Alerta anos 90: o slip dress voltou!

Ab_slipdress

 

2016, pra moda, tá parecendo 1995: a quantidade de peças trazidas direto do armário das meninas da década de 90 dá pra criar uma série de posts por aqui, tranqüilamente.

Em 1990 eu tinha 9 anos, e ganhei uma assinatura da Capricho que durou mais de 5 anos, portanto, acompanhei de perto o estilo que reinou naquela década, seja através dos editoriais da Capricho, seja acompanhando, também através da revista, os looks das estrelas Pop/Rock e top models da época. Muitas peças legais daquele tempo tão voltando, mas por hoje, vamos falar de uma em especial, versátil por sua própria natureza: o slip dress, ou vestido camisola.

Quando se fala em slip dress, não tem como não vinculá-lo à Kate Moss, e à Courtney Love, rainhas dos anos 90 que usavam a peça de maneira exaustiva. Se Kate recebesse um dólar pra cada aparição que fazia usando slip dress ela tava milionária somente por isso!

Matriz_slipdress

Se nos anos 90 era Kate que comandava o exército de Slip Dress, atualmente o ícone de estilo no quesito se chama Rumi Neely, blogueira do Fashion Toast. A beesha veste cada um mais lindo que o outro, fico feito doida salvando na minha pastinha de inspirações pra escolher o modelo mais legal e fazer um pra mim!

defsliprumi

Muito embora o vestido-camisola não seja unanimidade (algumas dirão: que loucura, mulher, a pessoa sair de camisola na rua, onde já se viu??!), minha opinião é de que o slip dress é sim uma das peças mais legais do momento para compor looks: a gente vai do look sexy ao grunge dentro de instantes, somente trocando acessórios. Ele vai da festa chique a um jantar mais informal com amigos. E eu provo o que digo, só ver a seleção abaixo dos looks com slip dress, garanto que muitas de vocês, leitoras, vão desejar um vestidinho camisola pra chamar de seu.

howtoslip

Ah, ia me esquecendo: se quiserem deixar o look bem anos 90 mesmo, é só combinar com camisetinha por baixo, vi várias meninas usando e achei massa, um hi-lo direto do túnel do tempo que funciona demais!!

E aí, que cês acham do slip dress, curtem ou não? Vamos abrir debate nos comentários, que eu adoro!

Adooooro! da semana: Kate Moss

Se no inverno geral fala em veludo classicão, molhado, eu tiro meu corpitxo fora e viro team cotelê. Na verdade, desde menina achava o máximo o tal do blazer de cotelê. Refleti, desapeguei, e acabei comprando cotelê mais fininho pra fazer uma calça com a boca mais larguinha. Acho que uso mais, né?

E traduzindo todo esse nhem-nhem-nhem é que vem adoro da semana: Katona, toda boho, com calça o quê? De veludo, DO-JEITINHO-QUE-EU-QUERO:

É setentinha, é boholento, é clássico, é lindo, e vai pro meu armário(mentira, tô com as roupas todas em caixas, mudança, mudança) em breve.

Golden Globe 2012: o fim

Pronto. Pra fechar com chave de ouro, dois looks que gostei demais da conta: Kate Beckinsale, e Heidi Klum, que apesar de terem adotado tons apagadinhos, se destacaram.

Kate estava impecável. Sabem quando tudo que foi usado simplesmente se comunicou? Foi o caso dela. Make, acessórios, vestido, enfim, tudo se harmonizou, e deixou o look aceso, apesar de nude. Foi um dos meus preferidos.

Heidi também tava uma fofa, toda trabalhada no minimalismo de Calvin Klein, e colar turquesa. Aqui, o “ser simples” ficou “incrível”.

É isso, acabou, gente! Até o próximo tapete vermelho!

Sexta do conforto

Quem me conhece sabe que não sou lá muito fã das irmãs Olsen: são muito magras, com cara de doente, corcundas, desengonçadas. Pra mim, pouca coisa do que vestem realmente é bacana.

Mas hoje, especialmente hoje, eu senti uma vontade danada de sair assim, como Ashley, toda trabalhada no conforto. E neste exato momento, enquanto posto essa foto, tô vasculhando no meu guarda-roupas algo do tipo:

Porque nem todo dia é dia de jeans skinny e salto.

Boa sexta, gals!

Kate Moss para Longchamp

Não obstante já ter postado uma coisinha, não resisti e me senti na obrigação de postar pra vocês essa campanha linda de viver da Longchamp, com o dedo(e o  corpo inteiro) de Kate Moss (pense numa top das antigas que resiste!).

A Longchamp é uma marca de bolsa Parisiense que é bem mais conhecida pela fabricação da prática Le Pliage, uma bolsa de nylon super prática e espaçosa. Porém, recentemente, a parceria com Kate Moss vem rendendo bons frutos, tanto que já é a segunda linha que a moça desenvolve para a marca.

A inspiração dessa vez partiu da América do Sul e da vida na estrada, e o que a gente vê são bolsas coloridas, feitas de lãs coloridas e listradas, e muita coisa de lona, couro e canvas.

Fotos? Claro, mobens!


Imagens: Reprodução

Pra quem ficou Superafim, existe loja da Longchamp no Brasil, em São Paulo(caríssima, os olhos da face) e em vários outros países como França, Estados Unidos, Canadá, Austria, Itália, Holanda, e por aí vai…Descobri também que vende em freeshops, o que é uma maravilha!

Quem se sentiu tocada levanta a mão!

Kate Perry feelings na campanha de primavera 2011 da Bluegirl

Tá certo que Kate Perry não traz, digamos assim, uma inovação para o mundo da moda, até mesmo porque o estilo pin up sempre teve várias adeptas, independentemente de ser moda ou não. Me lembro de muito nova ver várias meninas em convenções de tatuagem e piercing com tatuagens de cerejinha, franja curtinha, batom vermelho, shortinho de cós alto, blusinha de bolinha e lenço no cabelo. E eram muitas mesmo!

Agora, que essa campanha de primavera da Blugirl teve altas doses de Katyperryanismo, é inegável…até a modelo se parece com ela, gente!(guardadas as devidas proporções, até porque a moça no editorial é loira)

Se pudesse traduzir em uma palavra a coleção, seria CHICLETE..tudo rosinha, docinho, fofinho, como toda girlie que se preze deve ser!

Esse vestido de cambraia nude da terceira foto, aqui embaixo, me matou com a faca da cozinha, quero pra já!

Quem curte o estilo? Acharam meio KP, assim como eu, ou não tem nada ver?

Páginas123