Destrinchando o No Poo, o Low Poo e o Co-Wash
Em: Beleza

O post de hoje é um post que queria fazer há muito tempo, principalmente para minhas leitoras de cabelos cacheados. É que, de tanto que recebo anúncio de produtos com os citados termos, me senti na obrigação de pesquisar essas técnicas de lavagem, difundidas por Lorraine Massey, autora do livro “Curly Girl”(Ela que é a mentora da famosa marca, a Deva Curls)…então, vamos conversar um pouco sobre No Poo, Low Poo, e Co-Wash assim, de boa, sem radicalismos?

Antes mesmo de abordar as técnicas em si, importante esclarecer que há uma explicação para o desenvolvimento desse novo jeito de “lavar” o cabelo. Há uma corrente de especialistas da área que acredita que os sulfatos, que estão na formulação da maioria dos nossos xampus, têm a desvantagem de remover, com a lavagem, óleos naturais e lipídios do cabelo. E aí eles entendem que, não obstante o cabelo fique limpinho, ele perde a nutrição, perde sua “gordura boa”, e o que resta é cabelo lavado porém sem vida, desnutrido, contudo com aparência de tratado.

Assim, para resolver essa parada, e tratar de verdade os fios, e o couro cabeludo, 3 técnicas foram desenvolvidas: o no poo, o low poo, e o co-wash.

O No Poo elimina do ritual de limpeza do cabelo o xampu; vi várias receitas caseiras para lavar cabelo sem xampu, mas confesso, não sou tão herbalista assim, e prefiro um industrializado nesse ponto, a correria diária não me permite ficar bancando a alquimista em casa pra criar fórmulas de lavagem. E como eu, acho que muita gente pensa assim, e por isso, surgiu a opção, para a turma do No Poo, de limpar usando a técnica do co-wash; olha, ‘cês não têm noção como isso tá uma febre no hemisfério norte, todos os dias recebo mailing da Ricky’s, aquela loja de produtos de beleza famosa nos EUA, com oferta de co-wash, é de dar abuso.

O co-wash, é uma abreviatura de “conditioner washing”, e consiste em lavar o cabelo com condicionador que não contenha petrolatos ou silicones insolúveis. Um exemplo de um bom condicionador para co-washing? O Yamasterol, um creme bem simples (do nível do antigo Restaurex ou Neutrox), mas com formulação ótima para cuidar das madeixas, contendo aloe vera e pantenol.

Co-wash, #comofaz? Só lavar o cabelo com água morna, passar o condicionador nos fios, massagear bem, e depois enxaguar removendo o resíduo do produto. Para quem não sabia, condicionador também tem propriedades emolientes, e limpa os fios, porém sem remover a gordura natural, e saudável deles. Os adeptos dessa lavagem informam que o cabelo fica tratado de verdade, e não com “aparência de tratado”, como muitos produtos com sulfatos fazem. É testar pra ver se dá certo.

Ah, e para quem quer se aventurar no co-wash, vale anotar as seguintes dicas:

- Para identificar os silicones presentes nos produtos, veja se as substâncias terminam com “-cone”. Se sim, coloque de volta na prateleira, ele não serve para co-washing (foi elaborada e disponibilizada na net uma lista muito legal pra turma do no/low poo, clica AQUI pra ver os compostos liberados e os não recomendados).

- A frequência com que se faz co-wash é você quem diz, mas um bom termômetro é observar a textura dos fios: se brilhosos, você tá fazendo com a frequência certa; se esponjosos, exagerou na dose.

- Mesmo que você resolva aderir ao co-wash, bom lembrar que nada de exagero, lavar o cabelo com xampu às vezes é necessário. Porém, opte por um livre de sulfatos ou parabenos, e, se você é da turma daquelas que malha todo dia, e LAVA todo o dia o cabelo, tente fazer co-wash umas três vezes por semana, e lavar só uma ou duas pra testar, ver como os cabelos reagem.

- Quem tem dermatite no cabelo, por exemplo, deve evitar a técnica de maneira constante, pra não piorar a situação. Como disse acima, o segredo é o equilibrio, nem oito, nem oitenta.

Feitas as considerações sobre co-wash, vamos falar um pouco sobre low poo, que é uma corrente mais light de limpeza das madeixas, e defende o uso de xampu sem sulfatos. Eu tenho evitado usar xampus com sulfatos de uns meses pra cá, e tenho notado uma certa melhora, mas confesso que sou negligente quanto à observação da formulação dos meus cremes de hidratação, e isso pesa para eu dar uma análise totalmente íntegra sobre o low poo, já que eu deveria me utilizar do xampu sem sulfatos, e evitar condicionadores, ou mesmo cremes de hidratação sem sulfatos, petrolatos e silicones insolúveis. Mas vou tentar seguir certinho uma dessas técnicas e dar uma opinião melhor pra vocês dentro de uma resenha dos produtos que usarei, combinado?

Bom, era isso que tinha pra conversar por hoje com vocês, e para as interessadas em implementar o low, ou no, ou co-wash (lembrando, as técnicas foram originalmente criadas para cacheadas mas podem ser aplicadas aos cabelos tingidos ou danificados), separei alguns produtos, de preços variáveis para fins de teste:

tipcowash

1 – Farmaervas Condicionador Camomila e Amêndoas;

2 – Elsève Reparação Total 5 – Condicionador;

3 – Yamasterol Creme Multifuncional.

LowList

1 – Schwarzkopf Bonacure Colorsave  

2 – Bed Head, Tigi Foxy Curls;

3 – Matrix Delicate Care, Silicone Free;

4 -Davines, Well Being Shampoo

5 – Amend, Eco Therapy;

6 – Éh Orgânico antioxidante.

Como eu sou curiosa mesmo, gostaria de colher alguns depoimentos de leitoras e amigas que usaram algumas das técnicas do post. Que acharam? Recomendam? Comentem aí, gente, super quero saber de vocês uma opinião de quem já testou!!!