DIY express: wrap choker (dois estilos)

Chamando assim, pelo nome em inglês, muitos de vocês vão achar que não conhecem esse choker que tá dominando o tumblr e o pinterest . Mas se eu der “ibagens”, vocês vão saber na hora: sabem aquele colarzinho em couro, camurça, ou em rolotê de cetim com umas ponteirinhas douradas que a blogueiragem gringa tá toda usando? Pois bem, o nome dele é wrap choker; colar de amarrar, traduzindo ao pé-da-letra.

Assim que vi esse colar no snap da Danielle (blog who what wear) eu endoidei, porque ele tem uma pegada boho, e orna com vários outros colares, fazendo um #neckswag, como em algumas imagens que separei:

selectionwrapchoker Imagens: reprodução. Edição:DF

Como ainda não tinha achado nenhum exemplar no Brasil (e se tivesse o preço não seria tão agradável) fui no Centro da cidade, comprei o material, e montei dois modelos diferentes, que mostro num vidjinho rápido que vocês conferem clicando logo abaixo:


Fácil, né? Em poucos minutinhos cês já têm um colar estiloso! Ah, deixa eu falar, os vídeos vão voltar a ser regulares no blog, depois desse hiato em que a pós me jogou, tô voltando com surra de  DIY. Portanto, já vão mandando sugestões no e-mail e nos comentários por aqui!

Moda e sustentabilidade: compatibilidade ou linhas paralelas?

Não, esse não é mais um post ecochato. É apenas uma troca de ideias, algumas palavrinhas soltas ao vento, e somente isso.

Talvez para quem sempre teve tudo à mão, fácil, o que escrevo por aqui não faça muito sentido, mas quando a gente não tem todas as vontades satisfeitas, digo, vontades consumísticas, acaba tendo que se virar nos trinta, apelar para a criatividade, e olhem que bacana, de quebra ainda nos inserimos no contexto de um estilo de vida sustentável. A falta de money nos faz ir à batalha, trabalhar o cérebro, e criar.

Ora, se eu não posso comprar um shortinho desbotado de R$ 200,00, vou reaproveitar minha calça jeans velha e customizar, certo? Fez obra em casa, e sobrou porca? Que tal criar uma pulseira? A camiseta ainda dá pro gasto, mas abusou do formato dela? Antes de ir à loja e gastar algumas Dilminhas, será que não dá pra cortar, pôr umas correntes, ou mesmo usar a técnica do dip dye nela? Seu bolso agradece, o planeta agradece, e seu cérebro também.

Apenas a título de ilustração, selecionei umas coisinhas muito legais pinçadas do Pinterest, e que mostram que a inventividade humana não tem limites, além de deixar claro que nunca foi tão na moda reciclar, transformar, adaptar, reinventar, e recriar um guarda-roupas, e acervo de acessórios criativos, deixando de lado essa pasteurização tão chatinha que nos empurram todos os dias na malfadada indústria da moda.

Vale conhecer, e tentar fazer em casa. Eu já fiz várias, aliás, sempre fiz desde menina, é um exercício para minha mente, onde mil ideias passeiam ao mesmo tempo, o tempo todo.

Beijos pra quem engoliu o acento agudo do “e” no também :)

Imagens: reprodução

Batendo a vontade de fazer tudo isso em 3, 2…