineiros: vou fazer uma saia godê!! Não foi revista, nem TV, nem blog, nada, minha vontade de ter certas peças de roupas vêm da minha mente mesmo, fico criando modelos desde pequena, vendo tecidos imagino peças prontas, não durmo pensando na ansiedade de vestir aquela saia, ou blusa, ou macacão, ou qualquer outra peça que pensei.

Corri, coloquei na mesa de costura de titia, e pedi pra ela me ensinar o corte. Como meu tecido não era suficiente para uma saia godê buraco, como se chama, tive que contar com a perícia dela em aproveitar ao máximo o pano, e mesmo não saindo das minhas mãos, a felicidade de ter uma saia tão rápido – e linda – me encheu de alegria. E transbordou, merecendo um post aqui no blog pra explicar, bem ligeirinho o que é a tal da saia godê, um clássico que encanta toda a mulherada.

A saia godê – quem é leitora do blog sabe bem – é muito representativa do new look de Dior, lá dos anos 50; é bem rodada, leva muito, mas muito pano, e, simbolicamente, esse excesso de tecido traduz o anseio pela abundância logo após a Segunda Guerra Mundial. Depois de anos de recesso, era preciso ostentar, exagerar…e Dior fez isso muito bem.

Como exala feminilidade, e elegância, nunca saiu de moda. Lembro muito bem que minha paixão pela saia godê veio assistindo Grease; sonhava com as saias da Sandra Dee, essa amarelo pastel, da foto abaixo, é uma peça que ainda quero ter, só achar o tecido certo, de caimento legal, e farei uma certamente.

Soube por titia que há uma bifurcação da saia godê: a buraco, e a semigodê. A diferença entre uma e outra, certamente, é a quantidade de tecido empregada. A godê buraco leva mais de um metro de tecido(de comprimento médio), mas é mais fácil de fazer que a semigodê, que foi a que titia fez pra mim porque não tinha pano suficiente para a primeira. Essa última exige um pouco de jogo de cintura no corte, mas tenho esperança de um dia aprender direitinho, e até gravar um vídeo pra vocês, why not?

Separei abaixo como é feito o corte da godê buraco, e ainda o passo-a-passo da saia:

Mas, Rose, e os looks com saia godê? Calma, tem também! Godês curtinhas, médias, e em comprimento midi. Não sei dizer se prefiro a godê curta, ou a midi, por exemplo, acho que cada uma tem seu charme, e o legal é ter pelo menos uma de cada pra gente ir se estudando, criando composições legais, inovadoras…

Ah, e minha saia de chambray? É look para os próximos posts…

Coachellando…

O look de hoje é inveja pura da galera que foi pra o Coachella: saia com estampa étnica, acessórios bem no astral do festival gringo, trança, e a coisa toda! Ora, se eu não posso ir ao Coachella, o Coachella vai até mim, pelo menos no astral da coisa, né?

Fotos: Jefferson Braga

Blusa – Farm

Top – Riachuelo

Saia – Tia Alice(R$ 45,00, encomendas pelo e-mail [email protected], ou, no caso de clientes antigas, só me dar um toque)

Sandálias – Casa com Sapato

Colar – eu que fiz

Pulseiras – Ebay, e lojinhas de R$ 1,99

Cinto – Renner

Adooooro! da semana e dica de DIY

Mesmo subindo com um tantinho de atraso, não poderia deixar de subir esse post; é que a Dani Song, uma das blogueiras com estilo bem descolado(amo!) postou por esses dias um look deveras inspirador:

20130502-225950.jpg

Tá, Rose, é uma saia e uma camiseta…diga aí o que tem de inspirador!? PERA, vocês não viram o detalhe da camiseta branca? Vou mostrar:

20130502-230203.jpg

De novo:

20130502-230222.jpg

Agora viram? Que coisa maravilinda, isso dá um DIY gritante, fica a dica pra minha galera da customização.
E sobre a simplicidade do look, eu acho isso o máximo, só prova que não é preciso estar grifada, ou de botas Joelma, acima do joelho, nem mesmo de trench Burberry ou bolsa Birkin para demonstrar estilo. As blogueiras gringas são desafetadas, bem resolvidas, com uma personalidade monstra, e os looks “vida real” dão boas possibilidades de releituras com o que eu disponho no meu guarda-roupas. Aliás, essa sainha assimétrica, pra quem curtiu, titia tem um tecido muuuuito igual, interessadas gritem nos comentários que mando e-mail dando detalhes!

Do domingão: Saia longa + Top + estamparia de folhagem

Eu sou, de fato, viciada em estampas. Muito embora alguns digam que um guarda-roupa versátil tem muita peça de cor neutra, eu sigo o caminho oposto, incrementando o meu com muita cor, e estampa, claro. Sou meio adepta dessa coisa de psicologia das cores, energia, etc…e sinto que as cores neutras mais sóbrias me deixam meio down, e andar de branco o tempo inteiro não dá, né? Nem Roberto Carlos agüenta!

Então, o look de hoje é obra, como sempre, de titia, e consiste num conjunto com estampa de folhagem que tava encostado na minha coleção de tecidos faz tempo, ATÉ ele ter achado serventia.

O resultado? Divino! Também, foi feito por mãos de fada, não tinha como não sair bapho!

Fotos: Jefferson Braga

Pra quem curtiu, e quer encomendar um, titia tá com muuuuita estampa linda, mais em liganete que em viscolycra, e o conjunto deve sair em média por uns R$ 135, 00/R$ 145,00, não sei ao certo. Qualquer coisa, só mandar recado no Facebook, e-mail pro [email protected], ou mandar um W’app pra mim, que deixo ela ciente da encomenda!

Da quarta: saia lápis e top curto

OIOIOI!

Quarta de cinzas, vocês chegando do carnaval, e eu indo trabalhar em dia de folga; coisas da vida, né?

Contudo, não vou deixar de postar um lookzinho pra retomar as atividades mais freqüentes do blog. Ele parte de uma saia lápis que vi Cláudia Leitte usando há uns 2 anos, numa apresentação que ela fez no Huck com o Natiruts. Me lembro como se fosse hoje: tirei a foto dessa saia na TV, corri pro computador, imprimi, e mostrei pra titia fazer uma pra mim. Ela se transformou numa peça muito querida, principalmente pela versatilidade, já que eu posso usar com um top (como fiz nesse post), e ficar mais descoladinha, ou com um casaqueto e regata, e ficar mais “alinhada”.

Eis a inspiração:

E a feita por titia:

Fotos: Jefferson Braga

Curtiram? Bom, como vocês sempre pedem os créditos, o top também é de titia(encomendas abertas, quem curtiu liga pra ela[clientes antigas] ou manda e-mail [email protected]), as pulseiras, umas eu fiz, outras comprei no Ebay, e os sapatos são também do Ebay.

Adooooro! da semana: a cara do Ano Novo(e da riqueza)

O Adoro de hoje é pra entrar 2013 com luxo, riqueza, glória, e muito brilho:

20121230-234932.jpg

A blogueira que eu amo, Geneve, do A Pair and a Spare costurou sozinha essa dupla, que super desejei agora, aos 45 do segundo tempo de 2012. Até cacei feito louca um molde de saia envelope, mas impossível eu terminar o conjunto todo pra amanhã. Então, vou me contentar em tentar concluir pelo menos o top cropped, e se der certo mostro pra vocês como look do “reveião”, tá?

Mas fica a inspiração, e o desejo de um dia fazer uma saia envelope bapho de paetê como essa da minha blogueira preferida do DIY.

Páginas12345678... 10»