Batons bons, bonitos e baratos: minha mini coleção Dailus

Todo mundo sabe que o mundo está em crise. Não tá fácil pra Duquesa de Cambridge, vulgo Princesa Kate, que faz muito tempo que usa só roupa baratinha (não que isso seja desonroso, pelo contrário, só mostra o quanto ela é consciente, e diva), e não tá fácil pra gente, que tá longe de morar em um país de primeiro mundo. E se nossa renda atual não comporta um batom MAC, não há razão para comprá-lo, principalmente quando o mercado nacional oferta batons maravilhosos, e  custando um sexto do valor da marca canadense.

Um bom exemplo de marca boa, bonita e barata é a Dailus Color, que cresceu muito de uns 4 anos pra cá, e hoje tem uma linha extensa de batons, com coberturas diversas, assim como a M.A.C, e até uma linha de batom líquido. Minha paixão pela Dailus surgiu exatamente da vontade de ter alguns batons com cores legais, mas sem rasgar meu dinheirinho suado. Comecei comprando três exemplares, muito parecidos com o Saint Germain, Girl About Town e Chatterbox da M.A.C,  hoje tenho  uns onze batons Dailus. Os meus preferidos eu mostro hoje pra vocês, e vou fazer algumas comparações, fazendo as seguintes advertências:

- Os batons Dailus são bem baratos, antigamente comprava a cinco reais, mas hoje eles transitam entre 7 e 19 reais a depender da linha. Ainda assim vale a pena, já que um exemplar da M.A.C, por exemplo, tá custando 66 reais.

- Sim, eles têm um cheirinho diferente (acho que essa é a única reclamação que as clientes fazem deles), mas nada que incomode; gente, são batons de farmácia, não dá pra esperar um Chanel, óbvio! Porém, a cobertura é bem boa, e o cheirinho, quando a gente aplica, não fica lá nos caningando;

- Não, não exijam que esse batom seja um Dior. Ele vale o quanto pesa, como diz o ditado, e é bem digno quando se trata de custo benefício.

Agora sim, vamos ver meus prediletos da Dailus?

Dlsw1

Desse trio, dois eu amo e uso muito: o pêssego, e o nude, que lembram muito o Chatterbox e o Myth, da M.A.C. O laranjinha ainda não usei muito, tô estudando um jeito de usá-lo misturando-o a outras cores, e aplicando com os dedos pra ficar mais natural.

Dlsw2

O segundo trio é composto do Lilac, que amo também, o Pitanga, e o Goiaba. Dos três o que uso mais é o Lilac, ele se parece com o Snob, mas com um fundo mais roxinho. O pitanga (que lembra o Jeffree da Kat Von D, e tem um quê de Vegas Volt, da M.A.C) e o goiaba vão na minha bolsinha de make rápido, que fica dentro de minha bolsa da diária, para eu usar no trabalho e retocar ao longo do dia.

Dlsw3

Nesse último grupo eu coloquei minhas aquisições mais recentes: o batom Uva, pra fazer a linha “Diva” da M.A.C, toda trabalhada no batom marsala; o Pitaya Matte, que é rosa com um fundo levemente lilás, e o batom líquido Basque, que é meio cereja, lindo mesmo. Ah, falando em batom líquido tô aloka do batom líquido, depois faço post falando dele pra vocês!

E é isso, esses são meus prediletos da Dailus, batons que uso no dia-a-dia, e curto bastante, principalmente porque não dói no bolso comprá-los.

Mas me digam, cês curtem uns batons baratinhos também? Quais as marcas que vocês mais gostam? Gosto bastante da Dailus, mas amo a Vult também, porém é assunto pra oooooutro post!

Beijos!

Devaneios da semana: Vans Hello Kitty

Não, não é que eu não tive infância, é que ela parece se perpetuar. E sim, tô desejando muito a coleção nova da marca Vans, que trouxe mais uma vez a gatinha sem boca pra estrelar seus tênis.

A parceria Vans/Sanrio(Hello Kitty) deu tão certo na primeira leva, que está prestes a chegar nas lojas uma segunda, com cada tênis lindo, que armaria, nam, quero nem pensar. Eu curto muito tênis: já passei por Redley, Mad Rats, e tô obcecada por um par de Vans pra chamar de meu. Isso é sério, já fiz lista de desejo, e nos próximos dias certamente estarei com um par HK por aí…

Só para matar do coração as fãs de Hello Kitty – e de tênis – segue alguns modelos que achei no site, uns já conhecidos, outros, uma prévia do que estar por vir:

Queria muito todos, mas nem tudo que se quer, se pode ter, me conformo com um parzinho…e vocês já têm um preferido? Me contem!

Sim, achei uma loja virtual que vende Vans, a Convexo(clica AQUI pra ir lá dar uma olhada).

Eu também achei outra com alguns modelos HK da coleção passada, assim que achar o link colo aqui pra vocês, tá?

Um desejo: a coleção da Beth Ditto para a MAC

Por esses tempos até andei um pouco contrariada com essa história da MAC lançar uma coleção toda semana…putz, a gente fica no desejo, mas os produtos não vêm pra o Brasil, e a vida de assalariada não me permite ficar comprando tudo porque é edição especial, sem chance.

Mas uma notícia que me deixou muito feliz foi dada no meu e-mail da MAC faz mais ou menos um mês, e eu só agora tive tempo de postar pra vocês: a coleção da fofa Beth Ditto para a MAC.

Pra quem não conhece, a Beth é vocalista da banda The Gossip. Dona de uma voz espetacular, um estilo marcante, e personalidade muito forte, essa beesha me conquistou justamente por mostrar ao mundo que a gente não precisa mudar para se adequar em nenhum conceito que os “humanos demasiadamente humanos” tentam nos empurrar goela abaixo.

Uma passagem que me deixou mais fã da BD foi a negativa dela em tocar na abertura de uma TopShop, sob a alegação de que jamais tocaria numa loja que não produz roupa para as meninas e meninos mais cheinhos.

Explicado quem é a dona da coleção da MAC, vamos aos produtos: são batons lindíssimos da linha prolongwear, um pó prensado que na verdade é um mix de sombras com estilo de pois, esmaltes(adorei os tons mais clarinhos), lápis, cíllios postiços, e muito rímel colorido. Glamour total!

Também, uma coleção de uma Diva, não podia ficar só na mesmice, né?  Ah, e pra quem se interessou e tem como pedir fora, no site da MAC tem tudo esmiuçadinho, cores, valores e tals, só clicar AQUI.

Já pras curiosas em conhecer o som da Beth no The Gossip, tem clipão pra gente curtir nessa sexta:

Christopher Kane + J. Brand = Neon voltando por aí…será que rola?

E quando a gente pensa que o neon foi embora, ele volta, e pelo jeito, vem com tudo.

Eu, particularmente, acho cores neon perigosas(bem como o tal do color blocking) mas com sabedoria, é possível usar sem ficar estranha, tipo, dançarina de frevo descendo as ladeiras de Olinda(só que fora do carnaval, aí o agravante).

Para o verão lá fora, a J. Brand se juntou com o estilista Christopher Kane para desenvolver uma coleção composta de muito amarelo limão, laranjão, pink, e verde limão. As peças estão à venda na Net-a-Porter, e o preço é bem salgadinho…pra vocês sentirem o drama, uma regata custa em torno de 280 reais.

Separei algumas coisinhas do site da NAP pra mostrar pra vocês:

Sinceramente? Essa calça jeans flared com boca desfiada é tão 1990…curti não, mas encararia as regatas, com algo que quebrasse essa irreverência em alto grau que uma peça neon traz consigo. E só.

Maaaaaas, como nem todo mundo pensa igual, as celebs que foram ao lançamento parece que curtiram a calça, hein…

Será que eu ainda me apaixono por uma calça cor de marca-texto? Vocês, usariam alguma peça da coleção de CK/Jbrand?

Sentemos e observemos o que acontece lá fora nessa coleção. Se vingar, certeza de bater por aqui. E aí, só o bom senso pra separar o mau emprego de uma peça neon de um uso consciente, moderado, e sábio.

Vazou: peça da segunda coleção Versace para H&M rola pela internet!

Ninguém tem dúvida de que essas parcerias maison+fast-fashion tão fazendo o maior sucesso. E a mais recente, Versace para H&M, bombou tanto, mas tanto, que não deu pra quem quis(pra variar), e mal as araras se esvaziaram, começou o zumzumzum de que uma segunda coleção estaria por vir.

E veio.

Prova disso é esse shortinho, que faz parte da coleção de pré-primavera da parceria Versace/H&M, mostrando que as frutinhas estão longe de cair no esquecimento. A salada de frutas persiste, só que menos espalhafatosa, mais meiga:

Eu, como boa viciada em estampas fofinhas, amei.

Pena que H&M tá looooonge…

A hora e a vez de Versace para H&M

Já tá ficando batidinha essa história de maison-se-unindo-a-fast-fashion. A da vez é a Versace, que divulgou hoje as imagens da campanha de sua coleção para a H&M.

A marca, que tem a Medusa como logotipo, fez questão de introduzir na coleção peças icônicas da marca. O DNA tava evidente na sua coleção “acessível aos mortais”: couro, tachas, brilhos, comprimento curto, estampas em cores fortes, cintos extravagantes…todos presentes.

Separei algumas imagens pra mostrar pra vocês, e adianto que tem bastante coisa legal, mas não justifica dormir em fila, bater na colega pra pegar uma peça na arara…tô fora, e não acho nada bacana essa veia do capitalismo+consumismo. É uma parte que eu, definitivamente, pulo. Aconteceu com Lanvin para H&M, com Missoni pra Target, e vai provavelmente acontecer agora.

Fotos: reprodução

Prefiro Tia Alice para Devaneios Fashion. Pelo menos não tenho que enforcar ninguém pra ter uma peça bonita no meu guarda-roupas.

Páginas12