Testei: Anthelios Airlicium fps 70, da La Roche-Posay

ABanthelios

Natal é uma cidade quente. Muito quente. Viver por aqui sem passar um BB cream, ou um protetor solar com fator alto pode nos criar um probleminha chamado câncer de pele. A questão é que sou chata, poucos são os produtos com proteção solar que me agradam, não curto aquela textura melequenta que os bloqueadores/protetores deixam na pele, e também não sou fã daquele cheiro forte de protetor o dia todo; abusa, de verdade. E aí que, não achando nada legal nos últimos anos, acabei trocando o tradicional protetor por BB cream, inclusive pela praticidade de reunir muitos benefícios em um só produto.

Porém, eis que apareceu no Brasil o bloqueador em gel-creme da La Roche-Posay, o Anthelios Airlicium fps 70, e fiquei doida pra testar, porque já tinha recebido uma amostrinha do produto com fps 30, e me interessei em usar de forma mais continuada para dar uma opinião sincera pra vocês.

Então, sentem que lá vem resenha!

O QUE PROMETE: segundo o fabricante, o Anthelios Airlicium fornece proteção solar muito alta (fps 70 PPD 35), controle inteligente da oleosidade e umidade, redução imediata de poros, e sensação de pele limpa por 9 horas.

COMPOSIÇÃO: abaixo fotografei a composição pra vocês , e adianto uma questão importante: La Roche-Posay, antenada com estudos que condenam o uso de 4-mbc (4-metil benzilideno cânfora) nos filtros solares, por desregular a tireóide (aumentando a produção de estrogênio acima do normal, fazendo a gente engordar, fazendo surgir celulites, e nos homens favorecendo o aparecimento de tecidos mamários, e arredondamento das nádegas), e ser uma substância cancerígena, descartou o componente, e usa em sua formulação o Tinosorb (quimicamente, composto de Metileno Bis-Benzoriazolil Tetramethylbutilfenol – Tinosorb M, e Bis-Etilhexiloxifenol Metoxiphenil Triazine – Tinosorb S), componente seguro para uso em filtro solar, extraído de pesquisas do Conselho Internacional de Cosmética. O Tinosorb M, utilizado na formulação do Anthelios Airlicium, é um filtro que cumpre um duplo papel, o de absorver energia, e o de refleti-la. Além desse ponto em favor do gel-creme aqui resenhado, o filtro em sua propaganda esclarece ao consumidor o seu PPD (fator 35, excelente!), que protege a pele contra os raios UVA, que considero até mais nocivos que os UVB.

ANTHcompos

TEXTURA: como mostra a foto abaixo, é um gel-creme, um pouco espesso olhando assim, mas quando aplicado, ele tem uma espalhabilidade boa, e fica sequinho na pele.

ANTHtextur

CUMPRE O QUE PROMETE?

Vamos lá: fazer teste de duração de filtro solar em pessoas de pele mista como eu no nordeste é impossível. Ele não dura 9 horas na minha pele nem a pau, mas sejamos sensatas, aqui nesse calor, e com a pele que eu tenho, não dá pra passar 9 horas sem lavar, passar um tônico, e reaplicar o filtro, vai ficar uma fábrica de óleo de fritar pastel, não é problema pra mim reaplicar sempre que lavar o rosto, não mesmo.

Sobre diminuir os poros não vi essa diferença, tenho uns poros horríveis de abertos, e eles não ficaram menores, mas pra isso existe outro produtinho chamado primer, e um ritual chamado “exfoliação a cada 7 dias” pra dar uma diminuída nos poros.

Quanto à proteção ele funciona SUPER, fiz o teste de ficar no sol com ele um tempinho e minha pele não queimou de jeito nenhum onde eu apliquei. Também fiz teste na praia e não precisei reaplicar nenhuma vez. A única coisa que me incomoda um pouco é que o cheirinho de filtro, apesar de ser BEEEM mais fraco que outros produtos que já teste ainda tá por lá, mas isso não desqualificada o excelente produto que a La Roche colocou no mercado pra gente.

Resumindo: pra mim, ele cumpriu em boa parte o que promete. Pra turma que tem pele normal, e vive em regiões onde o clima é agradável, ele pode ser quase cem por cento satisfatório, inclusive.

RECOMENDARIA? CLARO QUE SIM! Só em me oferecer um fps e PPD alto, e não possuir em sua formulação uma substância comprovadamente nociva à minha saúde, esse filtro solar merece ser recomendado. Vão na fé porque o produto é bom, talvez o melhor do mercado brasileiro.

Pra quem se interessou e gostaria de experimentar o produto, ele pode ser facilmente encontrado em farmácias, e custa aproximadamente 70 reais. Dura horrores, porque uma bolinha do diâmetro de uma pérola média já é suficiente pra cobrir todo o rosto.

Quem já testou, comenta aí o que achou, pra deixar nosso post bem rico e informativo prozamigue e prazamigue, tá?!!

Beijos!