Dúvida Cruel: que vestido usar no baile de formatura?

Um dia desses eu recebi o e-mail de uma leitora, a Maria Clara Carvalho, pedindo uma mãozinha em relação a seu vestido de formatura do ensino médio.

No e-mail, ela disse o seguinte:

Gostaria muito de uma opinião sua sobre meu vestido de formatura( ensino médio).
Nao sei se uso curto ou longo, e também se vale mais a pena alugar ou mandar fazer um do meu jeito.Espero sua resposta, Beijão : *

Vamos por partes, então.

Sobre ser curto ou longo, te adianto que fica realmente a gosto do freguês, Clara. É que caiu a ditadura da moda, hoje em dia a gente é permitido usar praticamente tudo, as limitações ficam a cargo de nosso bom senso mesmo. Maaaaaaaaaaaaaaaas, como a formatura é sua, para destoar um pouco dos convidados é bom caprichar e ir de longo(como a Nara mesmo disse nos comentários abaixo). Fica mais classudo, sabe?

Só pra você sentir o drama, separei alguns modelos de longos, e de curtos pra te dar uma luz:

Sobre a segunda dúvida, é importante que você pesquise, bata perna. Vá em costureiras, lojas que alugam, e até lojas que vendem, porque já vi muito vestido cujo aluguel era mais caro que a compra, e vou te contar, o que tava à venda era mais bonito, fora que ele é seu, né?

Mas vou te dizer: prefiro costureira, e sou suspeita pra falar sobre isso, titia costura, e ela meio que concretiza minhas idéias, fica fácil pra mim. Porém, mesmo sendo suspeita, aconselho que, se você tiver uma costureira de sua confiança, leve uns modelos e pergunte se ela faz, e por quanto ela faz.

Bem, vou ficando por aqui, lembrando que se vocês quiserem que eu responda algo aqui no blog, só mandar e-mail para [email protected]. Sempre respondo, posso até demorar, mas respondo!

Dúvida Cruel: Curtinho em casamento, pode?

Hey gals!

Hoje a gente vai tirar a dúvida de uma leitora, que na verdade traduz a dúvida de várias outras leitoras que precisam ir a um casamento, e querem usar o vestido curtinho, ou, no máximo, um cocktail dress.

A Gabi me mandou um e-mail semana passada dizendo o seguinte:

“Boa tarde! Queria pedir umas dicas de modelos de vestido. A ocasião é um casamento e eu queria mandar fazer, gostaria de um modelo que desse para usar com sutiã e pretendo fazê-lo da cor azul (cobalto, ou parecido). Como não serei madrinha, creio q dê para usar um curtinho.”

Então, Gabi, pode acabar a aflição, já que vestidos curtinhos e cocktail dresses(de comprimento um pouco acima dos joelhos, ou até a altura dos tornozelos) estão liberadíssimos em casamento. Estão liberados no red carpet, quanto mais num casório!

Porém, preciso advertir que é importante seguir o traje que é pedido no convite. Se não vier especificando o traje, vai pelo bom senso; conhecendo os noivos e o tipo de casamento que você vai já é meio caminho andado para a escolha do visual.

Quanto à possibilidade de usar vestidos compatíveis com sutiã, optei por selecionar modelos que não são tomara-que-caia, e até consegui alguns vestidos na cor que você me disse no e-mail…então, vamos às fotos!

Em se tratando de casamento, algumas precauções, no entanto, devem ser tomadas:

- Nem pensem em ir ao casamento usando branco, nude, ou qualquer outro tom que se assemelhe ao vestido da noiva. O centro das atenções é ela, e somente ela. Mostrei alguns nesses tons clarinhos, mas foquem no modelo, e não na cor;

- Também não sou muito chegada a preto…acho muito “energia pesada” pra usar numa ocasião leve, como deve ser um casamento..

Bem, feitas essas considerações, abro o post para comentários e sugestões; afinal, ajudar Gabi nesse momento é o mesmo que ajudar a nós mesmas, quando estivermos na mesma situação!

Oh, Dúvida Cruel: Como usar blazer/spencer com brilho?

O Dúvida Cruel voltou, com um dilema da leitora Bruna Markes, do blog Papo Closet.

Ela tem um blazer com brilho, e não sabe como usar. Sente que foi uma compra “por impulso”, e deixou o bichinho lá, estocado, pedindo loucamente combinações pra fazer com ele.

Ainda segundo Bruna, a foto não reproduz bem o original, que é bem mais brilhoso. Mas, vamos à imagem:

Então, leitora amiga do meu core. A ideia do blazer é muito boa, mas a modelagem dele não é moderna, o que não significa que não tem jeito. Usá-lo subindo a manga(franzindo, ou dobrando), aberto, com uma peça bem descolada por baixo, pode deixar sua peça mais atual. Se quiser uma adaptação mais forte, pode colocar ombreira, pra deixá-lo bem Balmain.

Aliás, sobre a dúvida da Bruna, é importante que vocês todas saibam que as peças com brilho, muito brilho, estão no topo das paradas fashionísticas: saia, blazer, jaquetas, calças…

Tá aí essa sainha da Zara que não me deixa mentir:

As celebridades já entenderam o recado:

Mas a dúvida da leitora precisa de exemplos práticos, né? O mural de inspirações, pode ajudar, e muito!

Fiz ainda um grupinho de montações, para acabar de vez com a tristeza da leitora, e de sua peça, escondidinha lá no canto do guarda-roupas.

A lição que deve ser guardada é da que o blazer chama atenção por si só; logo, os complementos devem ser dosados. Nada de muito exagero, senão a poluição visual toda conta de tudo!

Um look todo preto, ou apenas um toque de cor, e nada mais, vai deixar seu blazer ser o centro das atenções, afinal, ele nasceu pra aparecer!

Fica muito bacana usar uma camisa por baixo dele, e arregaçar as mangas da camisa juntas com as do blazer. Atualiza sua peça em instantes!

Bem, espero que tenha ajudado mais uma amiga-leitora desesperada, e até o próximo Dúvida Cruel, lembrando que para participar, só mandar um e-mail para [email protected]

Dúvida Cruel: o que vestir para ir à Ópera?

E trabalhar com as miguxas(sou emo, tá?) dá nisso, dois materiais para posts no blog. O primeiro deles é na verdade uma indagação, e é urgente, por isso sobe logo hoje. A leitora/amygha Helena me pergunta o que vestir para ir a uma Ópera em Viena, já que ela vai passar o Carnaval por aquelas bandas.

Respiremos fundo, e postemos!

Primeiramente, importante dizer que essa coisa de dresscode em Ópera meio que não tá mais em uso, a não ser que seja realmente uma noite de gala(opening night), e o peçam algo realmente mais formal. Caso contrário, apreciadores- simples-mortais da ópera podem usar muita coisa, desde que não sejam muito chamativas, também para não destoar muito das pessoas que lá estarão. Ou vai querer ir de bermuda e camisa florida, como os americanos nonsense adoram passear? Não dá, né?

Mas, na prática, como fazer? Separei uma peça-chave, e várias coordenações que Helena poderá usar para estar linda e translumbrante na Austria, terra do meu ídolo Brüno!

- Saia: apesar do frio é possível usar saia, basta colocar uma meia bem encorpada que esquente as pernocas! Ankle boots da cor da meia sempre são ideais, porque alongam a silhueta:

- Vestido: adorei as composições de vestido e casaco; essas duas peças formam um combo incrível!

- Calça: eu tô numa vibe calça, não minto nem pra ganhar dinheiro. Acho phyno ir à òpera de calça, a peça é ultracoordenável e confortável!

Como não podia deixar de ser, separei algumas diquinhas rápidas, pras meninas que vão assistir a espetáculos do tipo:

1 – Procure saber o lugar. O que se deve vestir na ópera depende em parte do lugar onde você ira prestigiar o evento. Na Europa, as pessoas costumam se vestir melhor que nos EUA, e a Europa Continental se veste melhor que o Reino Unido. O lugar realmente determina exatamente o quão casual você poderá ir, ou o quão chique você terá que estar.

2 – O Tempo. Algumas pessoas – em especial nós, mulheres – geralmente possuem roupas e jóias que não costumam usar no dia-a-dia, e a ópera é o lugar perfeito pra tirar tudo isso do closet e mandar ver.

3 – Conforto. Não adianta também usar trajes que te causem desconforto. O ideal é casar uma roupitcha legal, que não te incomode, e ainda te dê mobilidade para depois do espetáculo, você poder ir para onde quiser sem ficar incomodado. Praticidade e conforto são a chave do sucesso.

Espero que tenham gostado! Querem tirar dúvidas como Helena fez? Só mandar e-mail para [email protected] Aguardo vocês!

Dúvida Cruel! Como usar o peep toe Maria Bonita para C&A?

Ai como é bom começar a semana com uma categoria nova! O Dúvida Cruel foi criado para acatar as sugestões de vocês, leitoras, e transformar em post. Bom, né?

E o de hoje foi um pedido de minha prima-leitora Chris, que comprou aquele peep toe bapho da Maria Bonita Extra para C&A, e queria saber como usá-lo.

O peep toe, em geral, é um calçado democrático, porque combina com muita coisa, o que já é um ponto positivo para a leitora, que comprou um calçado que vai servir para compor inúmeros looks.

Apenas para servir de inspiração, vou dar três diquinhas básicas de como usar os sapatinhos vermelhos de lacinho branco, que acho que ainda estão à venda na “seeandei”. E vamos à primeira de série:

Como o calçado tem um quê de romântico, o primeiro look ficou bem mocinha: saia floral, óculos gatinho e cinto caramelo. O ar mais hard fica por conta da camisa jeans, que quebra um pouco do romantismo mas não foge do bucolismo, e da bolsa Céline, que pode ser facilmente trocada por modelos de várias marcas brasileiras, como a Couro&Cia, por exemplo.

Já o segundo look foi feito pensando nas festinhas de fim de ano: babado, confusão e gritaria! O vestidinho de babadinho tem o romantismo quebrado pela clutch rocker, e o peep toe reina soberano, numa cor diferente de todo o look. Para mostrar os sapatos mesmo!

Pra terminar com chave de ouro, o look de fechar nas saídas com o boy: pernocas de fora e corpinho coberto da cintura pra cima. O bom do peep toe nessa montação é que ele – como quase todos os sapatos com salto – torneiam as pernas, dando aquele ar de perna trabalhada. Pra abalar Bangu I, II,  e III!

E aí, prima? Ainda na dúvida de como usar os peep toes?

Espero que tenham gostado, e para as amigas que querem ter sua dúvida esclarecida aqui no blog, por meio de um post no “Dúvida Cruel”, podem mandar DM no meu twitter(@devaneios_f), ou e-mail mesmo([email protected]) que farei de tudo esclarecer!