SAIU: Reincarnation, o filme de Karl Lagerfeld ( e tem Pharrell e Delevingne!)

Ai gente, que coisa mais maravilhosa esse filme do Karl! Reincarnation é novo curta da Chanel, obra do kaiser, com Pharrell, e Cara Delevigne, atuando, e cantando.

Tudo se passa num antigo hotel, em que está hospedada Coco (interpretada por nada mais nada menos que a filha de Charles Chaplin, Geraldine), e que tem como ascensorista Pharrell, e como garçonete Cara. Ocorre que no cair da noite tudo muda, e só vocês assistindo pra verem que coisa mais mágica:

http://youtu.be/wO4-TV6Zckc

Na verdade, na verdade, o filme conta a história da criação de uma peça icônica da maison, a  jaqueta em tweed, inspirada no ascensorista do hotel onde Coco se hospedou, em Salzburgo. A trilha foi feita pelo Pharrell, e leva o nome de CC The World, que traz um trocadilho com o nome da Imperatriz Isabel da Áustria, conhecida como Sissi, interpretada em um filme homônimo por Romy Schneider, e aqui no curta por Cara.

O kaiser se superou, porque tudo foi cuidadosamente estudado, e não poderia haver melhor forma de fazer a gente viajar na criação de Coco que reproduzir uma passagem de sua vida que a fez inventar a peça mais representativa da maison,de maneira leve e com bom humor. Afinal, como ele mesmo disse em uma entrevista recente «Isto não deveria ser uma reconstrução histórica ou algo pesado assim. É para ser leve e engraçado». Tá, Karl, a gente viajou na sua viagem :)

O colar de Maxi-Pérolas da Chanel

chanelab

Ultimamente tenho acompanhado bastante os desfiles das semanas de moda dos gringos, e a cada temporada umas pecinhas pingadas viram verdadeiros hits, e ganham o mundo das fast-fashion. Mais especificamente com relação à Chanel, o kaiser vem tentando emplacar na parte de acessórios umas coisas meio toscas, do tipo pochete, bolsa estilo galão de gasolina. Porém, no universo louco dele achei um pouco de lucidez, que tá nesse colar de maxi-pérolas lindo que ele desfilou na coleção de primavera-verão 2014.

bigpearlchanel3

Uns modelos do “choker” pareciam fones de ouvido, outros o encontro de dois planetas. Amei esse segundo modelo, com uma pérola grande e outra pequena, faz muita diferença no look, aliás, ele chama a atenção toda pra ele, perfeito pra complementar looks mais básicos.

Reparem só essas duas capas, e percebam que a Chanel também desenvolveu pulseiras com pérolas grandes pra fazer par com o colar…como dão um efeito massa!

bigpearlchanel2

Pelo jeito os colares de Karl caíram nas graças da meninas mais antenadas, e (aposta minha) não demora pra pegar por aqui. Se o Aliexpress já tá reproduzindo, minhas amigas, pode apostar que o babado ficou sério!

bigpearl_chanel3

Pra quem ficou desejando um choker de pérolas grandes pra chamar de seu, no Ali tem (nesse link AQUI). Se esperar não é o forte de vocês, leitoras, eu tenho DIY super prático, quem quiser só me falar que vejo a viabilidade de fazer o vídeo e postar o mais rápido possível.

Beijos!

Chanel, e o supermercado dos sonhos das mulheres

Ab_au_hi2015

Assim que acordei ontem, e vi as primeiras imagens do desfile outono/inverno 2014/2015 da Chanel, só veio uma música à minha cabeça, que vai servir como trilha sonora do presente post. Então, aperta o play e vamos falar do desfile!

 

Karl Lagerfeld, já disse a vocês, vem tendo cada ideia loucona ultimamente…mas eu também falei pra vocês, curto esses insights dele, e o mais recente tombou, e tirou o brilho de todos os outros desfiles do PFW que vieram depois do dele. O kaiser transformou o Grand Palais num grande supermercado: tinha carrinho, caixa registradora, groceries Chanel, bolsinhas guardadas como carne, em isopor e papel filme…foi surpreendente, e ao mesmo tempo traz uma coisa que vem conosco desde Adam Smith, a sede pelo consumo. Não teve quem não desejasse que fossem realidade os ovos Chanel, as cestas de compra da Coco, foi frisson TOTAL!

Vejam Ri-Ri e Cara Delevigne pirando no carrinho de compras:

aut_hiv_marche

E sobre os modelos? Ah, como sempre, muito tweed(marca registrada Chanel), e por coleção outono/inverno, bem grosso, com tramas bem fechadas, em sobretudos, casaquetos, calças, fazendo a linha bem invernal, e também em modelagens esportivas. E por falar em fazer a linha esporte, tênis e botas-tênis imperaram soberanos na coleção, e a beleza do desfile destacava os cabelos, presos numa espécie de dreadlocks emaranhados com retalhos de tweed. Bom continuar de olho no rosa bebê, ele veio em várias peças da Chanel.

Cha_au_hi2015

Ai gente, não usaria nada disso, mas achei o conceito do desfile o máximo! E vocês, curtiram?

Rolêzinho Haute Couture da Chanel

Gente, sério mesmo, faz uns dias que tô querendo desabafar com vocês sobre o desfile da Chanel primavera/verão 2014, que aconteceu há uns dois dias. Não me peçam pra fazer comentários blasé sobre costura, acabamento, esse post vem do coração, é um post emotivo, traz todas as impressões que eu tive sobre esse desfile.

Antes de tudo, trilha sonora pro post, e aí dou inclusive alternativa, dá pra escutar qualquer uma dessas duas aqui enquanto vocês dão uma lida:

 [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7YHwCw73Nrs[/youtube]

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7rxWBW6srMw[/youtube]

Na vera, na vera, o desfile da Chanel fez uma linha sport-glam: peças esportivas mas com tecido nobre, tênis com muito brilho, alguns metalizados, outros com acabamento python, e como não poderia deixar de ser, o clássico material tweed, dessa vez com um jeitinho jovem, em blusinhas cropped, casaquetos curtinhos, e algo que muito se assemelhava a um body, também em tweed. Em relação às peças confeccionadas no tecido citado, gostei de várias, e usaria separadamente algumas sim.

Ahhh, não posso deixar falar das cores “candy”, que imperaram no desfile; tava tudo meiguinho, a mulher de Karl pra essa primavera/verão, é menina-mulher, e não uma femme fatale, ou cosmopolita. É uma fofinha, romântica :)

ch2014b

ch_2014

Agora, sob a ótica da emoção, sem ser técnica mesmo,  achei que o kaiser tá ficando cada vez mais lisérgico; alguns looks estavam meio lu patinadora meets ursinhos carinhosos feat. Mc Hammer: tinha joelheira, pochetão de matelassê, cotoveleira, essas coisas que se perguntadas ao povo das “muódas” seriam enquadradas no que chamam de  desfile-conceito, mas eu, como simples mortal, me diverti muito, foram vários WTF seguidos!

ch2014c

Mas quem cria para a Chanel é o Lagerfeld, né, gente, não tinha como ser diferente, o que poderíamos esperar de um jovem que se veste assim, na vibe colar-de-negão-luva-na-mão-do-jeito-do-Michael-Jackson(estranho, hein?)

karl-lagerfeld

Trilha sonora só pra o Karl que ele merece!

Se eu tô derrubando? Que nada, acho que faz parte do mundo da moda esse aspecto lúdico, achei espetacular, porque todo mundo falou da Chanel, os críticos da moda curtiram (todo mundo falando bem) e eu achei tudo pitoresco, oitentista, bacana, colorido. Karl conseguiu juntar três coisas que amo declaradamente – os desenhos anos 80, patins, e tênis – e uma coisa que amo escondidinho, a pochete (adoro usar virada pra trás, tipo surfista-linda-loira-despojada hahahaha). Deu pra captar a ideia da coisa, na verdade a coleção é só um reforço do inevitável: os anos 80 tão apertando o cerco na moda; os 90 também, senti algo Clueless por ali…

E o melhor, minhas amigas, estar por vir: em breve a gente vai ver nos luquidodia as blogayras todas de pochete chanéu(que elas chamarão de vintage clutch) #rindoantecipadamenteemlooping

Então, vamos nos divertir, porque é disso que a vida é feita, e na moda e no estilo não poderia ser diferente.

assinatura2

Sobre creepers e creepers

Muito embora datem da década de 40, mais ou menos, a imagem que tenho mais forte dos creepers é a do grupo punk The Clash(que amo, amo, amo!) usando. E bem por isso não consigo fazer outro liame dos creepers com a moda que não seja sob o viés da atitude. Sim, é preciso atitude para usar os polêmicos tênis, bastante, e não preciso explicar o porquê, já que está bem claro pelo próprio visual dos pisantes.

Esquecidos por certo tempo, os creepers ressurgiram após a chancela do kaiser no desfile de verão 2013 da Chanel; já os vi sob outra alcunha (e visual um pouco diferente dos creepers originais) em coleção passada da Prada, mas me parece que o troço ganhou força só agora. Lá fora, eles estão bombando. Aqui, a história é controversa: o calçado é o calçado dos extremos, ou a gente ama, ou a gente odeia.

Porém, como não sou tão xiita com tendência, não sou tão presa às passarelas, e pra mim, o que me agrada tô usando, seja hoje, seja daqui a vinte anos, devo dizer que curti bastante alguns modelos de creepers que vi por aí, mais precisamente os creepers florais, e os dourados de solado mais baixinho. Na minha opinião, há creepers, e creepers.

E para as que se filiam ao time pró-creepers, separei alguns looks pra gente se inspirar na composição, já que não é tão fácil coordenar qualquer peça com uns sapatos tão pesados assim:

Como sou cabida, também arrisquei meu look com creepers, que ganhei da QIX(link AQUI), marca que está lançando no mercado diversos modelos no estilo (mostro logo abaixo das minhas imagens os mais legais, atenção para os com estampa floral, que são fofos!):

Obs: A disléxica aqui inverteu o nome creepers no título, relevem, tá? rsrsrs

Sobre se vai pegar ou não, isso é um mistério, mas só lembro a vocês como foi o começo do sneaker, e como terminou a história. Será que vai rolar efeito sneaker nos creepers, bombação geral? Ou não?

Pelo Instagram: Junho/2012

Como vocês perceberam, minhas movimentações são mais recorrentes pelo Insta. Explico: nessa correria que tá minha vida ultimamente, não dá tempo de sentar e postar no computador, então as atualizações ocorrem bem mais por esse app puro amor, já que não é preciso muito, só o celular na mão, e o que pretendo mostrar pra vocês.

E como são muitas fotos, selecionei algumas pra conversar um pouco sobre, já que não dá pra ficar travando infindáveis diálogos na foto do Insta.

Comecemos!

Pra início de conversa, minha loucura pelo verão começa mesmo antes da primavera dar as caras…também, vendo esse macaquinho com estampa tropical lindo(1) que vi na Asos, não dá pra não querer começar a usar. E nessa vibe, já tô empolgada pra começar minha saia tipo essa da foto 2, já achei molde e tudo, falta tempo, e vencer meu TOC de só querer costurar com tudo aqui em casa organizado(impossível no momento, onde tudo tá encaixotado ou em sacolas, ou malas). Mas, oremos, acho que vai rolar.

Na terceira imagem, um dos achados mais bacanas do momento, direto da seção masculina da Riachuelo: camiseta com a célebre frase de Maria Antonieta(há quem diga que foi Maria Teresa da Espanha), fazendo a aloka, mandando o povo comer brioche, já que não tinha pão hahahaha! E no mesmo tema, minha camiseta da JEM, minha obsessão desde menina, comprei na loja 8tees(lembram que fiz um listão de lojas de camisetas legais nesse post AQUI? Pronto, tem link lá).

Agora, pára tudo e chama a NASA, literalmente, porque meus sneakers-astronauta-perua(5) não saem mais dos meus pés! Tô preparando um post legal mostrando uns looks com ele, aguardem! Esses são da QIX e vendem online, galera. Falando de mimos, olha o que resgatei das coisas da minha sogra: bandeja(6)bordada, que vou mandar aplicar espelho no fundo e usar como porta perfumes pra colocar no closet novo. Assim que aprontar venho mostrar pra vocês.

Na sétima imagem, mais um presente, dessa vez da cunhada: esmaltcheeenho Chanel, phyno, chique, perolado, discreto, mara! Bjo cunha!

Olha meu amor Nietzschão aí na oitava foto do Insta! Nietzsche é o tipo escritor que a gente tem que ler em várias etapas da vida, porque a interpretação vai mudando conforme a gente vai amadurecendo. Li muita coisa dele na faculdade,(culpa do professor Lycurgo e da Professora Cinara Nahra) e agora sinto que é tempo de reler tudinho, inclusive Zaratustra, minha obra favorita.

Na nona foto, Higiapele pra remover maquiagem sem neuras. Barato(principalmente dada a minha restrição financeira atual), e eficiente.

Agora, o fantástico mundo de titia: 10ª, 11ª, 12ª, 13ª e 15ª fotos todas de peças feitas por titia, quem curtir alguma manda um e-mail para [email protected], que aviso se tem disponibilidade ainda.

Como minha vida é customizar minhas peças antigas, aí vai mais uma: quem não tem dinheiro se vira como pode. Esse short(14) já foi uma calça da minha irmã, virou short boyfriend, e depois transformei em hot pants com spikes. Esse negócio de imutabilidade não é comigo mesmo.

O trio seguinte é dedicado ao cabelo: penteados, e mais um produtinho pra meu acervo, o Sheer Blonde, de Frieda. Uma amiga já me perguntou como usava, e em breve farei resenha no blog sobre. Quem quiser grita aqui nos comentários pra eu ver se faço pra ontem, ou demoro um pouco, rsrsrs

E pra finalizar: eu, ceguete, quebrei meus óculos, e graças a Jah tinha armação aqui em casa pra eu colocar lentes. Só que a ótica tá demorando a vida dum burro pra me entregar, tô sofrida com dor de cabeça todo santo dia, tomara que me liguem pra eu ir buscar.

Mas, mudando o foco(sacaram o trocadilho infame, hein, hein?), quem não se lembra do shortinho tye dye, hein? Pois é, voltou, e pra quem quiser tutorial, me voluntario pra ensinar em vídeo pra vocês, só pedir.

Quem também voltou foi o peplum, já até falei pra vocês há um tempinho nesse post AQUI. Lindos esses flashes da Atlantic-Pacific, né? Essa bicha tudo que veste fica massa!

Pronto, cabou-se, não coloquei foto demais pra não entupir o post, mas espero que tenham gostado desse resumão barra que fiz.

Páginas1234