Karla Deras, o Capsule Wardrobe, e o Consumo Consciente

Lembram de Pollyanna, aquela menina  que sempre enxergava o lado bom  das situações ruins que lhe ocorriam? Pois bem, eu acho que a gente, principalmente nesse período turbulento pelo qual estamos passando economicamente, tem que ser um pouco dessa menina. Digo “um pouco” porque não dá pra ser 100% otimista; é preciso ter lucidez, e realismo, mas ao mesmo tempo enxergar que algumas lições podem sim ser tiradas de todos os momentos de nossas vidas, sejam eles bons ou ruins. Trazendo essas minhas conclusões para o campo do consumo, eu gostaria de fazer uma pergunta inicial cuja resposta vou discorrer ao longo desse post de hoje: você usa todas as roupas que compra? Só mais outra: você precisa comprar toda coleção que as lojas despejam a cada temporada porque blogueira A ou B postou na seção “minhas escolhas”?

Se a gente parar um pouquinho de viver no automático, guiada pelo Instagram, e raciocinar, vai chegar à conclusão que com algumas peças-chave é possível multiplicar looks, e fazer produções bem mais autênticas que aquela montação fake que a gente anda vendo bastante ultimamente em terras emergentes.

Não vou negar que amo ter opções variadas no guarda-roupas, mas de uns tempos pra cá andei me livrando de muitas peças; desde o começo do ano tenho feito limpezas constantes, doando itens que estavam encostados, e fazendo algumas compras que julgo mais conscientes. Eu tenho uma queda pelo slow fashion, e então o fato de titia costurar tem me ajudado a pensar em que tipo de peça quero no meu armário, e qual estilo quero construir, indo na contramão do ritmo frenético das coleções, e compreendendo o papel que a peça única, pensada, desenvolvida, e concebida só pra mim  desempenha na minha vida.

 Também aprendi nesses meus devaneios sobre estilos que a “montação” não precisa ser tão “montação” assim; me vestir de um jeito legal exige raciocínio, razoabilidade, e não passa por NÃO REPETIR ROUPA. Jamais! Gente, repetir peças de roupa não tem nada de errado, nem ter dinheiro pra comprar roupa toda semana nova também. Afinal, um bom capsule wardrobe consiste em ter poucas peças que se multiplicam nas várias combinações que se pode fazer com elas. Peça legal se repete, mas se reinventa, e uma das blogueiras que prova toda essa minha ladainha (eu amo desabafar com vocês gente, não sei fazer post curto) é Karla Deras, do Karla’s Kloset. A beesha posta looks do dia repetindo peças constantemente, mas coordenando de forma inteligente, e o resultado é uma infinidade de composições que enche nossos olhos e nos inspira.

Fiz uma coleta de looks com peças que ela repete pra gente dar uma olhada, e, principalmente, tomar umas lições de como fazer uma produção legal com peças simples, enxutas, e repetidas.

REGATA BRANCA

A regata branca é um multiplicador de look, fato, e Karla Deras mostra como sair do básico até produções mais elaboradas com a regata branca participando da composição.

KDregbranca

SAIA LÁPIS PRETA

A saia preta é um clássico; um guarda-roupas com várias possibilidades e poucas peças deve ter uma saia lápis, que tranqüilamente passeia do look sexy para o mais esportivo sem problemas. É uma peça versátil, com certeza, e Karla sabe disso:

 KDskirt

CALÇA UTILITÁRIA

Eu sou chocada como Karla Deras consegue dar um toque sexy a uma calça utilitária, estilo cargo. Minha gente, sério, fico desejando essa peça toda vida que ela veste, e ela veste constantemente. Me parece ser uma das peças preferidas da blogueira:

 KDpantsut

CAMISA BRANCA OVERSIZED

A camisa branca é outra peça que é muito legal ter no armário, por nos dar várias possibilidades de combinação, basta ter na manga alguns truques de styling: usar amarrada, só um pedacinho dela por dentro da roupa e outro solto, transpassada…ah, você não tem uma camisa branca, nem tá podendo comprar? Olhem do outro lado do guarda-roupas, na parte do boy, você certamente vai achar uma lá pra pegar emprestado e arrasar no camisão oversized, super bombado entre a galera fotografada nos blogs de street style! A da Karla tem uma modelagem maior do que a que ela veste, certamente peça do boy, ou comprada grandinha pra fazer o estilo boyfriend shirt.

 KDwhitesh

CALÇA OFF WHITE

Essa calça off white em crepe de Karla quase anda só. Com essa peça ela looks mais clean, enxutos, e lindos. A gente tem um costume de achar que calças em crepe são só pra meninas que curtem uma produção mais informal, mas vejam esses looks com top cropped que lindos? O exercício é esse gente, testar várias combinações, adaptações pras peças que temos!

 KDoff

CALÇA FLARE BRANCA

Ah, a calça flare…por mim eu só tinha calça flare e destroyed…ambas permitem várias possibilidades de looks, e a calça flare branca traz pra composição um quê de clássico, é atemporal. Karla também percebeu isso e quase sempre posta fotos com a calça:

KDflarewh

 

 Como eu gosto de provar por A + B o que falo (sou advogada, gente, não tem como não ser assim), vamos fazer as contas aqui: a partir de seis peças que enumerei acima, Karla gerou VINTE E CINCO LOOKS, e olhe que ela nem chegou a esgotar as possibilidades dos usos para as peças-chave que enumerei. Então, fica a lição aqui: que tal aproveitar esse período de vacas magras, dar uma freada no consumo exagerado, e fazer economias para fazer compras mais conscientes? Investir em modelagem, pesquisar bem o que vai comprar e se vale a pena comprar? O bolso agradece, a natureza agradece, e a economia também.

Look do dia: alguns tons de cinza

Todos os anos a gente lê em revistas e sites de moda que “tal cor” é o novo preto, e eu fico pensando cá com meus botões: como tal cor seria o novo preto se ela não dura nem uma estação? Se tal cor é o novo preto ela não deveria se tornar uma cor clássica? Pensei, pensei, e descobri uma cor que verdadeiramente pode fazer as vezes do preto: o cinza. De uns tempos pra cá tenho visto milhares de looks com peças em cinza, e olha, o cinza rajadinho (eu chamo de mescla) é verdadeiramente um clássico, que deixa qualquer look lindo, sem trazer consigo aquela sobriedade do preto. As lições aprendidas com looks magníficos de street style ficaram pra sempre, e hoje, entre uma camiseta básica preta, ou mesmo branca, prefiro a cinza, que serve de pano de fundo para maxicolares, ou body chains, blazers ou casaquetos coloridos. O cinza não pode ser desprezado por nós, e o look de hoje é uma homenagem ao verdadeiramente novo preto:

gray1

gray3

gray4

gray2

gray5

Fotos: Jeff Braga

O tons de cinza da regata e da saia são diferentes, mas na foto ficaram bem parecidos não foi? Ambos foram feitos por titia (a quem interessar possa e-mail her at [email protected]). Pra o look não ficar tão num tom só, usei esse cinto que eu mesma fiz, e os tênis Adidas para Farm, que não tiro dos pés. A bolsa e os óculos são Aliexpress, a pulseira grossinha Renner, e o anel, de uma lojinha do Centro.

E aí, que é cês acharam, a mistura de tudo com cinza deu um bom look?

Beijos!

Inspirações de DIY!

O post de hoje vai alegrar as adeptas do craft, e amantes do DIY(Alô Mag, Lih, Laísa!!!). Sim, porque colhi quatro ideias bem legais, totalmente possíveis de fazer em casa. Eu mesma já fiz duas dessas quatro, e em breve mostrarei pra vocês em forma de look que é joinha, nada como a prática do vestir, né?

Só pra vocês não ficarem na curiosidade, eu tenho o colar, que fiz com corrente, e titia incrementou com crochê de barbante, e dia desses concluí essa regata boyfriend com tachas, ficou muito massa, mostro pra vocês essa semana, assim que terminar uma saia que idealizei pra usar com ela. Calminha, que aos poucos vou postando as coisas que ando aprontando por aqui :)

Sobre o cap toe, eu tô doida pra fazer, já comprei tinta e tudo, falta só ter um tempinho, e filma um tutorial pra dar aquela mãozinha às mais temerosas do DIY. A regata branquinha com as costas leeendas não tá muito nos meus planos, mas sei lá, vai que rola um dia de ócio, me dá uma doida e eu faço? Vamos observar…

Adoooro! da semana: conforto em primeiro lugar!

Tá quente, muito quente em terras potiguares. A vontade? Sair de calça boyfriend, ultraconfortável, e regatinha, deixando o corpo respirar, desse jeitinho que a blogueira do Lady Addict fez:

Foto: blog Lady Addict

Vocês não fazem ideia de como tô querendo milhões de regatas dessa, com botãozinho do lado, uma de cada cor. É muito versátil, aliás, regata é versátil, camiseta, idem.

Porém, como sou pé no chão, vou torcer pra ter pelo menos umas duas, uma branca e uma preta, já tá valendo!

Boa segundona, meninas, essa semana tô que tô, bofe vai viajar eu vou afogar as mágoas no blog e na academia, simbora!

VSMT: Tia Alice, dia 5(carnaval preguiçoso)

Hoje o VSMT tá preguiçoso, preguiçoso, mas fotografei ainda assim no fim da tarde a roupitcha que usei – por óbvio – uma peça Tia Alice, bem antiguinha e que ajudei a fazer…coisas da minha cabeça que Titia concretiza!

Essa regatinha(bem color blocking por sinal) é do tempo do ronca(tinha uns 13 anos, acho), mas não tenho coragem de me desfazer justamente porque deu um trabalhão pra confeccioná-la: Titia cortou a regata, eu passei todas essas fitas, ela fechou a peça e deu o acabamento. Amo de viver!

Shortinho Elementais (saruel de atoalhado) e relógio(tava na minha wishlist de b-day, lembram?)Mondaine emborrachado.

Brochinho vintage e sandálias Grendha Butterfly super no precinho, até já fiz um post com ela!

Até o sexto dia, e vão curtindo o carnaval que vou postando daqui!