Razões para amar o street style australiano

Oi, meu povo, voltei, depois de um jejum básico de posts! É que entrei de férias e tava tão, mas tão cansada na primeira semana, que preferi ficar de boa, deitada, descansando e assistindo Netfliz pra voltar com o cérebro tinindo e preparar posts novinhos e interessantes por aqui.

Bom, e abrindo as novas postagens, gostaria de falar sobre a maravilha que é o street style australiano…gente, é chuva de looks inspiradores, e eu poderia passar o dia inteiro enumerando as razões para amar o estilo das australianas, mas vou separar apenas três, porque ainda separei vários looks pra falar com vocês mais na frente:

- não sei se impressão de quem é daqui do Nordeste do Brasil, mas os looks usados o ano inteiro pelas australianas são super usáveis o ano inteiro por aqui. O clima de lá é seco em algumas partes, e não existe essa história de outono/inverno rigoroso, então, acabo por me identificar mais com as bloggers australianas que as de São Paulo, por exemplo, porque né, bota over-the-knee no RN é piada pronta hahahahaa

- os looks tem impacto visual maravilhoso, e mesmo nas semanas de moda australiana a gente não vê gente  “montada” demais, como nas semanas de moda da Europa, por exemplo. Assim, servem de inspiração para a vida real; e, por último

- …a Austrália nos apresentou as melhores bloggers que conheço (Tuula, Gary Pepper, Geneva, Zanita), e uma das editoras de moda mais fuderosas da face da Terra, Christine Centenera.

Esses três motivos já bastam pra gente ter a curiosidade de conferir os looks das meninas from down under, né? Porém, acrescento mais seis que complementam os três lá de cima!

- Na semana de moda australiana, os looks de street style mostram como usar jeans destroyed e jeans + jeans sem muita firula e com estilo:

Aussie1

- Pra quem tem bode de tomara-que-caia, as aussie girls mostram como usar sem ficar parecendo que faz parte do Bonde das Maravilhas (não que seja ofensivo, mas não é o estilo que procuro quando tento encaixar o tomara-que-caia nos meus looks):

aussie2

- Sobreposição? Bastante, e de um jeito que não fica com aspecto de cabideiro, como vejo em semanas de moda européias ou americanas. Gente, olhe que máximo as sobreposições com shorts na parte de baixo, que perfeito pra gente do nordeste!!!

aussie3

- Monocromático e “all black gótica fresh”, elas também são mestras nisso:

aussie4

- As australianas são campeãs nos looks Oversized sem deixar um aspecto Didi Mocó meats MC Hammer:

aussie5

- Em composições mais femininas, as beeshas sabem como ninguém do lema “sexy sem ser vulgar”. O segredo delas é equilibrar o look, da seguinte forma: vestido sexy? make básica, ou penteado básico; short-saia longo? camiseta esportiva. O hi-lo de sempre, usado da melhor forma:

aussie6

Fotos: reprodução

Perceberam como as semanas de moda da Austrália rendem mais inspirações que os draguismos das outras do resto do mundo? É óbvio que encontrei alguns looks montados em minha pesquisa, mas foram pouquíssimos; no geral, as australianas são descoladas, e não são fissuradas em vestir tendência em cima de tendência. O resultado dos looks delas é um painel clean, e bastante inspiracional para nós, mortais.

Mas, me digam, gostaram dos looks das “aussies”? Comentem, que super queria saber a opinião de vocês sobre esse estilo mais limpo, menos montado.

Beijos!

Do dia: na vibe do Coachella

Começa o segundo fim de semana do Coachella, uma espécie de Woodstock da nossa época e que rende muitos looks maravilhosos com uma pegada bem boho, de encher os olhos de verdade.

Sempre que posso eu posto os melhores looks por aqui, e certamente deverei fazer um post ao fim do festival, mas por hoje eu quis me vestir como se para o Coachella eu fosse, com um look fresquinho, vibrante, e simples. Usei um shortinho jeans de cós alto que já foi calça, uma blusinha cropped, e um maxicardigan, o queridinho do outono/inverno (para os Estados mais frios em tecidos mais pesadinhos e quentes, e pra galera que não tem outono/inverno rigoroso, em malhas mais leves), e certamente da nossa primavera/verão 2016. Prestem muita atenção a ele, porque tanto ele, como os maxivestidos usados abertos prometem virar clássicos das meninas que amam um estilo mais boho. Tô com uma renda linda pra fazer um maxivestido e assim que ficar pronto posto um look pra vocês terem noção de como fica linda uma composição com ele.

Ah, antes que me esqueça o cabelo foi inspirado no updo que Kate Bosworth fez pro festival semana passada. Pirei nele, achei o máximo!

chlla

 

boho2

hairdetail

Ainda aprendo a fazer essa trança pra fora da Kate, que fica dividindo o cabelo. Até agora só acerto raiz, mas valeu a inspiração!

katebos

Fotos: Jefferson Braga

Cropped – Renner

Shorts – Riachuelo

Bolsa – Santa Lolla

Pulseirinhas – eu que fiz

Sandálias – Schutz

Maxicardigan – Tia Alice (encomendas [email protected])

Óculos – Forever 21

 

The wearing of green

Hoje os países de língua inglesa comemoram o chamado Saint Patrick’s Day, o dia de São Patrício. Citada data é a festa anual que celebra o domínio da chegada de São Patrício, que é tipo a Nossa Senhora da Aparecida da Irlanda.

E eu não poderia deixar de pegar o gancho cultural/religioso para mostrar looks maravilhosos com verde como protagonista. Lá fora é dia de usar verde (o título desse post é justamente a expressão que os irlandeses usam para denominar tal tradição) e nada melhor que puxar algumas inspirações usando a cor, né? 

Tá, tá, a comemoração foi uma desculpa esfarrapada minha só pra falar sobre uma cor que eu realmente amo, e que, quando uso, todo mundo elogia. Consultores de Moda explicariam que, em razão dos elogios, provavelmente o verde é  uma cor que realça minhas qualidades e disfarça meus defeitos, enfim, que harmoniza com meu tom de pele, cor dos olhos, coloração do cabelo, etc…

 

E aí, curtiram as  composições? Amei a saia de paetê, e os vestidinhos!

Os updos de Diane Kruger
Em: Beleza

Galera, meu notebook deu pau, dói no coração saber que nossos arquivos tão todos lá, naquele pc dormindo, sem ligar pra nada…

A minha sorte é que meu acervo de imagens tem backup periódico, então muita coisa tá salva, mas infelizmente as que compilei nesse mês estão inacessíveis,  pelo menos por ora. Mas, bola pra frente que tinha umas coisinhas guardadas no pendrive, e também tirei foto hoje pra mais um post bridezilla, ou seja, habemus post pra semana!

Hoje o post é inspiração pra quem tem habilidade de fazer seu próprio penteado. Eu mesma amo criar aqui em casa, e vou dizer pra vocês, muita gente quando me vê nas festas toda montada de make e cabelo fica besta quando digo que fiz só. Adoro sentar na frente do espelho com minhas maquiagens, meus sprays, e meu baby liss, e criar. Mas gosto também de me inspirar, tenho pastinhas com penteados que sempre acesso pra criar os meus. E uma dessas pastinhas leva o nome de Diane Kruger, porque é muito updo lindo, mesmo.

Diane Kruger, pude constatar, é fã dos ondulados, penteados vintage e com grampos aparentes, torcidinhos, e tranças, muitas tranças.

Meninas formandas, aniversariantes, noivas, eis uma atriz que arrasa nos penteados de red carpet! Vale salvar no pc de vocês essa compilação que fiz, seja pra tentar em casa depois, seja pra mostrar pro seu cabeleireiro(a):

DKupdo

 É tanta “interessância” reunida, que se fizesse votação seria difícil eu escolher só um penteado. E vou deixar as coisas mais complicadas: vejam essa “inception” de trança que ela usou essa semana, tô quebrando a cabeça pra fazer, mas qualquer dia desses acerto.

braidDK copy

Correndo todo mundo pro espelho pra tentar em 3, 2, 1…

Look do dia+inpiração: aquela vibe Rosie Huntington-Whiteley

Já disse por aqui que barriga de fora não é lá aquela coisa democrática, mas que eu curto, ah, isso é indiscutível. E recentemente achei na internet, e guardei na minha pasta de inspirações, esse look da Rosie Huntington, um dia eu sabia que ia usar. Ele é simples, polêmico, e eu achei lindo:

Foto: reprodução

Como quem tem uma tia que costura tem tudo, ela fez uma blusinha MUITO parecida com a desejada, e logo me veio a ideia de dar um tapa numa calça minha antiga, deixar mais curta, desfiar pra ficar meio destruída, e usar com a blusinha nova.

Pronto, eis minha versão para o look acima:

Fotos: Jefferson Braga

Os créditos? Quase tudo feitinho em casa, maravilha!

Blusa mullet – Tia Alice(interessadas, só mandar e-mail para [email protected], ela faz mais compridinha na frente, e possui uma variedade de cores bem grande. Acho que custa R$ 40,00, mas não estou certa)

Calça- antiga, da Opção  e reformada por mim

Sandálias – Taquilla

Colar – C&A

Pulseira – Renner (a de folhagem), e a neon, eu que fiz

Brinco – lojinha que vende tudo baratinho no centro, colada com a Renner

Top 10 inspirações

Gente, tô viva, tá? É que eu, nessa minha misantropia às vezes me desligo total do notebook, e acabo não alimentando o blog de posts. Também tô terminando mais um tutorial da série “shorts para o verão” que envolve várias etapas, e isso tem me consumido bastante. O legal? É que vai subir amanhã, já tô ansiosíssima pra ver se vocês curtiram!

Mas, mudando de assunto, hoje quero compartilhar por aqui um top 10 de inspirações, extraído diretamente de um dos blogs de rua mais legais, o Stockholm Streetstyle. Eu não tenho muito critério na escolha, ora me apaixono pela estética da montação, ora por um tecido específico, ora pelo estilo seguido. É bem assim, meu cérebro é randômico, já falei pra vocês :)

Então, me sigam!

E se o filme Bonequinha de Luxo tivesse um remake, bem no século atual, como seria a nova Holly Golightly(Sabrina também, certamente)? Na minha cabeça bem assim, como a Ulyana Sergeenko. Não é um look para o dia-a-dia, por óbvio, imaginem vocês ali, no Midway vestindo um trambolho desses? Sem chance. Porém, a mensagem foi muito bem passada: A Bonequinha de Luxo/Sabrina, de fato, saiu às ruas, e ganhou um clique, como não poderia deixar de ser.

Lógico que não vou dizer pra vocês que curtir o sapato porque é de marca tal, é confeccionado de tal maneira, só existem três no mundo inteiro, tipo um violino Stradivarius. É lindo, é diferente, é floral com fundo escuro, deixa um pedacinho de pé à mostra, e não pede muita coisa na parte de cima, já que ele é que é o toque mágico da composição. Desejo? Sim, que mulher não desejaria ter um par desses?

Confesso que tô me fazendo de doida pra essa onda de usar boné (logo eu, que tinha vários bonés estilo caminhoneiro na minha época de freqüentar toda semana shows de hardcore e pistas de skate), mas achei tão bacana como essa menina usou, e o carão que fez (sem falar no batom laranjão) que mereceu estar no top 10 de inspirações. Vai que…

Me expliquem? O que é esse look? Montagem com uma garota saída direto dos anos 50? Não, essa foto é recentíssima, e mostra como modelagens clássicas nunca morrem. Aliás, para ter estilo é permitido ser anacrônico, revisitar o passado, tentar prever o futuro, misturar com o presente…vestidos como esses me fazer correr pra uma máquina do tempo, e dar um beijaço em Dior, e dizer “bicho, mandasse bem nessas saionas, viu?”. Somente.

A inspiração numero 5 tá aqui por razões bem evidentes: nesse calor dos infernos que tá fazendo em Natal, sair assim deixa o tico de vento entrar no corpo, o conforto imperar, e vamos combinar, fica lindo pra caramba. Reparem no mix de pulseiras da fia?! E esse colete floral? #apenasmorta

Como acessórios mudam nossas composições, não poderia deixar de trazer essa tartaruguinha fofinha que a moça usou como broche. Ai gente, que coisa linda! A sacada dela foi genial: usar uma peça mais pesada, com acessórios mais delicados, trazendo todo aquele equilíbrio que a gente fala tanto aqui no blog.

Tá, eu não sei se são cadarços, mas que eu usaria uns – e cordonês – pra acinturar chemisiês, camisas e peplums da vida, ah, usaria linda e loira!

Saia da chambray, sua linda, #venimim! Repararam que bastou muito pouco pra complementar o look, e o resultado ficou incrível de veranil? Ótima ideia, só assim pego o ganho pra mandar vocês queimarem as saias bandage, e saírem por aí femininas e românticas, e não piriguéticas! :) Brincadeira, adoro saia bandage, mas com um jeitinho menos natalense de usar, se é que vocês me entendem.

Taylor, sua linda, tô nesse exato momento imprimindo essa foto e caningando titia pra fazer essa saia, tsá? Saia lápis eu vejo todo dia, mas divertida assim, nem sempre. Esse jogo do preto-e-branco todo do look da Taylor encheu meus olhos, e bem acho que o guarda-roupa das meninas que trabalham em ambientes mais formais poderia ser assim. Abandonemos os ternos de oxfords monocromáticos então, a vida é diversão. Juro a vocês que me sinto tipo 50 anos mais velha com aqueles ternos, affe…#desabafos

E se a gente começa com um vestido TODO TRABALHADO NO VELUDO, tem que terminar com um leve pra usar nesse calorão. O longuinho da Haneli virou amor à primeira vista pela cor, e pelo jeitinho de voil de algodão devorê, ficou muito delicado, tô super me imaginando ventilada com ele (#loucaaocubo), e bem assim, de rasteirinha, porque sou sem vergonha e assumo meu “metroemeio” com um orgulho danado :)) Quero um, e vou com todas as minhas forças procurar um tecido semelhante na rua pra fazer um assim.

Pronto, hoje tô tagarela, falei demais, porém, por fim, super queria saber: desse top 10, qual o mais inspirador pra vocês? Eu, realmente não tenho ainda um mais-mais pra escolher…

Páginas12