Pra ficar de olho: broches

 

 

 

broochtren

Não tem coisa mais legal na moda que a modernização do vintage, e hoje o post é sobre um acessório que vem sendo repaginado pelo street style: o broche.

Na verdade na verdade, o broche sempre teve um lugar cativo no meu coração, pois meu ícone de estilo, minha tia, SEMPRE usou essa peça, de modo que aqui em casa temos muitos exemplares deste acessório maravilhoso, que tira qualquer look da mesmice. Então, pra mim, broche é atemporal.

Mas, no universo das tendências, me parece que só recentemente o broche retornou com força total, aparecendo nas passarelas (Lanvin, Prada, e Balenciaga são exemplos) e nos blogs de estilo, geralmente de um jeito bem estiloso: enchendo as lapelas de blazers e golas de jaquetas, como mostro abaixo:

IMG-6257

Contudo, esse não é o único jeito de usar o broche, e a gente não pode se limitar tanto quando o assunto é dar nosso toque pessoal às nossas montações, né? Eu, por exemplo, adoro colocar grampos nos broches, e usar como acessório de cabelo, incrementando um coque, ou um rabo de cavalo; gosto de colocar no lenço e jogar no pescoço, ou mesmo pegar esse mesmo lenço e botar no braço, e aí temos um bracelete bem hi-lo, meio grunge, meio chique; também curto colocar uma corrente ligando dois broches iguais, fixando cada um numa gola de uma camisa básica, e aí temos uma espécie de colar…gente, muitas maneiras, muitas maneiras, só deixar a criatividade aflorar!

E aí, cês encaram essa incrementada no look com brochinhos ou pulam? Como já disse, eu tô com os dois pés dentro, amooooo broches, dão muita personalidade a um look.

 

 

Quando os brincos fazem a diferença no look

Quem cursou – ou cursa – Direito, sabe de uma máxima em Direito Civil que diz que o acessório segue o principal. Isso significa dizer que o acessório tem uma relação de dependência com o bem principal. Ora, o próprio nome acessório já diz tudo, e o dicionário é bem claro quando define o termo da seguinte forma: que é menos importante, secundário; coisa secundária.

Mas, na moda, será que é a mesma coisa? Acessório realmente é algo secundário, menos importante? Eu diria que não. Os acessórios, na minha opinião, têm ocupado uma posição de destaque em um look; hoje em dia, looks inteiros são elaborados tendo acessórios como ponto de partida, por isso o boom dos chamados “statement necklaces”, “statement bracelets”, “arm swags”, e por aí vai…quando se fala em estilo, acessório é acessório só no nome.

E o post de hoje fala justamente de um acessório que instantaneamente deixa a gente com outra cara: o brinco.

Diariamente eu exercito meu estilo, e um desses exercícios, é vestir um look básico e dar uma cara nova, ou uma identidade a ele só com acessórios. E devo confessar: o look é outro quando a gente põe pulseiras diversas, e um par de brincos legal. Os brincos,  quando a gente faz a escolha certa, iluminam o rosto, realçam a maquiagem, deixam o visual bem harmônico. A diferença é incrível, imediata.

Só pra gente começar a treinar a partir desse post, selecionei algumas imagens de “gatas celebs” com brincos bem legais, dos mais variados estilos, do clássico de pérolas ao ear cuff. Tentem imaginá-las sem eles. O look ficou sem graça? A make ficou borocoxô? Ficou, né?

20140723-072027-26427518.jpg

De todas, a mais marcante, pra mim, foi a Emma “eterna Hermione” Watson, e em segundo lugar a Taylor Swift, que realçou o look off white com uns brincos azul turquesa. O visual dessas duas ia ficar muito marromeno sem os brincos.

E aí, que tal tentar em casa agora? Façam testes, se divirtam, e me contem o que acharam, se não tenho razão quando digo que os brincos podem sim ser ponto de partida de um look?

Porque quando se fala em estilo, o acessório nem sempre segue o principal.

Os maxi-mega-blaster colares da @dylanlex

Ab_dylanlex

Certo dia, acessando meu blog de DIY preferido(A pair and a spare), me deparei com a menção a um perfil de Instagram que mostrava colares incríveis, enormes, statement mesmo; era o perfil da Drew, uma garota comum, mas que desenvolve esse trabalho barra que é produzir maxi colares pomposos, que me lembram coisas do Egito antigo. Não me satisfiz só com o perfil do Insta, e corri pra ver o blog dela, o Me and Lex e BRÁ! Festa de tudo: braceletes, anéis, colares, ela gosta mesmo é de quantidade, sai colocando tudo junto e misturado, e o resultado é o melhor possível, e vocês conferem abaixo:

dylanlex1

Como se pode perceber, não é tão difícil assim fazer um maxi parecido pra gente, o problema é achar peças que se encaixem legal, pra fazer a junção. Eu já tô fazendo meu acervo, e assim que tiver uns 8, 9 colares que ornem entre si, prepararei um vídeo bacana ensinado a ter seu @dylanlex sem gastar fortunas. Segurem as pontas que qualquer dia desses chego com a novidade, prometo que tentarei subir antes do verão!

Por enquanto, vamos nos inspirando com esses modelos, e lembrando que, como são colares statement, o resto do look tem que ser mais contido. Podem ver que as meninas do blog usam com camisetas + jeans, peças monocromáticas, cores neutras. O segredo pra não ficar exagerado é justamente esse.

dylanlex2

Pra Drew, colar pouco é bobagem!! Difícil é agüentar a dor no pescoço do dia seguinte ao uso!

assinatura2

Pendura aê!

Acessório já é, por si só, um multiplicador de guarda-roupas. E eu adoro falar sobre acessório pra vocês, porque, se por um lado a gente não nada em dinheiro pra comprar roupa o tempo todo, por outro, de vez em quando, pode se dar ao luxo de comprar um colarzinho, um anelzinho, um lenço, todos baratinhos, até em loja de R$1,99 tem. Um detalhe desses é acessível, é notável, e pode mudar tudo num visual.

Pois bem. Eis que os blogs de streetstyle e as celebs recentemente elegeram o colarzinho único, compridinho, como acessório da vez para complementar seus looks, e a gente, ah, a gente adorou!

Para as meninas mais discretas, que não curtem aquela enxurrada de pulseiras, ou de maxicolares, os “pendant necklaces”(como são chamados lá fora) vêm bem a calhar, já que, apesar da discrição, aparecem – e como aparecem – tanto nos looks mais urbanos e casuais, quanto nos mais elaborados. Tem gente usando até nos red carpets da vida…

E não tem muita regra sobre eles não, sendo compridinho já vale, não interessando o pingente, que segue o estilo pessoal de cada uma: a sexy girl pode usar um crucifixo, a romântica, um coração, a “brecholenta”, um pingente vintage, e por aí vai…

Eu, como não sou besta nem nada, corri até meus cabidinhos de colares, e separei alguns pra mostrar, alguns são da Forever 21, outros da Sdesign, e outros de lojinha de R$1,99 do centro da cidade:

Esse de telefoninho(quinto colar, da esquerda pra direita) é minha nova paixão, até recentemente tirei umas fotos com ele, querem ver?

Fotos: Jefferson Braga

Apesar de discretinhos, fazem a diferença no visual. Já aderi.

A cor do look e os acessórios

Uma coisa que aprendi com essa vida de compras regradas, de começar do zero e ir comprando aos poucos de maneira controlada (quebrei um jejum de 3 meses com a saia dos meus sonhos, de crochê e longa, quando tiver ajustada mostro pra vocês), é que os acessórios são verdadeiros multiplicadores de nossos guarda-roupas. Com eles, podemos ir de um ponto de estilo a outro bem extremo oposto em questão de segundos, bastando para tanto a troca de um colar, uma pulseira, etc..

E esse assunto é inesgotável; poderia fazer um post quilométrico, e inclusive passar meses falando sobre isso com vocês.

Porém, escolhi ir dosando, pra gente ir exercitando aos pouquinhos essas dicas, que relembro, não devem ser tomadas como verdades absolutas. Se tratam apenas de sugestões, que aliadas ao bom senso de vocês, queridas leitoras, farão milagres!

Vamos fazer assim: a cada diquinha vou postar exemplos práticos, e gostaria muito que nos comentários cada uma me dissesse se o acessório fez diferença, ou não, combinado?

A regra geral: acessório bacana é aquele que se contrapõe ao estilo do look, que se torna um elemento surpresa. Tem coisa mais chata que look monótono? Que não traz algo de surpreendente? Como já disse, hi-lo é tudo, e é o que a gente vai constatar a seguir.

Roupa preta? Vai bem com qualquer acessório, fica a cargo da dona do look, que agrega seu estilo pessoal à produção.

Se a opção feita foi por peças em tons neutros, os acessórios podem ser coloridos, em tons fortes. Um sapato com cor já é capaz de dar uma super levantada no look! Aproveite a temporada do color blocking para comprar um acessório bacana. As peças coloridas podem até encostar no fundo do armário, mas bons acessórios são pra vida toda.

Tá doidinha pra usar um look azulão com amarelo, vermelho com laranjão? Pelo menos um dos acessórios deve ser neutro, dá uma acalmada no look.


Outra coisa bacana é escolher uma das cores que faça parte da montação, e repetir a dose no acessório. Exemplo? Em um vestido estampado, são várias as cores que o integram. Apenas escolha uma delas e jogue numa pulseira, num sapato, numa bolsa…

Para alongar a silhueta, escolher a bolsa da cor da parte de cima do look é uma dica quente. Eu, que sou  baixinha, adorei essa!

Experimente mesclar texturas, uma espécie de hi-lo de acessórios: os de píton ficam bem com os de couro liso; os de camurça, lindos com os de cetim; palha casa super bem com couro; a lona mescla total com o couro

Tá doida pra sair por aí com look off-white, nude, ou Yvory? Pra dar uma reforçada na elegância, opte por acessórios em tons terrosos;

Dá pra usar acessório com brilho de dia? Vejam com seus próprios olhos e me digam se não fica massa!

Por hoje vou ficando por aqui, mas quem quiser repeteco de posts sobre acessórios(tenho bastante material), levanta o bracinho nos comentários( \o/) que eu faço mais alguns!

Para se maquiar em casa, parte 2: Os “ajudantes” do make!

Nessa segunda parte, vou mostrar pra vocês alguns itens que nos auxiliarão a fazer um make digno de profissa, só que em casa! À primeira vista, eles podem parecer dispensáveis, mas vocês, quando começarem a praticar mesmo, verão que são super necessários.

Vamos a eles?

CURVEX: Não, não é um instrumento de tortura do tempo da inquisição, e ele não vai cortar seus cílios, isso se você usar direitinho. O curvex se parece com uma tesoura, mas sua função é justamente moldar os cílios, deixando bem “curvos”. Pras iniciantes, aconselho usar um curvex baratinho, e testar: moldem os cílios de um lado com eles, e depois passem boas camadas de rímel. Agora veja o outro lado, sem rímel e curvex…como ficaram os olhos? O aparelhinho fez diferença? Pois se apressem e comprem um!

ESPONJA: Serve para passar o pó, base, ou até deixar um aspecto mais natural na pele. Para dar esse efeito leve, umedeça a esponja, tire o excesso de água, e dê leves batidinhas, ou delicada espalhada na pele. As esponjas mais legais são aqueles em formato de queijo, ou de ovo, porque dão uma boa espalhada, e não deixam placas na pele.

COTONETES: Fez um make preto e borrou o olho? Escorregou no delineador? Para evitar a retirada total do make, molhe um cotonete no demaquilante e corrija. Simples assim. A galera que fabrica os cotonetes sabe tanto que a gente usa pra isso, que até já criou cotonete com uma pontinha mais fina, para tirar o borrão somente daquela área definida. Bom, né?

ALGODÃO: Serve para preparar a pele (sim, ela precisa de limpeza e tonificante antes do make, e passar com o algodão é o mais indicado), e tirar o make.

DEMAQUILANTE: Para remover a maquiagem, e dormir com a pele respirando, limpinha, limpinha.

Alguns demaquilantes que recomendo: Vult, Olay, La Roche(Toleriane), e o bom e velho duo higiapele/xampu Johnson.

APONTADOR: Super ajuda quando o lápis quebra. Os apontadores mais legais são aqueles duplos, para apontar lápis normal e lápis “jumbo”. Tenho um da Avon há tempos e nunca nem cegou, muito bom mesmo!

ESPELHO: Essencial. Pra quem não tem espelhão pra fazer make, aqueles redondinhos, com grau, atendem super bem! Eu tenho o meu, porque sou cegueta, e preciso fazer o olho beeem de perto, senão fica um make desfocado.

E é isso, prezadas leitoras, basicamente é disso que a gente precisa pra se aventurar no mundo do make do-it-yourself. Aguardo vocês nos próximos capítulos.

Páginas12