Lace up flats: tô querendo!

ablaceup

Eu sou uma baixinha bem resolvida, fato. Apesar do meu “metroemeio” amo flats, de todos os tipos: sapatilhas, rasteiras, slippers…a vida vai pedindo que a gente se adapte; afinal, na correria que vivo impossível passar o dia inteiro de salto alto, ia acabar torcendo meu pé, ou lascando o joelho mais cedo ou mais tarde. Salto é elegante, deixa a gente baphônica, mas não dá pra usar direto, não dá mesmo.

E, dando uns rolés pelo Insta notei que um tipo específico de flats vem fazendo a cabeça das meninas ao redor do mundo: o modelo lace up, trançadinho no peito do pé. Acreditem, tá uma febre lá fora, a cada duas fotos de blogueiras gringas que via, pelo menos uma tava com essas flats. Aí nasceu a vontade de ter uma bichinha dessas, principalmente pela versatilidade porque, olha, dá pra usar com tudo, uma maravilha pra minha vida!

As lace ups vão bem com jeans boyfriend (que amo), skinny (amodoro), vestidos, bermudinhas, sainhas…um par desses amplia o leque de coordenações de uma maneira tal, que tranqüilamente eu passaria a semana toda com os mesmos sapatos mudando apenas as peças de roupas, e os acessórios, e garanto: o resultado sempre seria de bons looks.

Pra vocês confirmarem o que tô dizendo, separei alguns modelos de lace ups e looks de street style, que vão dar aquela vontade de passar amanhã na loja de sapato pra adquirir um par pra chamar de seu:

boardlaceup

Fotos: reprodução

Sobre onde encontrar a sapatilha trançada, confesso a vocês que os modelos que mais gostei foram lançados há uns dois dias, na coleção de primavera/verão da Arezzo. Tô por fora de valores, porque só vi imagens pelo snap…só me resta rezar pra não custar um rim, ou outras lojas legais, e mais em conta, lançarem seus exemplares, como a Sonho dos Pés, ou Via Mia.

Por enquanto é pesquisar, e aguardar pra fazer uma compra com bom custo-benefício.

Beijos!

Um look e uma peça polêmica: Pantalona Cropped, ou Pantacourt (ou culottes)

Hoje o look é pra trabalho e traz uma peça polêmica, a tal a pantalona cropped, ou pantacourt, ou ainda culottes. Já falei aqui no blog sobre essa peça (clica AQUI pra reler) e como ela tá bombando no hemisfério norte; por aqui, ela vem chegando lentamente, mas confesso, não é uma peça que faça muito o estilo das brasileiras. Meninas, vão por mim, ela dá uma falsa sensação que é difícil de coordenar. Digo falsa porque quando você prova a primeira pantalona cropped, acaba achando infinitas possibilidades para looks, e aí, você não quer tirar mais do corpo. Foi o meu caso, usei essa semana uma vez, e já é a terceira vez que visto, tipo, já quero uma de uma cor neutra pra se juntar a essa estampada!

Como eu disse acima, a composição com a pantacourt foi pra trabalhar, mas já quero usá-la com bodies, e tops mais curtinhos, acho que fica super fofo, um estilo bem diferente do look de hoje, que tinha que ser um pouco mais sério:

Pc3

PC01

Pc2

Fotos: Jeff Braga

Pra combinar com minha pantalona cropped (que, diga-se de passagem, era uma pantalona que pedi pra titia cortar o comprimento), usei uma camisa que Tia Alice fez pra mim com um corte bem diferente. Eu amo essa camisa porque ela tem essa faixa, que marca a cintura, e não deixa meu corpo tão sem forma, já que a calça é soltinha.

Um bom macete pra alongar a silhueta com a pantacourt é optar por sapatos que sejam da cor da calça (ou, no caso da estampada, de cor predominante da calça), calçados nude, ou que deixem o peito to pé à mostra. O efeito é magnífico, a gente ganha alguns centímetros só nesse truque.

Outra dica boa, e direcionada agora pras meninas que até encarariam, mas tão com medo de usar e não ficar legal, é optar por uma peça na cor preta, ou marinho, por exemplo. Com o outono começando, já tenho visto algumas em couro preto, talvez algumas lojas fast fashion já estejam começando a expôr nas vitrines, bom ir lá dar uma provada e ver se vocês se sentem bem com ela.

Ah, antes que eu me esqueça, a calça também foi feita por Tia Alice, e ela tá confeccionando em todo tipo de tecido e nas cores que as clientes desejarem, qualquer coisa manda e-mail ([email protected]) que eu ou ela responderemos, tá?

E, pra finalizar, como o look é polêmico, queria saber de vocês: pantalona cropped, sim ou não?

Da quarta: vestidinho preto

Buenas!

Hoje é dia de vestidinho preto, bebê! Não o vestidinho clichê, justinho, alcinha, mas um vestido de manguinha(muito fofa aliás), e a saia evasê e armadinha. Esse tipo de peça é daquelas que cativa nosso coração desde a primeira vestida, me lembro muito bem que tenho um corte de tecido guardado pra fazer um bem parecido, mas tô meio preterida na fila das encomendas de titia, o jeito é sentar, esperar e desejar :)

Mas, vocês podem encomendar até próxima quarta lembrando que, pelo blog, só vão ser 6 peças, pra não carnavalizar a bagaça.

Se ligaram que tem um detalhezinho nas costas mara, né?

Chega de muito papo e vamos aos créditos:

Vestidinho preto – Tia Alice, R$ 95,00. Encomendas somente no e-mail [email protected] até a próxima quarta

Pulseiras – Forever 21 e feitas por mim

Colar – Forever 21

Sandália – Vizzano

Bolsa – Arezzo

Sapatos – Casa com Sapato

Quem curtiu bate \o e corre pra mandar o e-mail reservando!

Arezzo atendeu às nossas preces…em parte.

Hoje a movimentação foi grande no twitter e instagram: a Arezzo quase mata do coração as loucas por sneakers mostrando essa ilustra:

E pra boa entendedora, só isso bastou pra gente enlouquecer e desejar correr até à loja mais próxima para adquirir um par de tênis leeeeeeendo de viver. Só que os sneakers, do jeito que aconteceu com a Schutz, são edição limitada, e além disso sua venda só está acontecendo em duas lojas, uma no RJ e outra em SP. Pô, Arezzo, matou a gente com a faca da cozinha, né? Suas consumidoras Brasil afora estão um pouquinho mais triste hoje, porque não podem trazer pra casa essas belezuras abaixo que, aliás, estão num preço até razoável, R$229,00:

Super queria esse segundo. O jeito é ver se a Arezzo vai soltar a coleção para o país inteiro. Aguardemos e torçamos.

ATUALIZAÇÃO!!! Os sneakers já estão sendo vendidos nas lojas Arezzo de todo o Brasil, galera! Agora tem uma bronca: lista de espera. Então corre lá pra garantir o seu, porque deve ser uma coleção bem limitada.

Da quarta: Saia com estampa étnica

Pronto, tá aí a tão esperada saia Tia Alice. Houve movimentação grande pelo Instagram, e agora disponibilizo pra pedidos essa peça, lembrando que são poucas unidades, e os pedidos só vão até terça-feira próxima:

Ai como tô amando minha sainha…só botar uma camiseta e pronto! Peça estampada é bom por isso, né, joga outra de uma cor só, e tá salvo o dia da gente!

Vamos aos créditos:

Camiseta – Tia Alice, customizada por mim

Saia étnica - Tia Alice, R$ 45,00, pedidos só pelo e-mail [email protected]

Colar – Forever 21

Pulseiras – Forever 21, feitas por mim, e Farm

Sandálias – Santa Lolla

Bolsa que aqui virou clutch – Arezzo

E na próxima semana, vocês vão babar! Só digo uma coisa: tem a ver com floral de  fundo escuro.

O que aprendi com o “recessionismo”

E finalmente vamos ao balanço do que aconteceu nestes últimos meses me esforçando,  e deixando por várias vezes(perdi as contas) peças na boca do caixa sem voltar com nadica de nada pra casa, tudo em nome do recessionismo.

É difícil, gente, muito difícil…e adianto pra vocês que tive momentos bem fortes, em que o impulso não pôde ser controlado simplesmente pelo fato de que oportunidades e peças-desejo apareceram na minha frente, e sou sincera, não segurei e trouxe pra casa, mais precisamente no terceiro, e neste último mês da campanha.

Porém, lições valiosas foram apreendidas, assimiladas por mim : ante toda essa atmosfera de consumismo, criei um certo asco de comprar roupas. Absorvi a ideia de que vê-la tomando forma, além de ser vantajoso financeiramente, também é importante para a busca de um estilo, de uma identidade própria, da mesma forma que buscando no seu guarda-roupas formas diferentes de se usar uma peça que tava lá, encostadinha, tem o mesmo fim.

Me virei demais com peças que fiz, e peças que titia fez pra mim, adorei os presentinhos que me deram ao longo dessa jornada(pouquíssimos, mas valeram), e amei mais ainda ter um pouco de cérebro na hora de consumir, parar pra pensar, poder me indagar se realmente preciso daquilo, ou quantas vezes poderia utilizar se levasse pra casa. Funcionou demais, e me sinto preparada pra esse mundão que Adam Smith trilhou pra mim: comprar roupas, só de caso pensado.

Mas vamos ao que interessa, se comprei algo, que mostre aqui.

No terceiro mês do recessionismo passei uns dias no RJ, e como de praxe, fui à Ipanema conferir aquela maravilha que é a liquidação da Visconde de Pirajá e imediações,(lá que tem aquela FARM gigante, liiinda!) não deu pra segurar, e tudo começou com a minha saia dos sonhos da Dress To, de uma renda imitando crochê(detalhe, essa saia sequer saiu do RJ, esgotou por lá mesmo, e em poucos dias. A minha mesmo era tamanho M, peça única, que titia diminuiu pra mim):

Depois desse roteiro tentador que as meninas me sugeriram, também dei uma pisada na loja Oh ! Boy ! e comprei essas duas peças, em liquidação (acho que 60%), mas que achei um ótimo custo-benefício :

Por fim, a Via Mia, e seus sapatos mara. Trouxe as pumps desse post aqui também.

Total do rombo: Aproximadamente R$ 330,00.

Pulemos agora para outubro, onde a bruxa do consumismo me tomou. Dois pares da Arezzo(um deles é aquele que chega e se esgota num piscar de olhos, não consegui esperar mesmo, senão corria o risco de ficar sem), e 3 peças na loja Emmy(coisas de Kelly, do blog Bem te vi, que divulgou a loja, com preços super dignos, e peças pra lá de lindas) :

Total do rombo : aproximadamente R$ 400,00.

Diluindo esse total ao longo dos seis meses, seria como se eu gastasse R$ 121,00(cento e vinte e um reais) por mês, menos de 5% do que minhas forças financeiras podem suportar.

E é isso que eu tinha a dizer, gostei bastante da experiência, muito embora não a tenha cumprido à risca, eu admito, mas extraí coisas bem positivas dela, que pretendo levar por toda a vida, e já começando por esse mês de novembro, segurando o cartão de crédito, e cortando comprinhas do mês. É barra, mas vou levando…

Páginas123