Make à prova de choro com Aqua Seal, da MUFE
Em: Beleza

O dia do casamento da Lia, do blog Just Lia, foi um dia daqueles em que eu fiquei grudada no Instagram para catar as dicas para o meu casamento; como sabia que seria no estilo mini wedding, tudo que vi serviu de inspiração para eu montar o meu, que vai ser bem nessa linha, mais rústico, e tals.

Porém, não só as fotos do casamento em si renderam dicas; vi que Lia postou a foto de um produto da Make Up Forever que seria usado por Sadi Consati (maquiador tampa) para transformar a maquiagem “normal”, em maquiagem à prova d’água, o que é PERFEITO para noivas e convidadas choronas, que não podem ver a nave da Xuxa se despedindo da Terra que já vão derramando litros de lágrimas. Pois bem, fui à Sephora no RJ essa semana, e comprei o danado pra mim(não pesquisei antes, mas acho que no site da Sephora também tem):

AquaSeal

Segundo a MUFE, o Aqua Seal é um fluido fixador de maquiagem em pó à prova d’água. Sua composição é a seguinte: Isododecane, Trimethylsiloxysilicate, hydrogenated styrene/methyl styren/indene copolymer, hydrogenated polyisobutene, e pentaerythrityl tetra-di-t-butyl hydroxyhydrocinnamate. Tem um cheiro de óleo de máquina de costura Singer, sabe, mas não chega a incomodar.

Para utilizar, é muito simples: só pingar algumas gotinhas do aqua seal em uma tampinha, molhar o pincel, passar nos produtos em pó, e traçar a maquiagem no rosto, rapidinho. Depois, só deixar secar e pronto, make blindada, pode chorar que não borra nadica de nada!

E funciona? Vi reviews de blogs do mundo inteiro e o negócio é PODEROSO. Portanto, apesar do preço (acho que oitenta reais, não lembro), vale para usar no Grande Dia, porque né, maquiagem borrada caga o álbum do casamento hahahaha

Esse vídeo demonstra bem todo o meu blá blá blá. Quem manja de inglês confere aí um review completo que achei no YT:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=gFJYJH8c6Cs[/youtube]

O bom é que o aqua seal não só segura a maquiagem, mas deixa as cores bem vivas, notaram? Achei barra!!!

assinatura2

 

 

Testei: protetor solar Bioré Aqua rich watery mousse SPF 50 PA+++

Bioré_UV

 

Todo que me conhece sabe que sou uma recente amante dos produtos asiáticos. Começou com o BB cream, passou pelos cleansing oils, e agora resolvi testar o famoso protetor solar da Bioré, marca japonesa do grupo Kao muito bem conceituada quando se fala em indústria de cosméticos. Minha influência para a compra? O Pedro, do blog East to West Skincare, que faz resenhas tão legais sobre produtos asiáticos que dificilmente a gente erra nas compras.

O Bioré Aqua Rich é um protetor solar a base d’água, indicado para a pele mista. Segundo o fabricante, o produto promete hidratar a pele, e protegê-la dos raios solares, tudo isso sem deixar um aspecto pesado, segurando a make que geralmente a gente passa logo após a aplicação do produto. O legal desse protetor é que quando a gente passa, dá uma impressão de que vai empelotar na pele; porém,  esse “empelotamento” nada mais é que um conjunto de micropartículas de água que vão se quebrando à medida que a gente espalha o protetor. Massa, né? Esses japas são danados mesmo quando o assunto é tecnologia…

Fiz uma evolução fotográfica de como esse protetor se comporta na pele:

text1

Fase 1: textura, em mousse

text2

Fase 2: o aspecto aquoso do protetor quando espalhado

text3

Fase 3: o protetor já espalhado na pele

Se ele cumpre o que promete? Sim. Como eu disse, ele é bem indicado para a pele mista, não porque matifica total a pele, mas porque não adiciona oleosidade, dá uma matificada leve, não pesa, e não deixa um aspecto grudento no rosto (sim, eu uso no rosto só). Venho usando há uma semana, e noto que ele tem segurado sim a bronca, mesmo nos dias mais quentes; o protetor da Bioré dá de lavada nos protetores indicados para pele mista e oleosa nacionais, minha opinião, tá?

Para a galera alérgica, ou com sensibilidade a algum elemento, segue composição do produto para conhecimento: Water, Cyclopentasiloxane, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Alcohol, Titanium Dioxide, Polyglyceryl-3 Polydimethylsiloxyethyl Dimethicone, Agar, Behenyl Alcohol, Microcrystalline Wax, Phenoxyethanol, Polyvinyl Alcohol, Ethylhexyl Dimethicoxybenzylidene Dioxoimidazolidine Propionate, Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Ceratonia Siliqua Gum, Sodium Stearoxy PG-Hydroxyethylcellulose Sulfonate, Hydroxyethylcellulose, Lauryl Methacrylate/Sodium Methacrylate Crosspolymer, Fragrance, Potassium Hydroxide, Maltodextrin, Disodium EDTA, BHT, Butylene Glycol, Propylene Glycol, Citrus Grandis (Grapefruit) Fruit Extract, Sodium Hyaluronate, Citrus Medica Limonum (Lemon) Fruit Extract, Citrus Aurantium Dulcis (Orange) Fruit Extract.

Sobre o preço, o Bioré AR custa de vinte, vinte e cinco reais, se comprado no Ebay. Por esse preço, a gente não acha nunquinha um protetor bom por aqui no Brasil. Só pelo precinho camarada já vale a compra pra teste, né?

Um contra? A dificuldade de remoção. Não digo bem dificuldade, mas é que a gente é acostumada a limpar resíduo de maquiagem e protetor com sabonete líquido e tônico, e olhe olhe. Os protetores asiáticos, para a remoção completa, requerem a técnica do double cleansing, que já expliquei pra vocês neste post AQUI. Portanto, pra quem tem preguiça de limpar a pele (que feio, hein?), talvez os protetores japas e coreanos, por exemplo, não sejam os mais indicados.

Como foi pra teste, comprei uma bisnaguinha com menos quantidade de protetor. Quando ele acabar, já tô com outro Bioré pra usar, e contar o que achei pra vocês. Portanto, aguardem mais um post da série “protetores asiáticos”.

assinatura2

Um pouco de skort na minha vida…

Sim, eu evito a fadiga de postar no blog algo quando TODO MUNDO TÁ POSTANDO AO MESMO TEMPO A MESMA COISA. Passada essa loucura pelo skort, resolvi postar um look tranqüilo com ele, longe da chateação de ficar lendo posts dos outros e encontrar a mesma coisa. Afinal, meu blog não é lá um blog de tendências, não tem essa pretensão. É certo que eu mostro pra vocês o que se usa por aí, mas muito mais o que eu amo usar, independentemente de ter saído em passarela A, ou visto em blog bombação B. Uso o que me apetece, e é isso, simples, de boa.

E, dentro desse contexto, eu não sei vocês, mas minha primavera já começou assim que acabou o verão passado hahahaha

estskort4

estskort3

estskort_2

est_skort1

No look eu usei, como sempre(tô na fase contenção de despesas, então todas as minhas roupas ou saem do minha máquina de costura, ou da de titia ultimamente):

Body e Skort – tudo Tia Alice (Body R$ 70,00 e Skort R$ 60,00, encomendas, gritem aí nos comentários ou e-mail para [email protected])

Sandália – Taquilla

Óculos – Ebay

Testei: CC cream Pure Aura, Tony Moly
Em: Beleza

De tanto todo mundo falar do tal do CC cream, lá fui eu adquirir um para testes, e óbvio que, como sou muito fã do lema asiático de “muita tecnologia na área de beleza e preço digno”, não ia gastar milhões com o CC cream Chanel, quando poderia achar coisa muito boa na terra da galera de olho puxadinho.

E assim fiz.

Fui no Ebay, e comecei a pesquisa por um CC cream. Acabei elegendo para primeiro teste (sim, terá mais um, com um CC que achei pawzíssimo, mas não posso contar agora hahaha) um da Tony Moly, marca já bem familiar minha. Me custou uns R$ 25,00 reais, e demorou um tico pra chegar, uns 2 meses(o negócio tá punk nos Correios brasileiros, viu?). Mas chegou, e agora vamos conversar sobre ele.

Primeiro: o que é o tal do CC cream?

Em termos gerais, o CC(color correction, ou complexion correction) cream é a evolução Pokemônica do BB cream, e além de tudo que o BB oferece, ainda tem o adicional de clarear, fazer as vezes do primer, e combater o envelhecimento; sobre este último ponto, vejo que as vendedoras o recomendam para peles mais maduras, mas se a ideia é mesmo combater o envelhecimento(prevenir, portanto), não teria que ser usado por peles mais jovens? Sigo essa linha de pensamento(prevenção é tudo) e já comprei o meu!

Agora vamos falar um pouco do CC da Tony Moly. Nas propagandas ele promete: hidratar, clarear a pele, protegê-la dos raios solares nocivos, prevenir as rugas, e corrigir alguns defeitos da pele. Eis a composição do produto:

E faz isso tudo que promete? Sob a ótica do que pode ser observado em uma semana de aplicação, sim.

O Aura CC cream tem uma magiquinha legal, que é de se ajustar à pele da pessoa. O produto inicialmente é branquinho(e cheirinho bem leve), e vai mudando de cor enquanto a gente aplica. Muito embora seja um produto destinado às asiáticas, a priori, o tom ficou bem certinho com o da minha pele, principalmente porque ele não tem o efeito de cobertura do BB cream, aquele efeito de base. Pelo menos o da Tony Moly não promete cobertura, portanto, não podemos cobrá-lo em relação a isso.

No mais, percebi que esse CC que comprei tem jeitão de primer, dá um lift na pele, ilumina e uniformiza. Porém, não pode ser usado só, isso se o desejo é cobertura estilo reboco. Para uma cobertura leve recomendo demais, a formulação tem água na composição, e nos dias em que a gente não quer andar toda trabalhada no make é uma boa saída para tratar a pele, e disfarçar imperfeições mais leves. Eu, por exemplo, no fim de semana esqueço chapinha e maquiagem, então um bom protetor solar com antirrugas, e efeito de primer como esse CC super serve!

Se eu compraria outra vez? Sim, gostei bastante do Aura CC cream, e recomendo para quem não tá procurando algo com cobertura de base como os BB’s, e alguns CC’s que a gente ver por aí. De 1 a 10, daria uma nota 8, só porque não oferece cobertura, tenho preguiça de várias etapas, queria tudo num só rsrsrs!

E vocês, já caíram nos encantos do CC cream? Têm algum para indicar?

Guloseimas: especial dia dos namorados, parte 2

E conforme o prometido, o Piloto de Fogão traz a dica do prato principal do dia dos namorados: risotto de queijo brie na cestinha de parmesão. Simples, prático e com uma apresentação massa!

Para assistir, só clicar no link abaixo!

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=vuwy_xDpED4[/youtube]

E a versão Vimeo:

Espero que tenham gostado, e feliz dia dos namorados!

Penteado de casamento + decote nas costas

Tô meio atrasadinha, mas ainda vale mostrar um tico do meu vestir no casamento da prima do meu boy, a Bia Procópio? As meninas me perguntam, DESDE O DIA DO EVENTO, como me vesti, como fiz o penteado, então hoje vou dedicar esse post a esses esclarecimentos.

Primeiramente, o vestido: ele foi feito por titia, e teve como inspiração total um vestido que vi no Instagram da Helô Gomes (a frente dele é ESSA, e as costas são ESSAS). Comprei com ela o tecido, acompanhei a fase toda de provas e no fim, ficou obra de arte, pena que na hora em que eu tava saindo, que peguei minha máquina punk de fotos, simplesmente a bateria estava morta #ÓDIOOOOO. Tentei tirar com minha máquina pequenininha, mas a foto não fez justiça ao vestido, saí com a cabeçona, parecia um pirulito, ficou péssimo…

Contudo, apesar de uma máquina quebra-galho, deu pra salvar a foto do decotão, e o penteado, um coque trançado com correntes, que se vocês quiserem transformo em vídeo mostrando tanto como criar uma corrente massa pra trançar, como o penteado propriamente dito. Gritem nos comentários que tentarei atender o mais rápido possível pra não perder a graça…e chega de papo e vamos à foto:

Gostaram do look? Eu amei na verdade meu vestido, toda vida que passo pelo guarda-roupas dou uma paquerada com ele, ficou o teto da Capela Sistina de Tia Alice, arrasante!

Páginas123456