Sexta comfy: jardineira!

IMG_8087.JPG

Até que enfim sexta chegou, e com ela aquela vontade de vestir algo mais confortável, que demande menos esforço, mas que não fique com ar desleixado. A peça-chave que atende a tudo isso que falei? A jardineira, uma das peças que tem sido cantada aos quatro cantos como tendência, mas que eu considero um verdadeiro clássico do look comfy.

Como usei a minha para trabalhar, passei longe dos tops e regatinhas; optei por uma camisa social com poá de coração, e tasquei scarpin nos pés. E já que a idéia era dar um ar mais chique à jardineira, fiz um coque rosquinha arrumadinho, pero no mucho, para complementar o estilo que eu queria:

IMG_8085.JPG

IMG_8094.JPG

foto b

Fiquei com muita vontade de ficar assim o restinho da semana inteira, amei muito o resultado desse look :)

E como sei que que vocês sempre pedem os créditos, não poderia deixar de colocar aqui pra vocês:

- Jardineira Riachuelo; camisa Tia Alice; scarpins, Vizzano; bolsa, Steve Madden; óculos, Versat Gold; brincos, acho comprei a uma amiga.

Ela voltou! A jardineira, símbolo da moda confortável, volta à cena da moda com tudo!

Inicialmente desenvolvida para ser uniforme de trabalho, a jardineira rapidamente ocupou seu lugarzinho na moda. Alguém teve a feliz ideia de usar aquela vestimenta, típica de mecânicos e trabalhadores de fábricas, para sair. E o efeito viralizou no mundo, e a jardineira até hoje nunca saiu dos armários das pessoas que prezam pelo conforto e praticidade que a peça traz.

Me lembro muito bem, há uns 16, 17 anos, minha neura por uma jardineira; culpa da VJ Tati Ivanovici, adepta da moda streetwear, que apresentava os programas na emetevê de jardineira oversized, top curto, e tênis de skatista. Caninguei tanto, que acabei ganhando uma, que usei até ficar velhinha. E de lá pra cá, nunca mais meu armário foi ocupado por outra pecinha dessas…

Mas, peraí, dá tempo! Vou aproveitar essa volta triunfal das jardineiras no circuito de estilo mundial para adquirir uma pra mim, a precinhos camaradas! Boto fé nas Riachuelos, e Marisas da vida, e vocês?

Sobre como usar a jardineira, acho muito chato esse lance de ficar ditando regras. O bom senso resolve tudo em nossa vida, então, basta saber a modelagem ideal para o seu tipo de corpo, e adequar o uso da peça à ocasião. Exemplo? Se for para passear, e tiver com o corpo tudo em cima, vai topzinho por baixo; se o trabalho permite um traje mais descolado, dá pra colocar uma camisa por baixo da jardineira e criar um look descontraído. Acessórios farão sua parte, ajudando nas composições desejadas.

Tá, tá, muita teoria, mas cadê a prática, Rose? Calma, meninas, selecionei muitas imagens mostrando como a gente pode chamar a jardineirinha de volta para nossos armários de uma maneira digna, e estilosa!

Voilá!

Peça-desejo total.

Adooooro! da Semana: Karla, de jardineira!

Domingão e mais, Dia das Mães, dá um reduzida no ritmo de postagens. Fico triste, porque gosto de escrever por aqui, mas também, tem que ter a consciência de que há vida além wordpress, e, portanto, é preciso sair outer blog pra viver a vida, né?

Porém, vamo que vamo que o som não pode parar (via Thaíde).

Esses dias tava conversando com titia sobre a possibilidade de costurar pra mim uma jardineira. Sei lá, me deu uma vontade louca de usar uma, e quando eu tenho uma ideia fixa, só sossego quando implemento na minha vida. E aí que aparece Karla, do blog puro amor Karla’s Closet usando uma jardineira de pois, MA-RA-VIL-HO-SO. É ver, e se apaixonar:

Depois dessa, o que era ideia fixa virou quase paranóia, tô doida de verdade por um bichinho desses pra chamar de meu!

Notaram que Karla, pra não deixar a parte de cima do look volumosa, optou apenas e tão somente por um top-faixa? Não sei se usaria assim, mas um bom subsituto seria uma regatinha estilo aquelas que vendem da Lupo, Scala…fica massa também!

Quando conseguir fazer o meu mostro pra vocês. Por enquanto é sonhar com essa pecinha-desejo minha…