Matriz Fashionista: Princesa Grace Kelly

Às vésperas de um casamento supostamente real que não pára de sair em todas as emissoras possíveis no mundo, resolvi postar sobre uma princesa de verdade, em tudo que fez: a Diva Grace Kelly.


Grace Patrícia Kelly nasceu na Filadélfia, em 1929. Foi atriz, ganhou Oscar, e casou-se com Rainier III, príncipe de Mônaco, sendo, a partir daí, chamada de Princesa Grace de Mônaco. Fechou com chave e cadeado, guinada maior não há.

Para mim, Grace foi princesa antes mesmo de ser princesa, tanto em beleza, quanto em talento, personalidade, e estilo. É, consabidamente, ícone da moda. Isso é indiscutível.

A princesa de Mônaco, e mãe de Stéphanie, Caroline e Albert tinha graça, leveza, classe, era refinada. Suas aparições sempre eram esperadas, e até hoje ela é imitada. Não somente seus trajes, mas mulheres ao redor do mundo pretendem reproduzir esse refinamento, educação, e elegância que Grace trazia consigo.

Tem foto mais poderosa que essa primeira do cantinho esquerdo? Luxo, poder e sedução, tudo junto!

Pode-se dizer que Grace se vestia de maneira simples, mas um simples chique. Adepta do ladylike, quase sempre era vista de cintura marcada, saia godê ou lápis, comprimento midi. Ah, seu colo era ponto de destaque. Colo este que Grace adorava adornar com um discreto colar de pérolas, sua marca característica, juntamente com a bolsa que levou seu nome, Kelly, elaborada pela Hermès(só pra constar, essa bolsa até hoje tem fila de espera, custando até R$ 300.000, e a Posh Spice tem mais de cem exemplares da marca).

Ah, Dilminha, nossa Presidente, apareceu por aí com uma Hermès Kelly…beesha phyna, sabe o que é bom!

A diva Kelly era um mulher simples, monocromática no mais das vezes, porém exalava estilo, o simples fato de ser quem era, já trazia em si uma série de qualidades que seduziram o mundo inteiro.

Quem nunca ouviu falar de seu vestido de casamento, com detalhes em renda, que figura entre os mais bonitos da história das realezas?

Outro vestido de Grace Kelly que me vem à mente sempre que vejo seu nome é esse abaixo, que vi pela primeira vez aos onze anos numa revista Manequim de Tia Alice sobre atrizes Hollywoodianas. Achei divino, e ficou gravado na minha cabeça, juntamente com um de Audrey, que veio na mesma revista.

Suas peças-chave? Lenços, chapéus, óculos gigantescos, colar de pérolas, sua inseparável bolsa, espadrilles, cintos, broches e brincos eram sempre presentes nos looks de GK.

Aliás, fazendo uma estatística bem rasteira de todas as matrizes que fiz por aqui, os acessórios sempre são os queridinhos das mulheres mais elegantes ever. Significa algo pra vocês?

Separei mais alguns looks, pra vocês se inspirarem. O legal não é ser caricato, mas colher algo do look da Princesa Grace que possa ser incorporado nos dias atuais. Deixem a imaginação rolar solta!


Agora, me digam, essa é ou não é uma Princesa, de verdade?

Copycat moment: Olivia Palermo

Faz até um tempinho que não mando um copycat moment pras garotas…

Assim, nada mais justo que trazer uma colega muito bem conceituada no mundo fashion, a Olivia Palitoermo!

A xoféin é mais uma socialite americana que estrela um reality show, na emetevê gringa, chamado “the city”. No Brasil, o programa é exibido no Multishow.

Pelo histórico de vida, Olivia não impressiona muito: falam por aí que é mais uma garotinha rhyca que queria entrar pro mainstream  e se tornar it girl a todo custo. Bem, ela conseguiu…

Mas sua história pra mim ganha um ponto quando ela passa a trabalhar na revista Elle americana, e realmente se tornou útil para o mundo…da moda principalmente!

Vida pessoal à parte(xô Sônia Abraão, sai de mim!), o que cabe dizer aqui é que a moçoila realmente tem estilo; isso ninguém tira dela.

No solzinho, a amada sempre é vista com sua bolsa Chloé Gemma, ou ainda com a Hermés Birkin.

Outra peça-chave que tem sido muito usada por Olivia é seu Oxford prateado, que vem substituindo a flat…será que a moda pega no Brasil?(já falei dos pisantes antes)

Olivia adora cores neutras, peças clássicas (bem Jackie O, né?), e acessórios (outra semelhança com a sua matriz fashionista). Seus looks sempre têm o toque mágico do acessório, que acaba fazendo a diferença: seja uma clutch, ou carteira, ou ankle boots, óculos ou ainda cinto, de fato o astral da roupa vira outro, e a harmonia reina no vestir de Palermo.

Nas fotos abaixo, foram selecionados os melhores looks da moçoila em três ocasiões diferentes:

Eu tenho meu preferido, claro!

E a dica de montação? Tem sim, senhoras!

Fotos: reprodução

A amygha de fato se veste com muita personalidade, atóoooron!

Que acham? “Copiável” or not?