Os 5 vestidos mais fechativos da Self Portrait

 

ABselfpor

Já ouviram falar da Self Portrait? Acho que assim, de nome, muita gente não conhece, mas basta um passeio pelas redes sociais das blogueiras e atrizes gringas pra se encantar com a marca, principalmente com os vestidos de renda e guipure fabricados por Han Chong, que entrou no ramo da moda há dez anos (sendo co-fundador da Three Floor), e não fazia ideia que a Self Portrait iria estourar quando pôs à venda peças no Net-a-Porter, e na Bergdolf Goodman. Simplesmente as peças voaram, e não raro a gente topa por aí com alguém do Insta usando suas produções.

Observando os modelos à venda, a gente nota que Han faz a linha ladylike, ora assumindo uma pegada mais romântica, ora dando um toque de modernidade. Separei os cinco modelos de vestido que mais curto na marca pra mostrar por aqui:

 SP5

SP4

SP1

SP3

SP2

O mais legal é que esses modelos já ajudam quando o ponto é resolver que look usar no fim do ano, né? Então, toma aqui minha dica pra vocês fãs de renda, guipure e similares, corram pras costureiras mais próximas que eu acho que ainda dá tempo!

Beijos!

Frutas, muitas frutas!

Apesar de tempos nebulosos que estamos vivendo num mundo, o sol por aqui no Nordeste é forte, é radiante. Talvez bem por isso não é qualquer coisa abala e deixa pra baixo o nordestino: a gente dorme triste, mas o Sol, o Astro-Rei tá lá, dizendo que a luz não tá só no fim do túnel; também figura lá no céu, disponível pra todos nós. Quando associam o alto índice de suicídios a lugares onde os invernos são mais rigorosos, logicamente, em sentido reverso, ligamos a alegria e vontade de viver a lugares onde o sol brilha durante maior parte do ano…pois bem, estamos aqui, a 36 graus mais ou menos, postando um look que reflete essa necessidade de explodir todas as cores, e sabores que só um país tropical tem.

Nesse vestido mídi, flores e frutas prendem nossa visão, e geram uma sensação boa, de frescor; por efeito sinéstesico, a estampa faz até a gente sentir alguns sabores :). Como quase sempre por aqui, essa peça foi feita por titia de forma rápida, carinhosa, e meu apego por ela me permite usá-la duas vezes por semana desde que confeccionado.

Foi amor à primeira vestida, podem acreditar!

fruit1

fruit6

fruit5

fruit2

Imagens: Jeff Braga

Porque nada é melhor que pôr a cara no Sol com um vestido que anuncia que a gente chegou chegando, né?

Vestido: Tia Alice (encomendas no email [email protected])

Bolsa e Sapatos: Arezzo

Óculos: Aliexpress

Brincos SDesign

Do Dia: Franjas + Chamois

abfring

Sabe aquela peça que você compra, mas depois fica se perguntando com o que usar, e, correndo louca dentro de casa com a mão na cabeça grita “Meu Deus, Meu Deus, como coordenar essa peça?!”?

Foi o que aconteceu com essa saia.

Achei que estava abalando quando comprei, e depois da longa espera para ela chegar (essa arte da espera, nós, clientes do Ali, dominamos bem), quando abri o pacotinho fiquei com cara de paisagem por horas, me indagando com o que iria combiná-la. E resolvi ser simples: ora, se a saia de franjas em chamois deve ser a peça-chave do look, todo o resto deve harmonizar, mas ficar quietinho, deixando a saia brilhar. Assim, peguei minha camisetinha, um cintinho tressé, uma bolsa box, um saltão pra me alongar (ter 1,50m né fácil não) e mandei ver.

O resultado? Esse aqui:

fring1

fring5

fring2

fringfe

Quando me deparo com peças mais chamativas gosto de jogar o look pro lado básico, aquele macete de ir jogando uma água pra ir apagando o incêndio. Há quem goste bastante do kitsch, mas eu, particularmente, não curtiria a ideia de ir trabalhar parecendo uma rainha do rodeio. Deixo isso pra Paula Fernandes, ela ama uns looks “too much” hahahahaha

Ah, ia me esquecendo, os créditos!

Saia – Aliexpress (link para o vendedor AQUI); Camiseta – H&M; Sandálias: Arezzo; Bolsa e óculos: Aliexpress.

Beijos.

Body, saia branca e só!

whsk1

 

O look de hoje é mais um daqueles bem simples, que não exigem esforço, nem pedem muito tempo da gente. Esse meu body estampado é verdadeiro curinga do meu guarda-roupas; adoro, porque ele parece um quadro do Monet, ou do Renoir, e fala por si só, não requerendo uma combinação complexa, um jeans escuro, por exemplo, já da conta da missão.

No caso, pra complementar essa composição, que foi usada para eu ir a um batizado, preferi deixar o jeans para o dia-a-dia, e escolhi uma saia midi branca, em couro ecológico, pra fechar o look:

whsk2

whsk4

skiwhit5

Fotos: Jeff Braga

Body – Tia Alice

Saia – Aliexpress, link para o vendedor AQUI

Scarpin – Schutz

Bolsa – Arezzo

Óculos – Aliexpress

 

Do dia: na vibe do Coachella

Começa o segundo fim de semana do Coachella, uma espécie de Woodstock da nossa época e que rende muitos looks maravilhosos com uma pegada bem boho, de encher os olhos de verdade.

Sempre que posso eu posto os melhores looks por aqui, e certamente deverei fazer um post ao fim do festival, mas por hoje eu quis me vestir como se para o Coachella eu fosse, com um look fresquinho, vibrante, e simples. Usei um shortinho jeans de cós alto que já foi calça, uma blusinha cropped, e um maxicardigan, o queridinho do outono/inverno (para os Estados mais frios em tecidos mais pesadinhos e quentes, e pra galera que não tem outono/inverno rigoroso, em malhas mais leves), e certamente da nossa primavera/verão 2016. Prestem muita atenção a ele, porque tanto ele, como os maxivestidos usados abertos prometem virar clássicos das meninas que amam um estilo mais boho. Tô com uma renda linda pra fazer um maxivestido e assim que ficar pronto posto um look pra vocês terem noção de como fica linda uma composição com ele.

Ah, antes que me esqueça o cabelo foi inspirado no updo que Kate Bosworth fez pro festival semana passada. Pirei nele, achei o máximo!

chlla

 

boho2

hairdetail

Ainda aprendo a fazer essa trança pra fora da Kate, que fica dividindo o cabelo. Até agora só acerto raiz, mas valeu a inspiração!

katebos

Fotos: Jefferson Braga

Cropped – Renner

Shorts – Riachuelo

Bolsa – Santa Lolla

Pulseirinhas – eu que fiz

Sandálias – Schutz

Maxicardigan – Tia Alice (encomendas [email protected])

Óculos – Forever 21

 

Vestido Jeans: como usar

vestidojeansab

E lá vem mais peças direto dos anos 90 pra nossas vidas! Me lembro muito bem de, folheando as páginas das minhas Revistas Capricho daquele tempo ter achado vários exemplares de vestidos em jeans, ora usado com uma camisetinha por baixo, ora sem nada. Teve um modelo de um editorial que mostrava uma menina cuidando da irmã mais nova, em que ela usava vários vestidos jeans, e titia fez um pra mim de lastex, que juro, tô louca pra pedir uma releitura a ela, certeza de que ela vai lembrar o modelo, porque foi um vestido que só tirei do corpo quando tava mulambento, usei muito! Fazendo pesquisas na net, achei uma imagem que demonstra bem como vestidinho jeans era hype nos anos 90, é de uma Capricho com Luana Piovani na capa, e eu encontrei no blog da Rafaela o Rafaelando, que fez montagens maravilhosas com as revistas do meu tempo, bateu uma saudade das minhas revistinhas…

capricho94

Pois bem, fato é que os vestidos jeans voltaram (já até falei pra você em um post passado, mas não de maneira tão específica como hoje), e a dúvida é como combiná-lo, com que tipo de calçado, com que bolsa…bom, o vestido já traz aquela bagagem noventinha, então o legal é coordenar com peças ou mais modernas, ou mais antiguinhas, digo, de antes dos anos noventa, pra não ficar tão caricato. Separei umas imagens bem legais de street style, em que as meninas usam de tênis esportivos a botas acima do joelho pra compor com o vestido jeans:

denimdress

Pras amigas das regiões que não têm outono-inverno, usar um vestido jeans de manguinha com avarcas fica MARAVILHOSO, é garantia de um look atualizado.

E aí, quem topa aderir o vestidinho jeans? Eu tô dentro total!

Páginas12345... 10»