Um desejo: a coleção da Beth Ditto para a MAC

Por esses tempos até andei um pouco contrariada com essa história da MAC lançar uma coleção toda semana…putz, a gente fica no desejo, mas os produtos não vêm pra o Brasil, e a vida de assalariada não me permite ficar comprando tudo porque é edição especial, sem chance.

Mas uma notícia que me deixou muito feliz foi dada no meu e-mail da MAC faz mais ou menos um mês, e eu só agora tive tempo de postar pra vocês: a coleção da fofa Beth Ditto para a MAC.

Pra quem não conhece, a Beth é vocalista da banda The Gossip. Dona de uma voz espetacular, um estilo marcante, e personalidade muito forte, essa beesha me conquistou justamente por mostrar ao mundo que a gente não precisa mudar para se adequar em nenhum conceito que os “humanos demasiadamente humanos” tentam nos empurrar goela abaixo.

Uma passagem que me deixou mais fã da BD foi a negativa dela em tocar na abertura de uma TopShop, sob a alegação de que jamais tocaria numa loja que não produz roupa para as meninas e meninos mais cheinhos.

Explicado quem é a dona da coleção da MAC, vamos aos produtos: são batons lindíssimos da linha prolongwear, um pó prensado que na verdade é um mix de sombras com estilo de pois, esmaltes(adorei os tons mais clarinhos), lápis, cíllios postiços, e muito rímel colorido. Glamour total!

Também, uma coleção de uma Diva, não podia ficar só na mesmice, né?  Ah, e pra quem se interessou e tem como pedir fora, no site da MAC tem tudo esmiuçadinho, cores, valores e tals, só clicar AQUI.

Já pras curiosas em conhecer o som da Beth no The Gossip, tem clipão pra gente curtir nessa sexta:

Hay que embarazar, pero perder el estilo, jamás!

Tô cabida mesmo, usando e abusando do meu rasteiro conhecimento em espanhol, pra mudar umas palavrinhas da frase do Che, e abrir o post de hoje. Sim, porque muitas mulheres quando estão grávidas não tão nem um pouco tentadas em andar por aí com aquela calça jeans com neoprene no cós, ou mesmo com um vestidinho de manguinha bufante e lacinho regulador nas costas.

Sou sincera: eu, se tivesse grávida não curtiria, e sei que muitas de vocês também não gostariam, por isso o motivo desse post de hoje, que tem dois tópicos básicos: roupas de grávidas para festas, e peças mais despojadas, para o dia-a-dia. Porque o estado gravídico não pode te obrigar a abandonar seu estilo, nem muito menos a vaidade, né?

Então, vamos por partes:

- no dia-a-dia: para o estilo diário, a gente pode deixar de lado a calça de neoprene e investir em peças mais legais, como o shortinho, tal qual sugeriu a Marina Leiros, no blog dela 9mesesemuitomais. O conjuntinho, a pantalona, os longos, o macacão, e as saias, longas e curtinhas(de laise e rodadinhas como as da Giz-Bun no grupo de imagens abaixo), são uma boa opção pra sair do combo mortal e repetitivo(caro também) jeans c/ neoprene -vestido c/ manguinha bufante.

Outra peça muito versátil e estilosa, que pode acompanhar as grávidas até o fim da gravidez são os kaftans, aqueles vestidos retangulares que são regulados com uma faixa, e podem ser longos ou curtinhos. Tenho uma verdadeira paixão por kaftans, e quando uma amiga ficou grávida, foi minha sugestão. Ela gostou tanto que fez váriooos, que duraram até o fim da gravidez: são fresquinhos(grávida sente muito calor), práticos, e elegantes.

Já nas festas, ah, as festas…a grávida sempre fica na dúvida sobre o que vestir em casamento, formaturas e afins, mas é simples: poucos detalhes e cortes abaixo do busto, tipo império, dão uma alongada na silhueta. Quase todas as fotos de grávidas famosas(e elogiadas no figurino) que catei na internet seguem essa lógica. Querem ver?

Quanto mais parecido com aqueles vestidos “gregos” mais bonitos eu acho…chama a atenção para o colo, para o busto, e a gente até esquece que tem um barrigão por ali…lindo mesmo!

Porque a gente pode até engravidar, mas jogar fora o estilo, e “enfeiar”, jamais!

Força no picumã!

Verão, poluição, ar seco, chapinha, secador, química…é muita coisa que tá aí pra detonar nosso cabelo. Essa mistura toda vira uma tropinha pronta pra lascar meus fios: passo a chapinha, e já sinto o picumã castigado; pego muito sol, sinto que queimou…triste.

Só que tem jeito, tem que tratar, e para isso a gente tem que dedicar um tiquinho de tempo. Pois corram, arrumem um espacinho na agenda, e sigam essas dicas quentes podem ser uma mão na roda para restaurar o brilho e maciez dos nossos queridinhos fios.

Simbora tomar nota?

1 – Já notaram que cabelo bonito é cabelo lavado em salão, e somente só? Pois é, não é o fato de lavar no salão que deixa o danado bonito, mas sim o JEITO DE LAVAR. Xampu só se aplica no couro cabeludo, o que escorre já é suficiente pra limpar o comprimento. Também é essencial massagear o couro cabeludo, aplicar condicionador (que ao contrário do xampu, vai só nas pontas), e removê-lo bem. O sinal mais claro de que o cabelo tá livre de condicionador é ele dar um “gritinho” quando a gente passa os dedos ao longo dos fios molhados.

2 – Pode parecer frescura, mas um leave-in pode fazer milagres pelo seu cabelo. Se é do tipo oleoso não tem desculpa, a Seda e a Dove já tem uns bem legais aquosos e tipo spray, e por serem mais leves, não deixam o cabelo com jeitinho de creme Kolene-lambido-ensebado.

3 – Não tem definitiva e precisa de chapinha e secador? Protetor térmico é essencial, já que ele “encapa” os fios, protegendo-os do calor. O meu é Dove, e tô gostando.

4 – Hidratação em casa resolve, e muito. Quando eu faço a minha com Morrocan Oil, fico com cabelo de phyna, sério mesmo, o troço é notável! São os trinta minutos semanais milagrosos, bom tentar.

5 – Essa eu preciso fazer uma nota mental: achou o cabelo feio, não corra e pegue a primeira liga de dinheiro e amarre o cabelo (sempre faço isso, incrível). Opte por elásticos encapados, ou corte uma meia calça antiga em tirinhas, e faça as liguinhas. Essa última dica evita marcar demais o cabelo, já que a meia é bem delicada.

6 – Corte as pontinhas do cabelo a cada dois ou três meses. Após uma química pesada, opte por aparar imediatamente. Cabelo sofrido é cabelo que impede o resto dos fios de crescerem saudáveis.

7 – Parece lenda, mas essa história de trocar a marca de xampu/condicionador periodicamente funciona. Parece que o cabelo “se acostuma”, e as propriedades não funcionam mais. Eu procuro dar uma trocadinha por um tempo, e depois volto sempre ao meu combo de origem.

E é isso, acho que essas dicas ajudam – e muito – a saúde dos nossos fios. Alguém aí tem mais alguma dica preciosa pra compartilhar?

Sobre consumo de moda e a crise econômica mundial

Não adianta fingir que não é com a gente. A globalização tem como um de seus efeitos fazer com que uma crise que se inicie na Grécia, por exemplo, atinja toda a Europa, Estados Unidos, e respingue no Brasil. É uma das partes ruins dessa onda toda de ter um mundo globalizado, e majoritariamente capitalista. Se o Japão quebra, a impressão é de que ele estivesse caindo num abismo agarrado em nossas mãos; inevitavelmente, se a gente não for junto com ele, pelo menos um arranhão fica. Mais ou menos assim.

Só pra vocês terem uma ideia, no quesito vestuário, o preço aumentou mais que o dobro da inflação este mês. As roupas estão mais caras nesse fim de ano, prezadas leitoras.

E aí que vem o dilema: como parar de consumir quando fomos doutrinados a fazê-lo de forma incessante a vida inteira? É possível consumir “moda” em tempos de crise? De que maneira?

A resposta é afirmativa, mas não é tão simples quanto parece. Há uma série de medidas que podemos tomar para passarmos ilesas por uma crise econômica mundial – seja ela uma tsunami ou marolinha – ou até mesmo uma autocrise econômica(quando a gente decreta nossa insolvência, quem nunca?).

Listei algumas:

- Uma das primeiras atitudes é ser visionária. Ter habilidade de prever tendências, ou até mesmo de não se importar com “moda” quando se tem um estilo consolidado é um segredo que evita que nos tornemos escravas da lógica mercadológica. Pensar sempre à frente nos permite economizar de maneira considerável. Já cansei de comprar em liquidação coisas que só vêm “estourar”, duas, três temporadas depois. Não me importo muito com moda, e vocês já até devem ter visto isso, quando apresento a vocês peças minhas que adquiri há 4, 5 anos ou até mais, e agora se fala muito. Aconteceu com o crochê, aconteceu com calças com zíperes na barra, e vai acontecer certamente com muita peça minha que compro em liquidação sem pensar em “tendência”;

- Se valorizar é muito mais importante que simplesmente seguir o humor das passarelas. Leia, consuma informação de moda, seja em blogs, seja em revistas especializadas, faça o filtro, e veja o que é realmente se adapta ao seu corpo, e sua personalidade. Comprar muito e comprar caro nada tem a ver com se vestir bem. Tem a ver com fomentar uma crise mundial, que tá longe de ter um fim;

- Caso opte por consumir algo caro, faça com inteligência. Consuma o que possa servir como peça-chave de um look, e valorizá-lo instantâneamente. Por exemplo, um sapato mais caro pode dar vida a uma camisetinha de R$17,90, e um jeans de R$59,90. E sim, as camisas pólo da Lacoste duram mais que as pólos da Riachuelo, basta fazer o seguinte teste: compre as duas, e lave sempre. Qual delas se manteve intacta? Pois é, no preço da pólo Lacoste tá a qualidade do material, que resiste a várias lavagens sem perder cor e esgarçar, e não somente marca. Já no caso do esmalte Chanel, este descasca do mesmo jeito do esmalte da Colorama, não vale a compra;

- Tá sem grana pra comprar alguma peça mais cara? Busque imitações, mas de qualidade. Tá, pode parecer difícil em meio a Birkins e PS’s de moletom, mas é totalmente possível. Veja acabamento, fechos, material. Se tudo estiver OK, a compra é válida.Vejam bem: não falo de falsificações, com logomarca famosa, mas de imitações, modelos parecidos, mas de material bom. E se serve de consolo a diva Coco Chanel já dizia que ter um colar de pérolas falso é válido, pois servia pra usar no dia a dia. Já o colar de pérolas verdadeiras eram para ocasiões especiais. Sabe tudo!

- Essa é batida, já disse e repito: costureira, minhas amigas, costureira…sei que é difícil achar alguma boa, mas quando achar, se apegue, trate bem, sirva café na cama. Ok, esse último é dispensável, mas de resto, pode ter certeza que você vai gastar menos, e sair tão linda quanto aquela amiga abastada que só usa Le Lis Blanc pra cima. Certeza.

- Investir em peças de boa qualidade também implica em menos peças. Portanto, se quer comprar algo caro, veja se realmente vale o quanto custa, se o acabamento é bom, se o corte é impecável, se você se vê usando essa peça alguns anos depois…tudo isso deve ser avaliado antes de tirar um rim pra comprar aquela calça leeenda de viver, ou aquele casaqueto que ganhou seu coração. Lembrem: é melhor ter um guarda-roupas com poucas peças, mas de qualidade e que combinadas criem um visual surpreendente, do que ter um armário repleto de coisinhas atreladas “à moda do dia”;

- Vale o investimento: lingerie boa, que suba os peitchones, que não deixe o bumbum caído, que ajude no caimento da peça…uma boa lingerie ajuda, e muito, a peça que vai por cima;

- “Mas Rose, eu quero seguir as tendências…”. Tá permitido, desde que se use a regra do 70/30. Consiste em abastecer 70 por cento de seu guardar-roupas de peças clássicas, e apenas trinta por cento com o que se mostra em desfiles, que recebem a rubrica “trendy”, expressão essa que odeio usar. Isso evita tornar seu armário em um arquivo de cada temporada de moda, e por outro lado, o abastece de peças que certamente durarão várias estações.

- Eu já até falei em outro post, mas investir em acessórios é uma sacada genial pra multiplicar seus looks. Quem quiser saber mais, só acessar o post AQUI.

- Ser do contra também super funciona na moda. Todo mundo tá usando minissaia? Saque sua saia longa do guarda-roupas? É bolsa pequena que todo mundo quer? Saia linda com sua maxibolsa. É um exercício que ajuda a gente a se desvencilhar das “tendências”, encontrando, assim, um estilo próprio. Evita também a banalização de uma tendência. Nem te digo que hoje em dia, quando faço uma digressão, acho feia de doer aquela bolsa desbotada “motorcycle” da Balenciaga, que todo mundo fez tanto frisson certa vez, só porque os blogs de moda ditaram que era “trendy”. Ela tem uma eterna cara de bolsa falsificada. Prefiro uma nacional, de acabamento bom, e modelo bonito;

Pode parecer bobo, mas quando for à caça de peças para incrementar seu guarda-roupas, vá com uma boa lingerie, sapato confortável e com um saltinho, cabelo no grau, e um pouquinho de maquiagem. Ajuda a criar o efeito da peça extramuros do shopping. Verifique acabamento, conforto, qual ao efeito da cor da peça sobre seu rosto…tudo isso é muito válido, e poupa muita grana, pois evita que você leve pra casa algo que não saia do seu guarda-roupas. Agindo assim, você acaba levando somente o que tem “certeza” que tá bom;

Bem, essas são algumas das táticas que poderão nos ajudar a enfrentar os efeitos dessa crise que se instalou, sem precisar cortar totalmente nossos gastos com roupas. Somos mulheres, e fica quase que impossível renunciar à vaidade que nos é inerente, juntamente com o fato de que gostamos de ir ao shopping, e gastar um dinheirinho com alguns agrados. Pondo em prática algum dos pontos acima a gente consegue conciliar as duas coisas, e sai sã e salva dos tempos de vacas magras.

Pra se maquiar em casa, parte 4: Conhecendo corretivos e pós

Dando continuidade ao “PSMEC”, hoje a gente vai conhecer os corretivos e os pós, que dão aquele alicerce à maquiagem, lembrando que já falei um pouquinho com vocês sobre os pincéis AQUI, auxiliares da maquiagem AQUI, e sobre bases, primers e afins AQUI.

Mas, comecemos com o corretivo. Ele tem uma missão quase que divina no make: disfarça algumas imperfeições do rosto, em especial as temidas e odiadas olheiras.

No mundo da maquiagem existe uma dúvida cruel, que é o momento certo de passar o corretivo, se antes ou depois da base. Eu, particularmente, adoro passar depois da base, porque dá pra ter uma dimensão do quanto precisamos de corretivo. É porque tem base que tem cobertura tão, mas tão perfeita, que dá pra dispensar até o corretivo.

Outro ponto importante pra conversar com vocês sobre os corretivos, é a procura do tom certo para a pele, e não sair por aí feito panda invertido(as meninas de Natal AMAM sair assim). Amigas, testem antes de comprar. Sério. E no punho não, no lugar certo onde vocês vão aplicá-lo. Ah, nunca tenham um só tom, porque principalmente no nordeste existe muito sol, muita praia, e o tom da sua pele no veraneio não fica a mesma que antes do veraneio. Bom prestar atenção a isso.

Dito isto, vamos conhecer os tipos de corretivo(os que eu conheço, tá?):

Fluido ou cremoso: mais fácil de espalhar, basta aplicar uns potinhos e bater com a ponta dos dedos para ficar sutil;

Em caneta: apesar de ser em caneta, tem uma consistência boa. Fala-se muito do corretivo YSL, em caneta;

Em bastão: pra não ficar pesado, descarregue um pouco de corretivo no dorso da mão,  e só depois vá aplicando, dando batidinhas também, senão fica com cara de reboco, feio de dar dó;

Lápis: sinceramente, nunca usei um delineador em lápis, mas acho que não curtiria, deve ser mais pesado, consistente demais.

E os corretivos coloridos, Rose, servem pra quê? Estes são perfeitos pra disfarçar melhor alguns defeitinhos da pele. O segredo é usá-los antes do corretivo cor “da pele”. Os diferentes tons servem para cobrir diferentes problemas, e nada melhor que a teoria das cores para nos dar uma lição certeira sobre a cor certa para disfarçar os “probleminhas” que aparecem.

Prestemos atenção ao disco cromático:

Em linhas gerais, a cor de corretivo que vai disfarçar cada “mazela” é a oposta a ela no disco acima. Querem ver?

O corretivo lilás disfarça manchas amareladas e amarronzadas, como as de sol.

O verde neutraliza as marcas avermelhadas, como marcas de acne e cicatrizes.

O amarelo corrige as manchas arroxeadas, como olheiras e pequenos hematomas.

E agora que vocês sabem esse macete certo, separei alguns corretivos pra vocês, dizendo, de antemão, que o corretivo mais tampa que já usei na vida é o “Erase Paste”, da Benefit. A cobertura é praticamente um photoshop! Puro amor!

1- Corretivo da Stila;

2 – NYX concealer in a jar;

3 – Corretivo facial Duda Molinos;

4 – Select cover up, MAC;

5 – Dream Mousse Concealer, Maybelline;

6 – Erase Paste, Benefit;

7 -Corretivo líquido 4 em 1, O Boticário;

8 – Corretivo Clé de Peau(o famoso!);

9 -Corretivo Flash Iluminator(Tabajara), O Boticário;

10- Corretivo Mineral, Contém 1G;

11 -Touche Éclat, YSL;

12 -Corretivo, Yes Cosmetics;

13 -Corretivo, Contém 1G;

14 – Corretivo Bo-ing, Benefit;

15 – Corretivo Secret Camouflage, Laura Mercier.

Os coloridos…

1 – Corretivos coloridos Contém 1g;

2 – Paleta de Corretivos Graftobian – muito usada por atrizes da Rede “Grobo”, cobertura máxima, e em HD o efeito fica muito digno;

3 – Paleta de Corretivos Make Up For Ever – essa é pra pedir à amiga que vai viajar pra fora, também é muito boa, parecida com a da Graftobian.

E agora, vamos ao pó (calma, não vai fazer a Amy, tá? É pó de maquiagem). Ele é responsável por finalizar a “base” da maquiagem, e não tem muito a falar sobre ele, já que é um item que eu sei que muitas de vocês têm em casa.

Hoje em dia, com a alta tecnologia na indústria dos cosméticos, os pós estão deixando de ter aquele peso de outrora, em que nossas mães, tias e avós saíam às ruas com o rosto parecendo que tavam com uma máscara da cor da pele. A função deles hoje em dia é basicamente dar acabamento, com sutileza, nada de rosto pesado. Maquiagem bonita é maquiagem natural.

Os tipos de pó são vários, do compacto ao solto, passando pelo cremoso(que eu não gosto, dada a minha pele oleosa). Os compactos são ideais para peles mais jovens, já que podem gerar pequenos depósitos em rugas e vincos da pele. Já os ultrafinos possuem uma leve cintilância, e são ideais para todos os tipos de pele, e makes.

Separei algumas opções, que eu sei que vocês gostam :)

1 – Pó compacto com proteção solar da Shiseido;

2 – Pó solto, Make Up For Ever;

3 – Pó solto(loose powder), NYX;

4 – Gentle Light Powder, Clinique;

5 – Matte Luminous Hydrating Loose Powder, Dior;

6 – Poudre Universelle Libre, Chanel;

7 – Prep and Prime Transparent Finishing Powder, MAC;

8 – Studio Fix, MAC

9 – Pó compacto Pureness(ideal para pele oleosa), Shiseido;

10 – Pó Colorstay Photoready, Revlon;

11 – Pó compacto da linha Intese, O Boticário;

12 – Dream Matte Powder, Maybelline;

13 – Pó compacto, Vult;

14 – Pó compacto, Contém 1G.

Vista a seleção de pós, uma dica minha, que apesar de não ser maquiadora, sou consumidora: sempre aplique o pó com pincel, seja ele compacto, ou não. O efeito é mais natural. Lembrem que ao passar o pó compacto com pincel, ele é “transformado” em pó solto. Simples assim!

E aí, curtiram o manual de corretivos e pós?

Dia dos namorados(idos): O que vestir?

Garotas e garotos!

Todo mundo sabe que dia 12 é o dia do amor, dia em que os pombinhos trocam presentes, juras eternas, e que muitas amyghas saem do status solteiras para o namorando, dando o start num período bem legal de nossas vidas, e que esperamos que perdure por muito, muito tempo.

E aí, nada melhor que presentear o bofe, ou a bofa(existe isso) não apenas com bens materiais(isso é bom também, né?) mas com um banho de estilo em você mesma(o). Comoassim? Calma, explico: é nesse dia tão legal que a gente deve se produzir para os amados(as), mostrando todo aquele cuidado com o relacionamento, e com nós mesmos, afinal, nos amamos e as pessoas nos amam!

Então meninas, pertinho do dia dos namorados eu não vou mostrar dicas de presentes, mas, acatando a diquinha de Clarence, vou dar sugestões de como se vestir para aquele jantarzinho especial do dia 12, porque casal estiloso é tudo de bom!

Antes, vamos mostrar os casais mais estilosos do mundo, aqueles que páram o trânsito, que enlouquecem os paparazzis quando chegam. Let’s see?(clica na foto que aumenta)

Aqui na terrinha também tem casais estilosos. Querem ver?

Mas também há casais comuns que, dada a maneira peculiar de se vestir, saem do anonimato e chamam a atenção por onde passam, mesmo não sendo famosos:

E aí, prontos para a diquinha de montação?

Para as garotinhas, nada melhor que um look girlie, de garotxeenha romântica…vamos aproveitar que é tendência né?

E para os garotos, um olhar mais descolado – menos desleixado e mais estiloso – para deixar a ghatannn orgulhosíssima:

Missão cumprida, só tenho a desejar feliz dia dos namorados para todo mundo, e pra mim também, né?

E para as amgyhas solteiras, feliz dia de curtir, e descolar bofinhos com as dicas acima, tá?

Páginas12345