Testei: Wonder Pore Freshner
Em: Beleza

IMG_8507.JPG

Quando eu mostro pra vocês algum produto no Instagram, confesso que fico doida pra elaborar imediatamente um post no blog. Mas, sei lá, gosto de testar bem, analisar alguns aspectos, só pra ter a certeza acerca das qualidades, e defeitos do produto. Fazendo dessa forma, acho que o post fica mais completo, e impulsiona o consumo consciente, já que não é legal adquirir coisas por adquirir, tem que valer a pena. Mesmo.
Portanto hoje, depois de uma semana testando o Pore Freshner que apresentei a vocês por foto, venho aqui contar tudo.

O Wonder Pore Freshsner, da Etude House, faz parte de uma linha coreana ligada às peles com poros problemáticos. Tem espuma de limpeza, corretivo, tônico, máscara…eu me interessei pelo tônico, e foi essa a minha primeira compra da linha.

Lendo o rótulo, o produto se diz 7 em um, e promete o seguinte:

1- Limpeza profunda dos poros;

2 – Manter o ph da pele equilibrado;

3 – Controlar a oleosidade;

4 – Minimizar o aspecto “casca de laranja” dos poros;

5 – Refinar o tom da pele;

6 – Manter a elasticidade dos poros;

7 – Hidratar a pele por dentro e por fora.

O que amo nesses orientais é o jeitinho didático deles de ensinar como se usa o produto, e o que ele promete. É tudo ilustrado, não tem como errar:

IMG_8503.JPG

IMG_8505-1.JPG

Como bem mostrado aí em cima, o Wonder Pore pode ser usado no ritual de limpeza da pele, como um tônico, ou seja, após a remoção de maquiagem e limpeza da pele com espuma ou sabonete, ou na forma de spray, pra gente ir aplicando ao longo do dia pra dar uma refrescada na pele da gente. Tirei uma foto pra vocês verem como ele bem fluido, uma aguinha:

IMG_8506.JPG

Eu usei o meu Wonder Pore da seguinte forma: pela manhã, após lavar a pele, reaplicando uma vez ao dia, no trabalho, pra dar uma refrescada, e à noite, depois da retirada da maquiagem, com a técnica double cleansing. E o que eu achei? Bom, fiquei em choque, porque no primeiro dia já notei a textura da minha pele mudada, macia. Sobre o aspecto dos poros eles diminuíram sim, não milagrosamente, mas consegui ir trabalhar a semana inteira só com protetor japa, e um pó solto por cima, e os poros ficaram escondidinhos, uma coisa maravilinda, parecia que tinha passado uma base potente no rosto, mas não tinha, era só protetor e pó. Por aí, a gente já vê que ele cumpre com os itens 1, 3, 4, 5, e 7. Eu não tenho como avaliar o item 2, porque não sei medir ph, mas suponho que, pelo aspecto global do meu rosto, ele tenha cumprido de fato o que promete, e com louvor.

Pra resumo da ópera, o Wonder Pore Freshner tá aprovadíssimo, e eu recomendo, ele é um produto de resultados, e com bom preço, em torno de 37 reais o frasco com 250 ml de produto. Quem se interessou e também quer testar, no Ebay tem, nesse link AQUI, de um vendedor que eu adoro.

Ah, e para as alérgicas, vai a composição do produto:

IMG_8504.JPG

Notaram que ele tem mais água na composição, e diversos produtos naturais? Talvez por isso o aspecto aquoso prevaleça, e detalhe, muito embora ele tenha álcool em sua formulação, ele não tem cheiro forte de álcool, nem dá aquela sensação de ressecamento da pele logo depois que a gente passa o freshner, coisa que sinto demais com o tônico da Clinique, que só de abrir o frasco o cheiro do álcool sobe.

Então é isso, fica a dica desse produto fofo e eficaz, e quem usa mais alguma coisa dessa linha, favor comentar aqui, porque já estou interessadíssima na espuma de limpeza, muito bem falada pelas coreanas, e na máscara.

Beijos!

Revirando o guarda-roupas da mãe: em busca do top perdido!

Sim, sim, esse é mais um post que traz uma peça que a gente pode achar fácil revirando roupas antigas de nossas mães, e avós. Meninas, se preparem, que o top curtinho de crochê/renda/guipure vai explodir na primavera/verão!!

E como eu sei disso? Pura observação! Vejo um look num festival ali, uma olhadinha nas celebs aqui, leio umas revistas gringas, pesquiso sobre moda anos 70, e pronto, a aposta vira post aqui no blog!

Não, o crop top não veio do verão passado. Sim, ele mais antigo do que a gente imagina! Sabe as pin ups? E as belly dancers? Pois bem, essas meninas já desfilavam de barriguinha de fora por aí, de top e shortinho hot pants. Ou seja, nada de novo no front.

Especificamente sobre o crop top do post de hoje (em renda, guipure ou crochê), tenho uma foto aqui bem antiguinha, de 1969, com a Jane Birkin usando. Nunca um look foi tão atual, e digo mais, se preparem que a gente vai ver muita gente andando assim por aí em breve!

birkincroptoplace

Como eu já disse dia desses por aqui, estamos em tempos maravilhosos, podemos vestir o que der na cabeça, não importa onde fomos buscar referências. Ou seja, a gente cata uma saia midi lá dos anos 50, bota um top de crochê bem anos 70, e pronto, estamos lindas!

Isso é o bacana, a democracia do estilo, que inclusive vai além da mescla de tendências de épocas diferentes; ela abrange também todo tipo de corpo. E o que eu quero dizer com isso? Que você, amiga mais cheinha, pode usar qualquer peça que você quiser, inclusive o top cropped. SIM, o top cropped. O segredo do estilo tá em uma coisa bem simples: bom senso.  A gente vestindo o bom senso antes de qualquer peça, torna o look à prova de erros.

Particularmente, eu amo uma produção que tem crop top e pantalonas, calças, shorts, e saias que cubram o umbigo. Mas é só uma questão de gosto, já que o umbigo, segundo o que ando pesquisando, tá descarado mesmo, vem aparecendo com força nas montações. Quem sabe daqui pra começar a primavera/verão eu ache um jeito de mostrar o umbigo de uma maneira mais estilosa e menos É o Tchan…vou estudando, me montando em casa, testando, e quando eu descobrir, tiro foto do look procês.

E pra gente já ir entrando no clima (quem mora no litoral do nordeste já sabe, looks de verão eternamente hahaha), separei muitas fotos de meninas mostrando como a gente pode usar crop top em guipure(que eu amo), renda, e crochê(que eu amo parte 2), e lacrar nessa temporada linda que vem chegando:

topparte1

topparte2

Tantas possibilidades né? Assim fica até fácil fazer uma composiçãozinha com o top…tão preparadas?

assinatura2

Bridezilla series: Comprando o sapato do casamento!

absapatowedding

Mais um post Bridezilla, que eu sei que vocês adoram!

Hoje eu vou contar um pouquinho sobre minha saga na compra do sapato do casamento, e como é que a gente faz pra comprá-lo no Aliexpress.

Bom, quando corri atrás do sapato perfeito, já tinha meu vestido encomendado. Na verdade, ele já tinha chegado, inclusive.

Uma opinião bem clara quando iniciei a busca era de que não queria um sapato que eu não usasse mais nunca na minha vida, porque dinheiro é dinheiro, e gastar com um sapato que a gente só vai usar uma vez é desperdício demais. E aí corri pro Pinterest atrás de ideias legais de calçados para noivas: sandálias coloridas, douradas, pumps, sapatos em cetim colorido, com swarovski…tinha muita coisa bacana, que fiz questão de compilar pra colocar aqui pra vocês. Matutei, matutei, e cheguei a uma conclusão: queria de cetim, mas nude, ou salmão clarinho, e queria sapatinho fechado, e não sandália. E aí corri pro Aliexpress pra achar algo legal; noiva sem tempo é assim mesmo, se apega a compras virtuais.

moodboardsapatosnoivas

Pois bem. Achei pumps, de salto médio (conforto é tudo no casório), com um detalhe lindo de lacinho atrás, e nude (na verdade nude pro meu pé, que é rosado). Sobre a numeração, meu número é 34, e na China, pela tabela que eles dão, também é 34. Meu vendedor foi esse DAQUI, e o preço foi, convertendo do dólar, em média uns R$ 140,00 . Fui taxada e paguei mais uns 30 reais de taxa. Porém, valeu a pena, porque o sapato é muito bem feito, bem acabado, e vem bem embalado. É lindo mesmo!

weddingshoes2

A parte triste? Comprei em novembro, com casamento pra janeiro, e não chegou a tempo, por dois motivos básicos: o fato de a compra coincidir com compras virtuais de fim de ano (aliás, nunca comprem nada nesse período, os Correios demoram a entregar, ou perdem, ou extraviam, um caso sério), e ainda o fato de ter sido taxada, o que prolonga ainda mais a entrega, já que a mercadoria entra numa fila para ser confeccionado o documento da Receita. Portanto, a dica que fica é: COMPREM COM BASTANTE ANTECEDÊNCIA, pra não ficarem sem seus sapatinhos!

Mas, como diria Shakespeare(ou Clarice Lispector, que a gente usa quando tem dúvida sobre a autoria de qualquer frase), no fim tudo dá certo, e ser não deu certo, é porque não chegou ao fim. Achei uns dois dias antes do casamento uma sandália linda, prateada, na City Shoes que calçou super bem e ornou com meu vestido como uma luva! Todo mundo amou!

E o que tu fez com os sapatos, Rose, já que não usou no casamento? Eis a grande sacada: como comprei uma cor básica, e tava precisando de um sapatinho de festa,  ele ficou no meu acervo de boa, e outra, vai dar pra usar linda na comemoração das bodas! :)

Portanto, meninas, da narração dessa minha saga, que fiquem algumas lições sobre compras on line, principalmente pras noivas, formandas, e debutantes, que trabalham com datas pré-fixadas, e precisam se programar bem para que não aconteça o que aconteceu comigo. Vale muito a pena, só é preciso trabalhar bem a questão do tempo.

 

Quando os brincos fazem a diferença no look

Quem cursou – ou cursa – Direito, sabe de uma máxima em Direito Civil que diz que o acessório segue o principal. Isso significa dizer que o acessório tem uma relação de dependência com o bem principal. Ora, o próprio nome acessório já diz tudo, e o dicionário é bem claro quando define o termo da seguinte forma: que é menos importante, secundário; coisa secundária.

Mas, na moda, será que é a mesma coisa? Acessório realmente é algo secundário, menos importante? Eu diria que não. Os acessórios, na minha opinião, têm ocupado uma posição de destaque em um look; hoje em dia, looks inteiros são elaborados tendo acessórios como ponto de partida, por isso o boom dos chamados “statement necklaces”, “statement bracelets”, “arm swags”, e por aí vai…quando se fala em estilo, acessório é acessório só no nome.

E o post de hoje fala justamente de um acessório que instantaneamente deixa a gente com outra cara: o brinco.

Diariamente eu exercito meu estilo, e um desses exercícios, é vestir um look básico e dar uma cara nova, ou uma identidade a ele só com acessórios. E devo confessar: o look é outro quando a gente põe pulseiras diversas, e um par de brincos legal. Os brincos,  quando a gente faz a escolha certa, iluminam o rosto, realçam a maquiagem, deixam o visual bem harmônico. A diferença é incrível, imediata.

Só pra gente começar a treinar a partir desse post, selecionei algumas imagens de “gatas celebs” com brincos bem legais, dos mais variados estilos, do clássico de pérolas ao ear cuff. Tentem imaginá-las sem eles. O look ficou sem graça? A make ficou borocoxô? Ficou, né?

20140723-072027-26427518.jpg

De todas, a mais marcante, pra mim, foi a Emma “eterna Hermione” Watson, e em segundo lugar a Taylor Swift, que realçou o look off white com uns brincos azul turquesa. O visual dessas duas ia ficar muito marromeno sem os brincos.

E aí, que tal tentar em casa agora? Façam testes, se divirtam, e me contem o que acharam, se não tenho razão quando digo que os brincos podem sim ser ponto de partida de um look?

Porque quando se fala em estilo, o acessório nem sempre segue o principal.

Pra ficar de olho: estampa de palmeiras ou coqueiros

Abertura_PalmPrint

Já falei pra vocês o quanto eu amo a tendência tropical, né? Nem curto chamar tanto de tendência, porque pra mim estampas tropicais são clássicos, uso o ano inteiro sem medo de ser feliz! Confesso, sou fã de estampas, meu humor quando vou me vestir quase sempre pede um look estampado, e se for estampa graúda e colorida, melhor. Minimalismo passa um pouco longe dessa pessoa aqui, vez ou outra vou de cores neutras, e peças com cortes mais diferenciados, só pra dar uma quebrada na Carmen Miranda/Frida que existe em mim.

Mas a questão é que dois tipos de estampa em específico dentro dessa pegada tropical, vêm lotando as passarelas do hemisfério norte: são as estampas de palmeira, e de coqueiro. E não é de hoje, porque me lembro de ter postado alguns looks pingados no ano passado mostrando que estampas de coqueiros/palmeiras são fortes candidatas a hits modísticos da primavera/verão 2014/2015.

Stella McCartney e Fausto Puglisi já apostaram suas fichas na estampa, e eu, assim como eles, acredito que vai pegar sim, podem esperar pra ver vestidos, bodies, leggings, calças em sarja pantalonas, tudo com estampa de coqueiro ou de palmeira.

Maaaaaaas, enquanto a tendência não desce e arrasa de vez aqui, a gente vai se inspirando, e suspirando com os modelos das gringas estilosas:

PalmPrint_Trend

Tem uma fia ali avulsa com estampa de mandacaru, mas relevem, tá, erro de edição meu, cega que só. Quer dizer, acho que é bom ficar de olho, vai que mandacaru vira trend! Ia ser o máximo, nossa cara aqui no Nordeste. Eu, particularmente, usaria esse conjuntinho dela lindamente, faria só algumas adaptações :)

Beijos!

Bridezilla: A papelaria do casamento

Eu sei que falta de tempo não é desculpa para eu não estar postando no blog, mas pela enésima vez eu peço perdão às leitoras sobre a falta de posts com dicas de casamento. Meu corre-corre é grande, e quem convive comigo sabe bem como a banda toca.

Mas, chega de desculpas e vamos falar um pouco sobre a papelaria do casamento. Se tinha uma coisa que eu definitivamente não queria gastar dinheiro era com papelaria de casamento. Sinceramente, é dinheiro jogado fora, ou vocês já viram alguém que guardou convites de casamento, ou mesmo menu? Se tiver é exceção.

Pois bem. Em preferindo gastar o dinheiro suado com outras coisas do casamento, eu comecei a pesquisar onde poderia fazer convites, porta-lencinhos, e save the date, dentre outras coisas. Já estabelecida a linha rústica, comecei a pesquisar a papelaria nesta linha, e achei o maravilhoso site Elo 7, cheio de fornecedores legais, e o melhor, com preço camarada, porque minhas amigas noivas, convite é muito caro em Natal, muito mesmo, média de 15 reais a unidade. Ou seja, se a gente encomendar cerca de 200 convites, numa média, desembolsa, assim, facinho, R$ 3.000,00. Com esse dinheiro dá pra pagar uma banda, ou parte do contrato do fotógrafo, coisas muito mais relevantes numa festa de casamento. Aí a gente faz um exame de consciência, e corre pra o Elo 7 pra buscar fornecedores.

O meu save the date foi encomendado por Jeff, o noivo, no site Elo 7, a um fornecedor chamando “A Casamenteira” (link para ela AQUI), não me lembro o preço mas acho que foi um pouco mais barato que os convites no estilo, uns 3,4 reais mais ou menos, mais o frete; Já os convites encomendei a uma fornecedora maravilhosa e atenciosa, do R&L convites (link AQUI). O  convite saiu a R$ 3,40 a unidade, mais o frete.

invit_wed

Os porta-lencinhos, e os saquinhos de arroz eu comprei prontinhos, embalados, mas para as noivas que tão com muito tempo, interessante é fazer a papelaria, e embalar um-a-um com ajuda da família, madrinhas etc…mas, para quem tá na correria, como eu tive, pode encomendar na loja Estúdio 100, também o Elo 7.  Eles têm muita coisa legal para quem deseja um casamento rústico, vintage, para acessar clica AQUI.

Dica: não precisa comprar muitos saquinhos de arroz, nem muitos lencinhos, nem todo mundo quer, então não gastem tanto com isso, meio que me arrependi porque comprei muitos saquinhos de arroz, nem precisava, acho que uns 30 já dava pra galera fazer uma chuva legal hahahahaha

lençoswed

 

Quanto ao menu, também não queria que destoasse do estilo que queria seguir, e minha amiga Flávia, que é designer, e faz convites para casamento, cartões de visita e demais artes de papelaria me presenteou com esse abaixo, do jeitinho que eu queria. Para contratá-la, só ligar para (84) 9636-1713 ou mandar e-mail ([email protected]), ela aceita encomendas, e vai até às noivinhas com amostras de convites e de papelarias, recomendo demais!

Menu_wed

E para finalizar, o saquinho de doces, que eu mesma fiz! Eu comprei os saquinhos em papel Kraft no Alecrim, super baratinhos, coisa de 2 reais o cento eu acho, e criei uma arte no Photoshop em formato de círculo, e mandei imprimir numa gráfica em papel adesivo, na Braz, salvo engano. Depois, fui só colando nos saquinhos e pronto, ficou fofo do jeitinho que eu queria!

saquinho_doces

 Foto: Renata Sales

No fim das contas, casamento dos sonhos não precisa doer no bolso, né?

Ah, próxima semana subo mais um post com dicas para as noivinhas, aguardem!

Páginas12345