Método de demaquiar da Clarins: funciona de verdade?
Em: Beleza

Em um post antiguinho já falei pra vocês sobre o trio da Clarins que eu comprei(clica AQUI pra relembrar), e simplesmente amei. No entanto, depois veio toda essa minha vibe double cleansing(porque é a única maneira de remover BB cream da pele de maneira eficaz), e eu acabei esquecendo de explicar por aqui como é fantástico o método de remover maquiagem da Clarins, muito válido para quando a gente usa base no lugar do BB cream.

Porém, hoje me desculpo com vocês mostrando como é bacana a técnica dessa empresa de cosméticos que só tem coisa legal. Consiste em aplicação de um leite de limpeza, em movimentos delicados, seguida de umas pressões feitas com as mãos, por umas 6, 7, vezes, para que o resíduo de maquiagem vá todo embora. O engraçado desse método é que você, após esses paranauês todos, pode apenas passar o tônico, ou seja, nem precisa de água pra dar aquela limpada de misericórdia. Contudo, eu sou incrédula, e como moça latino-americana que sou, descendente de índios, sou fã de lavar a pele, e só então aplico o tônico que, diga-se de passagem, é leve, delicado, cheirosinho, uma maravilha.

Ah, claro que não ia deixar vocês sem “ibagens” desse método. Porque narrar não tem nenhuma graça, tem que ver pra aprender a fazer direitinho. Por isso, separei pra vocês uma demonstração usando água:

Como sei que vocês vão perguntar, eu já tratei de testar o método, e olha, gostei demais, limpou minha pele direitinho. Não sei se funciona com demaquilantes de outras marcas, mas creio que sim, pelo menos com os leites de limpeza deve funcionar. Vale testar e vir contar aqui se deu certo, viu meninas, tô esperando!

PS: esqueci de avisar que vale dar uma conferida no canal da marca no Youtube, tem muita coisa interessante. Lá eles ensinam, por exemplo, a fazer uma autodrenagem, a maneira correta de usar hidratante no corpo, ou demaquiar a área dos olhos. Super vale a pena dar uma passadinha lá, tem muito material mesmo!

Beijos!

Teste de lenços: demaquilante Almay, e esfoliante Belliz

Hoje é dia de falar de lenços, mais precisamente, dos dois que estou usando atualmente: um é demaquilante para área dos olhos, da Almay; e o outro se destina à limpeza facial, da Belliz. Então, senta que lá vem resenha!

Até chegar à compra dos lencinhos da Almay, andei pesquisando em sites de farmácias gringas, na tentativa de montar uma (pequena) lista de pedidos para uma amiga que ia para os EUA. Até consegui montar a lista, mas pequena ela não ficou, não mesmo. Catando daqui, e dali, achei os da Almay, recomendados inclusive pela revista Allure. Custou US$ 7,99, uns quinze reais, não tem óleo na fórmula, é hipoalergênico, e não tem cheiro. Cada potinho vem com 120 discos:

Ele promete remover de maneira suave a maquiagem, sem deixar resíduos. Possui na formulação aloe vera, pepino, e chá verde. Segundo a marca, é ótimo para remover a maquiagem da área dos olhos, inclusive máscara à prova d’água, e batons de longa duração. Também noticia ser ideal para quem usa lentes de contato, já que não provoca irritação.

Pois, vamos ver se é essa coca-cola toda, ou balela de fabricante: passei no dorso da mão quatro produtos: lápis de olho, sombra, delineador(em caneta), e rímel à prova d’água:

Deu pra ver que foi aprovadíssimo, né? Na verdade, na verdade, quero deixar aqui uma dica: prestem muita atenção nas resenhas de demaquilantes que vocês vêem, pois podem não ser confiáveis, já que, muitas vezes, a pessoa que tá resenhando não sabe sequer como se usa o produto. Pois bem, para remover produtos da área dos meus olhos, eu não esfrego na brutalidade. Primeiro, eu deixo o lencinho lá, ou algodão embebido com demaquilante, um minuto mais ou menos; aí, de primeira, já sai o grosso do resíduo. Depois, só dar uma leve – eu disse leve, delicada – esfregadinha, para remover o resto. Sai tudo, gente, sem agonia, sem alvoroço!!

Para aprender a demaquilar a área dos olhos, acessa esse vídeo AQUI, da Clarins, ensinando o macete certinho.

- Sim, Rose, e aí, aprovados ou não os lenços?

Claro que aprovados, minha queixa só se resume ao modo de tirar o lencinho, porque como eles são muito grudados uns nos outros dentro do pote, acabo tirando sempre mais de dois, um saco, desperdício total.

E agora, vamos ao meu achado de beleza. Digo achado, porque comprei essa maravilha na Iskisita, ao preço módico de sete reais e uns quebrados, e simplesmente AMEI!

Os discos esfoliantes (juro que não me conformo com essa grafia “esfoliante”, maaas, como não há ressalvas sobre a grafia, vou escrever assim agora) da Belliz são um bom aliado para aplicação de tônico; achei melhor que o disco de algodão comum, porque ele promove uma suave esfoliação na pele.

Cada caixa contém 120 discos, até grandinhos (8 cm de diâmetro); de um lado, os discos são brancos, e do outro eles têm uns pontinhos cor-de-rosa, que promovem a esfoliação:

Como disse acima, gostei bastante deles, preço excelente, e produto bem bom. Doida pra voltar na Iskisita e abastecer o estoque, porque nunca tinha visto nada do tipo nessas lojas baratinhas.

Resumo da ópera: nota 10 pra os dois produtos!

Mudança de hábito: double cleansing, um novo jeito de limpar a pele.
Em: Beleza

Não vou negar: quando se trata de cuidados diários de beleza, ser disciplinada passa um tico longe de mim. Porém eu tento, na medida do possível, manter um padrão mínimo de atenção.

Então, logo pela manhã, limpo a pele do rosto com sabonete específico, passo bloqueador solar fator 50, e hidratante no corpo. À noite, sempre tento usar meus 3 passos da Clinique, algum creme para olheiras, e revezo meus produtos da La Roche, o Derm Aha, e o Biomedic Pigment Control; nos dias de maior inspiração passo um sérum clareador, ou um que ajuda a aliviar o aspecto aberto dos poros. Nada muito ortodoxo, confesso, mas deixo tudo à mão para “forçar” uma certa disciplina.

Só que recentemente, lendo meus blogs de beleza mais amados, o Salada Médica, da Meire, e o East to West Skincare, do Pedro, percebi que em relação aos cuidados com o rosto, precisava mudar meus hábitos de limpeza, e adotar o método preferido das asiáticas, o double cleansing.

E como concluí por essa necessidade de mudança de hábito?

Simples: descobri através do Pedro que protetores solares de toque seco (principalmente de origem asiática), e BB creams não são tão simples de remoção, o demaquilante nosso de cada dia só consegue remover o excesso; os resíduos, portanto, ainda ficam por lá, prontinhos para entupir nossos poros, e fazer nascer uma nova espinha, ou problemas maiores de pele. Logo, para evitar que isso aconteça, a proposta é clara: seguir o ritual das japas, chinesas e afins, o chamado double cleansing.

Mas, que diabos é essa limpeza “dupla” da pele?

O double cleansing, nascido no Japão, é um método de limpeza de pele consistente em dois passos: no primeiro, a gente remove os resíduos com um óleo de limpeza, desenvolvido com esse fim, e no segundo a gente dá aquela ‘selada’ no processo, utilizando sabonete, ou espuma facial. Pronto, eis o mistério da fé!

“Ai, Rose, e o que isso tem demais?” Nada, a diferença é que o óleo de limpeza facial remove com a força de Thundera todos os resíduos do BB cream, protetores asiáticos, etc…coisa que nossos demaquilantes comuns não fazem. E o mais mágico? Os óleos não entopem poros, e muitos deles podem ser usados livremente por quem tem pele oleosa. (eu!)

E bem por isso, e depois de aprender a técnica do double cleansing, principalmente na fase de aplicação do óleo (passar com pele e mãos secos, massagear bem, depois passar um tiquinho de água pra emulsionar, remover com algodão, e só depois utilizar o sabonete líquido ou espuma de limpeza) endoidei por produtos orientais, e já adquiri minha dupla infalível no Ebay, que mostro abaixo:

O produto acima é um óleo de limpeza, o Naive Natural Deep Makeup Cleansing Oil. Com uma vendagem de aproximadamente 46 bilhões (ushh!!), pesquisei bastante pela internet sobre ele, e me convenci quando o Nando do blog Vanity Pills recomendou inclusive para pele oleosa. Ansiosa para que chegue logo!

Já a espuma facial da Bioré foi produto da minha intuição, já que a Bioré é bem respeitada pelos apreciadores dos produtos asiáticos. Também tem me deixado ansiosa esse frasquinho, não vejo a hora de testar meus “japas”!

Quando eles chegarem, prometo resenha, tá, contudo, gostaria de deixar comentários abertos, porque sei que mais dicas virão, né, Meire, sua linda, sempre com dicas quentes?!!!!!