Ela voltou! A jardineira, símbolo da moda confortável, volta à cena da moda com tudo!

Inicialmente desenvolvida para ser uniforme de trabalho, a jardineira rapidamente ocupou seu lugarzinho na moda. Alguém teve a feliz ideia de usar aquela vestimenta, típica de mecânicos e trabalhadores de fábricas, para sair. E o efeito viralizou no mundo, e a jardineira até hoje nunca saiu dos armários das pessoas que prezam pelo conforto e praticidade que a peça traz.

Me lembro muito bem, há uns 16, 17 anos, minha neura por uma jardineira; culpa da VJ Tati Ivanovici, adepta da moda streetwear, que apresentava os programas na emetevê de jardineira oversized, top curto, e tênis de skatista. Caninguei tanto, que acabei ganhando uma, que usei até ficar velhinha. E de lá pra cá, nunca mais meu armário foi ocupado por outra pecinha dessas…

Mas, peraí, dá tempo! Vou aproveitar essa volta triunfal das jardineiras no circuito de estilo mundial para adquirir uma pra mim, a precinhos camaradas! Boto fé nas Riachuelos, e Marisas da vida, e vocês?

Sobre como usar a jardineira, acho muito chato esse lance de ficar ditando regras. O bom senso resolve tudo em nossa vida, então, basta saber a modelagem ideal para o seu tipo de corpo, e adequar o uso da peça à ocasião. Exemplo? Se for para passear, e tiver com o corpo tudo em cima, vai topzinho por baixo; se o trabalho permite um traje mais descolado, dá pra colocar uma camisa por baixo da jardineira e criar um look descontraído. Acessórios farão sua parte, ajudando nas composições desejadas.

Tá, tá, muita teoria, mas cadê a prática, Rose? Calma, meninas, selecionei muitas imagens mostrando como a gente pode chamar a jardineirinha de volta para nossos armários de uma maneira digna, e estilosa!

Voilá!

Peça-desejo total.