Leader, o paraíso da camisas com estampas divertidas(e preço digno)

Quem me conhece sabe que não sou muito adepta de roupas sóbrias; é que o lúdico mexe muito com meu coração, e mesmo em uma profissão que, em tese, exige trajes mais formais, eu gosto de trazer um pouco de originalidade, um tiquinho de diversão, já que a vida não deve ser tão levada a sério, né?
Mais especificamente, como prefiro o combo calça/camisa, tenho um apego a camisas com estampas fofinhas, divertidas; imaginem o quão surpresa – e louca – eu não fiquei quando pisei sábado na Leader, e vi VÁRIAS, eu disse, várias camisas com estampas lindas; queria levar tudo, porque a cada virada que eu dava na loja, achava uma camisa maravilhosa olhando pra mim.
Só pra vocês sentirem o drama, fotografei algumas pra mostrar:

20130424-222431.jpg

Camisa com gaiola de passarinhos – Não sei se vocês se recordam, mas ano  passado a C&A lançou uma com estampa bem parecida, com assinatura da Maria Filó. Só que a da Leader achei bem melhor, já que é de tricoline (e não de tecido sintético), ou seja, tem bastante algodão na composição, e quem vive em clima quente sabe como isso ameniza o calor. Sem falar nesse detalhe de renda perfeito!

20130424-222439.jpg

Camisa com estampa de “mulherzinha”: essa me seduziu pelo estilo, que foge do corte tradicional das camisas, já que tem uma tirinha na cintura(estilo parka), e babadinhos discretos.

20130424-222447.jpg

Camisa com estampa de corujinha “do jeito que você me olha, vai dar namoro”: não resisti por muito tempo olhar essa camisa de corujinhas, e acabei me apaixonando e levando pra casa. Ela é tão linda que até titia – minha controladora oficial de gastos – disse que eu trouxesse pra casa. Vestiu lindamente! Ela é meio cropped, e acinturada, qualquer dia posto um look com ela, ficou o máximo!

20130424-222457.jpg

Camisa com estampa de passarinhos: taí outra camisa que vale a pena comprar! Corte muito bom, detalhes bem acabados, e tava na promo, de setenta reais por quarenta e nove e noventa e nove.

20130424-222503.jpg

Estampa de cachorrinhos: estampa de caninos, quem resistirá? Também em tecido gostoso, essa eu botava no cesto de compras, e tirava, botava e tirava…mas minha fase pré-casório não me permitiu, mas fica a dica pra quem tá podendo disponibilizar reais para compra de peças boas e com preço bom.

Gostaram das minhas andanças  na Leader? Pra quem não curtiu nenhuma dessas estampas, comunico às navegantes que Tia Alice tá com cada uma mais linda que a outra pra fazer camisas no mesmo estilo, qualquer coisa, as clientes pode procurá-la.

A Carmenmirandização da moda

Um espectro ronda a moda, o espectro do tropicalismo…desculpa Karl pelo trocadilho, mas não resisti, porque vem super a calhar com o que ando vendo por aí, principalmente lá fora. É uma tal de “brasilização”, de “carmenmirandização”…as estampas tropicais, exóticas, estão nas vitrines de fast-fashion, nos desfiles internacionais, e claro, nas ruas, onde tudo acontece agora. E eu, que sou simplesmente VICIADA em estampas, todas elas, sem medo de ser tachada de kitsch (pessoas tachando outras, até quando?) amei, e já estou provideciando uma calça com estampa tropical, óbvio! Também, há quem resista a peças e estampas tão legais?

Já quero aquele shortinho da direita, e o bustiê (me julguem, tô desejando um) aqui do cantinho direito, affe…sou influenciável demais!

Bom, tenhamos foco, o que importa mesmo é que, o que Carmen Miranda nos fez tempos atrás, divulgando o Brasil nos quatro cantos do mundo, a moda, me parece, achou por bem não só deixar o Brasil em evidência em algumas vitrines, como prestigiar os países de clima tropical, traduzindo em suas estampas a fauna e a flora típicas das regiões que possuem o citado clima (quem não lembra da estampa de tucano no desfile de Pedro Lourenço?).

Só pra gente se empolgar, e ir fazendo cosplay de primavera/verão(aqui no nordeste, pode!), separei várias peças legais que encontrei pela internet. Vale imprimir e levar pra sua costureira mais próxima :)

E aí, quem animou pra aderir?

A moda também tem seu lado lúdico: estampas divertidas dominam a cena

Vocês já devem ter percebido que eu sou a louca da estampa. Pode ser um gosto meio kitsch, mas o espalhafato da chita, e das estampas tropicais, por exemplo, sempre esteve presente no meu guarda-roupas; estampa tribal também, valendo aqui o relato de um São João em que eu, aos 7 anos, perdi meu conjunto de estampa tribal lindo que titia fez pra mim, porque ficou fedendo a fogueira ad eternum. Foi pro lixo na primeira usada.

E agora sinto que a maré tá pra peixe, é oficial: aberta a temporada de estampas. Elas estão por aí, cada vez mais divertidas (porque a moda, como tudo na vida, nunca deve ser levada tão a sério), autênticas, fofas, lúdicas…tem estampa de baleia + pasley, pássaros(lembram do efeito Miu Miu?), sorvetes, lacinhos, corações, e até mão boba!

Duvidam? Lá vai seleção giga das estampas mais recorrentes. Aproveitem!

O que eu achei mais legal foi a inserção de estampas divertidas em peças mais clássicas, tipo, a blusa com gola-laço, tipo, é um contraste que dá certo.

Ah, nem queria dizer que, de cada grupo desses, tenho uma no estilo. Loucura minha de ir à Cardoso e toda vida voltar com um corte de estampa.

Sonhando com o dia em que se transformarão em peças…

Otimizando, barateando, estilizando…

Acho que Karl Marx bem acertou quando disse que “o homem é produto do meio em que vive”. Cresci entre tecidos, modelos, revistas de moldes, e clientes loucas por peças novas, e isso meio que entrou, por osmose, na minha cabeça.

Ver tecidos me fez querer tecidos, muito embora no momento da compra eu ainda nem tenha decidido o que quero fazer com ele. E foi assim que meu acervinho foi crescendo, e na salinha de titia tenho uma prateleira própria, cobiçada pelas clientes que aqui chegam. As peças só tomam corpo de vez em quando, o que me levou a querer costurar também, e já até dei saída a alguns cortes, uns 6 ou 7, mas a pilha ainda tá grande, bem grande porque, óbvio, sem curso nenhum, ainda tem muita coisa que preciso aprender com calma. Paciência é o segredo, tanto para o aprendizado, quanto para as brechas que titia arranja pra fazer algo pra mim. Sai mais barato, sai mais bonito, e exclusivo.

E hoje vagando pela internet achei uns looks tão legais, que resolvi escolher uns tecidos com a mesma ideia das padronagens mostradas e fazer pra mim. Mesma idéia, e não mesma estampa. Ainda não sei se é definitivo, mas tô super inclinada a usá-los!

Vamos ao primeiro:

Imagem: stockholm streetstyle

Eu simplesmente amei esse vestido. E para fazê-lo, e não ficar quente, escolhi uma estampa igualmente divertidinha, com fundo branco, pra trazer um frescor a esse verão louco que vem que vem que vem com tudo. Borboleta, coração e flor, tudo junto e misturado é muito amor! Adoro!

Imagem: stockholm streetstyle

Esse tecido eu comprei num devaneio meu. Achei a estampa tão plástica, parecendo um quadro de Van Gogh(como esse AQUI), e comprei sem nem passar por minha cabeça o que poderia fazer com ela. Deixei quietinha, e hoje apareceu um emprego massa pra o corte, essa sainha fofa de morrer!

Por fim, vestidos fofos, ah, os vestidos fofos de verão! Tenho duas opções de tecidos para a terceira peça:

Se os modelitos saírem do mundo ideal para o mundo real, faço questão de vir mostrar aqui pra vocês.

Ah, e como eu sei que perguntas surgirão sobre a procedência dos tecidos, digo de antemão que são da Casa Cardoso alguns, e outros da loja Mascate. Não comprei todos de uma vez, por isso alguns podem não ser mais encontrados. Só ter calminha porque sempre chega a estampa de novo, só ficar ligada nas lojas.

E é isso, vou ficando por aqui, e de antemão pergunto: esse post ficou chato, longo, ou vocês gostam de falar sobre essas coisinhas?

Pequeno Manual de Estampas-Tendência desta(e da próxima) Primavera/Verão

Hoje tem post mega-giga do jeito que vocês gostam, com muita, mas muita informação mesmo!

Fiz um resumão de todas as estampas que possivelmente serão tendência por aqui, muito embora façam parte das coleções primavera/verão do hemisfério norte. Por lá ainda tá friozinho, mas já já a temporada de calor começa, e como no meu caso calor é o ano todo, vou adorar usar as novidades que possivelmente só vão despontar por aqui no fim desse ano.

Em termos de criação, a estampa é uma excelente saída, porque possui um leque amplo de opções, e dificilmente uma marca produz algo muito parecido com a outra. E aí é que a gente faz a festa: a diversidade acaba agradando a todos os públicos, e ninguém fica de fora. Estampa = Democracia.

Mas, vamos com pouco papo e muita foto. Prontas?

Em um primeiro grupo reuni as famosas estampas de frutinhas: maçã, cereja, e frutas tropicais apareceram em desfiles por aí afora, e prometem fazer um sucesso danado. Também coloquei nesse grupo a estamparia de Just Cavalli, que lembra uma pintura feita à mão por artista plástico.

Logo em seguida, chegam as estampas maluquinhas: povoado grego, nebulosas e estrelas, bem espacial, o print aquoso, e a estampa que mais parece afresco, do desfile de Alexander Wang.

E não adianta fugir dos geométricos: eles têm estado presente desde a temporada retrasada em vários desfiles, e nos mais recentes imperou soberano, merecendo destaque o grafismo sixties de Versace, puro amor!

Flores, por todos os lados flores, porque primavera e verão sem flor não dá né? Amei a estampa de Stella McCartney, super detalhista, que mai parece ter saído de um estudo de botânica.

E tome estampas tribais e geométricas novamente, tudo junto e misturado. Amei a estampa pixelada de Balenciaga, de longe parecem flores, mas de perto são pixels. Linda!

Pra fechar, o grupo nada a ver um com o outro: Estampa neon bem kitsch de Moschino, pastel de Matthew Williamsom, ANIMAL PRINT(unaminidade, teve presente em quase todos os desfiles) de Giambattista Vali, e pra fechar flores delicadíssimas da Blugirl.

Então, mocinhas, já estão plenamente cientes do que vai rolar, portanto vamos nos prepapar psicologicamente nas liquidações pensando no futuro. Essa é a hora, e é quando eu consigo descobrir muita coisa boa que sobra porque ainda não pegou totalmente…lá na frente vira febre e a gente fica se achando porque já tem e comprou “no precinho”!

Depois não digam que não avisei… :)

Milão S/S 2011: Blugirl

Depois de vários looks e editoriais atravessados neste blog, sigo mostrando assim, de forma salteada, os desfiles mais legais que rolaram em terras espanholas, na semana de moda de Milão.

Hoje, vamos dar uma espiadela na coleção da Blugirl, a linha jovem da Blumarine: tá bem, deixa ver…sapeca!Isso mesmo: as modelos mais pareciam bonequinhas em cada entrada da marca da passarela.

Repetindo o que fez na estação passada, a grife continua insistindo no poder dos tons pastéis, mas não larga o osso das cores fortes também. É tudo muito junto e misturado!

E como não poderia deixar de ser, uma coleção sapeca tem que ter peças românticas, com muito laço, babado e florzinha…tudo prenúncio de que até a nossa primavera/verão do ano que vem(no meu caso, e no de todas as nordestinas, o ano todo!) vamos continuar usando esses ícones girlie.

Agora, o que mais gostei, de tudo, tudo desfilado, foi a estampa de oncinha em cores bem felizes – amarelo e azul BIC. E melhor, esta fez conjunto com floral e pois, ficou lindo! E a gente que morre de medo de combinar estampas, hein?

Eis uma aplicação prática de um post que fiz no blog, que fala sobre a mistura de estampas:

Falo do fundo do meu coração com buraquinhos: adoro coleções assim, porque me fazem crer que existem roupas de semanas de moda que podem ser usadas. Moda é – aliás, deve ser -pra todo mundo. Moda é democracia e acessibilidade.

Já quero tipo uns 3 modelos que vi por ali, só que preciso aprender a costurar urgente, porque Tia Alice tá muito solicitada ultimamente, affi…

E aí, meninas, curtiram?

Sinto cara de vestidinho de Natal e Ano Novo bem ali por cima…eu mesma vou pensar em executar um deles pra essas festas de fim de ano!



Páginas12