Batons bons, bonitos e baratos: minha mini coleção Dailus

Todo mundo sabe que o mundo está em crise. Não tá fácil pra Duquesa de Cambridge, vulgo Princesa Kate, que faz muito tempo que usa só roupa baratinha (não que isso seja desonroso, pelo contrário, só mostra o quanto ela é consciente, e diva), e não tá fácil pra gente, que tá longe de morar em um país de primeiro mundo. E se nossa renda atual não comporta um batom MAC, não há razão para comprá-lo, principalmente quando o mercado nacional oferta batons maravilhosos, e  custando um sexto do valor da marca canadense.

Um bom exemplo de marca boa, bonita e barata é a Dailus Color, que cresceu muito de uns 4 anos pra cá, e hoje tem uma linha extensa de batons, com coberturas diversas, assim como a M.A.C, e até uma linha de batom líquido. Minha paixão pela Dailus surgiu exatamente da vontade de ter alguns batons com cores legais, mas sem rasgar meu dinheirinho suado. Comecei comprando três exemplares, muito parecidos com o Saint Germain, Girl About Town e Chatterbox da M.A.C,  hoje tenho  uns onze batons Dailus. Os meus preferidos eu mostro hoje pra vocês, e vou fazer algumas comparações, fazendo as seguintes advertências:

- Os batons Dailus são bem baratos, antigamente comprava a cinco reais, mas hoje eles transitam entre 7 e 19 reais a depender da linha. Ainda assim vale a pena, já que um exemplar da M.A.C, por exemplo, tá custando 66 reais.

- Sim, eles têm um cheirinho diferente (acho que essa é a única reclamação que as clientes fazem deles), mas nada que incomode; gente, são batons de farmácia, não dá pra esperar um Chanel, óbvio! Porém, a cobertura é bem boa, e o cheirinho, quando a gente aplica, não fica lá nos caningando;

- Não, não exijam que esse batom seja um Dior. Ele vale o quanto pesa, como diz o ditado, e é bem digno quando se trata de custo benefício.

Agora sim, vamos ver meus prediletos da Dailus?

Dlsw1

Desse trio, dois eu amo e uso muito: o pêssego, e o nude, que lembram muito o Chatterbox e o Myth, da M.A.C. O laranjinha ainda não usei muito, tô estudando um jeito de usá-lo misturando-o a outras cores, e aplicando com os dedos pra ficar mais natural.

Dlsw2

O segundo trio é composto do Lilac, que amo também, o Pitanga, e o Goiaba. Dos três o que uso mais é o Lilac, ele se parece com o Snob, mas com um fundo mais roxinho. O pitanga (que lembra o Jeffree da Kat Von D, e tem um quê de Vegas Volt, da M.A.C) e o goiaba vão na minha bolsinha de make rápido, que fica dentro de minha bolsa da diária, para eu usar no trabalho e retocar ao longo do dia.

Dlsw3

Nesse último grupo eu coloquei minhas aquisições mais recentes: o batom Uva, pra fazer a linha “Diva” da M.A.C, toda trabalhada no batom marsala; o Pitaya Matte, que é rosa com um fundo levemente lilás, e o batom líquido Basque, que é meio cereja, lindo mesmo. Ah, falando em batom líquido tô aloka do batom líquido, depois faço post falando dele pra vocês!

E é isso, esses são meus prediletos da Dailus, batons que uso no dia-a-dia, e curto bastante, principalmente porque não dói no bolso comprá-los.

Mas me digam, cês curtem uns batons baratinhos também? Quais as marcas que vocês mais gostam? Gosto bastante da Dailus, mas amo a Vult também, porém é assunto pra oooooutro post!

Beijos!

2 Comentários para “Batons bons, bonitos e baratos: minha mini coleção Dailus”

    Gravatar Lili
    12 abril 2015

    Rose, onde você os compra?

    Rose Reply:

    Lili, tem em qualquer farmácia, lojas de beleza como o Sacolão, na Iskisita, e Miami Imports! Eles têm site também mas o frete é salgado, não vale a pena porque realmente tem em todo canto stand deles!


Deixe seu comentário