La bouche en rose
Em: Beleza

abpinklipstick

Muito embora a gente só escute por aí marsala pra lá, marsala pra cá, uma constatação que fiz observando todos os desfiles internacionais de primavera/verão 2015 é que esse ano também é rosa. Muitas peças cor-de-rosa, e principalmente, muita boca rosa. Sim, o batom rosa é o queridinho da vez!

E sim, sei quem algumas de vocês torce a boca para o batom rosa, mas vou aqui fazer o papel da maior incentivadora dele, principalmente porque não há um tom específico do rosa em voga, mas sim todas as nuances possíveis, do rosa nude, passando pelo rosa antigo, ao pink. Não tem como não agradar gregas e troianas. A gente precisa também se desvincular um pouco dos padrões pré-conceituais. Rosa não se resume ao rosa choque, ou ao cintilante. De alguns anos pra cá a indústria do batom tá tão massa, que quase sempre conseguimos escolher um batonzinho fofo pra chamar de nosso; é um leque quase infinito de cores, e nuances derivadas das cores, uma maravilha!

Só pra vocês sentirem o drama do que rolou na passarela, separei imagens de alguns desfiles, pra dar aquela empolgação de ir trabalhar ou estudar amanhã de batom rosa:

pinklips

Viram a infinidade de tons de rosa? Então, qual a desculpa de vocês pra não saírem lindas por aí com batom trendy?

Perdendo o medo do batom escuro, feat. Gwen Stefani

IMG_8759.JPG

O Post de hoje é ao mesmo tempo auto e exo-observação (inventei essa palavra agora). É que, vendo meu acervo de batons, percebi que, ao lado dos rosinhas, e nudes, meus preferidos, tenho notado que os batons mais escuros, digo, a turma dos vermelhos, tipo ameixa, cereja e vinho, estão sendo escanteados. A razão? Achar que batom nesses tons são para uma ocasião mais chique, uma festa, ou mesmo para usar no inverno, à noite, onde essas cores, ao meu ver, se tornam mais discretas. Mas eu tô errada, eu sei, e Gwen Stefani, se além de minha ídola da adolescência até hoje, fosse minha amiga, diria que sou lesa mesmo, e que deixasse de preconceito com batons assim.

E, vendo uma foto dela saindo toda despojada com os filhos, pele legal, e batom vermelhão, me encorajei, e tenho fortes inclinações, a partir de hoje, a adotar o batom na linha dos vermelhos no dia-a-dia.

Não há o que discutir, Gwen é a maior representante da loira com batom vermelho dos anos noventa até hoje. No No Doubt, ela andava com visual street até o pescoço, mas make e cabelo de Pin up, delineado forte, gatinho, e batom vermelho, certamente uma inspiração para várias garotas. Seu estilo, confesso, imitei muito quando era adolescente, mas a maquiagem…hum…o batom vermelho, fingi que não via.

Mas ontem, exatamente ontem, tive essa epifania, e pretendo com ela influenciar as amigas da turma do nude a enveredar para esse caminho lindo que a Gwen apontou. Inspiração? Não faltará:

IMG_8777.JPG

O que é esse look com lencinho na cabeça, amarrado estilo gangsta, e make PÁ hein? E os penteados torcidinhos? Quero todos, acho massa que ela faz variações desse torcidinho, ora dando um ar topete de pin up, ora meio amolecado mesmo.

Na foto abaixo, dois momentos distintos da carreira de Gwen; o estilo vai sofrendo algumas variações, mas o batom vermelho tá lá, firme e forte:

IMG_8780.JPG

Agora, me digam: nessa foto do vestido rosa, abaixo, ela não tá uma diva dos anos 40 todinha? Pode pegar e fazer calendário da época que ninguém vai saber que a foto é atual.

IMG_8779.JPG

IMG_8778.JPG

E pra terminar essa sessão de makes perfeitos, e muito batom vermelho envolvido, o último conjunto de imagens, não menos inspiradoras, com Stefani até arriscando um batonzinho rosa, mas sempre um rosa forte, dando um folga pro vermelho:

IMG_8776.JPG

Depois dessa lição, só me resta entoar, loucamente, a frase da música de Mallu Magalhães, sacar o batom vermelho da bolsa, e ir. Porque para a mulher, decidir usar o batom vermelho, eu acho, é sinal de maturidade. Digo porque quando eu tinha 16, Gwen quando a carreira do No Doubt despontou, tinha 26, e eu acho que foi essa proximidade com os 30 que a fez tomar essa decisão.

Então “nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho, que hoje eu passei batom vermelho, eu tenho tido a alegria como um dom, em cada canto eu vejo um lado bom.”

Beijos!

Vasculhando a própria bolsa

Meninas, admito: tenho manias. Várias delas.

E certo dia, exercitando uma dessas loucuras que acomete maioria das mulheres, resolvi fazer uma “limpa” na minha bolsa, tirando tudo que a deixa pesada, e otimizando os produtos que pretendo levar para cima e para baixo, no caso de qualquer eventualidade.

Separei apenas o que dizem respeito à beleza e higiene pessoal, e resolvi mostrar para vocês um pedacinho da minha casa(sim, a bolsa é a casa da mulher!), principalmente porque penso que não é legal levar um mundo de produtos enormes dentro da bolsa. É um mal totalmente desnecessário.

Para quem duvida, meus produtinhos inseparáveis:

1- Porta-absorvente: esse eu ganhei de brinde da Sempre Livre, e achei massa para guardar o absorvente, porque o isola de outras coisitas que temos na bolsa e podem prejudicar nossa saúde, como as bactérias presentes no dinheiro;

2- Perfume Sólido da L’Occitane: esse eu falei aqui. Meu novo mimo é pequenino e muito prático, me fez descartar o vaporizador da bolsa;

3- Espelhinho: dispensa comentários. Ganhei junto com a bolsa da mesma marca;

4-  Lenços que absorvem a oleosidade: se vocês me perguntarem qual o nome e marca desse danado, eu respondo na lata, NÃO SEI! Isso porque vem tudo em chinês, rs. Mas o bom é que tem vindo de brinde em qualquer compra no site Cosme-de.com. É super levinho, e contem várias folhinhas fininhas tipo papel seda, que ajudam a absorver a oleosidade. Super válido pra mim, que vendo o óleo da minha pele pra o carrinho de pastel da esquina perto de casa;

5- Pó compacto da linha Intense, d’o Boticário: Outro grande auxiliar das peles oleosas. Pelo menos ajuda a minimizar ao longo do dia, quando a gente não tem onde lavar o rosto, e nem quer sair toda brilhando por aí feito o vampiro Edward. A cobertura é muito boa, e é super levinho pra levar na bolsa;

6- Batons: Levo dois, porque sou aloka dos batons. Na verdade gosto do nude(Circe, da NYX), e gosto de um de cor(Yves Saint Laurent), para dar uma variada no visual de vez em quando;

7- Spray bucal: nem precisa dizer mais nada, né? Bom sempre ter à mão;

8- Lenços removedores de maquiagem, Oceane: Bem, acho que nem todo mundo anda com demaquilante na bolsa né? Eu, como de vez em quando o rímel decide brigar com minha lente de contato, resolvo a parada usando um lencinho desses. Tiro o rímel fora, e volto a ser uma moça a ver o mundo mais nítido;

9- Rosebud Salve Balm: digo balm, porque uso como balm. Mas ele serve para cutículas, cotovelos, e qualquer área ressecada do corpo. Trabalho no ar condicionado central o dia inteiro, aí já viu, balm direto! Essencial;

10- Por fim, o blush em creme da Natura: antigamente, costumava andar com meu blush Clinique, que já vem com aplicador. Mas ele é metálico, um pouco pesado, e me mata de vergonha quando passo em detector de metais no banco, fazendo parecer que tô levando uma ponto 40 na bolsa. O blush em creme é pequenininho, e serve para dar aquele ar de saúde express ao longo do dia.

E assim termina minha série de produtos que levo na bolsa. Sou sincera em dizer que substituo muito os produtos, ora acrescentando, e aumentando o peso da bolsa, ora diminuindo o excesso de produtinhos, mas esses têm ficado por um bom tempo lá, sem a necessidade de serem trocados. Parece que achei a combinação perfeita para não pesar na bolsa.

Lembro também que como passo o dia todo no trabalho, e lá tem um banheiro com espelho de corpo inteiro e de parede inteira, tenho um kit salvação lá, com maquiagem e mais estojinho com escova, pasta de dente e etc…perfeito!

Sim! Esqueci de falar que gosto de levar sempre comigo os lencinhos umedecidos, aqueles de bebê, sabem?

Mas agora quero saber de vocês: que costumam levar como essencial na bolsa? Acham que devo colocar mais algo, ou é suficiente o que levo? Comentários abertíssimos!

Carnatal Essentials!

Eita que nossa cidade do sol já tá começando a ferver!

Para minhas leitoras que não são do nordeste, aviso logo que estamos em tempos de Carnatal, carnaval fora de época da minha cidade; hoje mesmo, andando pelas proximidades do corredor da folia, já deu pra sentir a agitação, e até quem nunca foi à festa (presente!) fica contagiado e sai entoando músiquinhas axezeiras por aí(no meu caso Luís Caldas, o divo, e Banda Reflexu’s). Luxo!

Como hoje à tarde já dei minha devaneada básica no programa da Ju Cavalcante, o Band Mulher, ensinando a reformar os abadás sem precisar de costureira, é hora de falar de make, de como ficar gatannn nos dias de folia!

E vamos com muita calma, que tenho algumas informaçõezinhas para fornecer às foliãs.

So, here we go!

Quando se fala em make para o carnatal se fala no exagero, mas um exagero moderado, pra não ficar com cara de cantora do esterco Teatro Mágico. Então, dos itens que vou mostrar, peço encarecidamente prazamigue que escolham apenas um. Ou seja: se vão ousar nos olhos, dando uma delineadazinha de sombra neon, deixem o resto do make leve; se o eleito for boca, não exagere nos olhos, pois não é todo o rosto que deve ser sinalizado, apenas partes pontuais.

Primeiro, os olhos:

Não me venham com essa que não encontram sombras legais em Natal. Em Natal é possível, e mais, é baratinho comprar uma sombrinha pra dar aquela levantada no visual. Trouxe pra vocês duas novidades: linha nova do Duda(fácil de encontrar na Miami Imports), e linha nova da Koloss. Essa última eu comprei, por dérreal, a amarela, e posso dizer com propriedade que é luxo, super fechação! Logo, não tem desculpa para as guéls que querem turbinar os olhos no Carnatal!

Já para a txurminha do bocão, trouxe alternativas menos ousadas, muito embora o gloss da Koloss pretenda dizer o contrário. Mas é que é só aparência, ele não fica dessa cor na boca. Porém, para as adeptas da linhagem rosa-snob-gaga-pink noveau a vult tem várias cores inspiradas nestes best-sellers da MAC. E o Boticário tem na linha nova até batom laranja. Vale se jogar com força nas compritchas de maquiagem!

No quesito unhas, este pode ser conjugado com um dos dois grupos acima. Isto porque é Carnatal, e não há época mais propícia para botar pra fora os esmaltes mais ousados que estão por aí no mercado em tempos de solzão escaldante.

Selecionei duas marcas que me seduziram recentemente, e que prometem tanto bombar no corredor da folia, quanto o verão inteiro, quiçá o ano todo!

Alguns desses esmaltes são facilmente encontrados na loja Plena Beleza da Bernardo Vieira, e a precinhos bem camaradas, menos de três reais. Vale o investimento para chamar atenção na festinha!

Então é isso queridetes, espero que tenham gostado desse post exclusivo para vocês que vão curtir suas bandas prediletas, e pular horrores! Aproveitem a folia, com moderação, e se segurem na make, lindas, leves, e soltas!

Amostrinhas: Batons Lime Crime

Oissssssssssss, meninas!

Voltei, depois do estado de choque em que fiquei devido ao show do Cranberries, em Recife, que foi magnífico…é muito bom curtir a banda que marcou a adolescência da gente, neam?

Então, vamos ao que realmente interessa no momento, que são os batons da Lime Crime.

Faz um tempinho que eu adquiri três mimos na Lime Crime, acho que na mesma época em que fiz um post sobre batom roxo, lilás, uórever.

Só que a sagrada instituição amiga/inimiga das blogueiras – Correios – fizeram o favor de dar um sumiço na caixinha azul da Lime. Sentei, esperei, desejei(Jack Johnson feelings) e nada da danada chegar aqui em casa.

Daí, eu mando um e-mail todo hermoso para a queridíssima representante da LC no Brasil, e eis que ela me reenvia os pedidos feitos, que chegaram thanks God faz umas duas semanas!

Meus mimos? Esses aí:

Pausa para o momento de felicidade…:) :) :)

Aviso que logo quando a gente entra no site da Lime Crime, a gente surta…fica querendo quase tudo de lá!

Digo de coração que foi realmente um dilema escolher os batons que mais gostei. Fiz o carrinho por uns 4 dias seguidos, até que um belo dia meu coração bateu mais forte pelo roxinho e pelo lilás. Depois de separá-los, arrematei um rosinha, pra não perder meu costume(compulsiva nadinha a menina, rsrsrsrs).

Porém, o importante foi que fiquei satisfeitíssima. Foram dinheirinhos bem gastos(16 doletas cada), explicarei o porquê.

As amostrinhas dos batons foram postadas exatamente na ordem vista lá em cima: primeiro o airborn, segundo o countessa, e por último o D’Lilac.

Como pode ser percebido, todos são cremosos, mas não ficam molhados na boca não, nada disso! Os lábios ficam hidratados, e coloridos, claro!

Dos três, o que eu tava mais ansiosa pra testar era o D’Lilac, e ele não me decepcionou! Lembra o snob, só que com o fundo azulado mais forte. Definitivamente, é o batom que vai ficar dentro da minha bolsa pra usar direto, pode ter certeza!

Quando comprei o roxinho fiquei com um medo da mulesta de ficar com cara de defunta/rodarte/estaçãopassada, mas que nada, ficou bem fofo, e como vocês podem ver na foto ele é poucos tons acima do lilás, super usável.

Já o Countessa Fluorescent me seduziu porque vi um tutorial da Julia Petit usando o danado, e nem pensei duas vezes, adquiri e amei! Rosa choque total! Fica tão massa com delineador gatinho e nada mais, sabem? Só avisando que ele é bem pink noveau(MAC) feelings: acabamento satin, mas um tonzinho mais aberto que o exemplar da MAC.

E onde encontrar essas belezuras, de embalagem linda, diga-se de passagem? No próprio site da Lime Crime, onde também tem outras cores-tendência, como o laranjinha(cosmopop) que tô doida pra adquirir. O Frete? Baratinho, 10 dólares. Dá pra juntar com as amigas e encomendar vários!

Então é isso meninas, fica a dica dos batons da Lime, principalmente pelas cores diferentes e pela qualidade concorrente da MAC que eles têm. Já virei fã!

Laranja sim, why not?

Primavera/verão chegando e uma das palavras de ordem me parece ser ousadia…usadia nas unhas, nas roupas, nos acessórios, nos cabelos, e nos lábios também.

Já falei sobre make azul, já fiz tutorial de make amarelo e agora quem aparece? O laranja!

Pois é meninas, e faz uns meses que tô nessa vibe, de querer pintar os lábios de laranja. Dei a louca e comprei dois batons beeem laranja, e já tinha, por sorte, um laranja YSL, mas que é bem leve na verdade, por isso o impulso consumista de comprar outros dois:

Como vocês podem ver nas fotos o de Duda é muito parecido com o do Marcelo Beauty, mas tem uma diferença:  o laranja de Duda traz um efeito meio fosco, e o Marcelo Beauty tem um efeito um pouco lustre, pero no mucho. E por gostar mais do efeito fosco, já usei horrores meu laranjinha do meio! #aloka

E são várias as nuances de laranja, do mais clarinho, quase corretivo, ao berrante:

Mas, como usar o batom cheguei? Para o dia-a-dia o ideal é usar o batom com uma sombra discreta, lápis branco na linha d’água dos olhos, rímel, blush apenas para dar um ar de saúde e pronto, tá feito!

Para aquelas que querem ousar, eu aconselho pesar só um pouco mais nos olhos, mas nada agravante…acho drag demais fazer make tudo(olhão e bocão); serve pra editoriais, no mundo sincero e real, não!

Então, meninas, me digam: vão se jogar no batom laranja ou preferem deixar o tom apenas para roupitchas e acessórios? Comentem tá?

Páginas12