Looks de Festa: Aprendendo com Hailee Steinfeld

E muitas de vocês dirão? Hailee quem?

Assim pelo nome fica difícil identificar qual é a atriz, mas tenho certeza que agora vocês lembrarão, porque né, como esquecer aquela menina destemida do maravilhoso filme Bravura Indômita? Virei fã dela depois da película, e me encantei ainda mais com o estilo de Hailee nos carpets da vida; sério, ela não decepciona.

Não consigo identificar um segmento único do estilo de HS, mas eu poderia descrever como um estilo mocinha-em-transição-pra-mulher: é que ora ela usa looks um pouco mais adolescentes(e aparece com trajes curtinhos), ora junta maquiagem e peças bem mulherão, e desce um pouco a saia, ou vestido.

Sua personal stylist (acredito que tenha uma, ou um, sei lá) tem certa preferência por Prabal Gurung, e Miu Miu, parte jovem da Prada que também adotou Hailee como garota propaganda em 2011. Por isso não é de se admirar que tenha bastante Miu Miu nos looks que separei:

Notaram como ela segue uma fórmula linear? Vejo que ela evita chocar, ou utilizar algo muito cheio de recortes, detalhes demais, é tudo bem sequinho. Isso evita escorregões desnecessários; a atriz ama muito o preto, o branco, ou o mix preto-e-branco. Assim fica fácil, e fica lindo!

Agora, se eu pudesse escolher uns looks pra mim, ficaria com a dupla saia midi + cropped(que titia está costurando pra mim, mostro em breve), e o conjunto de calça de xantungue branca e regata Prabal Gurung(lá em cima), achei divino, e já furtei o estilo da calça pra fazer uma em xantungue rosa seco, vai ficar loosho, poder e sedução!

E como não podia deixar de ser, o look número 1 de Hailee Steinfeld, achei impecável o vestido, o cabelo, a maquiagem, ficou muito fofo:

Curtiram? Dá umas idéias legais pra formaturas e afins, né? Tô fazendo uma mega compilação pra turma do “não-sei-o-que-vestir-em-bailes-casamentos-e-afins”, que olha, cês vão amar!!! Aguardem!!

Penteado de casamento + decote nas costas

Tô meio atrasadinha, mas ainda vale mostrar um tico do meu vestir no casamento da prima do meu boy, a Bia Procópio? As meninas me perguntam, DESDE O DIA DO EVENTO, como me vesti, como fiz o penteado, então hoje vou dedicar esse post a esses esclarecimentos.

Primeiramente, o vestido: ele foi feito por titia, e teve como inspiração total um vestido que vi no Instagram da Helô Gomes (a frente dele é ESSA, e as costas são ESSAS). Comprei com ela o tecido, acompanhei a fase toda de provas e no fim, ficou obra de arte, pena que na hora em que eu tava saindo, que peguei minha máquina punk de fotos, simplesmente a bateria estava morta #ÓDIOOOOO. Tentei tirar com minha máquina pequenininha, mas a foto não fez justiça ao vestido, saí com a cabeçona, parecia um pirulito, ficou péssimo…

Contudo, apesar de uma máquina quebra-galho, deu pra salvar a foto do decotão, e o penteado, um coque trançado com correntes, que se vocês quiserem transformo em vídeo mostrando tanto como criar uma corrente massa pra trançar, como o penteado propriamente dito. Gritem nos comentários que tentarei atender o mais rápido possível pra não perder a graça…e chega de papo e vamos à foto:

Gostaram do look? Eu amei na verdade meu vestido, toda vida que passo pelo guarda-roupas dou uma paquerada com ele, ficou o teto da Capela Sistina de Tia Alice, arrasante!

Adooooro! da semana: longo estampado

O look de hoje orna demais com eventos mais formais, e diurnos. O vestido estampado longo tá no meu rol de desejos para os casamentos e afins que irei esse ano, porque foge um pouquinho da mesmice/breguice de drapeados+tafetás, e passa um frescor. Penso como uma adaptação para países tropicais de vestidos de festa, super combina com o nosso clima:

Foto: reprodução

Notaram que o cabelo não tem muita frescura? Pois é, se  a matriz da composição é o vestido, o legal é  trabalhar menos nos penteados, fazendo algo simples, porém bonito e discreto. No caso da imagem, o cabelo tá solto, e com uma textura que a gente consegue com sprays que dão aquele efeito ondulado de praia (ensinei semana passada, inclusive).

Dúvida Cruel: Curtinho em casamento, pode?

Hey gals!

Hoje a gente vai tirar a dúvida de uma leitora, que na verdade traduz a dúvida de várias outras leitoras que precisam ir a um casamento, e querem usar o vestido curtinho, ou, no máximo, um cocktail dress.

A Gabi me mandou um e-mail semana passada dizendo o seguinte:

“Boa tarde! Queria pedir umas dicas de modelos de vestido. A ocasião é um casamento e eu queria mandar fazer, gostaria de um modelo que desse para usar com sutiã e pretendo fazê-lo da cor azul (cobalto, ou parecido). Como não serei madrinha, creio q dê para usar um curtinho.”

Então, Gabi, pode acabar a aflição, já que vestidos curtinhos e cocktail dresses(de comprimento um pouco acima dos joelhos, ou até a altura dos tornozelos) estão liberadíssimos em casamento. Estão liberados no red carpet, quanto mais num casório!

Porém, preciso advertir que é importante seguir o traje que é pedido no convite. Se não vier especificando o traje, vai pelo bom senso; conhecendo os noivos e o tipo de casamento que você vai já é meio caminho andado para a escolha do visual.

Quanto à possibilidade de usar vestidos compatíveis com sutiã, optei por selecionar modelos que não são tomara-que-caia, e até consegui alguns vestidos na cor que você me disse no e-mail…então, vamos às fotos!

Em se tratando de casamento, algumas precauções, no entanto, devem ser tomadas:

- Nem pensem em ir ao casamento usando branco, nude, ou qualquer outro tom que se assemelhe ao vestido da noiva. O centro das atenções é ela, e somente ela. Mostrei alguns nesses tons clarinhos, mas foquem no modelo, e não na cor;

- Também não sou muito chegada a preto…acho muito “energia pesada” pra usar numa ocasião leve, como deve ser um casamento..

Bem, feitas essas considerações, abro o post para comentários e sugestões; afinal, ajudar Gabi nesse momento é o mesmo que ajudar a nós mesmas, quando estivermos na mesma situação!

Matriz Fashionista: Princesa Grace Kelly

Às vésperas de um casamento supostamente real que não pára de sair em todas as emissoras possíveis no mundo, resolvi postar sobre uma princesa de verdade, em tudo que fez: a Diva Grace Kelly.


Grace Patrícia Kelly nasceu na Filadélfia, em 1929. Foi atriz, ganhou Oscar, e casou-se com Rainier III, príncipe de Mônaco, sendo, a partir daí, chamada de Princesa Grace de Mônaco. Fechou com chave e cadeado, guinada maior não há.

Para mim, Grace foi princesa antes mesmo de ser princesa, tanto em beleza, quanto em talento, personalidade, e estilo. É, consabidamente, ícone da moda. Isso é indiscutível.

A princesa de Mônaco, e mãe de Stéphanie, Caroline e Albert tinha graça, leveza, classe, era refinada. Suas aparições sempre eram esperadas, e até hoje ela é imitada. Não somente seus trajes, mas mulheres ao redor do mundo pretendem reproduzir esse refinamento, educação, e elegância que Grace trazia consigo.

Tem foto mais poderosa que essa primeira do cantinho esquerdo? Luxo, poder e sedução, tudo junto!

Pode-se dizer que Grace se vestia de maneira simples, mas um simples chique. Adepta do ladylike, quase sempre era vista de cintura marcada, saia godê ou lápis, comprimento midi. Ah, seu colo era ponto de destaque. Colo este que Grace adorava adornar com um discreto colar de pérolas, sua marca característica, juntamente com a bolsa que levou seu nome, Kelly, elaborada pela Hermès(só pra constar, essa bolsa até hoje tem fila de espera, custando até R$ 300.000, e a Posh Spice tem mais de cem exemplares da marca).

Ah, Dilminha, nossa Presidente, apareceu por aí com uma Hermès Kelly…beesha phyna, sabe o que é bom!

A diva Kelly era um mulher simples, monocromática no mais das vezes, porém exalava estilo, o simples fato de ser quem era, já trazia em si uma série de qualidades que seduziram o mundo inteiro.

Quem nunca ouviu falar de seu vestido de casamento, com detalhes em renda, que figura entre os mais bonitos da história das realezas?

Outro vestido de Grace Kelly que me vem à mente sempre que vejo seu nome é esse abaixo, que vi pela primeira vez aos onze anos numa revista Manequim de Tia Alice sobre atrizes Hollywoodianas. Achei divino, e ficou gravado na minha cabeça, juntamente com um de Audrey, que veio na mesma revista.

Suas peças-chave? Lenços, chapéus, óculos gigantescos, colar de pérolas, sua inseparável bolsa, espadrilles, cintos, broches e brincos eram sempre presentes nos looks de GK.

Aliás, fazendo uma estatística bem rasteira de todas as matrizes que fiz por aqui, os acessórios sempre são os queridinhos das mulheres mais elegantes ever. Significa algo pra vocês?

Separei mais alguns looks, pra vocês se inspirarem. O legal não é ser caricato, mas colher algo do look da Princesa Grace que possa ser incorporado nos dias atuais. Deixem a imaginação rolar solta!


Agora, me digam, essa é ou não é uma Princesa, de verdade?

Páginas123