Pra turbinar a drenagem linfática, e mandar a celulite embora: os cremes mais bombásticos da Vichy!

Acho que nove entre dez mulheres alimentam aquele sonho de amenizar o aspecto da celulite, e acabar com a retenção de líquidos…bem, é o que percebo, pelas conversas de banheiro, papos de salão de beleza, e tuitadas.

E eu, que tô nesse grupinho das nove, tava pela internet à procura de um creme que uma amiga minha, a Ana Clara, tinha me recomendado da Biotherm, só que o bicho tava esgotado em todos os sites gringos que costumo comprar, e no Brasil, sinceramente, não compraria, não tenho disposição para pagar mais de cem reais por um tubinho de 200 ml. É extremo demais pra quem tem outras prioridades na vida, e dentre elas definitivamente não está gastar fortunas para amenizar uns buraquinhos que ficam escondidos por baixo da calça.

Só que pesquisando, lendo comentários pelo mundo virtual, achei dois cremes muito conceituados não por blogs (que muitas das vezes são pagos pra falar bem sobre qualquer coisa), mas por meninas que usaram, e realmente sentiram efeitos positivos dos produtos logo nos primeiros dias: o Cellu Destock, e o Aqua Destock, ambos da Vichy.

Depois de ouvir falarem por aí tão bem, corri no site português Sweetcare e acabei comprando os dois, que saíram pelo preço de um só se eu fosse comprar no Brasil. Fora que um dos cremes tava na promoção, tipo “leve 300 ml e pague 200ml” sabem? Chegaram rápido, e sem taxas!

Mas vamos ao que interessa, eis a descrição de cada um dos produtos, e o que eles prometem. Para tanto, consultei o site da Vichy:

Cellu Destock: O Cellu Destock, como o próprio nome diz, é um gel-creme anticelulite avançado, e conta uma uma seleção de ativos que, através de sua ação sinérgica, prometem acelerar a quebra da gordura e suavizar a pele com aspecto “casca de laranja”, verificando-se sua eficácia mesmo nas zonas resistentes ao regime. Possui um conjugado de lipocidida com cafeína, sendo que o primeiro atuaria quebrando as células de gordura, e o segundo, além de auxiliar nessa quebra, contribuiria para otimizar a drenagem local.

É sempre bom lembrar que nenhum creme desses tem efeito milagroso, não vão te deixar “capa de boa forma”, e sim, amenizar os aspectos de celulite, e dar uma secadinha, se conjugado com regime e prática regular de atividades físicas. No meu caso, acho que atende bem porque não tenho muita celulite, nem flacidez, apenas quero tirar as insistentes localizadas e furinhos que insistem em dar o ar da graça principalmente porque passo muito tempo sentada, e como umas besteiras de vez em quando.


Aqua Destock: Já o Aqua Destock é uma mão na roda para as que sofrem com muita retenção líquida, principalmente no período menstrual, em que a gente dá aquela inchada meio baiacu e se acha super cheinha. Segundo a Vichy, o Acqua Destock é um gel-creme que promove uma sensação de leveza na área tratada, atuando como um coadjuvante no tratamento anticelulite. Possui efeito drenante, conjugando os ativos Aquacidina + cafeína, e Menthol + Ácido Salicílico. A promessa é melhora na circulação, quebra de gordurinhas, e favorecimento à renovação celular. Parece muito bom, não é mesmo?

Eu ainda não usei nenhum dos dois, mas começarei o tratamento fazendo massagem todos os dias com aqueles aparelhos pra ver no que dá. Qualquer coisa, eu vou acrescentando nesse post pra vocês, ok?

Ah, quem já usou comenta aí pra dividir com a galera! Por favor, nada de preguiça de comentar, a gente precisa se ajudar nessa luta infinita pra ficar saradjeenha :)

Testando: Ironing Creme Textureline da L’oréal

Essa semana boatei no Twitter sobre um protetor térmico que deixou meu cabelo com a fibra muito boa. Então, meninas, lá vai: acabou o segredo.

Apresento-lhes o Hotstyle Ironing Creme, da Linha Textureline da L’oréal:

Pois bem. O produto diz ter tecnologia anti-quebra do cabelo, além de prometer proteger a fibra do cabelo. Também é informado na embalagem o creme restaura o brilho, a maciez, sela as cutículas, e não deixa o cabelo com o aspecto pesadão. É isso tudo mesmo?

Paguei pra ver, e fiz o seguinte: lavei o cabelo e sequei com o secador, sem modelar, pra vocês terem uma ideia de como é meu picumã.

Logo abaixo:

Depois, lavei, dei mais uma secada, e quando tava quase(eu disse, quase) seco, apliquei o produto, que tem um cheirinho ótimo e é bem fluido, e passei a prancha.

O resultado? Esse aqui:

Em linhas gerais: o cabelo ficou com uma fibra boa, brilho espetacular, os marcados foram removidos, não ficou arrepiado, mas as pontas mais claras sofreram um pouco o efeito da chapinha, o que se resolveu logo depois que o cabelo “esfriou” e passei um pouco de silicone. Isso se deveu muito mais ao fato da ação da química dos produtos para descolorir. Quem tem luzes, mechas e similares sabe bem disso, tem que ter hidratação rigorosa semanalmente até o cabelo se restaurar.

Se recomendo? Claro! Pra quem tá querendo um protetor térmico digno, e num preço bacana se comprado no Strawberry ( R$36,00, link AQUI), indico o produto: cheiroso, não deixa o cabelo ensebado, a fibra não foi agredida…valeu a compra.

Hidratação em casa igual à do salão: é possível?

Ois!!!

Hoje eu estava devaneando por aí, e cheguei à conclusão que o sonho de 11 entre 10 garotas é ir toda semana ao salão, fazer aquela hidratação e turbinar o cabelo, que é nosso cartão de visitas para TUDO, né?

Ocorre que nem sempre há tempo($$$$$) para fazê-lo, até porque temos prioridades em nossas vidas, que não podem jamais ser substituídas por um gasto supérfluo no salão.

Eu, particularmente, sempre fui de fazer tudo em casa, tanto porque prefiro economizar para coisas mais legais, como porque sou curiosa, e gosto de experimentar loucurinhas de beauté: customizo minhas roupas, dou luzes no meu cabelo, faço californianas, escova, chapinha, corto minha franja, faço minhas unhas, enfim, a multifuncional aqui funciona em mode on! E não faço só em mim: as meninas vêm aqui se arriscar também(Tati, Kati, e Bia, oi?)!

E como eu sei que as amyghas às vezes sentem essa necessidade, de estar linda gastando pouco, escolhi falar hoje sobre a hidratação semanal, que realmente faz uma diferença danada nos picumãs que ficam bem capa de Nova, se bem feita, claro.

De antemão, lembro que os meus bebelos estão zero química, digo, sem tinturas ou alisamentos. Tomei esta atitude porque gosto da versatilidade: um dia quero cacheado com baby liss, outro lisérrimo, outro natural Gibundchen, enfim, acho que posso brincar mais com ele e com meu estilo de cada dia se deixo ele livre, leve e solto, e do jeitinho que veio ao mundo(quase como vim ao mundo, porque nasci loira norueguesa…hahaha!).

Mas sei que nem todas as garotas curtem o cabelo natural: alisam, pintam, cortam, e isso vai de cada natureza, né, totalmente não condenável.

Especificamente no que diz respeito à hidratação semanal, algumas coisinhas podem mudar de acordo com o cabelo. Vou explicando como faço com o meu, e dou também as alternativas para os cabelos quimicamente tratados, tá? Espero que gostem desta diquinha, que fiz realmente pensando em vocês. Enjoy!

1-      Primeiramente, o xampu. Eu, como não tenho química no cabelo, lavo com aqueles de limpeza profunda, que removem todos os resíduos de poluição, sujeiras, e outras coisitas que deixam nosso cabelito murchinho. As guéls de cabelo com alisamento ou tintura devem dar preferência a xampu neutro, mais delicado, e sem sal, pois o de limpeza profunda retira as propriedades que conservam o cabelo liso, ou até com tintura. Lembrando que todo o xampu deve ser retirado! TODO!

2-      Depois, dou aquela velha secadinha com a toalha, pressionando o cabelo, e não agredindo…muita calma nessa hora, viu?

3-      E agora, uma penteada com pente de dentes largos e depois, o creme! O meu é da Novex(lá embaixo!), e se chama Mistérios do Oriente, que é uma mistureba de várias coisas legais,  com propriedades que agem em cada setor do cabelo. Não satisfeita, misturo ele com algumas gotinhas de queratina líquida e com outro creme para cabelos claros, para não escurecer, né? Agora, nada impede que as garotinhas escolham o creme que as apetece: pode ser Kerástase, L’oreal, Schwarzkopf, Wella, Senscience, Lanza…enfim, vai depender da disposição em gastar!

4-      Também é importante conhecer seu cabelo; o mesmo creme não serve para todos os tipos de fibra. Fiquem de olho nisso, meninas!

5-      Feita a misturinha, vem o segredo: o ideal é separar mecha por mecha, passar em cada uma, sempre massageando de cima para baixo, para que o creme penetre nos fios…2 a 3 minutos de massagem em casa é um bom tempo.

6-      Após, massageie o cabelo geral, antes de colocar a touquinha maravilhosa astronauta de alumínio…pensemos sempre no futuro, que vamos ficar lindas, senão é desistência na certa!

7-      Deixe o bebelo na touquinha uns 15 minutos, tire um pouquinho para fazer mais uma massagem curtinha (e facilitar a penetração nos fios) de 2 minutos, e recoloque, deixando por mais dez minutinhos;

8-      Terminado esse trabalho de parto(rsrsrs), hora de levar beeem o cabelo, para tirar os resíduos. Uns preferem água fria, para selar as cutículas, outros morninha, para dar brilho. Eu uso a fria. E coloco um pouquinho de termoativador, para que a escovação não desfaça todo meu trabalho.

9-      Outro ponto que divide opiniões diz respeito ao uso do secador e da chapinha. Eu particularmente uso para ver o efeito, e ainda selar bem as cutículas, segurando a hidratação no decorrer da semana. Mas alguns cabeleireiros preferem não usar, porque dizem que o creme já atingiu sua finalidade apenas e tão somente com a hidratação.

10-   Prontinho! Você é uma nova mulher!

Meninas, espero que tenham gostado das dicas, experimentem e me contem depois!

…e para finalizar, mostro a foto do meu picumã pós hidratação!