Os updos de Diane Kruger
Em: Beleza

Galera, meu notebook deu pau, dói no coração saber que nossos arquivos tão todos lá, naquele pc dormindo, sem ligar pra nada…

A minha sorte é que meu acervo de imagens tem backup periódico, então muita coisa tá salva, mas infelizmente as que compilei nesse mês estão inacessíveis,  pelo menos por ora. Mas, bola pra frente que tinha umas coisinhas guardadas no pendrive, e também tirei foto hoje pra mais um post bridezilla, ou seja, habemus post pra semana!

Hoje o post é inspiração pra quem tem habilidade de fazer seu próprio penteado. Eu mesma amo criar aqui em casa, e vou dizer pra vocês, muita gente quando me vê nas festas toda montada de make e cabelo fica besta quando digo que fiz só. Adoro sentar na frente do espelho com minhas maquiagens, meus sprays, e meu baby liss, e criar. Mas gosto também de me inspirar, tenho pastinhas com penteados que sempre acesso pra criar os meus. E uma dessas pastinhas leva o nome de Diane Kruger, porque é muito updo lindo, mesmo.

Diane Kruger, pude constatar, é fã dos ondulados, penteados vintage e com grampos aparentes, torcidinhos, e tranças, muitas tranças.

Meninas formandas, aniversariantes, noivas, eis uma atriz que arrasa nos penteados de red carpet! Vale salvar no pc de vocês essa compilação que fiz, seja pra tentar em casa depois, seja pra mostrar pro seu cabeleireiro(a):

DKupdo

 É tanta “interessância” reunida, que se fizesse votação seria difícil eu escolher só um penteado. E vou deixar as coisas mais complicadas: vejam essa “inception” de trança que ela usou essa semana, tô quebrando a cabeça pra fazer, mas qualquer dia desses acerto.

braidDK copy

Correndo todo mundo pro espelho pra tentar em 3, 2, 1…

Direto dos anos 90, o scrunchie ataca novamente (e divide opiniões)
Em: Beleza

20140206-202829.jpg

Tenho dito a vocês há bastante tempo que os anos 80 e os 90 vêm se infiltrando na moda, forçando a barra mesmo: ombreiras-Didi, cores fluo, camisas xadrez estilo grunge, coturnos…tudo isso fez parte das décadas citadas, e, me parece, elas não vão deixar de ser influência tão cedo no mundo da moda. Isso que digo é tão verdade que tava com dois posts na agulha sobre tendências das décadas citadas, e um deles é o de hoje, sobre a volta das “xuxinhas” de tecido, os chamados scrunchies.

Olha, nem tô aí com vocês, mas já vi algumas boquinhas entortarem pra esse acessório, mas vamos ser sincera, das meninas dos anos 80/90 atire a primeira pedra que não teve/desejou um scrunchie Pakalolo! Era tendência total, agregava valor ao look, era o scrunchie-ostentação. Depois, a gente cresce, começa achar um tico kitsch, e agora fica como eu, doida pra usar um scrunchie do jeito que as meninas tão usando agora, ornando o coque, ou o rabo de cavalo. Bipolar? Só um tico hahahahah

Em verdade vos digo: não sou muito de taxar, porque já vi várias coisas levarem o estigma de “brega”, mas que ficaram magníficas quando usadas por alguém com estilo, alguém que segure o look. E busquei nas imagens de hoje justamente isso: jeitos estilosos de usar o scrunchie, deixando-o repaginado para o século 21.

Então, simbora acender comigo o desejo de usar scrunchie nesse calorão?

20140206-203748.jpg

20140206-203807.jpg

20140206-203827.jpg

20140206-203853.jpg

Massa, né? Tô tentando aprender a fazer um, e se conseguir penso em fazer um vídeo DIY, que acham?

assinatura2

Penteado de casamento + decote nas costas

Tô meio atrasadinha, mas ainda vale mostrar um tico do meu vestir no casamento da prima do meu boy, a Bia Procópio? As meninas me perguntam, DESDE O DIA DO EVENTO, como me vesti, como fiz o penteado, então hoje vou dedicar esse post a esses esclarecimentos.

Primeiramente, o vestido: ele foi feito por titia, e teve como inspiração total um vestido que vi no Instagram da Helô Gomes (a frente dele é ESSA, e as costas são ESSAS). Comprei com ela o tecido, acompanhei a fase toda de provas e no fim, ficou obra de arte, pena que na hora em que eu tava saindo, que peguei minha máquina punk de fotos, simplesmente a bateria estava morta #ÓDIOOOOO. Tentei tirar com minha máquina pequenininha, mas a foto não fez justiça ao vestido, saí com a cabeçona, parecia um pirulito, ficou péssimo…

Contudo, apesar de uma máquina quebra-galho, deu pra salvar a foto do decotão, e o penteado, um coque trançado com correntes, que se vocês quiserem transformo em vídeo mostrando tanto como criar uma corrente massa pra trançar, como o penteado propriamente dito. Gritem nos comentários que tentarei atender o mais rápido possível pra não perder a graça…e chega de papo e vamos à foto:

Gostaram do look? Eu amei na verdade meu vestido, toda vida que passo pelo guarda-roupas dou uma paquerada com ele, ficou o teto da Capela Sistina de Tia Alice, arrasante!

Testei: Silicon Mix Bambú, Avanti

Hoje foi dia de teste de produto para cabelo. Confesso a vocês que meus cuidados com o picumã se resumiram, nos últimos dois meses, a um corte, e uma marroquina dada em casa, e mais nada, nadica, nem hidratação.

Mas ontem fui pegar nos Correios meu Silicon Mix Bambú (sim, fui taxada, :( ), e resolvi testar hoje. Conto a vocês a seguir, vamos por partes.

O Silicon Mix Bambú é um produto de origem da República Dominicana que promete nutrir cabelos fracos e quebradiços, devolvendo brilho, força, e ainda auxiliar no crescimento dos cabelos. É polivitamínico, contém extrato de bambu e silicone, e possui uma textura bem espessa:

O modo de uso é bem simples: lava o cabelo, dá uma secada leve, aplica o creme, e deixa por 3 minutos ou mais, e pronto. Eu segui uma rotina um tiquinho diferente: passei aquele pré-xampu da argiloterapia do Boticário, lavei com um xampu transparente da Tresemmé, e só então passei o Silicon, massageando mecha por mecha. Deixei por 15 minutos, lavei, sequei com o secador, e passei uma prancha pra selar a cutícula dos fios. A magia aconteceu: o cabelo ficou cheiroso, com um brilho monstro, e os fios adquiriram uma textura sedosa, macia, fiquei passadaaaa com o poder desse tal de Silicon Mix, gente, sério mesmo!

Quanto custou? Com a taxa, ficou 40, 42 reais mais ou menos. Sem ela, teria me custado metade disso. Logo, quem tiver amiga viajando por exterior, principalmente EUA, precisamente Miami e Orlando, vale encomendar um potinho pra ver a mágica acontecer nos cabelos!

Resultado: Aprovadíssimo! Só usei uma vez, e já me preparei para usar de pouquinho pra não acabar rápido rsrsrs.

Ah, quem quiser conferir a composição do produto, tirei uma foto pra vocês:

Quem aqui no blog já usa o Silicon Mix? Curte, ou não recomenda? Vamo bater papo!!

Tutorial em vídeo: cabelo da Gwen Stefani no clipe Settle Down

Não sei vocês, mas quando eu vi no YT o clipe que coroa a volta do No Doubt, Settle Down, fiquei louca de pedra pra fazer o penteado da Gwen Stefani, e lá fui procurar foto, e arrumar um jeito que se aproximasse ao que eu vi no vídeo. Naquele método de tentativa e erro, cheguei ao que eu achei mais parecido.

Pra assistir como faz, só clicar na imagem abaixo, que ela te leva ao Youtube. Espero que vocês curtam, e fiquem a vontade para me propôr alguns desafios de cabelo!

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=k5SPiJgFbGU&feature=youtube_gdata[/youtube]

Versão Vimeo:

E pra quem ainda não viu o clipe, confere aí:

Nesse calor, vá de coque alto(top bun)
Em: Beleza

Muito embora o coque não seja lá novidade, sinto que o tempo muito quente tem mostrado pelas ruas uma mini febre de coque alto, uma variação do penteado, que fica bem no topo da cabeça mesmo; rolou no verão do hemisfério norte, e vem chegando com tudo por aqui, pra aliviar um pouco o calor que a gente vem passando, sem precisar tomar medidas drásticas, como cortar o cabelo.

Eu particularmente adoro coque, seja ele baixinho, centralizado, ou no topo da cabeça, que é o assunto desse post. Só que, quando o assunto é o tal do top bun, curto ele mais descontruído, bagunçadinho, pra quebrar aquele jeitinho de donut. Também fica bacana fazê-lo a partir de um nó, ou uma trança, pra desestruturar, deixar mais espontâneo.

Selecionei algumas ideias pra vocês tentarem em casa, e se tiverem dúvidas, fiquem à vontade pra perguntar, pedir vídeo, etc.:

Pro alto, e avante!

Páginas1234