Da quarta: adicionando cor ao dia cinza

Certamente quem conhece meu blog, às vezes se interroga porque nos looks que eu posto por aqui as peças que tão bombando por aí não são tão recorrentes. A resposta é bem fácil: gosto de usar o que me vem à cabeça, independente de estar “na moda” ou não. Isso quer dizer que vocês continuam – e continuarão – me vendo de sneakers, e vão me ver de neon – sim, de neon – em pleno inverno; pra mim, o que importa é a vibe do dia, da hora…

E foi nessa toada que corri lá em titia, e tive a ideia de fazer uma calça com renda neon e fundo preto, assim, do nada, aliás, no nada não, numa pinçada das ideias que transitam constantemente na minha cabeça. Ela fez em uma hora, provei, e amei automaticamente. Sabe aquela peça que você vê várias possibilidades, combinações? Então, foi o que me aconteceu quando provei minha calça.

A composição abaixo é apenas uma das prováveis; como a calça é, de fato, o carro-chefe da composição, todo o resto tem que ser mais apagadinho, mais básico, pra não cair no exagero:

Fotos: Jefferson Braga

Camisa Jeans – Leader

Camiseta preta – Riachuelo

Calça – Tia Alice (R$ 70,00 encomendas comigo ou através do e-mail [email protected]om)

Bolsa e Colar – Ebay

Scarpin – Lily’s Closet

E é assim que a gente dar uma corzinha a um dia gris!

Transformação express: converse neon

De vez em quando eu curto ir no Lookbook.nu, e ver qual é a da galera gringa. Por lá, gosto bastante dos looks de tênis da Sietske L , uma galega de Amsterdã que usa geralmente Converse e Keds, e faz looks muito dignos, usáveis, bem vida real mesmo. E eis que curiando na página de looks dela, me apaixonei por uns Keds amarelo-limão “cheguei”(usado nesse look AQUI). Mas, como nunca vi nada parecido por aqui, fiquei só na vontade.

Contudo, fazendo recentemente a arrumação dos meus calçados, encontrei uns All Stars meus que comprei numa liquida da Renner, a R$ 39,90 e só tinha calçado uma vez; na lata pensei: “por que não?”. Peguei minha tinta para tecido Acrilex Neon, um pincel que eu tinha, e pus as mãos na massa.

E no que deu? Tênis-desejo em questão de minutos, voilá!

E com mais 3 reais, ganhei uns tênis novinhos em folha pra eu aproveitar bastante!

Da quarta: caveira florida + scarpin neon

Essa semana tô irreconhecível, postando quase todo dia. É que não quero deixar acumular rascunho, nem ideia, nem foto de look…portanto postar é preciso, como também acho bacana compartilhar os achados que usei nas fotos abaixo:

Fotos: Jefferson Braga

De cara, vocês vão querer saber onde comprei essa Cambridge muambator-imagem-e-semelhança. Ela é neon, e comprei no Ebay à minha querida vendedora vivi_leather. As bolsas que ela vende são lindas, bem acabadas, e são embaladas com muito carinho. Quem tiver a curiosidade, clica AQUI pra ver os itens à venda dela.

Já a camiseta de caveirinha florida foi um achado Marisa, minha loja preferida pra comprar camisetas. Acho que saiu uns R$ 9,90, não me lembro bem. O shortinho com detalhe em guipure é Riachuelo, e o cardigã, antigão, diga-se de passagem, Opção.

Agora, esse un bout inspired, meeeenhas feeeelhas, encontrei naquele esquema pechincha + sem taxas no amado e adorado Ebay. Comprei com o vendedor cristalpro(link para o sapato AQUI), e ele tem disponível cada cor I-RA-DA, fiquei doidinha pra comprar o rosa choque, mas acho que vou esperar virar o ano (e o cartão, porque esse não é um blog de RHYCA, e sim de empreguetxe-eu-pego-às-setxe).

No geral, acho que matei a curiosidade de vocês, né? Se segurem que vem post massa sobre Ebay por aí, vou me esforçar pra subir no fim de semana. Me cobrem bem muito nos comentários pra eu me lembrar de redigir o danadinho, tá?

Do dia: saia de renda + camiseta velha de guerra

E hoje a combinação foi simples: saia de renda + camiseta. Nada demais, não fosse a cor da saia, não fosse a inscrição da camiseta, e não houvesse esse colar de caveirinhas fechoso.

A verdade é que meu mais novo amor no guarda-roupas é essa sainha que titia fez pra mim, mais compridinha atrás(coisa discreta), e numa cor que vai me dar várias alegrias no verão, já que me permite uma gama de combinações:

Foto: Jefferson Braga

Pra quem tá mesmo é na curiosidade de saber de onde vieram todas as peças e acessórios que compõem o look, serei bem rápida, e rasteira:

Camiseta- Forever 21

Saia de renda – Tia Alice (mais informações/encomendas no e-mail [email protected])

Colar – E-bay

Pulseira – Lojinha de bijuterias do Centro

Pumps – Santa Lolla

Qu’est-ce qui t’excite?


Pelo Instagram: Julho/Agosto/Setembro de 2012

Acho que pelo título do post, vocês pensaram que esse seria mais um daqueles posts cheios de imagens, já que tentei compilar três meses de Instagram por aqui. Que nada, selecionei poucas fotos, só pra forçar vocês a me seguirem por lá, acompanharem as fotitas “uppadas”, e comentarem, claro! (segue, galera, @roxy_queen)

Vamos a elas?

Pra começar, a gente vai falar um pouquinho sobre esse produto que tem um formato fálico bem esquisito, mas faz maravilhas para o seu cabelo: O After Party, da Tigi. Como o próprio nome diz, a gente usa o after party depois daquele estragão, seja depois de uma noite naquela formatura, seja quando a gente acorda de cabelón amassado, rebelde. O BH ajuda com os fios indisciplinados, dá um brilho maravilhoso, um cheiro perfeito, e também pode ser usado após a escova, ou prancha. tô gostando quilos desse produto, e queria um estoque de uns cinco, amigas que vão pras gringas, lembrem da louca aqui, tá?

Já a segunda imagem foi cooptada do amado, idolatrado, salve, salve Pinterest (me segue por lá, Rose Freitas, tô pedinte hoje), e espelha meu desejo por um scarpin neon. Primeiro porque eu amo scarpin, me sinto uma advogada tão chique quando uso haahaha! Ah, e depois porque neon, né, minha veia oitentista pula quando vejo alguma coisa “cheguei”, não dá pra segurar.  Sim, e como tudo por aqui é randômico, inclusive meu pensamento, saio dos pés, pra postar foto de um sorvetinho que aprendi a fazer em casa, quem quiser receita pede vídeo por aqui que eu ensino, é muito fácil, prático, rápido…tá, não é tão rápido, mas fica uma delícia.

Já na segunda fileirinha mais um produto de cabelo, que comprei às cegas, e me apaixonei: é o Sea Mist da John Masters Organics. Como minha obsessão é um cabelo ondulado de praia, ele justamente dá esse efeito, porque é feito à base de sal marinho, e ainda deixa o cabelo cheiroso, já que leva lavanda em sua formulação. TÔ ADORANDO esse bichinho, mas tenho pena de usar pra não acabar, coisas de quem sabe o sofrimento de esperar mais de 60 dias por mercadorias do exterior.

Ainda na linha beleza, mostrei pra vocês no Insta a base Graftobian, muito usada pelas artistas globais no mundo pós-HD. Gente, ela é muito perfeita, carésima no Brasil, mas na época fiz uma muganga e consegui comprar num site gringo que nem me lembro mais. Porém, acho que no E-bay já deve ter – bem como a faladérrima paleta de corretivos de marca – pra vender. Vale muito a pena, a pele da gente fica coisa de cinema.

E o que dizer dessa sainha de crochê que a mãe de Camilla Savana fez? Já tô com uns novelos neon pra encomendar mais duas, e quem quiser fazer sua encomenda, só gritar pela Camilla no Twitter, ou Instagram, que ela explica direitinho (@camillasavana). Em breve vai ter look com minha nova aquisição.

Na sétima foto, minha sainha nova, que também mostrarei por aqui. Essa foi mais um trabalho conjunto com titia, já que o tal do godê buraco, pra emendar no corpo reto da saia foi nível 10 de dificuldade pra mim. Mas um dia eu aprendo, não é possível. Também vai ter look mais pra frente. Já na imagem seguinte, tem festa de coisinhas pra criar uns vídeos pro blog, tentarei me organizar, porque tô cheia de ideias, mas ainda tô meio que organizando minha mudança, tá tudo muito bagunçado, paciência, amigas, vai rolar coisa boa, sim!

E esse meu flying knee? Me achei super Anderson Silva ó! Mas o melhor mesmo foram os treinos com o Rony Jason do TUF Brasil, fiquei tão feliz! Aliás, o muay thai me deixa muito feliz, acho que todo mundo deveria experimentar, faz um bem danado.

Nas imagens seguintes, mais aleatoriedades: pulseirinha fofa com um elefantinho, inspiração pra gente fazer em casa, meus tênis acesos novos, minha calça de corações Marisa muito lindinha, e alguns tecidos novos que comprei pra mim, um de folhagens, e outro com estampa náutica, que não vejo a hora virar camisa.

Por fim, um cinto de miçangas que levanta qualquer look, presente da minha friend Tati, que já desapega aqui em casa coisas lindíssimas, que segundo ela, só eu tenho coragem de usar. :)

Então é isso, ando mostrando muita coisa legal pelo Instagram, mas essa seleção resume o que achei de mais bacana pra compartilhar por aqui com vocês. Ah, quem também tiver Insta e quiser deixar o nome de usuário aqui nos comentários, fique a vontade, vai ser legal a gente se seguir, e fofocar por lá!

De volta aos anos 80

Eita que chegamos nos anos 80! Época dos B52′s, do Mc Hammer, do Technotronic, dos cubos mágicos, Pogobol e Genius, das cores vibrantes e visual maximalista. Depois de já ter falado no blog sobre os anos 50, 60, de ter pincelado sobre os setenta, eis que pra aglutinar lá vem os anos 80, pra dar aquela alegria no visual.

Nos desfiles gringos – e brasileiros – a época mais legal do universo vem sendo lembrada através das cores neon, das camisetas com desenhos e programas de TV da época, da reinserção em nossa rotina “modística” dos tênis (quem nunca quis os do Michael J. Fox em “De volta para o futuro?”) roupas espalhafatosas, das viseiras, estampados nada discretos, e dos óculos espelhados, por exemplo.

E o que eu acho disso? Muito massa, lembrando que o bacana mesmo é  pincelar o look com algo que remeta à época, pra também não sair prontinha pra festa à fantasia. O bom senso é  um bem necessário, sempre.

Pra gente ir se orientando na tendência, pesquisei uns looks na internet, mostrando que, na prática, a gente pode fazer um revival bem digno dos anos 80, sem Chacrinhizar a coisa:

Tô mentindo se eu disser que não tô amando tudo isso, ó…

Páginas123