Do dia: na vibe do Coachella

Começa o segundo fim de semana do Coachella, uma espécie de Woodstock da nossa época e que rende muitos looks maravilhosos com uma pegada bem boho, de encher os olhos de verdade.

Sempre que posso eu posto os melhores looks por aqui, e certamente deverei fazer um post ao fim do festival, mas por hoje eu quis me vestir como se para o Coachella eu fosse, com um look fresquinho, vibrante, e simples. Usei um shortinho jeans de cós alto que já foi calça, uma blusinha cropped, e um maxicardigan, o queridinho do outono/inverno (para os Estados mais frios em tecidos mais pesadinhos e quentes, e pra galera que não tem outono/inverno rigoroso, em malhas mais leves), e certamente da nossa primavera/verão 2016. Prestem muita atenção a ele, porque tanto ele, como os maxivestidos usados abertos prometem virar clássicos das meninas que amam um estilo mais boho. Tô com uma renda linda pra fazer um maxivestido e assim que ficar pronto posto um look pra vocês terem noção de como fica linda uma composição com ele.

Ah, antes que me esqueça o cabelo foi inspirado no updo que Kate Bosworth fez pro festival semana passada. Pirei nele, achei o máximo!

chlla

 

boho2

hairdetail

Ainda aprendo a fazer essa trança pra fora da Kate, que fica dividindo o cabelo. Até agora só acerto raiz, mas valeu a inspiração!

katebos

Fotos: Jefferson Braga

Cropped – Renner

Shorts – Riachuelo

Bolsa – Santa Lolla

Pulseirinhas – eu que fiz

Sandálias – Schutz

Maxicardigan – Tia Alice (encomendas [email protected])

Óculos – Forever 21

 

Swag Hair, o forte candidato ao corte de cabelo de 2015
Em: Beleza

A gente sabe que o LOB (Long Bob) – com sua variante,  o WOB (wavy long bob) – foi “o corte de cabelo” de 2014. E promete continuar em 2015, só que repaginado, sob a alcunha de “Swag Hair”.

O Swag Hair foi assim denominado pela cabeleireira Sunnie Brook (responsável pelas madeixas de Dianna Agron, Lana Del Rey, e Chrissy Teigen, dentre outras etc..) por ser um corte que dá um balanço ao cabelo, devido a suas camadas, delicadas, mas que deixam os cabelos com um movimento super digno. Swag, é abreviatura de swing shag, ou de swag for short.

“Mas Rose, qual a diferença entre o swag hair e o LOB?” Bom, uma das variações do swag hair é o LOB, só que com franja! A diferença é que meninas com cabelo mais comprido podem cortar estilo swag, basta deixar o cabelo em camadas, e usar uma franjinha desfiada!

Segundo as palavras de Sunnie, “todos os lob’s e cabelos longos com ondas de praia vão dar uma bela balançada! Eu estou chamando de swag (a swingy shag) – camadas mais longas e franjas desenhadas em tamanhos diferentes de acordo com cada forma de rosto. O segredo é ficar com muita textura e movimento. Pensem em Patti Smith ou Freja Beha Erichsen“.

swaghair2015

E aí, será que pega mesmo? Eu super acho que já vingou, e separei algumas ideias pra vocês irem se encorajando a enfrentar as tesouras. Afinal, o verão já tá indo embora, e as mechas estragadinhas pedem, nesse momento, vitamina T.

Sobre o Oscar 2015: looks e outros acontecimentos…

Vamos falar um pouquinho sobre o Oscar 2015? Tá, eu sei que bilhões de blogs já postaram sobre o assunto, vocês acompanharam a cobertura do red carpet em tempo integral lá no Insta do blog, mas aqui eu queria fazer um post mais completo, porque foram muitas as emoções! A cerimônia da Academia tem, aos poucos, se tornado um excelente palanque para reinvidicações sociais, ou mesmo para nos ensinar algo, o que é muito bom, porque os atores, diretores, etc…têm percebido o papel social que eles desempenham na vida das pessoas, o que é um tapa na cara das subcelebridades que ficam famosas por causa de sextapes…

Antes mesmo de abordar o red carpet, mais interessante a esse blog é mencionar o movimento criado pelas atrizes, o #AskHerMore, em que elas, nos dizeres de Reese Witherspoon(que encabeça o movimento), declaram: “somos mais que os nossos vestidos”. E são. E merecem ser. Se a imprensa está acostumada a fazer perguntas sexistas, baseadas nos questionamentos combinados e superficiais com subcelebridade, já que esta muitas vezes não tem muito a dizer, nem a acrescentar ao mundo, tá bom de parar. Esse levante contra o machismo da mídia e da indústria me representa, porque se aplica a todos os setores de nossas vidas. Sim, tenho me mostrado deveras simpática ao movimento feminista, mas não entenda por isso sair na porta do Congresso com peitinho de fora (sou contra o Femen, considero o movimento mais para conseguir capa de revista e entrar no BBB que um movimento com pauta verdadeira de pleitos em favor da mulher). Falo de empoderamento feminino, tão claramente cantado por Beyonce em suas letras, declarado por Emma Watson em suas aparições públicas, e, no Oscar, mencionado por Patrícia Arquette, naquele que foi um dos melhores momentos da cerimônia:


“Para todas as mulheres que tiveram filhos, para cada uma das cidadãs e pagadoras de impostos desta nação, nós lutamos pelos direitos de todos. É o nosso momento de ter igualdade de direitos de uma vez por todas para as mulheres nos Estados Unidos.”

Se Jared e Lupita me emocionaram no discurso do recebimento da estatueta no Oscar passado, Arquette me fez vibrar, aplaudir de pé. Todas nós éramos Meryl naquele momento, todas nós.

Não sei se alguém notou, mas eu percebi que o red carpet deu uma encurtada, muita gente passando rápido direto pra cerimônia, e poucos looks foram fotografados. Eu até reclamei, mas quando entendi o movimento, achei o máximo. As atrizes simplesmente passaram a se recusar a apenas exibir seu visual, uma vez que, diferentemente dos homens, sempre perguntados por suas carreiras, projetos, etc., às mulheres as perguntas feitas sempre se relacionavam com seus looks, dietas, maquiagens…que bela bosta de imprensa né? Ainda esse ano, na premiação do SAG, várias atrizes se recusaram a mostrar as mãos para “mani-cam”, câmera que mostra o detalhe das mãos das atrizes.

Em outra ocasião, e isso já no ano passado, em um red carpet, Cate Blanchett (vencedora do Oscar de melhor atriz em 2014) interrompeu uma entrevista no tapete vermelho no momento em que um cinegrafista filmava seu corpo para mostrar seu vestido. “Você faz a mesma coisa com os homens?”, perguntou ela ao cinegrafista, ao vivo. Como essas meninas são divas, gente, como são!! Numa época em que se colocar no lugar do outro é demodê, essas atrizes vêm, e mostram que nunca foi tão atual, e duradouro, lutar em benefício de si, e de milhares de mulheres que têm seu direito de ir e vir tolhido pelo machismo encrustado na cultura mundial.

Porém,  o discurso da Arquette não foi o único ponto alto do Oscar: o discurso de Graham Moore também fez a gente vibrar:


“Stay weird. Stay different.”

E a Gaga cantando The Sound Of Music, gente, que coisa mais maravilinda!!!!! Gaga, sempre lacrando tudo com silver tape e durepóxi! Ela vem ganhando ainda mais meu respeito desde sua parceria com Tony Benett, é uma diva autêntica!

Essa premiação, se fosse apresentada novamente por DeGeneres ia ser mega-blaster massa! Merecia uma apresentadora foda, não aquele rapaz xoxinho,,,

Partindo agora pra os looks, porque a gente gosta de ver vestidos mesmo, e, sabendo que as atrizes maravilhosas não se resumem a um look num tapete vermelho, mas comentar não arranca pedaço, nem retira o quão fodásticas elas são profissionalmente, eu fiz uma seleção fatiada pra gente comentar com calma cada grupo.
Preparadas?

Vamos começar com as meninas de azul!

oscarbl

Das quatro, os dois looks que me encataram foram o de Chrissy Teigen e Rita Ora. Viram que o vestido da Chrissy foi palpite do post dos looks do Oscar? É um Zuhair Murad Couture, que gritou de glamouroso porque ela combinou com o penteado e acessórios certos. Rita Ora também tava digna, de Marchesa, um look bem Oscar. Jessica Chastain usou um vestido estilo madrinha, e Gina, a bichinha tava de seda pura, mas não tava legal não, a modelagem tava estranha…

oscarclair

No grupo das meninas de prateados/clarinhos meus preferidos foram o vestido de Lupita, fechando de chave e cadeado com centsmil pérolas nessa Calvin Klein, e a Faith Hill, muito digna, classuda. Gaga foi inovadora, porque vestiu o primeio Alaia em red carpet, mas essas luvas viraram meme instantaneamente. Felicity Jones tava pronta pra um baile de debutante, com direito a vídeo da debutante olhando de lado no espelho e fundo musical de Richard Marx, e Anna Faris, apesar do vestido lindo, que também palpitei, foi com esse cabelo de artista country, não curti, enfeiou o look. Julianne Moore tava bem ok, seu look não tocou meu coração, mas ela é diva até de jeans e camiseta, essa linda!

oscarcolor

Achei muito erro nos looks nas duas últimas da primeira fileira horizontal: Scarjo fazendo o colar brigar com o vestido, e Anna Kendrick de madrinha daquelas americanas, que umas dez se vestem com a mesma roupa. A fia que faz Betty, a Feia, vejam só, tava gatann! Já nos looks da segunda fileira horizontal, só curti o look da Laura Dern, mas amei o cabelo e o make da Naomi Watts, quero pra vida! Na última fileira, Jennifer Hudson impecável nesse vestido amarelo (Romona Keveza), Emma Stone diva de Ellie Saab (mais um chute dos bons meus), e Behati, assim, um lixo de Armani Privé (será que fui muito parcial na opinião desse look da esposa (cusparada no chão) de Levine? rsrsrs) Gente, não posso dar uma opinião honesta sobre Behati, ela tá com nosso ex!

oscarnude

 Viram que o look da Keira também foi palpite certo meu? Um Valentino fofo, ficou linda!!! Já J. Aniston, affe Maria, vestido lindo, e cabelo de qualquer jeito…não é porque ela foi o cabelo mais invejado dos anos 90 que ela tem que passar A VIDA, sem fazer um penteado digno nele…ow fia, faz ao menos um coque, um coque, custava nada…

Zoe Saldana tava perfeita, esse vestido (Atelier Versace) tem uma modelagem linda, tudo no lugar! Gwyneth também tava mara, amei esse vestido, mesmo com essa flor giga no braço. Chloe Moretz, e Kerry estavam apenas OK. Coincidentemente, as duas vestiam Miu Miu.

oscarpb

A turma do preto, e do P&B mostraram a que vieram: tava lindas, só Marion que quando virou me deu sustinho, mas passou, me acostumei com o look. O destaque aqui eu deixo pra Siena e Cate Blanchett, nossa, essa bicha é classuda demais!

oscarred

E as garotas de vermelho? Pra mim, só Sophie Hunter abalou. Solange, ah Solange, apenas rio…e já passo pro meu top três, começando por Jenna, de Zuhair Murad (outro chute!!!):

oscar3

Em segundo lugar, Jamie Chung, com esse vestido impecável! Uma boneca! Tava com bode de tule, mas depois de ver alguns vestidos do Oscar, acho que fizemos as pazes… só um pouco, acho que não agüento mais ver nos casamentos, porque é cada modelo de chorar, imitações cocô de Elies e Zuhairs, que não agüento a pressão não…

oscar2

Em primeiro lugar ela, a lacradora-mor, J.Lo, num Elie Saab de fazer chover forninhos!!!!

oscar1

Esse também foi mais um acerto meu; se a um red carpet fosse, era um modelo assim que gostaria de usar.

E, não achando pouco essa chuva de looks pra vocês se inspirarem, ainda coletei umas imagens do after-party! (Acertei mais outros vestidinhos aí embaixo hein…)

oscarafter

Das meninas aí de cima, acho que só não curti do look de Rita Ora, e da Marion, que usou um Giambattista Valli, tentando fazer a Riri, mas tava mais discreto. As outras tava bem dignas!

Bom, foram muitas as emoções, mas acabo por aqui porque ninguém merece um post tão longo, né? Beijos e me contem que look vocês gostaram mais do Oscar, tô doida pra ver os comentários!!

Minhas apostas de looks para o Oscar 2015

Amanhã é dia de Oscar, bebê!!!! E, como esse blog não veio ao mundo virtual para falar de apostas cinematográficas (muito embora eu tenha meus favoritos para amanhã, vide, Benedict Cumberbatch como ator, e A Teoria de Tudo como melhor filme), vou palpitar os looks que devem aparecer no red carpet, que, aliás, comentarei em tempo real com vocês lá no Insta do blog( devaneiosfashion ) e página do Blog no Face.

Eu sei que deixei de fora algumas grifes já bem conhecidas das celebridades gringas quando se fala em looks para tapete vermelho, como Givenchy, Balmain, Calvin Klein, Carolina Herrera, e Donna Karan Atelier…vai ter gente usando peças dessas marcas, mas é que já falei de algumas delas nos posts da semana de moda de NY, e, pra não ficar repetitivo, resolvi aproveitar o gancho dos modelos lindos que vi na semana Haute Couture para chutar looks do red carpet de uma das premiações mais importantes do cinema. Simbora começar a brincadeira?

- Elie Saab 

Falar de red carpet e não falar de Elie Saab é um erro! A marca é queridinha das celebridades, e no fim do mês passado, na semana de desfiles de Alta Costura, foram tantos exemplares lindos, que ficou difícil chutar um só modelo. Toda premiação sempre tem a turma do nude, a turma do blush, a turma dos tons pastel, e a turma do preto. Tô apostando no primeiro modelo da terceira fileira (blush, de mangas), no preto com fundo nude da segunda fileira, e nos de estampa de borboletas. Me lembrei de Lupita no Globo de Ouro, e acredito que alguém vai de estampado vaporoso, sim. Ah, creio que alguém vá com algum com detalhes de penas, sempre tem!

EllieSaab2015

- Valentino

O desfile Haute Couture de Valentino foi uma coisa assim, tipo, maravilhosa. O conceitual gritou, e vendo cada modelo desfilado, me senti revivendo as linhas narradas por Dante Alighieri, e por Shakespeare. Quem tiver a curiosidade vai lá conferir o desfile todo, porque tava lindo!

Separei nove candidatos a aparecer amanhã no Oscar, com destaque para 3, em especial: o primeiro com as nuvens bordadas, o terceiro da primeira linha, e o azul escuro com estrelas douradas. Eu usaria eles se quisesse aparecer linda no tapete vermelho hahahahaha

Valentino2015

- Zuhair Murad

Também desfilado na semana de Alta Costura, Zuhair é quase unanimidade quando o assunto é celebridade + red carpet. A marca consegue capturar o verdadeiro glamour hollywoodiano, e, sinceramente, acho que eventos com tapete vermelho pedem da celebridades muito glamour, a gente assiste pra ver isso mesmo, reviver a época dos looks magníficos de Marilyn, Grace Kelly…eu aposto nos modelos em azul, nude, e prata, tá tudo lindo, vai ficar ao gosto dos stylists das atrizes mesmo.

ZuhairMurad2015

 

- Versace

A gente sabe que tem as celebs que fazem a linha “the body”: amam uma fenda, um decotão, uma modelagem sereia…para elas a aposta vai ser algum modelo Versace. Se Kate Hudson repetir a dose do look no Globo de Ouro, fazendo a linha periguete, vai ser um Versace que ela vai botar:

 

Versace2015

 

- Giambattista Valli

Vai ter gente fazendo a Ri-Ri sim, usando Giambattista Valli ou pra virar meme, ou pra ser fofa mesmo, que será o caso de quem escolher algum dos três looks da segunda fileira.

Valli2015

 

- Dior

Não achei a coleção Haute Couture Dior tão a cara de red carpet, mas separei alguns candidatos, porque tem sempre o #teamDior por lá…esse bem floral colorido e esse azul tão com uma cara J. Law…

Dior2015

 

- Armani Privé 2015

Da coleção de Armani, separei seis modelos que podem aparecer domingo na cerimônia, confesso que ficaria feliz em ver alguma atriz usando qualquer um dos três da segunda fileira, achei magníficos!

 

ArmaniPrive2015

E, para finalizar, alguns modelos que não foram desfilados na semana de Alta Costura, mas que são também apostas minhas pra o red carpet do Oscar: mostro pra vocês alguns vestidos J. Mendel (relevem o “L” a mais que pus na edição das fotos, tá? Errei rsrs), Zac Posen(pirei no vestido Marsala que Naomi desfilou), Marchesa, e Monique Lhuillier (coleção Pré-Outono, e não a de primavera/verão que falei pra vocês no post da semana de moda de NY):

JMendell2015

DiversosPrefall

Será que vou acertar, hein? E vocês, chutam que modelos de vestido de quais designers pras celebs amanhã?

It’s all about the jeans (’bout the jeans)

alljeansab

Imagem: reprodução

No post de hoje eu vou passar pra vocês o recado dado pelas passarelas gringas: prepara, que lá vem o jeans!

alljeans5

Impressionante, quase todas as grifes lá de fora apresentaram peças em jeans, nas mais variadas lavagens, com peças ora puxando pro minimalismo, ora o barroco gritando no centro. De bermuda a saia longa (lembram de Neyde no VMA com Justino? Clica AQUI pra relembrar!) em jeans, passando por macacões e camisas oversized, o importante era mostrar que ele tá na área, e não vai adiantar a gente fugir, porque uma peça a gente vai desejar. 2015 vai ser o ano do denim, anotem aí.

alljeans6

Conforme fui dando uma olhadela nos desfiles, percebi que o jeans skinny nosso de cada dia meio que ficou no street style; nas passarelas reinou a calça mais larguinha, bem com jeito das baggies dos anos 90; os vestidos, cheirinho de anos 70; o patchwork, da Neyde com Justino, anos 2000. Tava tudo bem eclético, tranqüilo pra gente escolher com que denim vamos sair em 2015. Amei as lavagens mais claras, e as peças com cortes mais clássicos. A midi de lavagem escura, amor total, até porque já tenho uma faz tempo, e acho um charme, tipo, peça que atravessa os anos, e continua in.

Só pra vocês sentirem o drama, depois de mostrar os looks de passarela, separei uns bem vida real, pra gente ver como dá pra adaptar as loucurinhas desfiladas ao nosso corpo, e estilo.

alljeans1

alljeans2

alljeans4

alljeans3

E aí, se animaram em montar um look todo trabalhado no jeans? Já tô separando minhas pecinhas, jeans + jeans = amor!

Resumão NYFW S/S 2015, parte 3

Com um atraso meio giga, simbora correr pra falar mais um pouco sobre os desfiles do NYFW prêt-à-porter, começando pela Sophie Theallet, designer preferida da Michelle Obama, que veio com uma coleção que de cara a gente detecta de onde veio a inspiração: Jamaica. Ora, as estampas tropicais nas peças, a escolha por unir o verde, amarelo, e o vermelho em acessórios, e o reggae tocando na passarela tornam claro que o estilo ultrafeminino da marca tirou umas férias nessa Ilha que nos deu Bob Marley de presente. Amei os vestidos trazendo a cintura marcada, e as estampas escolhidas por Sophie Theallet, usaria tudo de boa!

 

NYFW2015sophietheallet

 

 

Monique Lhuillier: a gente tá cansada de ver celebridades usando os vestidos da Monique no red carpet. Ela, assim como nossa amada Luísa Marillac, esse ano resolveu fazer diferente, dando preferência a uma coleção mais voltada para looks diurnos, com inspiração na Ilha Harbour, nas Bahamas. O resultado de sua viagem facilmente é perceptível na coleção, com peças em tons de lavanda, blush, azul, tudo lembrando as manhãs, as tardes, e o pôr-do-sol no destino paradisíaco. E, ainda que ela tenha dito que o foco eram os looks do tipo “dia”, vi muitos vestidos que certamente aparecerão nos próximos red carpets, talvez hoje mesmo, no Grammy. Aguardemos.

 

nyfw2015moniquelhuiller

 

A coleção apresentada por Erin Fetherston talvez tenha sido uma das mais bonitas e usáveis que vi na passarela. Sua inspiração teve como ponto de partida estamparia botânica sessentinha, buscada lá no acervo de roupas de sua avó. Mas, se por um lado temos uma estamparia vinda do passado, por outro temos o neoprene, tecido moderno, usado na confecção de crop tops, e saias-lápis. Os comprimentos foram os mais variados, mas que curtos e midi imperaram. Amando que o midi veio pra ficar, e não dá nem indicativo de ir embora. Maravilha!!

nyfw2015erin

 

DKNY deu com força no comprimento midi, nas peças oversized, e nas listras. Definitivamente veremos muitos looks mais folgadinhos, vi em vários desfiles, e se liguem, peças com volume têm sido recorrentes. Anotem essas dicas, pra depois não dizerem que não avisei! Mais especificamente falando da coleção apresentada por Donna Karan, seu tema foi claro “New York Nation”. E como cidade que abriga gente de todas as raças, credos, classes sociais, as peças apresentadas têm esse caráter “tudo junto e misturado”: listras dos uniformes de jogadores de rugby, estampas caleidoscópicas, flatforms e tênis pra caminhar pelas ruas sem hora para parar, e vermelho em saias volumosas para exalar feminilidade. DKNY trouxe o streetwear pra moda, mostrando que não só a passarela inspira a rua, mas, ao revés, a rua também inspira a passarela.

nyfw2015dkny

 

 

Desigual: A Desigual, nem adianta negar, com essas coroas de flores na cabeça das modelos, já torna evidente a inspiração da marca: México e Havaí. Ilhas e lugares de clima tropical serviram de inspiração pra muita gente, e eu, claro, como boa fã de estampa, tô amando tudo!

Christian LaCroix denominou a coleção “Say Something Nice”, e, decorrente desse título bem alto astral o que se viu foi uma explosão de cores, em listras e estampas, em especial as de hibisco. Destaque para estampas com flores e grafismos azul cobalto, mostrando que a vibe da estamparia do azulejo português tá longe de ter um fim.

nyfw2015desigual

 

Carolina Herrera: nada é tao clichê nos desfiles primavera-verão quanto a estamparia com florais. Isso não é uma coisa ruim, mas a repetição não é tão boa. E Carolina Herrera, rainha dos florais, sabe disso, e, muito embora tenha investido mais uma vez nesse print, resolveu dar uma roupagem mais tecnológica, usando e abusando das flores digitalizadas em seus vestidos, saias, e  conjuntos, e investindo em bordados com materiais menos óbvios.  A mulher de Herrera continua a mesma, transpirando feminilidade por todos os poros, e bem por isso não vai demorar para vermos queridinhas da marca, como Camilla Belle, Marion Cotillard, Renee Zellweger, e Julie Bowen, usando seus looks nos tapetes vermelhos por aí.

nyfw2015carolinaherrera

Pra vocês não cansarem de ler o post, vou ficando por aqui, e em breve venho com a quarta e última parte, e com breves highlights das semanas de moda européias.

Ah, lembrando que mais tarde no Insta do blog tem cobertura do red carpet do Grammy, não percam que é diversão total! : )

 

Páginas123