Desejo do dia: saia ou vestido em cambraia bordada

IMG_8076.JPG

Não teve como evitar. Eu, nascida e criada dentro do ateliê da minha tia, criei um apego louco a tecidos; amo essa explosão de texturas, cores, e brilhos que ficam em grandes sacos ou prateleiras daqui de casa. Chega tecido novo, corro pra ver, fico pensando nas peças que posso fazer com ele, sonhando, devaneando…ou não, porque tem tecido também que não gosto.

Porém, o post é dedicado a uns dos tecidos que mais curto: cambraia bordada. Sabem uma pessoa alucinada por tudo que seja feito com cambraia? Prazer, eu.

E, ultimamente, ando desejando duas peças em específico feitas com cambraia: uma saia, e um vestido, mas pode ser um ou outro também. Mas tem que ser midi, e tem que ser meio-forro, do jeitinho que vou mostrar aqui pra vocês:

foto 1

foto 3

foto 4

O estilo da cambraia bordada dos dois primeiros modelos mais se parece com uma tela, o que dá condição para que, se a gente não achar esse estilo gráfico nas lojas de tecido, comprar tela mesmo. Deve ficar bem semelhante o efeito.

Já na última imagem a gente  tem a cambraia bordada típica, como nós somos acostumadas a ver nas lojas de tecido. Cobicei demais demais esse último modelo, um vestido, mas tô de um jeito que quero tanto qualquer coisa nessa linha, que o que titia achar mais fácil e puder fazer pra mim sem atrapalhar a fila de encomendas dela pra mim tá ÓTIMO!

Portanto, meninas, próximos dias espero que seja eu que esteja posando pra foto com minha peça nova! Quem espera sempre alcança, né, vamos torcer!

Mas me digam vocês, já viram esses modelos por aqui em alguma loja? Dicas, please, que compartilhar é sempre muito bom!

Look do dia: Trabalho em equipe (Eu + Tia Alice)

Eita, sabadão, dia de usar uma montação feliz, e gastando pouco, o que é melhor. E aí que escolhi essa t-shirt laranja total, feita por Tia Alice numa carreira louca semana retrasada, quando a gente tava indo para Currais Novos; e minha sainha com estampa de frutinhas, costurada por nada mais nada menos que Euzinha da Silva!

Fiquei tão orgulhosa de mim, principalmente pelo nível de dificuldade da saia pra uma iniciante, já que ela tem forro, e eu mesma pus nele o detalhe de cambraia bordada, e ainda por cima fiz as pences, sem ficarem tortas. É um momento mágico ver a peça saindo prontinha da sua própria máquina de costura…muito massa mesmo!

Chega de papo e vamos às fotos:

Pera que não acabou, ainda temos os detalhes!

Colar – Forever 21

Bolsa – Arezzo

Pulseiras- Eu mesma

Pumps – Via Mia


Liquidalouca na Farm: eu fui!

Sabe aquela coisa de estar no lugar certo na hora certa? Pois aconteceu comigo, quando ‘tava no twitter: a @adorofarm anunciou uma liquidação na quinta-feira, a partir do meio-dia, em todas as suas lojas. O desconto? 50%. Nem precisa dizer que amei, até mesmo porque só comprei na Farm fora de desconto uma vez, e porque o preço realmente tava bom(e foi no RJ, onde o preço é menor que em todo o Brasil).

Como fui no segundo dia da promoção não tinha lá muita coisa, mas deu pra garimpar umas peças que servirão por muito tempo pra mim.

Comprei dois shortinhos: um de tecido bem fofo com estampa liberty; e um jeans, porque jeans nunca é demais. O de tecido não me lembro de quanto saiu(acho que sessenta e pouco, setenta), mas quando a moça passou no código de barras o de jeans, tava mais baixo que o valor do desconto. Saiu  por R$ 48,00(surpresinha na boca do caixa é mara!).

Quando peguei esse macaquinho de cambraia off white não botei muita fé não…mas quando provei ele ficou simplesmente lindo! Sempre gostei de tudo em cambraia bordada e levei também. Saiu uns 100,00, preço bom para peças de cambraia.

Já as outras duas peças foram uma calça saruel(pra variar), e um vestidinho bem fluido, que achei a coisa mais linda, todo detalhado, com nervuras e babados(a cara da ventilação hahahahaa):

Resumo da ópera: a promoção foi dygna, principalmente porque gosto muito da marca.

Sei que a Farm tem uns precinhos além da conta, mas adquirir na promo é o que há, sai tudo por preço de C&A, Riachuelo e Renner, o que é muito bom!

PS: e para as meninas que pensam como eu, que é muito melhor adquirir Farm on sale, fica a dica do twitter deles, pra ficar sempre acompanhando: @adorofarm.

A Primavera/verão 2011 de D&G e Dolce&Gabanna

Meninas!

Finalmente vamos correndo, voando, para o que rolou na semana de moda em Milão.

E começou logo botando quente: vamos falar de D&G e Dolce and Gabanna. Os designers das marcas são os mesmos…mas as coleções…quanta diferença!

A coleção D&G, pra mim, se superou: sabe quando você simplesmente quer tudo que foi apresentado na passarela? Foi a impressão que eu tive, enlouqueci por tudo!

Sinceramente, até admiro a alta costura, mas gosto muito mais do que pode ser usado na rua; passa mais realidade, e se aproxima de nossas simple lives

Pois bem. A primavera/verão 2011 da marca mais parecia um bosque, com flores e plantas emergindo de cada peça de roupa que despontava na passarela: flores gigantescas apareceram em minissaias, shorts, calças, vestidinhos; as mais miudinhas estampavam longuinhos fluidos, mostrando que a tendência campestre fica por mais uma temporada lá fora.

E o xadrez Vichy? Sim, teve ele também, ali, em vermelho e branco, super clássico!

Mas nem tudo são flores. A marca brincou com vários tons lisos também: teve verde esmeralda, vermelho, pink, branco, azul celeste, bege, verde claro, amarelo limão (neon fica!), roxo, lilás, ai, ai, ai, difícil é não gostar!


As sandálias plataforma são um show à parte, concordam?

Já a Dolce &Gabanna exibiu uma coleção com muito, mas muito branco, e cambraia, mas muita cambraia. Parecia Réveillon em praia, sabe? Não que isso seja uma coisa ruim… ficou perfeito!

Os designers deram à renda e à cambraia várias facetas; Elas foram usadas das mais variadas formas: desde aquelas parecidinhas com toalhas de mesa de Caicó, àquelas que se assemelham à lingerie. Divino!

Mas não é só isso (Polishop mode on!): teve animal print, com aplicações de rendas e cristais…e teve floral, com renda filé. Mais parece uma coleção das rendeiras de Caicó. Tudo perfeitamente copiável para nosso verãozinho que desponta quente, muito quente por essas bandas do nordeste!

No que diz respeito aos comprimentos, estes foram do curtíssimo aos longos, que ornaram shorts, sainhas, e vestidos.

Quanto às formas, a dupla de designers focou na sensualidade, na feminilidade, modelando as formas femininas, como ninguém. Os tecidos? Guipure, macramé, filé, crochê…todas as variações de renda: silk, organza, chiffon, stretch chiffon, linen, linen organza, brocardos e outros mais.


Tentei me controlar até o fim desse post….agora já posso pirar?

Riri, a gente te perdoa, tá!

Após a seqüência de obradas ensaiadas no que diz respeito a estilo(acho que depois daqueles tapões ela nunca mais foi a mesma), Riri aparece num ensaio para a Marie Clarie como um conjuntinho de cambraia bordada no mínimo chique:

E ela é tão besta que ornou com assandalhadas Louboutin…abusada!

Riri, te perdoo e te dedico, tá? s2