O poder das barrinhas de sementes(e a minha preferida)

Certo dia tava de bobeira assistindo ao Sem Censura na TV Cultura(do dia 29/03), e vi uma ginecologista(me parecia bem conceituada) e uma nutricionista falando sobre tpm. A ginecologista disse tanta coisa que a gente é capaz de fazer(ou não fazer, já que é um período de baixa produtividade da mulher) durante a tpm, que fiquei abismada; ela falou que já tratou desde casos mais leves, com sintomas já conhecidos (enxaquecas, seios doloridos), a casos realmente complicados, em que a mulher precisou entrar em medicamentos pesados. Achei engraçado, que ela até falou que nesse período, a distração da mulher é tão grande, que quando ela viaja pra dar palestra, e no avião a comandante do vôo é mulher, ela reza para que a jovem esteja utilizando pílula de uso contínuo, porque né…achei graça, mas depois me preocupei #tenso

Porém, o interessante é que no meio dessa conversa toda, a nutricionista disse que aconselha a suas pacientes a consumir nesse período sementes, sugerindo que as mulheres levem em saquinhos, para comer ao longo do dia, um mix de sementes de girassol, nozes, passas, castanha-do-pará, e por aí vai.

E isso tem fundamento? Tem, sim. Além de aliviar os efeitos da TPM pela alta sinergia entre os minerais(ferro, zinco, potássio) o mix de sementes, é excelente fonte de vitaminas, e possuem doses relevantes de fibras, proteínas, e gorduras boas, mantendo estável o nível de açúcar no sangue. Ah, e essa mistura do bem também é rica em ácido fólico, se liguem, meninas que querem engravidar. Resultado? A vontade de comer doces na tpm é aliviada,  o organismo recebe uma forte dose de minerais, e de quebra você melhora o colesterol bom, e emagrece!

Como eu sinto que minha tpm não é tão leve quanto eu gostaria, resolvi seguir o conselho das convidadas do Sem Censura, só que no lugar de preparar esse mix em casa (a nutri disse que é possível, a gente pega sementes de girassol e abóbora, por exemplo, põe no forno, e depois tritura com castanhas, ou castanhas-do-pará, e põe em saquinhos na bolsa pra consumir)achei uma solução muito boa: a barrinha de mix de sementes da Agtal:

Essa barrinha é simplesmente uma delícia! Parece chocolate Charge, só que sem o chocolate hahaha! Ela é um mix de amendoim, castanha de caju, amêndoa, sementes de gergelim, girassol, e linhaça. Uma maravilha, porém, alérgicas a qualquer um desses componentes, fiquem longe!

Vamos falar só um pouquinho sobre as coisinhas que compõem o mix:

-AMENDOIM
É rico em minerais como o fósforo, potássio e sódio, além de magnésio(que diminui a irritabilidade, tão típica na tpm), niacina(vitamina B3, que combate cefaléias), proteinas, vitamina E, açúcar e gorduras.
-CASTANHA DE CAJU
Rica em vitaminas do complexo B, que ajudam a manter o metabolismo lá em cima, dando energia, e deixando a gente mais resistente ao stress. A castanha também tem selênio, que contribui para regular a tireoide. É conhecida por conter vitamina E, que evita a deterioração das células.
-AMÊNDOA
As amêndoas possuem proteínas e gorduras boas, numa proporção 20/50. Dentre as gorduras, merece destaque a ômega-6, que aumenta a permeabilidade das células de defesa, melhorando seu funcionamento, e blindando o coração e os pulmões de inúmeras doenças. Fora isso, possui vitamina A, C e as do complexo B, além de minerais como cálcio, potássio, sódio, zinco, fósforo e ferro.
E o que isso faz no organismo da gente? Protege o organismo dos efeitos nocivos da poluição, outras toxinas, combate as rugas, e ainda potencializa o cérebro, auxiliando na capacidade de concentração e memorização.
- GIRASSOL
A semente de girassol, assim como a de gergelim contêm óleos omega 6 , 7 e 9 . É fitoesterol, colaborando na redução da absorção do colesterol, e regula os hormônios sexuais, aliviando os sintomas da TPM por amenizar a queda de estrógeno que ocorre nesta fase.
Ingerir a semente de girassol também ajuda na imunidade.
-GERGELIM
Rico em óleos, minerais e vitaminas do complexo B, ajuda o sistema nervoso a combater o stress.
-LINHACA (SEMENTE DE LINHO)
A linhaça é velha conhecida de guerra! Excelente fonte de ômega 3, é considerada um verdadeiro elixir de saúde, beleza e juventude. A linhaça contribui igualmente para aliviar os sintomas da TPM, e da menopausa, além de prevenir o câncer de mama e de ovário. Possibilita maior incremento progressivo na vitalidade e na energia, melhora o coeficiente metabólico, e ajuda na rápida recuperação dos músculos após a prática de atividade física.
É rica  em fibras, portanto ajuda na digestão e no bom funcionamento do intestino; desintoxica o organismo; evita a retenção de líquidos.
Além de tudo isso, é cheinha de vitamina K, de grande valor nutritivo e curativo, além de evitar as hemorragias. Contém vitamina F, que contribui para blindar o corpo contra doenças da epiderme, espaçando o aparecimento de acnes, rugas, manchas e pele seca, e evita a perda de cabelo. O consumo continuo diminui as condições inflamatórias em geral.
Maravilhoso né, tudo junto e misturado!
Como não é tão barato (aproximadamente R$ 3,00) tenho consumido o mix uma semana antes da tpm dia sim, dia não, e pode ser loucura minha, mas tenho notado melhor nos sintomas da tpm, sinto que não fico mais agoniada, nem agressiva feito bicho, e nem com vontade de devorar uma caixa de Bis inteira de uma lapada só. Curti, e vou ficar mantendo a rotina, porque em time que tá ganhando não se mexe.

Bom, falei demais por hoje,e pra quem se interessar pelas barrinhas, comprei a minha na Le Biscuit, e quando vou no Leve Gourmet, compro por lá.

Tá gostoso, tá saudável: receita de bolo-brownie com biomassa de banana verde

O bom de você fazer uma reeducação alimentar tomando com base a nutrição funcional, é que você não sente tanta falta das porcarias que um dia comeu sem parcimônia, já que você busca uma substituição saudável, e no fim, aquela falta é suprida de maneira satisfatória.

E foi bem o que aconteceu quando eu resolvi fazer esse brownie com biomassa de banana: na verdade, queria uma torta de chocolate barra pesada, mas optei por um bolo rico em fibras, em verdade, duzentos por cento mais rico em fibras que um bolo normal, e tão gostoso quanto a torta do começo da história. O segredo? A biomassa de banana verde, fonte de fibras, e muito fácil de preparar, o que faz a gente poupar vários reais nas lojas que vendem produtos naturais. É que a biomassa é bem cara, muito cara na verdade, e fazer em casa é a solução para contenção de despesas.

Por isso, antes mesmo de dar a receita do brownie, vamos aprender a fazer a biomassa de banana: é só pegar bananas verdes, verdonas mesmo, separá-las das pencas (deixando as bichinhas fechadas, viu, nada de separar na munheca, cortem com uma faca, deixando um ‘rabinho’ nelas), lavá-las, pôr na panela de pressão com água suficiente para cobri-las, e assim que a pressão pegar, é hora de tirar do fogo(no caso da banana da terra, mais resistente, pode deixar uns 9 minutos, 10 mais ou menos). Depois que a gente tira do fogo, tem que esperar esfriar naturalmente, e só então abrir a panela para retirá-las. Após, a gente descasca, passa no liquidificador ou processador com um tiquinho de água quente, pra poder formar uma pasta. (Ah, em caso de aversão a panela de pressão, peguei esse vídeo que ensina a fazer no cozimento normal, só clicar AQUI pra ver)

Você pode optar por congelar pequenas porções da pastinha, para tirar conforme o uso(dura umas 3 semanas se forem congeladas), ou deixar na geladeira, e aí a pastinha só dura por uma semana.

Tá, Rose, mas o uso dessa biomassa é só em bolo? Nananinanão, uma colherinha de chá da biomassa no iogurte, vitamina, suco, na receita de pão caseiro, ou de pizza, por exemplo, pode mudar nossa vida. Experimentem, ela é muito gostosa, e dá pra fazer várias receitas com ela, sei de muitas, e se vocês quiserem posso ir fazendo com uma certa periodicidade no blog.

Dito isso, vamos à receita do bolo-brownie, que ficou muito delicioso. Acabou em menos de um dia aqui em casa, acreditam?

Pra fazer o bolo-brownie você vai precisar de:

- Massa para bolo Brownie (essa é deliciosa, usei apenas a metade do pacote);

- 1 colher de sopa de margarina(escolham uma menos agressiva, eu optei pela Becel);

- 2 ovos;

- Chocolate meio amargo (usei 4 quadradinhos dessa embalagem);

- 1 colher de chá de essência de baunilha;

- 20 gramas de biomassa de banana verde (a proporção é a seguinte: para cada cem gramas de farinha de trigo ou mistura para bolo, colocamos 10% de biomassa);

- e cacau em pó para dar um toque por cima do bolo, e polvilhar a forma.

O modo de preparo é simples: em um refratário, bata a mistura para bolo, margarina e ovos, e quando tiver bem batidinho vá acrescentando a biomassa. Feito isso, pare de bater, jogue o chocolate meio amargo quebradinho, e mexa com a colher de pau por uns 10 segundinhos. Jogue a mistura na forma untada e polvilhada com cacau e leve ao forno a 220, 230 graus mais ou menos por uns 40 minutos. Quando tiver naquele ponto mara, de não sujar o garfo ou palito quando a gente espeta o bolo, só retirar, desenformar quando fria, e peneirar um cacau por cima pra dar um charme. Pronto, eis um bolo saudável e com um paladar massa!

Fiz umas fotos do preparo pra vocês sentirem o drama:

Curtiram? Quando tentarem em casa me digam o que acharam.

Sim, vocês já sabem, se curtirem esse lance de receitas funcionais, só dar o toque que continuo postando, acho que uma vida mais saudável não faz mal a ninguém, né?