Os spencers de Kelly Framel

Querem um diferenciador básico entre moda e estilo?  O fato de alguém usar uma peça oposta a que virou senso comum. Exemplo? Kelly Framel, do blog Glamurai, que em tempos de comprimento “mullet”, resolveu sacar do closet seu spencer mais curtinho atrás que na frente.

Resultado? Virou peça-desejo minha.

Sobre o spencer, este nada mais é que um casaco mais curtinho que o blazer; fica acima da cintura, e apareceu pela primeira vez lá pelos anos 1790, na Inglaterra. Tem esse nome em homenagem ao Conde Spencer que, em tendo rasgado a cauda de suas vestes(ou queimado, não se sabe com precisão), resolveu aderir ao casaco mais curtinho.

A moda do Conde acabou caindo no gosto da mulherada e hoje é uma solução bastante elegante, sendo um meio-termo, se situando entre o formalismo do blazer, e o jeito descoladinho do cardigã. Meus dias de audiência agradecem.

Fotos: blog Glamurai

Kelly, culpa tua, tô doida por um spencer!

Matriz Fashionista: Princesa Grace Kelly

Às vésperas de um casamento supostamente real que não pára de sair em todas as emissoras possíveis no mundo, resolvi postar sobre uma princesa de verdade, em tudo que fez: a Diva Grace Kelly.


Grace Patrícia Kelly nasceu na Filadélfia, em 1929. Foi atriz, ganhou Oscar, e casou-se com Rainier III, príncipe de Mônaco, sendo, a partir daí, chamada de Princesa Grace de Mônaco. Fechou com chave e cadeado, guinada maior não há.

Para mim, Grace foi princesa antes mesmo de ser princesa, tanto em beleza, quanto em talento, personalidade, e estilo. É, consabidamente, ícone da moda. Isso é indiscutível.

A princesa de Mônaco, e mãe de Stéphanie, Caroline e Albert tinha graça, leveza, classe, era refinada. Suas aparições sempre eram esperadas, e até hoje ela é imitada. Não somente seus trajes, mas mulheres ao redor do mundo pretendem reproduzir esse refinamento, educação, e elegância que Grace trazia consigo.

Tem foto mais poderosa que essa primeira do cantinho esquerdo? Luxo, poder e sedução, tudo junto!

Pode-se dizer que Grace se vestia de maneira simples, mas um simples chique. Adepta do ladylike, quase sempre era vista de cintura marcada, saia godê ou lápis, comprimento midi. Ah, seu colo era ponto de destaque. Colo este que Grace adorava adornar com um discreto colar de pérolas, sua marca característica, juntamente com a bolsa que levou seu nome, Kelly, elaborada pela Hermès(só pra constar, essa bolsa até hoje tem fila de espera, custando até R$ 300.000, e a Posh Spice tem mais de cem exemplares da marca).

Ah, Dilminha, nossa Presidente, apareceu por aí com uma Hermès Kelly…beesha phyna, sabe o que é bom!

A diva Kelly era um mulher simples, monocromática no mais das vezes, porém exalava estilo, o simples fato de ser quem era, já trazia em si uma série de qualidades que seduziram o mundo inteiro.

Quem nunca ouviu falar de seu vestido de casamento, com detalhes em renda, que figura entre os mais bonitos da história das realezas?

Outro vestido de Grace Kelly que me vem à mente sempre que vejo seu nome é esse abaixo, que vi pela primeira vez aos onze anos numa revista Manequim de Tia Alice sobre atrizes Hollywoodianas. Achei divino, e ficou gravado na minha cabeça, juntamente com um de Audrey, que veio na mesma revista.

Suas peças-chave? Lenços, chapéus, óculos gigantescos, colar de pérolas, sua inseparável bolsa, espadrilles, cintos, broches e brincos eram sempre presentes nos looks de GK.

Aliás, fazendo uma estatística bem rasteira de todas as matrizes que fiz por aqui, os acessórios sempre são os queridinhos das mulheres mais elegantes ever. Significa algo pra vocês?

Separei mais alguns looks, pra vocês se inspirarem. O legal não é ser caricato, mas colher algo do look da Princesa Grace que possa ser incorporado nos dias atuais. Deixem a imaginação rolar solta!


Agora, me digam, essa é ou não é uma Princesa, de verdade?

People’s Choice Awards 2011 – Os looks

Eita que mal o ano começou e já temos red carpet para comentar! O da vez é o People’s Choice Awards 2011, que premia pessoas, séries, músicas da cultura pop.

Mas vamos ao que a gente gosta mais: os looks!

Tá certo que não teve aqueeeeeele visual totalmente destoante e fechoso, mas teve coisa agradável sim. Por outro lado, teve coisa ruim, muito ruim.

Primeiro vamos ao look que eu adorei: Minka, de Vivienne Westwood. Sim, porque o corte é perfeito, o tecido também(uma renda com um tecido vermelhão por baixo), e ficou tão, mas tão harmônico que mesmo não sendo “o look” redcarpetianamente falando, merece o prêmio de melhor da noite:

Em seguida, vamos aos looks legais. As meninas Taylor(de J. Mendel 2011), Ashley e Selena(de Paule KA & Irina Shabayeva 2011) e ficaram tão fofoletes que de fato merecem em grupo uma espécie de segunda posição no blog. Coisa muito inspiradora para os momentos de dúvida sobre o que usar na formatura das amigas, e na sua própria why not:

No terceiro front, meninas que também se saíram legal. Kim não ficou tão periguete, Emma Roberts estava OK nesse cocktail dress preto (Christian Dior 2011) Niki Taylor sóbria pero no mucho nesse longo, que tinha um decotão nas costas, e Aniston, as usual, tava linda de Calça e Colete Dolce &Gabbana!

Já numa quarta linha de looks, umas coisas “marromenos”. Essas duas amigas aí usaram um negócio tão “cê parece que não sei” que nem eu soube onde encaixá-las. O primeiro, porque ficou um aspecto meio amassado, além de não ter trazidos surpresas(sapato da cor da bolsa…hummm, doeu!); o segundo, porque parece um vestido de uma revista que minha tia tem de 1993. Péssimo, madrinha total!

E o desastre total, com as três amigas abaixo. Detalhe: quase que eu boto tarja preta no rosto delas, porque né?

Jurei que era uma graúna nesse primeiro look, e no terceiro pensei que era um vestido do queima da Coliseum. Jesus, aparta-te de mim!NOW!

Por fim, deixei a Kate, que merece destaque por não ter chocado tanto, e mais, por ter se saído bem, já que ela não optou por vestido de led, graças a Deus. Ficou bem “Tinkerbell” mesmo!

E aí meninas, quero saber, de verdade: o que agradou, e o que foi odiável nessa premiação?

Se aparecerem mais looks, pode deixar que faço parte 2, tá?

Obs: todas as fotos são reproduções do fabsugar e compilação minha.

Fechação: vestidos baphos

Como não podia deixar de ser, em minhas navegadas básicas pelo mundo internético achei dois exemplares que não poderia deixar de fora de um post, até mesmo porque tá pertinho de festas de fim de ano, e as amyghas ficam muito em dúvida sobre o que vestir.

São duas frentes diferentes, tá? Um mais comportadinho, e outro mais sexy girl!

Fato: esse vestido tem cara de Marchesa. Mas não sei de quem é. O que sei é que Kelly Brook, a atriz(?) de Piranhas 3-D(????) vestiu esse danadinho e eu achei lindinho, não fosse metade da peitança dela pra fora do cocktail dress. O corte do vestido é lindo, parece um origami, o que me também me ocorreu que pode ser de um estilista com raízes orientais, como Jason Wu. Se eu descobri coloco um adendo aqui, tá?

Já no segundo front vem Irina Shaik, super sexy, em um longo preto que, apesar de ter todas as ferramentas para virar vulgar, nem ficou, talvez por causa da postura não-piriguetxy da amiga (certeza que em Kim Kardashian ficaria estranho):

Botei a foto do make e do cabelo porque, benza-te Deus pra não botarem olhado! (rsrsrss).

Pode pedir a Santa Claus um cabelo desse, pode?

Adooooro!da semana: Kelly Brook

E por falar em ladylike e anos 50…

Foto:reprodução

Andou lendo o blog, hein, danadjenha!

:)

Pretinhos nada básicos!

Quando se fala em vestido preto versátil e amigo de todas as horas, vem logo à mente aquele tubinho lisinho, sem nada, certo? Errado!

Meninas, vamos rever nossos conceitos!

Olha só estes dois vestidinhos:

O da Vanessa, usado na festa da revista Details é o máximo: na frente, aquela aparência de pretinho básico. Nas costas, a surpresa: mais parece uma teia de aranha, feito de linha de tricô com stretch, mesmo material do vestido! Lindo!

O da Kelly Brooks também não deixa a desejar: usado no lançamento do Blackberry Torch essa semana, o tubinho tem umas dobrinhas bem legais na parte de cima, e na saia, pregas bem espaçadas!

Eu fico com o primeiro(tubinho com elastano addicted), e vocês?